DUPLO IMPACTO (1991) - FILM REVIEW

duplo-impacto-1991-film-review

Durante uma década (85 a 95) o cinema produziu um cinema de ação que não se faz mais hoje em dia. Mesmo com tanta tecnologia e várias tentativas (como "Lenda do tesouro perdido"), não há o charme daquela época. Os astros da época eram uma mistura pura de ruindade com carisma. Eu cresci vendo a mídia falando mal deles e não reconhecendo suas qualidades, principalmente, o esforço para se tornarem algo mais que brucutus.

O próprio Van Damme queria brincar de gêmeos para ajudar a mudar sua imagem. “Um deles é violento e o outro não, então o público pode ver o contraste no meu trabalho”, disse ele. "Este filme tem comédia, romance, uma história de amor. Portanto, nem tudo é ação e luta. Quando luto na tela, misturo dança e luta. " Van Damme disse que sua personalidade era mais próxima de Chad do que de Alex. "Na vida real, não sou esse cara frio e quieto que sai por aí chutando o traseiro."

De forma bastante assertiva, o filme funciona como nunca, mesmo visto de hoje, com claras falhas de interação entre os gêmeos. A trama, aliás, inicia quando dois bebês gêmeos são separados do seus pais, que são brutalmente assassinados por um criminoso chinês. Anos depois, um deles, Chad, vive confortavelmente em Los Angeles, onde é professor de dança e artes marciais. O outro, Alex, após passar por muitos orfanatos na infância, tornou-se dono de um bar em Hong Kong e realiza algumas operações ilegais. Ao descobrir que possui um irmão, Chad vai a Hong Kong em busca do auxílio dele, para se vingar do homem que matou seus pais.

A origem....

O produtor Menahem Golam tinha assinado um contrato com Van Damme de três filmes. Grande dragão branco foi o primeiro e ele precisava encontrar um novo projeto. Numa pilha de roteiros, se depararam com "Os irmãos Corsos". Golan achou perfeito para Van Damme. Sheldon foi para Paris e para a Córsega procurar locações, mas Menahem desistiu da ideia no meio do caminho. 

A verdade é que é Golan disse em alto e bom som: “Jean-Claude não consegue nem interpretar um personagem, como você espera que ele interprete dois?” Jean-Claude persistiu.  Duplo impacto saiu do papel, porém eles ainda tinham uma bomba nas mãos: a tecnologia para fazer os irmãos contracenarem. O CGI estava engatinhando. O trabalho envolveu muito a mudança de figurino. Ele tinha que mudar seu cabelo, maquiagem, roupa e teriam também um dublê para combinar com cenas em perspectiva. 

Eram filmadas duas cenas que se sobrepunham (Buster Keaton já usava isto lá nos anos 20). E o resultado, convenhamos, ficou quase perfeito. Em Blu ray é possível notar em uma cena específica a inserção. Mas o filme é impressionante neste sentido, principalmente em alta definição.

O diretor Sheldon Lettich co-escreveu o roteiro com Van Damme. A inspiração continuou sendo "Os Irmãos Corsos",  livro do escritor francês Alexandre Dumas, publicado em 1844 e que conta a história de dois irmãos gêmeos que ainda crianças tiveram seus pais assassinados  e foram separados para viver em terras completamente distintas. Um deles torna-se um cavalheiro, e o outro um bandido. Similar não? .

O conceito foi tão bem recebido que os produtores queriam que Van Damme repetisse a dose e por várias vezes, o fez, seja um irmão, um replicante ou voltando no tempo e reencontrando a si mesmo. Isto significava muito mais trabalho para Jean-Claude, mas ele gostava do desafio de interpretar dois personagens distintos, mostrando dois lados distintos num mesmo filme.

O roteirista Boaz Yakin esteve no set por um mês durante as filmagens em Hong Kong, ajudando a reescrever a história e contribuindo com alguns dos diálogos mais memoráveis ​​da obra. Boaz ainda estava no início de carreira e havia escrito apenas "O Justiceiro", com Dolph Lundgren e "Rookie: Um Profissional do Perigo", com Clint Eastwood. Depois se tornaria diretor e produtor. 

O filme acabou ganhando contornos da série de videogame Double Dragon, incluindo o conceito de irmãos gêmeos, artistas marciais e os arquétipos de vários vilões. Coincidência ou não, três anos depois era lançado Street fighter, com o próprio Van Damme. O diretor Sheldon Lettich havia roteirizado "O Grande Dragão Branco", antes de dirigir o próprio Van Damme em Leão branco - lutador sem lei. Duplo Impacto foi sem segundo filme como realizador, e curiosamente, teve uma carreira curta, apenas 7 filmes, sendo 4 com o astro belga: Leão branco, Duplo impacto, A Irmandade e Força de Proteção.

Apesar de tudo, Duplo impacto quase foi parar nas mãos de outro diretor conhecido do público:  Albert Pyun. Na época em que dirigiu Cyborg - O dragão do futuro, ele foi abordado sobre a possibilidade de dirigir a obra pelo próprio Van Damme, mas ele não aceitou porque tinha ressalvas quanto ao tratamento da história, principalmente sobre o fato de terem dois personagens que seriam interpretados pelo ator. 

Na época, como dito, o filme se chamaria "Os irmãos Corsos", segundo o próprio Albert ao olhar o roteiro, mas ele aconselhou Van Damme a não investir nesta carreira alternativa, dando camadas aos personagens. Ele preferia que ele seguisse o caminho do astro de ação puro. Podemos afirmar hoje que Albert não enxergava nada além da janela do seu quarto.   

Outra curiosidade é a forte amizade que surgiu entre o astro e Bolo Yeung, desde "O grande dragão branco". Van Damme bateu o pé que ele seria o vilão de Duplo Impacto e assim foi. Mas a história não parou por ai. Por anos, um Duplo impacto 2, com a dupla de atores foi trazida a tona, planejada e escrita. Inclusive a intenção é que Bolo fosse o mocinho desta vez. Van Damme e Lettich vinham discutindo uma possível sequência por "muitos anos". 

Durante a promoção de Mercenários 2 em 2012, Van Damme confirmou que uma sequência estava em andamento. Naquele mesmo ano, Lettich deu uma "geral" no roteiro de Van Damme, que tinha um tom mais sério que o original. Porém, em 2015, o problema se tornou financeiro, já que a MGM detinha os direitos e adquiri-los estava fora de cogitação. E ainda havia uma parceria na divisão de lucros que complicava ainda mais a situação, pois envolveria uma terceira empresa. 

Por fim, a MGM olhava o projeto com cara de "poucos amigos". Em 2019, uma versão restaurada do filme em 35 mm nos cinemas e Lettich reafirmou o cancelamento do projeto e disse que o maior motivo de uma sequência não ter acontecido foi justamente devido ao sucesso do filme original. Ironia do destino.

De qualquer forma, com a idade avançando dos atores, é mais provável que surja um filme de comédia chamado "Meio impacto" do que "Duplo impacto 2". E cá entre nós: melhor que uma sequência ruim é rever o original várias e várias vezes.


A One Movies/Dark Flix lançou mais um clássico do cinema de ação, agora em edições diferentes para todos os gostos. Uma em DVD, uma em Bluray simples e outra com muitos extras.

DUPLO IMPACTO (BLURAY, DVD - Duplo + CD)

DISCO 1 BLU RAY

FILME - Formato de Tela: 1.85:1 – 110 minutos – Colorido / Áudio: Inglês LPCM 2.0 Estéreo - Dublado em Português e Espanhol: 2.0 Dolby Digital Estéreo - Legendas:
Português/Inglês/Espanhol

DISCO 2 – DVD ULTRA Encoder - FILME

Formato de Tela: 1.85:1 – 110 minutos – 16 anos (Violência extrema, assassinato, uso de armas) – Colorido / Áudio: Inglês PCM 2.0 – Dublado em Português e Espanhol 2.0 Dolby Digital - Legendas: Português/Inglês/Espanhol

DISCO 3 – DVD ULTRA Encoder - Extras

Documentário: The Making of Double Impact (112 minutos) – Entrevistas com Jean-Claude Van Damme, Sheldon Lettich, Ashok Amritraj, Cory Everson-Donia e Peter Malota. - *Cenas Deletadas + Cenas Estendidas (54 minutos) - Duplo Impacto: Anatomia de Uma Cena – Apresentado pelo diretor Sheldon Lettich (8 minutos) - *Por Trás das Cenas (8 minutos) - *Rolo 2 – Seleção de Cenas (8 minutos) - *Film Clips (5 minutos) - *Trailer de Cinema (2 minutos)

197 minutos – Colorido – Formatos de Tela 1.85x1 e 4x3 – Áudio: 2.0 Dolby Digital Estéreo – Legendas: Português


DUPLO IMPACTO (BLURAY)

DISCO  BLU RAY

FILME - Formato de Tela: 1.85:1 – 110 minutos – Colorido / Áudio: Inglês LPCM 2.0 Estéreo - Dublado em Português e Espanhol: 2.0 Dolby Digital Estéreo - Legendas:
Português/Inglês/Espanhol

ou ainda

DUPLO IMPACTO (DVD - Duplo + CD)

DISCO 1 – DVD ULTRA Encoder - FILME

Formato de Tela: 1.85:1 – 110 minutos – 16 anos (Violência extrema, assassinato, uso de armas) – Colorido / Áudio: Inglês PCM 2.0 – Dublado em Português e Espanhol 2.0 Dolby Digital - Legendas: Português/Inglês/Espanhol

DISCO 2 – DVD ULTRA Encoder - Extras

Documentário: The Making of Double Impact (112 minutos) – Entrevistas com Jean-Claude Van Damme, Sheldon Lettich, Ashok Amritraj, Cory Everson-Donia e Peter Malota. - *Cenas Deletadas + Cenas Estendidas (54 minutos) - Duplo Impacto: Anatomia de Uma Cena – Apresentado pelo diretor Sheldon Lettich (8 minutos) - *Por Trás das Cenas (8 minutos) - *Rolo 2 – Seleção de Cenas (8 minutos) - *Film Clips (5 minutos) - *Trailer de Cinema (2 minutos)

Tecnologia do Blogger.