CHRISTOPHER PLUMMER - 10 FILMES ESSENCIAIS

christopher-plummer-10-filmes-essenciais

É uma missão impossível dizer quais são os filmes em que Plummer atua melhor, já que ele fez mais de 200 obras. Mesmo assim, me aventuro em uma homenagem a este monstro sagrado do cinema, com uma postura em cena inacreditável aos 90 anos e uma voz inconfundível. Ele nos deixou em  5 de fevereiro de 2021 aos 91 (e com filmes ainda por serem lançados) e é nosso homenageado de hoje.

A lista leva em conta as preferências de críticos e público, além das minhas, claro. Mas o resultado foi bem curioso, já que a maioria das suas grandes interpretações é recente, mostrando que sua carreira foi igual vinho (melhorou com o tempo). 

Seu papel mais marcante é o de Noviça rebelde. Seu Oscar veio apenas em 2010, com "Toda Forma de Amor". O Oscar demorou muito para chegar, mas foi  muito merecido. Curiosamente, Plummer nunca teve sucesso como protagonista do cinema. Talvez se ele tivesse nascido mais cedo e atuado no sistema de estúdio da era de ouro de Hollywood, ele pudesse ter sido cuidadosamente preparado para o estrelato. 

À medida que envelhecia, Plummer se destacava em papéis de personagens secundários. Ele sempre fez bons vilões. Uma de suas filhas é a conhecida atriz Amanda Plummer. Sua morte, tristemente, foi em consequência de um tombo. 

The hills fill my heart with the sound of music. E sua carreira, ainda que seja eclética, soa como uma poderosa musica outonal.


No final da década de 1930, na Áustria, quando o pesadelo nazista estava prestes a se instaurar no país, uma noviça (Julie Andrews) que vive em um convento mas não consegue seguir as rígidas normas de conduta das religiosas, vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp (Christopher Plummer), que tem sete filhos, viúvo e os educa como se fizessem parte de um regimento. Sua chegada modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar da família Von Trapp e conquistando o carinho e o respeito das crianças. Mas ela termina se apaixonando pelo capitão, que está comprometido com uma rica baronesa.


Ao descobrir que assaltante irá roubar o banco em que trabalha, Miles aproveita para pouco tempo antes desviar uma grande quantia de dinheiro para si, assim a culpa cairá apenas no assaltante Reikle, que comete o roubo mas logo percebe que a quantia roubada foi muito menor do que o esperado. Ele então começa a ir atrás das respostas.


Jack, o estripador, está metendo o terror no pobre bairro londrino de Whitechapel, enquanto Holmes e seu fiel parceiro Dr. Watson acompanham os assassinatos pelos jornais e estranham o fato da Scotland Yard ainda não tê-los contatados (procedimento comum nos casos considerados intrincados), até que um grupo de moradores do bairro supracitado pede ajuda ao notório detetive. Envolvido no caso, nosso herói acaba descobrindo uma estranha conspiração que envolve componentes da Casa real e a Maçonaria por trás da série de assassinatos, ou seja, algo muito maior que o simples ato de um louco.


Em 1994, ex-executivo da indústria do tabaco deu entrevista bombástica ao programa jornalístico "60 Minutos", da rede americana CBS. Dizia que os manda-chuvas da empresa em que trabalhou não apenas sabiam da capacidade viciadora da nicotina como também aplicavam aditivos químicos ao cigarro, para acenturar esta característica. Na hora H, porém, a CBS recuou e não transmitiu a entrevista, alegando que as consequências jurídicas poderiam ser fatais. Baseando-se nesta história real, O Informante narra a trajetória do ex-vice-presidente da Brown & Williamson Jeffrey Wigand (Russell Crowe) e do produtor Lowell Bergman (Al Pacino), que o convenceu a falar em público.


Em 1910, último ano de vida de Leon Tolstói, seus discípulos chamados de "Tolstoianos" e liderados por Vladimir Chertkov, se organizam contra a esposa do escritor, Sophia, para assumirem o controle da obra do marido dela. Chertkov está em prisão domiciliar e contrata Valentin Fedorovich Bulgakov para trabalhar como secretário de Tolstói na propriedade rural dele em Iasnaia Poliana, ao mesmo tempo que lhe ordena informar sobre os acontecimentos envolvendo o escritor e a esposa. Bulgakov descobre que o casamento de 48 anos está em crise, pois Tolstói deseja para seus últimos dias ideais mais românticos e espirituais (ele rejeita o conceito de propriedade privada, por exemplo, e despreza a aristocracia e a religião) enquanto a esposa luta para continuar com o padrão de vida do casal, mantendo a enorme casa e os muitos empregados.


Após a morte de sua mãe, Oliver fica chocado quando seu pai, Hal, doente terminal de câncer, sai do armário. Quando Hal morre, Oliver cresce deprimido, lutando contra sua carreira e constantemente se recordando de sua infância. A solidão de Oliver melhora quando ele conhece a atriz Anna, mas a sua relação é ameaçada pelo medo mútuo de compromisso.


Harriet Vanger (Moa Garpendal) desapareceu há 36 anos, sem deixar pistas, em uma ilha no norte da Suécia. O local é de propriedade exclusiva da família Vanger, que o torna inacessível para a grande maioria das pessoas. A polícia jamais conseguiu descobrir o que aconteceu com a jovem, que tinha 16 anos na época do sumiço. Mesmo após tanto tempo, seu tio Henrik Vanger (Christopher Plummer) ainda está à procura e decide contratar Mikael Bomkvist (Daniel Craig), um jornalista investigativo que trabalha na revista Millennium. Bomkvist, que não está em um bom momento por enfrentar um processo por calúnia e difamação, resolve aceita a proposta e começa a trabalhar no caso. Para isso, ele vai contar com a ajuda de Lisbeth Salander (Rooney Mara), uma investigadora particular incontrolável e antissocial.


Elsa (Shirley MacLaine) é uma mulher de idade que vive sozinha. Um dia, ela comete uma barbeiragem ao sair com o carro e quebra os faróis do carro de Lydia (Marcia Gay Harden), a filha de seu novo vizinho, Fred (Christopher Plummer). Revoltada com o ocorrido, Lydia exige que Elsa pague o conserto. O filho de Elsa (Scott Bakula) aceita cobrir os danos mas, ao entregar o cheque a Fred, Elsa lhe conta uma história triste que acaba convencendo-o a recusar o valor. Com o tempo, Elsa e Fred se aproximam cada vez mais, apesar do temperamento bastante diferente. Enquanto ela é cheia de vida, ele é rabugento e mal quer sair de casa.


Aos 80 anos, Zev (Christopher Plummer) aceita uma missão incumbida pelo seu colega de asilo, Max Zucker (Martin Landau): deixar o local em que vive em busca de um antigo guarda nazista. Seu objetivo é, mesmo após tantas décadas, puni-lo pelo assassinato de sua família durante a Segunda Guerra Mundial. Só que, ao longo da jornada, Zev precisa lidar com falhas de memória causadas pela idade avançada.


Itália, 1973. John Paul Getty III (Charlie Plummer) é o neto favorito do magnata do petróleo J. Paul Getty (Christopher Plummer), um dos primeiros bilionários da história da humanidade. O sequestro do rapaz coloca a sua mãe, Gail Harris (Michelle Williams), em uma corrida desesperada para convencer o ex-sogro a pagar o resgate milionário do filho. Frio, manipulador e mesquinho, Getty irá encarregar o ex-espião Fletcher Chase (Mark Wahlberg), seu homem de confiança, de descobrir quem e o que está por trás do crime, solucionando o problema sem o desperdício de nenhum centavo de sua fortuna.

Tecnologia do Blogger.