JOANA D'ARC NO CINEMA / TV

joana-darc-no-cinema-tv.


Na história...

Joana d'Arc  foi uma heroína francesa e santa da Igreja Católica. É a santa padroeira da França e foi uma chefe militar da Guerra dos Cem Anos, durante a qual tomou partido pelos armagnacs, na longa luta contra os borguinhões e seus aliados ingleses. Foi executada pelos borguinhões em 1431. Camponesa, modesta e analfabeta, foi uma mártir francesa e também heroína de seu povo, canonizada em 1920, quase cinco séculos depois de ter sido queimada viva em um auto de fé.

Joana foi queimada viva em 30 de maio de 1431, com apenas dezenove anos. A cerimônia de execução aconteceu na Praça do Velho Mercado (Place du Vieux Marché), às 9 horas, em Ruão.

Antes da execução ela se confessou com Jean Totmouille e Martin Ladvenu, que lhe administraram os sacramentos da Comunhão. Entrou, vestida de branco, na praça cheia de gente, e foi colocada na plataforma montada para sua execução. Após lerem o seu veredito, Joana foi queimada viva. Suas cinzas foram jogadas no rio Sena, para que não se tornassem objeto de veneração pública. Era o fim da heroína francesa.

Muito tempo depois...

Desde que os Irmãos Lumiere trouxeram as primeiras imagens que se tornariam a gênesis do que se tornaria um filme poucos anos depois, algumas histórias são adaptadas, na época, como curta metragens. Joana D'ark é uma destas que nasceram com o cinema, em 1895.

Há um sem número de filmes feitos para tevê, mas que não possuem pôsters ou imagens (citei alguns abaixo, mas acabam sendo uma grande perda de tempo). O que importam mesmo são as principais versões.

Boa sessão.

➤Direção: Ubaldo Maria Del Colle
Sinopse:

Em Domremy, uma cidade situada perto do rio Meuse, a pequena Joana, filha de Jacques d'Arc, ouviu histórias da guerra que estava devastando seu país. Tropas mercenárias do duque de Armagnor lutaram em defesa do rei Carlos VII. Eles se opuseram aos soldados do duque da Borgonha, aliados aos ingleses. Devastação e pilhagem se seguiram. Os camponeses passaram seus dias em miséria e terror, rondando os castelos implorando ajuda e assistência.
O filme narra os momentos mais importantes da vida de Joana D' Arc (1412-1431) a partir das aparições de San Michele, Santa Margherita e Santa Caterina, que a incentivaram a agir pela libertação da França dos britânicos na guerra dos cem anos.

➤Direção: Cecil B. DeMille
Sinopse:

Durante a I Guerra Mundial, um oficial Inglês é convocado a realizar  uma missão, quando ele descobre a espada perdida de Joana d' Arc, que aparece em uma visão. O exército francês volta  em seguida, sob a liderança da donzela de Orleans. 

➤Direção: Carl Theodor Dreyer
Sinopse:

França, século XV, Joana de Domrémy, filha do povo, resiste bravamente a ocupação de seu país. É presa, humilhada, torturada e interrogada de maneira impiedosa por um tribunal eclesiástico, que a levou, involuntariamente, a blasfemar. É colocada na fogueira e morre por Deus e pela França.

Último filme mudo de Carl Th. Dreyer, o filme mais fiel à história da guerreira. Todos os filmes de Dreyer, basearam-se em obras de ficção ou peças teatrais, exceto O Martírio de Joana d'Arc, que foi inspirado nos manuscritos oficiais do julgamento da donzela de Orléans.

➤Direção: Marco de Gastyne
Sinopse:

Filme franco-alemão sobra a vida e morte de Joana d'Arc. Quarta versão longa metragem que se tem notícia da história de Joana. Foi filmado no Château de Pierrefonds (em Oise ), em Carcassonne (em Aude), Aigues-Mortes (em Gard),  Mont Saint-Michel (em Manche), na basílica de Vézelay (no Yonne) e em Carennac.

➤Direção: Gustav Ucicky
Sinopse:

O filme retrata a vida de Joana d'Arc, e é a primeira representação de uma figura feminina dominante no cinema. A imprensa na Alemanha e no exterior traça paralelos diretos entre a situação da França em 1492 e a situação na Alemanha em 1935. Dirigido pelo historiador alemão Gustav Ucicky e estrelado por Angela Salloker, Gustaf Gründgens e George Heinrich. 

➤Direção: Victor Fleming
Sinopse:

No século XV, a França é uma nação derrotada e arruinada após a Guerra dos Cem Anos contra a Inglaterra. Uma jovem fazendeira de catorze anos, Joana d'Arc, afirma ouvir vozes do céu pedindo-lhe para liderar o Exército de Deus contra Orleans e coroar o fraco Delfim Carlos VII como Rei da França. Agora, Joana vai tentar reunir o povo com a sua fé e formar um exército.

➤Direção: Roberto Rossellini
Sinopse:

Versão musical do martírio de Joana d'Arc, queimada viva pela Igreja por ser considerada herege, mesmo tendo lutado em prol da mesma. Em meio às reflexões e acusações contra a protagonista, há um consenso acerca do bem simbólico que ela desempenhou para o povo francês em geral.

➤Direção: Christian-Jaque, Jean Delannoy, Marcello Pagliero
Sinopse:

Três histórias diferentes, tanto no espaço, quanto no tempo. Lysistrata (Martine Carol), uma dançarina de tempos antigos, Joana d'Arc (Michèle Morgan), uma guerreira medieval e Elisabeth (Claudette Colbert), que ficou viúva durante a guerra americana e que hoje mora na Itália.

➤Direção: Otto Preminger
Sinopse:

Camponesa, certa de ter recebido ordens de Deus, lidera exército francês e ganha batalha dos ingleses. Presa e acusada de heresia é queimada viva. História de Santa Joana D'Arc. Baseado na peça de George Bernard Shaw.

➤Direção: Robert Bresson
Sinopse:

Obra-prima do francês Robert Bresson, que aqui reconstituiu a prisão, o julgamento e a execução da mártir Joana D'Arc, baseando-se exclusivamente em documentos históricos. Austero, sóbrio e revelador, Bresson recorreu a atores não-profissionais para mostrar o martírio dessa figura histórica do século 15.

➤Direção: Paul Verhoeven
Sinopse:

Mais uma adaptação da história clássica, feita para tv, que tem aqui como curiosidade o nome Paul Verhoeven na direção. Homônimo do diretor holandês conhecido de todos, este dirigiu principalmente filmes para tv, tendo falecido em março de 1975.

➤Direção: George Schaefer
Sinopse:

Versão para tv adaptada da peça de George Bernard Shaw sobre a vida, batalhas e julgamento de Joana D'ark, baseado nos manuscritos gravados da época. Com nomes como Geneviève Bujold e Roddy McDowall foi bem recebida quando foi exibida na televisão.

➤Direção: John van de Rest
Sinopse:

Adaptação televisiva holandesa da famosa peça 'Saint Joan' do ganhador do Prêmio Nobel George Bernard Shaw. Josine van Dalsum interpreta o papel principal da filha ruidosa de um  fazendeiro que não sabia ler nem escrever, e que  libertou a França em 1430 dos ocupantes ingleses e do príncipe herdeiro Carlos VII, que seria coroado rei. Um esforço que a levou à fogueira depois de um processo duradouro.

➤Direção: Akio Jissôji
Sinopse:

As versões da história deram um salto de 15 anos para serem adaptadas novamente. Recomeçou com essa versão produzida no japão, mas falada em francês. De qualquer forma, era melhor manter este hiato. 

➤Direção: Jacques Rivette
Sinopse:

Durante uma parte da vida da famosa Joana d'Arc (Sandrine Bonnaire), a guerreira francesa é convocada a tirar os ingleses de seu país. Confiante, a jovem moça tenta convencer Baudricourt (Baptiste Roussillon) e Charles VII (André Marcon), o Dauphin, a fornecerem-lhe um exército. Impressionado diante de tanta maturidade e coragem, Charles aceita o pedido de Joana, colocando o reino em perigo.

➤Direção: Jacques Rivette
Sinopse:

Na campanha militar da França na Guerra dos 100 Anos, Joana d'Arc (Sandrine Bonnaire) lidera o exército francês na batalha pela retomada de Paris, que está dominada pelos rebeldes 'bourguignons'. Capturada na batalha de Compiègne (1431), a guerreira é submetida ao julgamento do tribunal da Inquisição.

➤Direção: Christian Duguay
Sinopse:

Dez anos antes de sua morte, Joan (Leelee Sobieski) ouve vozes. Seis anos mais tarde, da vila Domremy ela inicia sua missão para unir a França sob ordens do Rei Charles. Primeiro, ela lidera a defesa de Vancouleurs contra os Burgundis, depois consegue salvo-conduto até Charles, o Delfin. Ele usa sua imagem mística para montar um exército e a envia em socorro de Orléans. Após a coroação de Charles, Joan lidera uma desastrosa campanha em Paris, onde seu irmão vem a falecer. Depois ela é vítima das manipulações de Charles e capturada em Burgundy, vendida aos ingleses, interrogada pelo Bispo Cauchon, declarada como herege pela Inquisição e queimada me martírio. Essa é sua história...

➤Direção: Luc Besson
Sinopse:

Nascida em 1412, Joana desenvolve uma religiosidade tão intensa que a fazia se confessar mais de uma vez ao dia, ainda jovem. A Guerra dos Cem Anos, travada com a Inglaterra, se prolongava desde 1337 e, em 1420, os reis Henrique V e Carlos VI assinam o Tratado de Troyes, declarando que após a morte de seu rei a França pertencerá a Inglaterra. Porém, ambos os reis morrem e Henrique VI é o novo rei dos dois países, mas tem poucos meses de idade e Carlos (John Malkovich), o delfim da França, não deseja entregar seu reino para uma criança. Assim, os ingleses invadem o país e ocupam Compiègne, Reims e Paris, com o rio Loire detendo o avanço dos invasores. Surge, então, Joana D'Arc para libertar a França dos ingleses.

➤Direção: Bruno Dumont
Sinopse:

Joana D'Arc é uma jovem mulher que embarca em uma empreitada para fazer parte do exército francês, surpreendendo a nação ao comandar e sair vitoriosa de grandes batalhas contra a Inglaterra. Porém, seus excessos religiosos a levam a ser presa e sentenciada a morrer queimada.


Tecnologia do Blogger.