10 FILMES POLÊMICOS DOS PRIMÓRDIOS DO CINEMA

10-filmes-polemicos

O som aniquila a grande beleza do silêncio.” Charles Chaplin

O cinema mudo foi um período importante para o cinema, mas desde sempre, de transição. Assim como quando os filmes em preto e branco foram preteridos pelos em cores. E a vontade de ser ousado, sempre esteve lá, atrelada ao início da Sétima Arte. Houve o Código Hays para complicar muita coisa, mas o ser humano sempre flertou com a falta de pudores, ainda que a hipocrisia ainda reine. 

Confira abaixo 10 momentos, entre os anos 10 e os anos 30, que o cinema chocou as plateias:

Direção: Giuseppe de Liguoro, Francesco Bertolini, Adolfo Padovan

Este filme foi a primeira adaptação feita no cinema da obra de Dante Alighieri, "A Divina Comédia". Foi também o maior épico italiano da sua época, uma fantástica viagem dentro do universo de Dante e das gravuras de Gustave Doré, retratando com grande perfeição os anjos, demônios e o próprio Lúcifer. Esta monumental produção durou três anos de filmagens, utilizou incríveis efeitos especiais e gigantescos cenários, numa época em que não se tinha 1/3 dos recursos que o cinema possui nos dias atuais. Na versão reeditada recentemente, ganhou trilha sonora do Tangerine Dream.

Porque é polêmico? Antes de virem as proibições impostas pelo Código Hays, alguns filmes eram bem liberais. Inferno de dante apresentou muitos personagens nus, ainda que totalmente inseridos no contexto da história. 

Direção: D.W. Griffith

Dois irmãos da família Stoneman visitam os Cameron em Piedmont, Carolina do Sul. Esta amizade é afetada com a Guerra Civil, pois os Cameron se alistam no exército Confederado enquanto os  Stoneman se unem às forças da União. São retratadas as conseqüências da guerra na vida destas duas famílias e as conexões com os principiais acontecimentos históricos, como o crescimento da Guerra da Secessão, o assassinato de Lincoln e o nascimento da Ku Klux Klan

Porque é polêmico? Apologia à Ku Klux Klan como salvação para os brancos. Segundo o enredo, a abolição da escravatura e o direito de voto aos negros foram responsáveis pela desgraça dos brancos. 

Direção: Herbert Brenon

A atriz Annette Kellerman faz o papel de Alícia, uma mulher que se apaixona por um príncipe e pede ajuda dos habitantes da Terra dos Gnomos. Dentre os personagens, um sultão, uma Bruxa do Mal, uma Fada do Bem, e diversos eunucos. 

Porque é polêmico? Annette Kellerman era a polêmica. Com poucos filmes, fez história com seu exibicionismo. Foi presa em Boston no ano de 1907 por usar um maiô de uma peça, considerado uma violação dos padrões de decência da comunidade. A cena de "A filha dos Deuses" é considerada a primeira aparição nua em um filme importante.

Direção: Luis Buñuel

Um homem e uma mulher estão loucamente apaixonados, mas não conseguem consumar esse amor, porque são interrompidos toda hora. Primeiro, eles interrompem um cerimonial estranho cheio de bispos com os seus gritos, depois estão em uma festa na casa dela, mas são interrompidos de várias maneiras, ou pela família ou pela sociedade burguesa. Um louco e surrealista frenesi conduz à sequência final, onde os libertinos de Sade abandonam a orgia no Châteu de Sellini.

Porque é polêmico? Por causa da última sequência, em que o Duque de Blangis é mostrado saindo de uma orgia no seu castelo, uma forma de chocar a sociedade da época com as teorias do Marquês de Sade.

Direção: Tod Browning

Em um circo de atrações bizarras, Cleópatra é uma bela trapezista que é cortejada por um anão. Ao descobrir que ele é herdeiro de uma fortuna, ela arquiteta um plano com o seu amante, Hércules, de casar-se com o anão e depois envenená-lo. Só que no dia do casamento, Cleópatra repudia os amigos do circo do seu futuro marido, chamando-os de nojentos e sujos. As aberrações se juntam para se vingar de Cleópatra, transformando-a em uma pessoa metade mulher, metade galinha, sem as pernas e quase cega.

Porque é polêmico? A grande polêmica do filme está na utilização de diversas pessoas com deficiências físicas, metais ou mesmo ambas. Foi proibido por décadas em vários lugares, além de ser censurado pelo próprio produtor. Porém, o filme foi um sucesso.

Direção: Gustav Machaty

Eva (Hedy Lamarr) acaba de se casar com um homem mais velho, mas descobre que ele é obcecado por ordem e não tem muito espaço para o amor. Ela fica desanimada e o deixa, retornando para a casa de seu pai. Um dia, enquanto banhava-se no lago, ela conhece um jovem e eles se apaixonam. O marido fica transtornado com a perda de esposa, e o destino lhe aproxima do amante de Eva.

Porque é polêmico? Em plenos anos 30, o filme mostra a nudez total da atriz Hedy Lamarr.

Direção: Cecil B. DeMille

O ano é 48 aC. A ascensão e o declínio de Cleópatra (Claudette Colbert), e sua luta para defender o império Egípcio das ambições políticas e territoriais de Roma. Além de seus relacionamentos com os dois homens mais poderosos da terra em sua época, Júlio César (Warren William) e Marco Antônio (Henry Wilcoxon). Ela seduz ambos com promessas de riquezas.

Porque é polêmico? Mais uma vez, em plenos anos 30, o filme mostra a atriz Claudette Colbert com looks sensuais até para os dias de hoje, além de uma cena nua tomando banho. 

Direção: Abel Gance

No final do século 15, Roma é governada impiedosamente pelo ganancioso e lacivo Cesare Borgia, o filho mais velho do Papa Alexandre VI. Seguindo o conselho de seu principal conselheiro, Niccolo Macchiavelli, Cesare Borgia decide tentar unificar o país para se tornar ainda mais poderoso. Para isso, ele precisa do apoio de sua irmã Lucrécia. 

Porque é polêmico? O filme foi  um escândalo em 1935 por causa de suas cenas obscenas de orgia e de uma breve sequência mostrando Edwige Feuillère nua.

Direção: Leni Riefenstahl

Um registro grandioso do sexto Congresso do Partido Nazista, que aconteceu em Nuremberg no ano de 1934. No início Hitler chega de avião, e é ovacionado por multidões, que saúdam o Führer totalmente hipnotizadas. Tudo é mostrado de forma gigantesca, as paradas, os desfiles militares e os jovens que louvam a suástica parecendo em total estado de catarse.

Porque é polêmico? Ainda que esplendidamente filmado, o filme é uma ode ao nazismo.

Direção: Harry Revier

Carol (Diana Durrell) é uma professora idealista em uma escola. Ela se empenha para acabar com uma prática comum, onde homens mais velhos se casam com meninas adolescentes ou pré-adolescentes. Seu emprenho está relacionado ao fato de que ela mesma passou por isto.

Porque é polêmico? Casamento infantil e ainda com cenas de nudez total da criança. A atriz Shirley Mills tinha completado 12 anos na época.



Tecnologia do Blogger.