LAURENCE OLIVIER - 10 FILMES ESSENCIAIS

laurence-olivier-10-filmes-essenciais

Poucos atores na história do cinema dirigiram um filme vencedor do Oscar de melhor do ano e que ainda protagonizaram a obra. Mel Gibson em Coração Valente, Kevin Costner em Dança com lobos, Clint Eastwood (2 vezes, por Imperdoáveis e Menina de ouro)...e claro Laurence Olivier. Agraciado com o título de sir em 1947, Laurence Olivier foi um dos mais carismáticos atores do século XX. Sua presença em palco fascinava o público e sua credibilidade como intérprete, no drama como na comédia, proporcionou-lhe os maiores êxitos.

Um dos nomes fortes associados a  Shakespeare  no cinema (junto com Kenneth Branagh).  Ele morreu, aos 82 anos, de câncer no estômago, dormindo em sua casa ao lado de sua terceira mulher (seus casamentos turbulentos merecem um capítulo à parte). 

Confira 10 filmes essenciais (e não só melhores. Eu particularmente adoro Uma ponte longe demais e Spartacus, mas Laurence não faz o papel principal). 

Boa sessão:
Direção: William Wyler

Um viajante perdido em meio a uma tempestade nas montanhas, consegue chegar a uma casa onde vive uma estranha família. À noite, ele parece ver um fantasma de uma mulher. Então a criada Ellen resolve lhe contar a história da família. Começa com a chegada do órfão cigano Heathcliff, trazido pelo dono da casa, o sr. Earnshaws. Imediatamente hostilizado pelo filho Hindley, ele a tudo suporta por sua paixão por Cathy, a filha. 
Quando o pai deles morre, Heathcliff perde toda a proteção e passa a ser o cavalariço da família. Cathy, apesar de apaixonada por Heathcliff, anseia por uma vida melhor e acaba se envolvendo com seu rico vizinho, o elegante Edgar. Esse romance destrói a relação dela com Heathcliff, que foge da casa mas retorna dez anos depois como um rico proprietário, disposto a se vingar de todos que o humilharam.
Direção: Robert Z. Leonard

Drama centrado na vida de cinco irmãs na Inglaterra vitoriana do início do século 19. Uma das jovens, Elizabeth (Greer Garson), é que vai detonar uma série de mudanças comportamentais ao se encantar com a presença de um jovem que chega à vizinhança acompanhado do amigo Darcy (Laurence Olivier), um homem rico e orgulhoso. Imediatamente ele se apaixona por ela, mas Elizabeth terá como rival uma mulher mais jovem e rica do que ela. Adaptação do romance escrito pela britânica Jane Austen.

Direção: Alfred Hitchcock

Uma jovem de origem humilde (Joan Fontaine) se casa com um riquíssimo nobre inglês (Laurence Olivier), que ainda vive atormentado por lembranças de sua falecida esposa. Após o casamento e já morando na mansão do marido, ela vai gradativamente descobrindo surpreendentes segredos sobre o passado dele.
Rebecca, A Mulher Inesquecível foi o primeiro filme rodado pelo diretor Alfred Hitchcock em Hollywood e foi também o único dirigido por ele que ganhou o Oscar de melhor filme.

Direção: Alexander Korda

Baseado em fatos históricos, o filme conta a história de Emma Hart, uma bela cortesã desejada por muitos nobres. Ela é enviada por Charles Grenville para ficar com seu tio Sir William Hamilton, o embaixador britânico em Nápoles, com o objetivo de aprender boas maneiras e casar-se. Mas Hamilton engana a moça e casa-se com ela. Emma sai do anonimato e obscuridade para ser conhecida por todos, na cidade com Lady Hamilton. Emma é cobiçada por sua beleza e seus encantos, mas o destino faz com que seu caminho cruze com o Capitão Horatio Nelson, um herói de guerra que está em luta contra as tropas de Napoleão. Apanhados por uma irreversível paixão, os dois passam a viver uma bela e triste história de amor proibido.

Direção: Laurence Olivier 

O jovem Henrique de Monmouth assume o trono da Inglaterra em 1413. Líder hábil, consegue aglutinar todas as forças do exército em torno de si e parte para a França. Em Agincourt, em menor número e em condições climáticas adversas, obtém um grande vitória, o que o credencia a cortejar a Princesa Catarina de Valois e, com isso, unir os dois reinos.
Henrique V foi o primeiro dos quatro filmes baseados em peças de William Shakespeare que Laurence Olivier dirigiu. Foi também o primeiro a receber críticas entusiasmadas e a dar lucro

Direção: Laurence Olivier 

Um filme baseado em uma tragédia Shakespeariana, que conta a estória de um príncipe dinamarquês que contempla se vingar do tio que matou o seu pai, casando-se com sua mãe viúva, para usurpar o trono. Durante o processo, o príncipe fica deprimido e pensam que ele está louco, possivelmente em função do amor que ele sentia por"Ophelia". Após uma investigação,"Hamlet" a manda para longe e consegue provar que sua loucura não estava relacionada com sua paixão por ela.

Direção: Laurence Olivier

Após o término da luta entre as casas de York e Lancaster pelo poder na Inglaterra, a chamada "Guerra das Rosas" no século XV - pois a primeira tinha como símbolo uma rosa branca e a outra uma rosa vermelha - Eduardo IV (Cedric Hardwicke), da casa de York, é coroado rei da Inglaterra. Durante a cerimônia, Ricardo (Laurence Olivier), o Duque de Gloucester e irmão do novo rei, arde de inveja, pois não está satisfeito em ser apenas um dos vitoriosos. Ricardo também é bem complexado por ter algumas deformações físicas, assim articula toda espécie de intriga e até mesmo assassinatos para obter a coroa inglesa. Paralelamente, trama conquistar o coração de Lady Anne (Claire Bloom), que pertence à casa de Lancaster, cujo pai e esposo Ricardo assassinou.

Direção: Joseph L. Mankiewicz

Um escritor de novelas policiais fascinado por jogos e brinquedos, Andrew Wyke, convence o cabeleireiro Milo Tindler (amante de sua esposa Marguerite) a roubar as jóias de sua casa, para enganar a polícia em um crime perfeito e depois ser ressarcido pelo seguro, mas isso é só um pretexto para se vingar de Milo. Esse é o ponto de partida para uma série de inusitadas reviravoltas do enredo, nas quais os dois protagonistas esmeram-se na criação de truques e armadilhas recíprocas, reservando muitas surpresas até o final.

Direção: George Cukor

A experiente Jessica Medlicott (Katharine Hepburn) era atriz no teatro de Londres e vem sendo processada por quebrar uma promessa. Para desenvolver melhor o caso, ela contrata o melhor advogado da cidade, Arthur Glanville-Jones (Laurence Olivier), profissional com quem teve um relacionamento outrora e que ainda está apaixonado por Jessica.
Esse é o nono dos dez filmes que a atriz Katharine Hepburn fez com o diretor George Cukor e marca o reencontro dos dois, que não gravavam um mesmo longa desde A Mulher Absoluta (1952).

Direção: John Schlesinger

Babe (Dustin Hoffman) é um maratonista e estudante da Universidade de Columbia, que leva uma vida normal. O problema é que ele não sabe que seu irmão está profundamente envolvido em um misterioso grupo que se relaciona com ex-nazistas, e que acabará envolvendo ele também. Por fim, Babe conhecerá Szell (Laurence Olivier), o "anjo branco" de Auschwitz, que utiliza sua formação de dentista para machucar as pessoas.
O personagem de Laurence Olivier, Dr. Szell, é baseado no verdadeiro Dr. Josef Mengele, chefe dos médicos da SS de Auschwitz, que estava escondido na América do Sul quando o filme foi produzido.



A Versátil lançou “Shakespeare no Cinema vol. 2”, caixa em luva reforçada com 3 DVDs que reúne 3 aclamadas adaptações para o cinema de peças do genial William Shakespeare estreladas por atores notáveis como Ian McKellen, Christopher Plummer e Laurence Olivier, além de quase duas horas de vídeos extras, incluindo especiais e entrevistas sobre os filmes e sobre a obra de Shakespeare. Edição Limitada com 6 cards.

Disco 1

RICARDO III
(Richard III, 1995, 104 min.)
De Richard Loncraine. Com Ian McKellen, Annette Bening, Christopher Bowen.

Nesta criativa adaptação da célebre peça histórica de Shakespeare (1593) sobre a maquiavélica conquista do trono e o breve reinado de Ricardo III, a ação é transposta para a Inglaterra dos anos 1930, em um fascinante paralelo com a ascensão do nazifascismo na Europa de então. Destaque para a atuação magnífica do ator shakespeariano Ian McKellen, repetindo aqui um dos papéis que lhe consagraram nos palcos ingleses. Inédita versão restaurada, acompanhada por mais de uma hora de extras.

Disco 2

HAMLET EM ELSINORE
(Hamlet at Elsinore, 1964, 170 min.)
De Philip Saville. Com Christopher Plummer, Robert Shaw, Michael Caine.

Considerada uma das melhores e mais fiéis versões para o cinema de Hamlet (1599-1601), uma das obras-primas de Shakespeare, essa adaptação produzida pela BBC em conjunto com uma rádio dinamarquesa é a única filmada no castelo de Elsinore, onde se ambienta a peça original. Christopher Plummer traduz toda a complexidade psicológica de Hamlet em sua cativante atuação, acompanhado por um Robert Shaw inspirado como Claudius e ainda por um jovem Michael Caine como Horácio.


Disco 3

HENRIQUE V
(The Chronicle History of King Henry the Fifth with His Battell Fought at Agincourt in France, 1944, 137 min.)
De Laurence Olivier. Com Laurence Olivier, Robert Newton, Leslie Banks.

Vencedor de um Oscar honorário e indicado a 4 estatuetas (Filme, Ator, Direção de Arte e Trilha Sonora), essa monumental superprodução baseada na peça histórica sobre o monarca inglês Henrique V (1599) foi a primeira adaptação da obra do bardo dirigida e estrelada por Laurence Olivier, o maior ator shakespeariano da sua geração.  Com muita criatividade, ele começa a narrativa no palco do Globe Theatre e depois a transpõe para um cenário realista, com uma brilhante encenação da batalha de Azincourt.

Informações da edição:

Títulos em português: Ricardo III, Hamlet em Elsinore, Othello
Títulos originais: Richard III, Hamlet at Elsinore, The Chronicle History of King Henry the Fifth with His Battell Fought at Agincourt in France
País de produção: Inglaterra
Ano de produção: 1944-1995
Gênero: Drama
Direção: Richard Loncraine, Philip Saville, Laurence Olivier
Elenco: Ian McKellen, Christopher Plummer, Michael Caine, Annette Bening, Christopher Bowen, Robert Shaw, Alec Clunes, Donald Sutherland, June Tobin, Jo Maxwell Muller, Roy Kinnear, Dyson Lovell, Renée Asherson, Robert Newton, Leslie Banks,
Idioma: Inglês
Áudio: Dolby Digital 2.0
Legenda: Português
Formato de tela: Widecreen Anamórfico 2.35:1, Fullscreen 1.33:1
Tempo de duração:  411 min.
Região: 4
Colorido e Preto & Branco
Faixa etária: 14 anos

Extras: 

Especiais sobre os filmes e Shakespeare (119 min.)

”Versátil
Tecnologia do Blogger.