SCARLETT SEIXAS - RESPONDE ÀS 7 PERGUNTAS CAPITAIS

scarlett-seixas-7

Através das 7 perguntas capitais eu conheci o mundo, literalmente. Consegui conversar com pessoas que eu jamais imaginaria que seria possível. Foi um projeto incrível. São apenas 7 perguntas, mas que fornecem um pequeno mosaico da carreira e paixão do entrevistado (a) pelo cinema.


E hoje, com vocês a Digital influencer Scarlett Seixas

Boa sessão:

1) É comum lembrarmos com carinho do início da nossa relação com o cinema. Os filmes ruins que nos marcaram, os cinemas frequentados (que hoje, provavelmente, estão fechados), as extintas locadoras de VHS e DVD que faziam parte do nosso cotidiano. Você é uma apaixonada por cinema? Conte-nos um pouco de como é sua relação com a 7ª arte.

S.S.: Sim, sou apaixonada por cinema. Lembro com muito carinho dos primeiros filmes que assisti no cinema com meus pais, das idas às locadoras aos finais de semana, de colocar para rebobinar a fita VHS. Aí já entreguei a idade né? (risos). Me considero da geração privilegiada que conheceu o auge do VHS, a inovação com a chegada do DVD e agora está vivendo a era do Streaming. Mas, pra mim, a melhor experiência é assistir aos filmes na sala de cinema. Desde pequena, amo ir ao cinema e hoje considero de certa forma até uma terapia.

2) Muitos adoram fazer listas de filmes preferidos. Outros julgam que é uma lista fluida. Para não te fazer enumerar várias obras, nos diga qual o filme mais importante da sua vida.

S.S.: Eu realmente tenho uma lista fluida, pois são muitos filmes que eu gosto muito e tenho aquele carinho especial. Mas já que a pergunta é sobre o filme da minha vida, então é sem dúvidas “O Diabo Veste Prada”. Ele mostra a história e batalhas de mulheres empoderadas no mercado da moda, como é cansativo e doloroso chegar ao topo. Tudo o que elas abriram mão para estar em evidência e serem respeitadas. Te deixa com aquele questionamento se aquilo tudo vale realmente a pena do final. Acho que já assisti mais de 50 vezes (risos). 

3) Você é modelo, fez curso de teatro, estudou jornalismo e adora se comunicar. São funções diretamente ligadas a quem faz cinema. Nunca pensou em ser atriz ou mesmo criar um canal de youtube para falar especificamente sobre o assunto, já que é nítida sua tendência para a área?

S.S.: Sim, atualmente trabalho como modelo plus size na agência Forum Model Management. Não cheguei a me formar jornalista, larguei na reta final. Ser atriz ainda é um dos meus sonhos, fiz um curto período de curso de teatro no Rio de Janeiro, mas por problemas familiares voltei para o Rio Grande do Sul. Eu tenho um canal no YouTube e os planos para esse ano são investir mais tempo para colocar mais conteúdo sobre meu lifestyle lá e, sim, continuo com o sonho de ser atriz ou apresentadora de TV. 

4) Uma das principais características do cinema é aguçar nossa imaginação. Dito isso, qual papel no cinema ou TV você gostaria de ter interpretado?

S.S.: Pisciana sonha acordada né? Então já me imaginei em diversos papéis, mas o último que gostaria muito de ter interpretado é a Cruella do último live action da Disney, aquela vilã carismática que tem todos os motivos do mundo para ser vilã.

5) Vivemos em um mundo extremamente polarizado, para o bem ou para o mal, e você é uma digital influencer. Como você lida com a responsabilidade de influenciar pessoas?

S.S .: Trabalhar com internet é uma responsabilidade muito grande, em minutos você alcança milhares de pessoas. Eu tento sempre ser uma influência positiva na rotina dos meus seguidores, utilizo do carinho e bom humor para deixar o dia de quem me acompanha mais leve. Sou muito honesta e somente indico produtos e serviços que já testei e confio. Para mim, não são números, mas amigos que estão ali comigo todos os dias na boa e na ruim.

6) Por ser uma digital influencer, você precisa lidar com exposição. Neste contexto, qual foi a experiência mais positivamente marcante?

S.S.: Sim, eu lido com a exposição de forma bem tranquila porque já trabalho como modelo desde meu 1 ano de idade. A experiência mais positiva é ser reconhecida com tanto carinho no bairro que eu moro aqui em Canoas/RS. Mas meu coração também transborda de alegria quando recebo mensagens no direct de alguma seguidora que começou a se amar mais e se olhar com mais carinho depois que começou a me seguir.

M.V.: Em contrapartida, houve alguma tão ruim que a fez repensar em continuar sendo digital influencer?

S.S .: Claro, nem tudo são flores, já sofri muito hate por ser uma mulher livre e independente. O pior foi ser julgada por mulheres que eu admirava na internet somente por eu ter postado uma foto de biquíni ao lado de uma chopeira, fui acusada de sexualizar a cerveja entre outras coisas bem pesadas. Isso foi no início de 2019, fiquei com crises de ansiedade e quase desisti. Mas com apoio do meu marido e família tive forças para dar a volta por cima. No final de tudo, posso dizer que isso serviu para meu amadurecimento e hoje nada disso me abala.

7) Para finalizar, cite uma frase famosa do cinema que representa você.

S.S .: “Ou você morre herói, ou vive o suficiente para se tornar o vilão.” de Batman – O Cavaleiro das Trevas

M.V.: Obrigado. Foi um prazer.





Tecnologia do Blogger.