7 ADAPTAÇÕES DE STEPHEN KING PARA ASSISTIR HOJE

7-best-stephen-king

O número sete é visto como um número de grande espiritualidade. Representa os sete dias da semana e as sete cores do arco-íris. O 7 é o número da perfeição, integra os dois mundos e é considerado símbolo da totalidade do Universo em transformação.

Não à toa, um dos maiores filmes do cinema se chama... 7 samurais. Inclusive o sábio do filme dá a mesma justificativa quando perguntado sobre quantos guerreiros eram necessários para resolver a situação.

Sendo assim, o 7 List traz 7 filmes imperdíveis sobre temas populares. O filé mignon do cinema. Confira abaixo as 7 produções que todo fã de Stephen King precisa assistir. Curiosamente, o primeiro filme da lista não é aprovado pelo próprio King por não ser uma adaptação fiel. 

Livro é livro. Cinema é cinema. Nem uma fotografia representa a realidade, imagina uma adaptação...

Boa sessão: 

Direção: Stanley Kubrick

Durante o inverno, um homem (Jack Nicholson) é contratado para ficar como vigia em um hotel no Colorado e vai para lá com a mulher (Shelley Duvall) e seu filho (Danny Lloyd). Porém, o contínuo isolamento começa a lhe causar problemas mentais sérios e ele vai se tornado cada vez mais agressivo e perigoso, ao mesmo tempo que seu filho passa a ter visões de acontecimentos ocorridos no passado, que também foram causados pelo isolamento excessivo.

Direção: Brian De Palma

Carry White (Sissy Spacek) uma jovem que não faz amigos em virtude de morar em quase total isolamento com Margareth (Piper Laurie), sua mãe e uma pregadora religiosa que se torna cada vez mais ensandecida. Carrie foi menosprezada pelas colegas, pois ao tomar banho achava que estava morrendo, quando na verdade estava tendo sua primeira menstruação. Uma professora fica espantada pela sua falta de informação e Sue Snell (Amy Irving), uma das alunas que zombaram dela, fica arrependida e pede a Tommy Ross (William Katt), seu namorado e um aluno muito popular, para que convide Carrie para um baile no colégio. Mas Chris Hargenson (Nancy Allen), uma aluna que foi proibida de ir festa, prepara uma terrível armadilha que deixa Carrie ridicularizada em público. Mas ninguém imagina os poderes paranormais que a jovem possui e muito menos de sua capacidade vingança quando está repleta de ódio.

Direção: Frank Darabont

Em 1946, Andy Dufresne (Tim Robbins), um jovem e bem sucedido banqueiro, tem a sua vida radicalmente modificada quando mandado para uma penitenciária para cumprir prisão perpétua por ter assassinado sua mulher e o amante dela. No presídio, faz amizade com Ellis Boyd Redding (Morgan Freeman), um prisioneiro que cumpre pena há 20 anos e controla o mercado negro do presídio.

Direção: Frank Darabont

Paul (Tom Hanks) é o chefe de guarda de um corredor da morte durante o ano de 1935. Certo dia, chega em suas celas um prisioneiro imenso chamado John Coffey (Michael Duncan), acusado de estuprar e matar duas jovens meninas. Um relacionamento entre os dois surge durante o conviver, revelando que Coffey parece ser muito mais do que as impressões sugerem.

Direção: Rob Reiner

O famoso escritor Paul Sheldon (James Caan) sofre um acidente de carro e é socorrido pela enfermeira Annie (Kathy Bates), que afirma ser sua fã número um. Ela o leva para sua isolada casa e cuida de sua saúde, mas um dia acaba tendo acesso aos originais do próximo livro do escritor e descobre que sua personagem predileta será morta. Essa revelação faz com que sua personalidade doentia se revele e Sheldon se vê à mercê das loucuras da admiradora.

Direção: Rob Reiner

Gordie Lachance (Richard Dreyfuss), um escritor, recorda quando tinha entre doze e treze anos no verão de 1959 e vivia em Castle Rock, Oregon, uma localidade com 1281 habitantes. Gordie tinha três amigos inseparáveis: Chris Chambers (River Phoenix), Teddy Duchamp (Corey Feldman) e Vern Tessio (Jerry O'Connell). Chris era o líder natural, Teddy era emocionalmente perturbado e, se Gordie era o intelectual do grupo, Vern era o mais infantil. Um dia Vern ouviu por acaso Billy Tessio (Casey Siemaszko) e Charlie Hogan (Gary Riley) comentando sobre o corpo de Ray Brower, garoto da idade deles que havia desaparecido. Cada um deu uma desculpa em casa e partiram para tentar encontrar o corpo. Nenhum deles imaginava que esta viagem se transformaria em uma jornada de autodescoberta que os marcaria para sempre.

Direção: David Cronenberg

Johnny Smith (Christopher Walken) é um professor de literatura que estava prestes a se casar quando sofre um acidente de carro e fica cinco anos em coma. Ao recobrar a consciência, descobre que perdeu sua carreira e Sarah Bracknell (Brooke Adams), sua noiva, mas em compensação ganhou poderes paranormais que o permitem prever o futuro. Assim, ele tem o poder de alterar o curso dos acontecimentos e este é o seu dilema: interferir ou sofrer sozinho, sabendo das tragédias que estão por acontecer.



A Versátil lançou “De Palma Essencial”, luva reforçada com 2 discos Blu-ray (ambos de 50Gb, dupla camada). que reúne quatro obras-primas em inéditas versões restauradas do mestre Brian De Palma, um dos diretores mais talentosos da Nova Hollywood, e 2 DVDs com mais de oito horas de vídeos extras, entre especiais e entrevistas. Edição Limitada com 1 pôster de “Carrie” e 4 cards (“Carrie”, “Um Tiro na Noite”, “Dublê de Corpo” e “Vestida para Matar”).

Disco 1 
.
☛ CARRIE, A ESTRANHA
(Carrie, 1976, 98 min.)
Com Sissy Spacek, Piper Laurie, Amy Irving.

A tímida e sensível adolescente Carrie sofre bullying na escola e ainda é reprimida em casa pela mãe, uma religiosa fanática. Quando acontecimentos estranhos lhe acontecem, ela suspeita ter poderes sobrenaturais. Baseando-se no romance de Stephen King, De Palma criou uma obra-prima visual do horror.

☛UM TIRO NA NOITE
(Blow Out, 1981, 108 min.)
Com John Travolta, Nancy Allen e John Lithgow.


O sonoplasta Jack Terry registra, sem querer, o som do que parece ser um acidente de automóvel, mas, ao analisar a gravação mais tarde, percebe que se trata de um assassinato político. De Palma relê o clássico “Blow Up”, de Michelangelo Antonioni.

.
Disco 2 
.
☛ VESTIDA PARA MATAR
(Dressed to Kill, 1980, 105 min.)
Com Michael Caine, Angie Dickinson, Nancy Allen.

Um assassino mata uma dos pacientes de um psiquiatra e depois começa a perseguir uma prostituta de luxo que testemunhou o assassinato. Com elementos de giallo e uma trilha sensacional de Pino Donaggio, De Palma relê brilhantemente “Psicose”.
.
☛ DUBLÊ DE CORPO
(Body Double, 1984, 114 min.)
Com Craig Wasson, Melanie Griffith, Gregg Henry.

A obsessão de um jovem ator em espionar uma mulher bonita que mora no prédio em frente leva a uma série de eventos imprevisíveis. Desta vez, De Palma relê “Janela Indiscreta” em mais um thriller hitchcockiano visualmente fascinante.
.
Extras: 

Especiais sobre “Carrie” (190 min.), Especiais inéditos sobre “Um Tiro na Noite” (72 min.), Especiais sobre “Dublê de Corpo” (104 min.), Especiais sobre “Vestida para Matar” (140 min.)


Informações técnicas da edição:

Títulos: Carrie, A Estranha, Um Tiro na Noite, Vestida para Matar, Dublê de Corpo
Títulos originais: Carrie, Blow Out, Dressed to Kill, Body Double
País de produção: Estados Unidos
Ano de produção: 1976-1984
Gênero: Terror, Suspense
Direção: Brian De Palma
Elenco: Sissy Spacek, Piper Laurie, Amy Irving, John Travolta, Nancy Allen,  Michael Caine, Angie Dickinson, Nancy Allen, John Lithgow, Craig Wasson, Melanie Griffith, Gregg Henry
Resolução: 1080p High Definition
Idioma: Inglês, Português
Áudio: Inglês (DTS HD MA 5.1), Inglês (LPCM Mono 2.0). Português (Dolby Digital 2.0)
Legenda: Português
Formato de tela: Widescreen anamórfico 1.85:1 (“Dublê de Corpo”, “Carrie”), Widescreen anamórfico 2.35:1 (“Vestida para Matar”), Widescreen anamórfico 2.40:1 (“Um Tiro na Noite”)
Tempo de duração: 425 min.
Região: A
Colorido
Faixa etária: 14 anos

”Versátil


Tecnologia do Blogger.