VELOZES E FURIOSOS 7 (2015) - CRÍTICA DESTRUTIVA

velozes-e-furiosos-7-critica-destrutiva

Há anos não faço as "Críticas destrutivas", em que eu focava apenas nas nuances que não fazem sentido em um filme, deixando de lado as virtudes e até mesmo se eu gostei do filme.  Cheguei a pensar se eu postaria mesmo, já que escrevi em 2017. 

No fundo, o filme teve um final tão emocionante por conta da morte do ator Paul Walker, que eu não quis denegrir a obra, que foi um mega sucesso. Deixei de lado, assim como Zack Snyder viu seu Liga da Justiça ser fatiado no mesmo ano e ser um fracasso. 

Mas eis que neste 2021, Snyder voltou com o Liga e isto acabou me inspirando a também retomar o post.  Mas vou seguir os moldes da época, colocando pontos, sem estabelecer uma crítica do filme propriamente dita. 

Mantive também a forma que eu fazia estes posts, de forma mais informal. 

Vamos lá:


Stathan Durão

Jason Stathan detona o hospital para mostrar que é durão. Como assim?? O hospital que esta cuidando de seu irmão? Ele destrói? Não faz qualquer sentido.
Gente... Se eu pegar um pedaço de pau e bater numa lixeira de plástico, ela vai demorar uma hora para quebrar. O cara detona o hospital até do lado de fora. Observe que quando ele sai do local, a placa que fica no alto, despenca.

Deus Diesel

Sabia exatamente quando o carro ia estourar na corrida da Letty...e que ela ia vencer...
E como Letty associa a multidão parabenizando-a pela vitória, com um cara atirando nela sendo que é o acidente que ela perde a memória? Não faz sentindo nenhum...

Deus Diesel 2

Ele acha Letty no cemitério onde eles têm uma conversinha, e ela o larga lá... 
Como ele sabia que ela iria para lá?  Não tem nenhuma indicação no filme. Almas gêmeas? Ou Vin Diesel é onipresente, onisciente....


Stathan Durão 2

Ele entra na divisão de homicídios e encara The Rock como se fosse nada, na maior cara de pau. E ainda manda ele para o hospital até o final do filme com a clavícula quebrada.
Agora imagina um King Kong encarando Godzilla:  Stathan vs Hobbs.
Mas The Rock não deixa por menos...
O cara cai, de não sei quantos andares, e fica vivo.
Certa vez eu cai do primeiro degrau da escada lá de casa e torci o pé.

Caixa bomba

Na cena seguinte, uma caixa chega na casa de Paul Walker. Na conclusão da cena, perceberá que se passou muito tempo entre uma cena e outra (afinal Jason foi pra Tóquio, matou Han e enviou a encomenda), mas o filme não passa esta noção.


Sequencia absurdo!

A caixa vem de Tóquio. É impossível que ela tenha temporizador, afinal Jason não conseguiria saber a hora precisa para um ataque. A caixa nem é tocada, para acioná-la sem querer.
O mais lógico seria pensar que a caixa foi acionada por telefone, o que é um absurdo, já que ele está em Tóquio naquele instante. Mas aí vem mais um absurdo. Jason estava participando da perseguição que acaba com a morte de Han. E ele liga para Vin Diesel naquele instante, e coincidentemente é o momento que a caixa está disponível na casa para explodir todos.
Mas o absurdo é que não dá para saber qual a ideia do roteirista, pois Toretto faz a conexão da caixa com a ameaça porque o telefonema vem de Tóquio. A cena sugere que seja mesmo um temporizador.
E, aliás, fazer interurbano é a coisa mais fácil no filme. Parece que você está ligando para o vizinho. Fazer viagens internacionais também é moleza. Especialmente se você é procurado!!!

Assemble!!!

A partir daí o filme faz uma conexão com os Vingadores (que ele copia descaradamente, já que é um filme de sucesso, inclusive a formação e supervilão). No hospital, Diesel encontra Dwayne e na TV faz uma referencia ao Hulk, que no filme, é o próprio The Rock.


Casamento

E o que dizer de Mia, irmã de Toretto? Grávida, numa fortaleza de bandidos, que estão protegendo ela e o marido, ao invés dela preocupar com o irmão que vai atrás de um assassino, ela manda o marido junto. Pior que quem reluta é ele...
Ela é tipo aquela esposa que manda você jogar vídeo game... ou ir ao futebol...ou sair para beber com os amigos...

Deus Diesel 3

Toretto vai para Tóquio... como se fosse na lanchonete da esquina. A impressão até aqui, é que o filme é completamente chutado, uma espécie de clipe de cenas que a gente espera que faça algum sentido no final.
Agora me digam: Se Toretto foi a Tóquio para fazer o translado do corpo (esqueçam a burocracia, esqueçam que isto demora meses, esqueça que nem parente ele é.), porque a única cena mostrada é a conversa com o rapaz que faz os "pegas" no terceiro filme??? A resposta é simples: para fazer o link de um filme com o outro (que até então, estava deslocado na série). Ou seja, colocá-lo canônico.


Bom, vamos ao funeral...

Sempre o filme mostra aquele grupo como uma família. Certo? Mas Ludacris fala com Paul Walker e  Tyrese Gibson que primeiro foi Han a ser morto, depois Hobbs foi para o hospital. Ele se esqueceu de Giselle (Gal Maravilha Gadot)? E para piorar, Hobbs vai para o hospital antes da morte de Han.

Deus Diesel 4...

No mesmo enterro, Diesel vai ser virando quando Stathan passa de carro ao fundo...Ele sentiu a presença do carro?  Segundos depois saem os dois loucamente pelo cemitério (não respeitando o enterro inclusive)...

Bom...vamos à perseguição...

para começar...Stathan detona um hospital, vai a Tóquio matar Han, detona Hobbs, fica de butuca no cemitério, e foge de Diesel???
Eles entram no túnel em perseguição, mas Toretto, ao entrar, o faz lentamente e Stathan  ja esta do lado oposto, posicionado de frente com o carro !!! Você que é motorista, faz bem a ideia de quantos minutos você demora fazendo isto... Ele parece se tele transportar para o lado oposto.


Voltando ao início da história que servirá de gancho para o Oitavo filme...

Não sei se preciso comentar que eles batem de carro, de frente no túnel, detonam o carro, e sai para discutir relação. Para piorar, entram em cena 50 caras, descendo de tudo quanto é lugar (me lembraram da cena das Minas de Moria, em Senhor dos anéis). E no meio deles, chega de carro o novo integrante da família: Kurt Russel.
Ele faz uma proposta: Diesel deve pegar um localizador, e com ele conseguirá achar Stathan. “Perái” gente. Stathan estava ali...Não seria mais fácil os 50 homens irem atrás dele? 
Claro que não, .pois o filme acabaria com 30 minutos, e não com 2h 17...
A coisa mais sem sentido do planeta!!! Ir atrás de um localizador, para antecipar os passos de quem sempre o acha primeiro!! Seria mais fácil contratar Stathan como localizador, pois ele ja estava na vizinhança mesmo...

Bom, vamos lá

My way, my crew...entoa Diesel na reunião com Russel..
Afinal, qual era sua equipe? Nós sabíamos, mas Russel sabia?
Mr. Nobody sabia lógico...
Aliás, o filme tem um tom de divindade. Russel, Stathan e Diesel disputam o posto de "Eu já sabia, sempre soube e sempre saberei o que você iria fazer no verão passado".
Aliás, a equipe chega providencialmente no momento que Kurt Russel se refere a ela...


A missão...

Nem vou falar no absurdo de pular de carro com um paraquedas no próprio carro. Isto já seria tema de uma dissertação. Mas o pior é a desculpa inconsistente: eles têm que fazer isto por que a área é inacessível...
Hein?
Hã?
Para estes caras?
Hein?
Ao chegarem ao lugar (com estrada, montanhas como qualquer serra de Petrópolis), quem está lá?
Jason Stathannnn!!!!
Ohhh!!!
Que lugar inacessível!!!
Agora, oollha que Whatta fuck !!! Eles estão alí para pegarem o localizador e encontrar Deckard Shaw, e quem aparece? Deckard Shaw...e para que? Impedir a família Toretto de pegar o localizador a fim de localizá-lo!!
Hein?
Hã?


E o que dizer da cena que Letty resgata Paul Walker do penhasco com o ônibus caindo?
Ou Toretto rolando barranco abaixo?
Ou a equipe dele encontrando-o no momento que ele chega lá embaixo e sai do carro?
Uma equipe divindade eu diria, pois no meio de tanta coisa acontecendo, tanto barranco, árvores, montanhas, eles foram exatamente ao local.

Gente... agora para tudo!!!
Como diabos, a hacker, que acabou de ser resgatada pelo grupo, sabe as particularidades de todos, sendo que ela não teve acesso a nada durante esta confusão de perseguições e tiroteios?
Hacker divindade...

Cena seguinte...

e lá estão eles indo para Abu Dhabi..como se fosse a coisa mais fácil , como eu disse...
Agora reparem a cena  que eles chegam de carro em frente a um palácio. O corte da cena sugere um espaço livre, e que eles estacionam lado a lado vindos sem manobras. Mas com a câmera seguinte vemos que é impossível, pois existem pessoas, carros, coqueiros e um chafariz.


Mas isto não é nada...
Michele Rodriguez sair na mão com Ronda Rousey não é nada...
A equipe toda elaborar uma invasão tipo "missão impossível", não é nada...
Tej ninja não é nada....
Stathan chegar ali (de novo), sendo que eles estão lá para pegar o localizador de Stathan não é nada...
Mas voar de prédio para prédio com carro, aí sim...é outro tema de dissertação...
Na sequencia eles encontram o Mohinder Suresh, e quem os encontra também? Kurt Russel. Gente, o cara não estava em sua base minutos atrás como vemos no filme.
Como eu disse Stathan, Russel e Diesel disputando o "trono divindade" do filme.

Mais um diálogo Whatta fuck:
"- Vamos em duas horas” - Diz Toretto
No corte seguinte, vem Toretto pronto para sair e diz: "-Vamos agora..."
Hein?
Ele quis enganar alguém? Tava com vontade de ir ao banheiro? Não queria perder o futebol que passaria depois?
Gente...que filme é este?
Agora, que finalmente usara o dispositivo, e localizaram Shaw, de que serviu? Nada...Stathan já esperava o ataque...
É ou não é o filme mais zoado do cinema?
E pior que eles vão embora e deixam o "olho de deus" para trás.


AGORA VAMOS RESUMIR...

ELES PASSAM O FILME PROCURANDO UM CARA QUE ACHA ELES O TEMPO TODO. PASSAM O FILME INDO ATRÁS DO LOCALIZADOR PARA ACHAR O CARA QUE ESTA PERTO DELES O TEMPO TODO.
E QUANDO ACHAM, FOGEM E DEIXAM O LOCALIZADOR COM O CARA QUE PRECISAVA SER LOCALIZADO...
Entenderam?

Bom
Se seguem perseguições na terra do GTA. Naves, prédios explodindo, desabando, lutas explosões. Parece o final dos Vingadores.
Mas muito importante ressaltar a sequencia que eles trocam a hacker de carro. É de um absurdo impar, aliás, como todo filme.
Agora me expliquem, leitores. Como "The rock", que resolveu aparecer na festa, conseguiu calcular que ele iria cair em cima do drone, como visto no filme? Ele estava numa ambulância e o drone seguia  hiper rápido no túnel. Ele salta com a ambulância e destrói o drone...Whatta fuck!!!
AH.. e ele pega a metralhadora do drone... Claro.
Agora a sequência final de absurdos, graças a Deus..
Dom passa “embrasado” pela garagem desabando como se ela tivesse quilômetros. Ele planeja saltar de carro e jogar umas granadas no helicóptero, que atira nele implacavelmente. Mas como? Diesel sabia todo o tempo que iria desabar um andar e fazer de rampa.


Ao saltar ele deixa a sacola pendurada no helicóptero. (alguém já jogou lixo numa lixeira de dentro do carro em movimento e acertou? imagina o carro voando e num helicóptero)
The Rock vê a sacola e atira nela. Gente, The Rock tá na rua, a muitos e muitos metros da li. É de noite. Como ele poderia ver a sacola? E atirar e acertar ainda...
Dom tem uma parada cardíaca depois de saltar com um carro, e dar uma capotada? E tudo que ele passou no filme? E pior que ele volta falando com Letty e não com a massagem de Brian.

Pulamos agora para a cena que Jason Stathan é preso numa cela absurdamente segura e prometendo voltar ainda... 
E volta mesmo, só que no grupo dos mocinhos, fazendo parte agora da "família".
Mas mesmo escrevendo isto tudo, adoro estes absurdos e mal posso esperar pelo próximo filme.

Tecnologia do Blogger.