PALHAÇOS ASSASSINOS DO ESPAÇO SIDERAL (1988) - FILM REVIEW

palhacos-assassinos-do-espaco-sideral

Para todos que acompanharam as sessões de filmes da TV, especialmente anos 80 e 90 no meu caso, frequentaram ali, em seus insólitos aparelhos de TV de tubo, uma faculdade de cinema raiz. Eram clássicos na Sessão de Gala, Blockbusters na Tela Quente, filmes alternativos na Sessão das Dez (que era repetido à meia noite e eu assistia sempre), Filmes B no Cinema em Casa ... Enfim... Uma escola. São apenas alguns exemplos marcantes, mas tinha Corujão, Supercine, Sessão da tarde, Cine Privê, Cine Trash...Tinha para todos os gostos e eu particularmente, gostava de todos.

O grande problema desta época era a imagem. E este problema prejudicava filmes brilhantes, como Cidadão Kane, que assisti em VHS com uma imagem sofrível. Por outro lado, efeitos especiais que pareciam fabulosos em produções de baixo orçamento, vistos hoje, não são tanto impressionantes.


“Palhaços assassinos” é desta saudosa época e o assisti na Rede Bandeirantes. Era uma verdadeira aula diária de filmes de horror de várias categorias. Exibido originalmente de segunda a sexta às 14h em meados da década de 90. Como eu estudava de manhã, de tarde era com o cine Trash, apresentado por Zé do Caixão.

O filme, que depois passou a ser conhecido pelo seu nome completo (Palhaços assassinos do espaço sideral), é uma pérola. Virou cult movie, principalmente por causa dos assustadores rostos dos palhaços, com suas bocas enormes. Na história, numa noite qualquer, Mike e Debbie namoram no banco de trás do carro, quando vêem uma forte luz que rasga o céu e cai numa clareira. Para a nossa surpresa são palhaços que viajam numa nave em forma de tenda de circo e estão dispostos a zoar com a cidade toda. Eles se comportam, com as devidas limitações orçamentárias, como os alienígenas de Marte ataca, dirigido por Tim Burton. Parecem crianças "aprontando" longe dos pais.


Dirigido por Stephen Chiodo (que realizou apenas este em sua carreira) e roteirizado por ele e seu irmão Charles Chiodo, o filme ganhou status ao longo dos anos, assim como muitas produções B dos anos 80. E como muitos, o filme não fez sucesso quando estava nos cinemas, mas gerou receita em bonecos, DVDs e camisetas. O orçamento de US$ 2 milhões foi destinado principalmente aos custos de produção. Os palhaços e efeitos visuais foram criados quase inteiramente pelos cineastas a um custo muito baixo.

A cena em que um carro é jogado sobre um penhasco foi inicialmente planejada para ser muito mais espetacular. O carro deveria voar sobre o penhasco e cair no chão. Infelizmente, a corda do estilingue quebrou porque os membros da equipe fora negligentes no manuseio do equipamento preso no carro. O resultado foi o que é visto no filme final, o carro tomba lentamente na borda e fica preso em uma árvore.


Há semelhanças interessantes entre A Bolha (1958) e este filme, sugerindo que o diretor curtia bastante o clássico e resolveu homenageá-lo. Ambos têm uma primeira vítima que é um velhote morando em uma cabana e que tem um cachorro. Ambos os filmes têm um policial decente chamado Dave, que não acredita nos jovens, e um policial mais velho e mal-humorado, que parece ter ressentimento contra jovens cidadãos. Aliás, a cena envolvendo um palhaço e este policial é um verdadeiro achado. É um dos momentos antológicos do cinema de horror envolvendo ventríloquos.

O gigante "King Klown" da sequência final, carinhosamente chamado de "Klownzilla" pelos irmãos Chiodo, foi realmente interpretado por um deles (Charles Chiodo). O filme terminou originalmente com os irmãos Terenzi como sobreviventes da espaçonave explosiva enquanto Dave pereceu após matar o gigante Klown, mas como o executivo determinou um "final otimista", os irmãos Chiodo filmaram um segundo final em que Dave e os irmãos Terenzi sobrevivem à espaçonave,   escondendo-se no "klown kar" da explosão.


Já na cena em que um Klown atropela um carro e mata o motorista era originalmente um prólogo de abertura do filme, e o motorista era o personagem Joe Lombardo. Para este prólogo, houve também uma cena em que Joe e sua namorada estão se beijando em uma estrada escura e deserta e depois que a namorada o rejeita, ele sai com raiva sozinha, para então encontrar sua morte com um Klown. No entanto, quando foi decidido que uma sequência de créditos de abertura fosse vista primeiro, esta cena acabou na sala de edição e a cena do acidente de carro foi colocada em um momento posterior do filme, com o motorista não sendo Joe Lombardo. Ele acabou sendo o nome de uma pessoa morta que Mike e Debbie descobrem embrulhados em um casulo de algodão doce na versão final.

A versão exibida na TV não inclui a cabeça do motociclista ser "derrubada" pelo palhaço andando de bicicleta e subsequentemente entrar na lata de lixo. No entanto, esta mesma versão inclui uma cena extra que não tinha em VHS, que mostra Debbie dizendo a Mike sobre seu medo de palhaços enquanto eles estão na espaçonave pela primeira vez.


Também na versão da TV há uma cena em que Dave, Debbie e Mike andam em uma corda bamba e acabam em uma sala com muitas portas, e acabam sendo emboscados por Klowns. Ambas as cenas estão no DVD.

Como disse certa vez o responsável pela trilha sonora John Massari: "-Há pessoas que vão adorar este filme."


E não é que ele estava com a total razão?


E como não poderia faltar, uma listinha de palhaços assustadores. O filme Palhaços assassinos é o único que entra na lista com vários diferentes. Confira:











.

A One Movies/Dark Flix lançou mais um clássico do horror oitentista


PALHAÇOS ASSASSINOS DO ESPAÇO SIDERAL
(DVD - Duplo + Bluray)

Veja abaixo detalhes da linda edição.

Disco 1

(DVD ULTRA Encoder) - FILME
Formato de Tela: 1.85:1 – 88 minutos – 16 anos - Áudio: Inglês 2.0 Dolby Digital Surround – Dublado em Português e Espanhol : 5.1 Dolby Digital Surround - Legendas: Português/Inglês/Espanhol

Disco 2 - EXTRAS

*O Making Of de Palhaços Assassinos (The Making Of Killer Klowns), 22 minutos - *Compondo Palhaços (Komposing Klowns), 13 minutos - *Audições para Palhaços (Klown Auditions), 4 minutos - *Efeitos Visuais de Gene Warren Jr. - *Criando Palhaços (Kreating Klowns), 13 minutos - *Storyboards, 7 minutos – Efeitos Visuais (Visual Effects With Gene Warren Jr.), 15 minutos - *Cenas Deletadas com comentários do Diretor, 5 minutos - *Erros de Gravação, 3 minutos - *Trailer de Cinema, 2 minutos
84 minutos – Colorido – Formatos de Tela 1.85x1 e 4x3 – Áudio: 2.0 Dolby Digital Estéreo – Legendas: Português

Disco 3 - BLU RAY - FILME

Formato de Tela: 1.85:1 – 88 minutos – Colorido / Áudio: Inglês DTS-HD 2.0, DTS 2.0 e 2.0 Dolby Digital Estéreo – Dublado em Português e Espanhol: 2.0 Dolby Digital Estéreo - Legendas: Português/Inglês/Espanhol

CD

Palhaços assassinos do espaço sideral - A trilha sonora original


⇰ Acompanha a: DVD ULTRA Encoder (Filme) + DVD (Extras) + # Blu Ray BD-R (Filme) + 4 Cards Colecionáveis + CD MiniLP Trilha Sonora 

⇰ Embalagem: Box Amaray Duplo + Capa em couche 150 gramas com impressão frente e verso + Envelope CD + Envelope Blu Ray + Luva Horizontal em cartão 350 gramas empastado + verniz


Tecnologia do Blogger.