WILLIAM FAULKNER - 10 FILMES ESSENCIAIS

william-faulkner-10-filmes-essenciais

Para começo de conversa, William Cuthbert Faulkner foi um escritor norte-americano, considerado um dos maiores romancistas do século XX. Entre um livro e outro, escreveu para o cinema, muito em função de não ganhar dinheiro suficiente com seus romances e contos para sustentar seu crescente número de dependentes.

Faulkner recebeu o Prêmio Nobel de Literatura de 1949 e dois prêmios Pulitzer, por "A Fable" em 1955 e "The Reivers", que foi publicado pouco antes de sua morte em 1962.

Seu roteiro para  Uma Aventura na Martinica de Ernest Hemingway (1944) marca a única vez na história do cinema em que dois autores ganhadores do Prêmio Nobel foram associados ao mesmo filme ... embora Faulkner e Hemingway nunca tenham sentido muita simpatia um pelo outro .


Ele sempre rejeitou todas as ofertas que recebeu para escrever roteiros baseados em seus próprios livros. E apesar de seu longo relacionamento com Hollywood, apenas uma das mais de cem histórias que ele escreveu se passa lá: "Golden Land".

O diretor Howard Hawks contou uma vez como levou Faulkner e Clark Gable junto com ele em uma viagem de caça. E o seguinte diálogo realmente aconteceu:

O senhor escreve Sr. Faulkner? Perguntou Clark Gable
“Faulkner respondeu:” Sim. E o que você faz Sr. Gable? ".

Eram outros tempos.

Abaixo os 10 filmes essenciais que levam o nome de  Faulkner, seja no roteiro ou como obra adaptada:
 

Temple Drake é uma mocinha mimada, filha do juiz de Dixon, cidade do Sul dos Estados Unidos. Durante uma festa, ela sai com Toddy Gowan, um de seus pretendentes, porém o automóvel em que estão quebra próximo ao bar do contrabandista de bebidas Lee Goodwin. Ambos são levados para a casa por Trigger, um degenerado impotente, e sua turma.


Um capitão de navio, envergonhado de seus antecedentes no tráfico de escravos, forçado contra sua vontade a transportar novamente carga humana. Ele tenta sair desta vida, buscar uma tripulação respeitável e se casar com sua paixão, Nancy.


Mar do Caribe, Martinica, 1940. Harry Morgan (Humphrey Bogart) é o capitão e dono de um pequeno barco, que ele aluga para turistas. Acontece que membros da Resistência Francesa querem alugar o barco de Morgan, para ele pegar "discretamente" um colaborador importante. Harry diz que não fará o serviço, pois não quer se meter em confusões. Além disto iria receber US$ 825 de Johnson (Walter Sande), um cliente que não tinha lhe pago pois precisava ir ao banco no dia seguinte para sacar a quantia. Por acaso Marie Browning (Laren Bacall), uma batedora de carteiras que naquela tarde tinha chegado no local, pega a carteira de Johnson. Morgan vê o roubo, vai atrás dela e descobre que haviam US$ 1400 em cheques de viagem e uma passagem de avião, que sairia bem cedo, ou seja, antes do banco abrir. 

Era claro que Johnson não pretendia pagar, assim Harry e Marie lhe devolvem a carteira. Percebendo que tinha sido pego, Johnson ia pagar com cheques de viagem, mas então começa um tiroteio entre a polícia e membros da resistência. Uma bala perdida mata Johnson, assim Harry não pôde receber o dinheiro. Para piorar, a polícia "confisca" o pouco que tinha. Sem dinheiro, Morgan tem como única alternativa aceitar o serviço para a Resistência, sem imaginar o que aconteceria.

Um detetive particular, Philip Marlowe (Humphrey Bogart), é chamado por Sternwood (Charles Waldron), um milionário que diz que está sendo chantageado novamente, pois há dois anos pagou US$ 5 mil para que Joe Brody (Louis Jean Heydt) deixasse Carmen (Martha Vickers), sua filha mais nova, em paz. Agora Arthur Gwynn Geiger (Theodore von Eltz) quer receber alguns milhares dólares, referentes a dívidas de jogo de Carmen. Philip aconselha que a dívida seja paga, pois Carmen assinou promissórias, mas Sternwood quer de qualquer maneira ficar livre de Geiger e diz para Marlowe cuidar disto. 

Antes que saia da mansão Vivian (Lauren Bacall), a filha mais velha de Sternwood, fala com Marlowe e lhe pede que encontre Shawn Regan, um grande amigo de Sternwood, que desapareceu. Marlowe segue Geiger até a casa dele e fica vigiando. Então repentinamente ouve um tiro e vê um carro fugindo. Marlowe constata que Geiger foi morto e ao lado dele está Carmen, que não tem noção do que está acontecendo, pois está drogada. Ele a leva para casa e deixa Carmen aos cuidados de Vivian, construindo um álibi ao dizer para Vivian que, para todos os efeitos, Carmen ficou ali toda a noite. Porém esta era apenas a primeira de várias mortes.


Um homem branco foi morto em uma aldeia, e todo o mundo culpa um homem negro, com base exclusivamente em hipóteses vagas. Mas a massa monstruosa quer linchar o suspeito emergir um advogado, uma mulher velha e um menino que estarão predispostos a arriscar suas próprias vidas e se unir para evitar o linchamento


Na década de 1930, um Ás da pilotagem da Primeira Guerra Mundial chamado Roger Schumman foi reduzido a um mero piloto do circuito de acrobacias aéreas para exibição. A sua família é forçada a viver como cachorros, sem dinheiro ou atenção, enquanto Roger persegue a sua única verdadeira paixão: o avião. Quando Burke Devin, um repórter, aparece no circuito para realizar um daqueles especiais "Por onde andará...?" com Schumann, ele sente repulsa pelas condições críticas e miseráveis em que o herói vive, e se sente inevitavelmente atraído por sua belíssima mulher: LaVerne.


Ben Quick (Paul Newman) deixa uma cidade após suspeitarem, sem provas, que é um incendiário. Ele põe o pé na estrada e consegue carona com Eula Varner (Lee Remick) e Clara Varner (Joanne Woodward). Eula é casada com Jody Varner (Anthony Franciosa), cujo pai, Will Varner (Orson Welles), é "dono" de Frenchman's Bend, uma pequena cidade do Mississipi. Já Clara, a filha solteira de Will, trabalha como professora. Ben se estabelece lá e logo consegue um ascensão meteórica, indo morar na casa do seu patrão, Will. Ele se torna um sério candidato para casar-se com Clara, pois Will não tolera a idéia que ela não lhe deixe herdeiros.


Jefferson, Mississípi. A outrora rica família Compson mora em um casarão que está caindo aos pedaços. Só um membro da família, Jason (Yul Brynner), trabalha para pôr comida em casa. Quentin (Joanne Woodward) é uma jovem mulher que anseia em ser independente, mas é controlada por Jason. Ela nunca teve o carinho materno, pois sua mãe, Caddy (Margaret Leighton), uma viciada em sexo, a abandonou logo após lhe dar a luz. Descobrindo ser impossível achar amor na sua família, 


Quentin opta por se relacionar com Charlie Bush (Stuart Whitman), o irresponsável funcionário de um circo que está na cidade. Paralelamente há Benjamin Compson (Jack Warden), o retardado membro da família, que é uma fonte sem fim de constrangimentos. Há também o alcoólatra Howard Compson (John Beal) e Caroline Compson (Françoise Rosay), que apesar de não ter dinheiro gostaria de tomar o café na cama todas as manhãs e ser tratada como uma grande dama.


O boa-vida Boon Hogganbeck convence Lucius, filho pré-adolescente do seu patrão, a roubar o carro do pai e sair em uma viagem. Quando perdem o veículo, eles se metem em diversas aventuras para recuperá-lo.

O filme foi indicado ao Oscar de melhor trilha musical para o então novato John Williams (hoje recordista de prêmios) e Rupert Crosse  que morreu de câncer logo depois, em 1973  e ao Globo de Ouro de melhor ator (McQueen) e ator coadjuvante (o menino Vogel).


Uma tradicional família de aristocratas do sul dos Estados Unidos entra em decadência. O nome da família entra em declínio pois grandes segredos foram relevados, o que está afetando até as gerações mais novas. São retratados os pontos de vistas dos três irmãos sobre os acontecimentos que afetaram suas vidas e o destino de sua irmã.



OBRAS-PRIMAS DO CINEMA, lançou: CINEMA PRE-CODE, nesta coleção de 4 filmes restaurados e remasterizados, estão reunidos quatro filmes desse importante período da história da 7ª arte, que explorava assuntos como o uso de drogas, prostituição, homossexualidade, infidelidade, além da glamourização de gângsteres e de mulheres que usavam o sexo como ascensão social. Em digipak especial com 2 DVDs e 4 cards!

Disco 01:

O Cântico dos Cânticos
(The Song of Songs | 1933 |1.37:1 | Áudio: Inglês | Legendas: Português, Inglês| Colorido | 89 minutos)
Direção: Rouben Mamoulian. Elenco Principal: Marlene Dietrich, Brian Aherne, Lionel Atwill.

Após a morte de seu pai, Lily se muda para Berlim para morar com sua tia. Lá, ela se apaixona por um escultor que se interessa em esculpi-la para um Barão. Porém, quando o Barão conhece Lily, decide fazer de tudo para conquistá-la. Estrelado por Marlene Dietrich, é uma adaptação da obra do também alemão Hermann Sudermann, escritor de Aurora.

Santa Não Sou

(I'm No Angel | 1933 | 1.37:1 | Áudio: Inglês | Legendas: Português, Inglês| Preto e Branco | 87 minutos)
Direção: Wesley Ruggles. Elenco Principal: Mae West, Cary Grant, Gregory Ratoff.

Tira é uma artista de circo, e golpista, que busca uma vida melhor se envolvendo com homens ricos de Nova Iorque. Um drama romântico repleto de música, glamour e humor. Sucesso de público escrito e protagonizado por Mae West, a polêmica multiartista e sex-symbol norte-americana.


Disco 02:

Levada à Força

(The Story of Temple Drake | 1933 | 1.37:1 | Áudio: Inglês | Legendas: Português, Inglês| Preto e Branco | 71 minutos)
Direção: Stephen Roberts. Elenco Principal: Miriam Hopkins, William Gargan, Jack La Rue.

Temple Drake é uma bela e rica sulista, mas neurótica, que se vê presa no esconderijo de uma gangue de contrabandistas. O líder da gangue a deseja e está determinado a não permitir que nada o impeça de tê-la. Baseado em “Sanctuary”, uma das obras mais ousadas de William Faulkner.

Serpente de Luxo

(Baby Face | 1933 | 1.37:1 | Áudio: Inglês | Legendas: Português, Inglês| Preto e Branco | 76 minutos)
Direção: Alfred E. Green. Elenco Principal: Barbara Stanwyck, George Brent, Donald Cook.

Lily Powers é uma alpinista social que utiliza o sexo como arma. Explorada durante toda a vida, decide virar o jogo e explorar os infelizes homens de um grande banco da cidade. Sua escalada de andar a andar do edifício, até chegar ao topo, simboliza sua ascensão social. Um dos filmes mais representativos do período Pre-Code.


EXTRAS:

• Pre-Code vs. Código Hays (5 minutos)
• Discutindo Levada à Força (15 minutos)
• "Levada à Força" e Miriam Hopkins (20 minutos)
• Making of de Levada à Força (18 minutos)

MAIS INFORMAÇÕES DA EDIÇÃO:

Título: Cinema Pre-Code
País de Produção: Estados Unidos
Ano de Produção: escrever
Gênero: Drama | Romance | Comédia
Direção: Rouben Mamoulian, Wesley Ruggles, Stephen Roberts, Alfred E. Green.
Elenco: Barbara Stanwyck, Marlene Dietrich, Miriam Hopkins, Mae West, Cary Grant, George Brent, William Gargan, Brian Aherne, Lionel Atwill, Gregory Ratoff, Jack La Rue, Donald Cook.
Áudio: Dolby Digital 2.0
Idioma: Inglês
Legendas: Português - Inglês.
Duração Aproximada: 323 minutos.
Região: Aberto para todas as zonas (Livre)
Classificação Indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos. Contém: Insinuação sexual, Consumo de drogas lícitas



Tecnologia do Blogger.