ELIO PETRI - 10 FILMES ESSENCIAIS


Elio Petri nasceu em Roma dia 29 de janeiro de 1929, Vindo de uma família de artesãos, desde cedo se entregou à militância política e crítica de cinema, participando das atividades da federação de jovens do Partido Comunista. Já aos 16 anos começou a escrever artigos e apaixonou-se pelo cinema. Começou sua carreira profissional como jornalista em L'Unità (como crítico de cinema).

Foi introduzido no cinema pelo cineasta neorrealista Giuseppe De Santis. Faleceu precocemente em 10 de novembro de 1982, aos 53 anos, vitimado por um câncer.

É nosso homenageado de hoje:


Mastroianni interpreta um dono de antiquário acostumado a trapaças na vida, que, a certa altura, torna-se o principal suspeito pela morte de sua amante. Durante o longo e penoso interrogatório, o personagem lembra-se de certos trechos do seu passado em que se comportou indecentemente. Na relação que se estabelece com a polícia truculenta, há muito de inspiração na literatura de Franz Kafka e Albert Camus.
Primeiro longa-metragem de Petri, "O Assassino" já carrega muitos dos elementos que marcariam a carreira do cineasta, como o tema da alienação social e política e a câmera que vaga por entre os personagens de maneira espontânea, à la Nouvelle Vague.


Cesare é um solitário encanador romano. Um dia, viajando de bonde, ele testemunha a morte súbita, por ataque cardíaco, de um homem em sua idade. O evento deixa-lhe chocado e começa a pensar que seus dias estão contados. Dessa forma, ele começa a usar seu tempo para aproveitar a vida, saindo de seu trabalho, mas isso também começa a ser um problema


Professor de escola primária Mr. Mombelli, insatisfeito com sua vida, é conduzido por sua esposa a demitir-se e iniciar uma nova atividade. Ele investe toda a sua boa vontade a criação de uma pequena fábrica de calçados. Mas depois de algum tempo, de forma inesperada, uma revisão financeira por parte das autoridades fiscais conduz a empresa à ruína. Ada, sua esposa, começa a ser infiel e este é mais um forte golpe para a sua vida. Mas não é ainda o suficiente, uma tragédia está espreitando Mombelli.


Num futuro próximo, as guerras são evitadas com a oportunidade dada a pessoas com índole violenta de matar a outros num jogo de vida ou morte chamado 'A Grande Caçada'. A Caçada é a forma de entretenimento mais popular do mundo e atrai todo tipo de pessoas em busca de fama e fortuna. Ele é disputado em dez rodadas para cada competidor, cinco como caçador e cinco como vítima. Quem conseguir chegar ao fim e liquidar seu décimo adversário, torna-se extremamente rico, famoso e se aposenta. A história é centrada no embate entre a vítima Marcello Poletti (Mastroianni) e a caçadora Caroline Meredith (Andress), os dois em busca de sua décima vítima.


Sicília, anos 60. Um farmacêutico, após receber cartas anônimas, é morto, junto com seu amigo médico, durante uma caçada. As investigações levam a crer que se trata de um crime de honra. Mas Paolo Laurana, um professor de esquerda, tem uma teoria diferente e quer a verdade sobre estes mortos. Porém, a máfia, a Igreja e os políticos corruptos não querem que ele descubra e farão de tudo para isto acontecer.


A história acompanha o jovem artista que escapa do estresse da cidade grande e aluga uma casa em uma área isolada . Coisas estranhas acontecem lá e começam a enlouquecê-lo. Sua sensibilidade e imaginação são reforçadas por sua reclusão. Ocorre assim uma desintegração da mente do protagonista .


O arrogante inspetor da policia de homicídios (Gian Maria Volonté), corta a garganta da sua sexy namorada (Florinda Bolkan), enquanto faz amor, e, propositadamente, vai deixando pistas que conduzirão os investigadores a ele, apesar de se considerar um cidadão acima de qualquer suspeita. Acabado de ser promovido a novo chefe da polícia, será que o bem sucedido polícia consegue escapar do que crime que cometeu?


Lulu é um operário padrão que desperta a ira dos colegas devido a sua alta produtividade, servindo de exemplo pela direção da empresa. Depois de sofrer um acidente de trabalho, rebela-se contra a fábrica em que trabalha e se aproxima de líderes estudantil radicais. O processo de engajamento político do operário é acompanhado de conflitos familiares, questionamentos sobre a vida de operário e pelos constante presença de sindicalistas e estudantes na porta da fábrica discursando para os trabalhadores.


Total (Flavio Bucci), jovem funcionário de um banco, despreza aqueles que endeusam o dinheiro. Ao saber que lhe foi negado o pedido de empréstimo que buscava, ele decide demitir-se e dedicar todo seu tempo para atormentar um açougueiro rico e mesquinho (Ugo Tognazzi), cliente regular do banco. Pouco a pouco, Total passa a roubar a propriedade do açougueiro e lhe retirar tudo o que representa sua posição social, iniciando-se um conflito cruel entre ambos. Última parte da "Trilogia da Neurose" que também inclui “Investigação sobre um cidadão acima de qualquer suspeita” (1970) e “A classe operária vai para o paraíso” (1971).


M. (Gian Maria Volonté) atravessa a cidade de Roma, no meio do caos de uma iminente epidemia, até ao centro espiritual de Zafer, local onde personalidades do mundo político e econômico se encontram e onde estão a ocorrer estranhos acontecimentos. Lá, M. chega quebrando todas as regras, ao levar a esposa consigo. Durante um ritual religioso, os anfitriões são roubados, um senador é morto a tiro, um suspeito é encontrado desmaiado na casa de banho. E M. tem de descobrir o que realmente está a acontecer, antes que seja a próxima vítima.
Tecnologia do Blogger.