BARBARA STANWYCK - 10 FILMES ESSENCIAIS


Talvez Ruby Catherine Stevens fosse uma mulher comum fora do mundo cinematográfico, mas como Barbara Stanwyck, conquistou o mundo. De presença forte e favorita de diretores como Fritz Lang e Frank Capra, ela conquistou uma carreira gigante durante quase 60 anos de carreira. Sua estréia foi aos 16 anos e já em 1929, atuava em filmes falados. Sua primeira indicação ao Oscar veio por Stella Dallas, de 1937. Em 1939, ela estrelou o papel principal em Aliança de aço, o primeiro filme a ganhar a Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes. Em 1944, Stanwyck se tornou a mais bem paga da Indústria Cinematográfica.

E hoje, Barbara é nossa homenageada nos 10 filmes essenciais.

Boa sessão:
 


Mae Doyle (Barbara Stanwyck), na esperança de encontrar um marido rico, viveu em grandes cidades, mas só se envolveu com um homem casado. Após sua morte ela retorna para sua cidade natal para viver com Joe (Keith Andes), seu irmão. Ela começa a se relacionar gradativamente com Jerry D'Amato (Paul Douglas), um simplório pescador que é amigo de Joe. Através de Jerry ela conhece um projecionista de filmes, Earl Pfeiffer (Robert Ryan), que tenta conquistá-la declarando seus sentimentos, apesar de ser casado. Mae o evita e se casa com Jerry. Paralelamente Earl se divorcia. Pouco tempo depois, Mae e Jerry têm um bebê e tudo parece bem, mas Mae não está apaixonada pelo marido e logo se vê nos braços de Earl.


Adaptação de uma peça de rádio escrita por Lucille Fletcher que conta a história da solitária Leona Stevenson (Barbara Stanwyck). Adoentada e confinada a uma cama, ela passa as noites à espera do marido. Certa vez Leoana decide ligar para o trabalho dele, mas acidentalmente entra numa linha cruzada. Na conversa que ouve, dois homens planejam um assassinato. Desesperada, Leona tenta descobrir quem é a vítima e assim evitar o crime.


Três jovens - Martha, Walter e Sam - estão ligados para sempre graças a um terrível segredo. Décadas depois, Martha e Walter estão casados - ela é uma rica e bem-sucedida industrial; ele é um popular e ambicioso promotor de justiça. Mas quando Sam surge inesperadamente na cidade e em suas vidas, as tensões crescem. Será que ele voltou somente para uma visita. ou está em busca de uma compensação para manter o segredo enterrado?


Em 1938, um agente de seguros encontra a atraente (e casada) Phyllis Dietrichson quando vai efetuar um negócio, e ambos logo se apaixonam. Phyllis o convence a seguir um plano para assassinar o marido dela após fazer um seguro de vida para ele. O objetivo dos dois é ficar com o dinheiro do seguro. Mas nem tudo dá certo na execução de tal plano.


Quando Henry Connell (James Gleason), seu editor, a demite, Ann Mitchell (Barbara Stanwyck), uma jornalista, publica sua última matéria, uma carta criada por ela e assinada por John Doe comunicando que cometerá suicídio no Natal em protesto contra corrupção e a pobreza, que invadem o país. Isto gera várias reportagens, nas quais Ann denuncia as injustiças sociais. Tal fato leva o jornal a procurar alguém para representar John Doe e o escolhido é Long John Willoughby (Gary Cooper), um vagabundo. Mas a popularidade de John cresce de tal maneira que os fatos saem do controle.


Oito professores estão voltados exclusivamente para a elaboração de um enciclopédia. Nenhum deles é casado, pois acredita-se que ter uma família pode ser prejudicial para o andamento dos trabalhos. Bertram Potts (Gary Cooper), o mais novo dos professores, tem como função preparar a parte de literatura inglesa e quer incluir no seu trabalho as mais variadas formas de gíria. Assim anda entre a população fazendo anotações e encontra em Sugarpuss O'Shea (Barbara Stanwyck), uma sexy cantora de boate, uma fonte inesgotável de termos popularescos. 


Depois de passar um ano em uma excursão na Amazônia, o rico e ingênuo dono de uma cervejaria conhece em um cruzeiro a sedutora Jean Harrington (Barbara Stanwyck). Ela, que é uma golpista, se aproxima de Charles Pike (Henry Fonda) pra lhe roubar a fortuna. Um engano vai separar os dois, mas para reconquistá-lo e depois se vingar do homem por tê-la abandonado, Jean vai aparecer em Connecticut como uma herdeira inglesa. Só que dessa vez ela vai realmente se apaixonar por ele.


Pouco antes do Natal, Lee Leander (Barbara Stanwyck) é presa por furto. Com sua terceira infração, ela é processada por John Sargent (Fred MacMurray), que adia o julgamento após as comemorações já que ter uma condenação durante essa época é difícil. Com pena de Lee, John arranja uma fiança para ela e a leva para passar o Natal na casa da mãe dele. Os dois acabam se apaixonando, problematizando o julgamento que está por vir.


Stella (Barbara Stanwyck) é uma mulher simples que se casa com o bem-sucedido Stephen Dallas (John Boles). Pouco depois do casamento os dois têm uma filha chamada Laurel (Anne Shirley), só que Stephen resolve voltar para sua antiga namorada, e abandona a esposa e a filha. Stella faz de tudo para criar Laurel sozinha, e se dedica completamente à felicidade da filha. Só que quando a menina cresce, ela passa a se interessar pelo estilo de vida luxuoso que o pai leva, e sente vontade de ir morar com ele. 


Desde cedo explorada pelo pai, Lily Powers (Barbara Stanwyck) abandona a Pensilvânia quando ele morre e segue para Nova York decidida a ascender socialmente. Engata um romance com Jimmy McCoy (John Wayne), que arruma para ela um emprego no banco em que trabalha. Lily, no entanto, tem ambições maiores e logo o troca pelo dono da empresa.


BARBARA STANWYCK

(Digipak com 2 DVDs)


Obras-Primas do Cinema, apresenta: Barbara Stanwyck. Digipak com 2 DVDS e 4 filmes de uma das atrizes mais populares e respeitadas da Era Clássica de Hollywood. Nesta coleção reunimos alguns de seus filmes mais prestigiados, com destaque para a versão remasterizada de “Stella Dallas”, filme que lhe imortalizou na história de Hollywood e que lhe deu a primeira de suas quatro indicações ao Oscar. Nos extras, um especial imperdível sobre a trajetória da atriz.


Disco 01:

Stella Dallas, Mãe Redentora 
(Stella Dallas | 1937 | 1.37:1 | Idioma: Inglês 2.0  | Legenda: Português - Inglês | Preto e Branco | 105 min.)
Direção: King Vidor. Elenco Principal: Barbara Stanwyck, John Boles, Anne Shirley.

Stella e Stephen Dallas são casados e têm uma filha, Laurel. O casal se separa quando Stephen se cansa do comportamento vulgar de Stella. Em pouco tempo, Stephen vai morar com a viúva Helen, abalando Stella profundamente. Isso faz com que Laurel passe a ser a única razão pela qual Stella viva. Refilmagem do filme mudo de mesmo nome, de 1925, foi a primeira das quatro indicações ao Oscar de Melhor Atriz que Barbara Stanwyck recebeu em sua carreira. 

Lembra-se Daquela Noite?
(Remember the Night | 1940 | 1.37:1 | Idioma: Inglês 2.0  | Legenda: Português - Inglês | Preto e Branco | 94 min.)
Direção: Mitchell Leisen.  Elenco Principal: Barbara Stanwyck, Fred MacMurray, Beulah Bondi.

Às vésperas do Natal, Lee Lander é presa por tentar roubar um bracelete de uma vitrine de uma joalheria. No tribunal, é decidido que ela aguardará julgamento após as festas de fim de ano. O promotor comovido pela sua situação resolve levá-la sob custódia para passar as festas de fim de ano com sua família, iniciando assim, um romance entre os dois. Uma comédia dramática natalina, e primeira das quatro parcerias que a atriz faria com Fred MacMurray, como no cultuado noir Pacto de Sangue.


Disco 02:

Minha Reputação
(My Reputation | 1946 | 1.37:1 | Idioma: Inglês 2.0  | Legenda: Português - Inglês | Preto e Branco | 94 min.)
Direção: Curtis Bernhardt.  Elenco Principal: Barbara Stanwyck, George Brent, Warner Anderson.

Após perder o amado marido, a viúva Jessica Drummond busca recomeçar a vida com seus filhos e conhece um major do exército. Mesmo com a pressão dos amigos e da família ela se deixa envolver e inicia-se um romance. Considerado pela própria Barbara Stanwyck como um de seus filmes favoritos em que atuou.

Só a Mulher Peca
(Clash by Night | 1952 | 1.37:1 | Idioma: Inglês 2.0  | Legenda: Português - Inglês | Preto e Branco | 105 min.)
Direção: Fritz Lang.  Elenco Principal: Barbara Stanwyck, Robert Ryan, Marilyn Monroe.

Após tentar a vida na cidade, Mae Doyle volta para uma pequena comunidade pesqueira na Califórnia, sua cidade natal, como uma mulher cínica. Seu irmão Joe teme que seu amor, a trabalhadora Peggy, possa acabar como Mae. Mae se casa com Jerry e tem um filho, mas vive dividida e sente-se atraída por seu amigo Earl, que tenta conquista-la apesar de ser casado. Dirigido pelo mestre Fritz Lang, o filme marca a parceria entre a consolidada e experiente Barbara Stanwyck, e a então estrela ascendente, Marilyn Monroe.
 
EXTRAS:

Entrevista com Henry Bumstead e Constance Moore (5 minutos)
Especial Sobre Barbara Stanwyck (5 minutos)


Tecnologia do Blogger.