13 CURIOSIDADES SOBRE "CONTOS DA CRIPTA"

13-curiosidades-sobre-contos-da-cripta

Para quem lê meus textos, sabe que minha formação cinéfila foi nos anos 80. Lembro-me de caçar uns filmes episódicos em VHS pelas locadoras, alguns com atores famosos e diretores "legais" da época. Confesso que sofri procurando. Se não me engano, eram 4: Horror nosso de cada dia, Lendas do além-túmulo, Infidelidades macabras e o Horror faz ronda na noite.

Lembro até de uma história com este último. Fui de bike em uma locadora aleatória muito longe da minha casa e descobri o filme lá. Mas na época, eles faziam fichas somente para pessoas que moravam próximas. Convenci o dono que eu era cinéfilo e só queria assistir ao filme. Nem precisava fazer ficha.


Bom, muitos anos mais tarde, descobri que fui enganado. Aqueles filmes episódicos não existiam e nada mais eram que episódios avulsos de temporadas de Contos da Cripta. Na época, o mesmo aconteceu com Arquivo X e Histórias maravilhosas.

Através das 13 curiosidades abaixo, vão conhecer um pouco deste universo e seus desdobramentos.

A ORIGEM

1) Maxwell Gaines foi a figura pioneira na criação das Histórias em Quadrinhos modernas. Em 1933, quando Maxwell idealizou a primeira tira de quatro cores, impresso em papel jornal plastificado. Com isto ele foi o precursor do formato de histórias em quadrinho coloridas, que se tornou padrão para a indústria de histórias em quadrinhos americanas.

Quando Max Gaines morreu em 1947 em um acidente de barco, seu filho William herdou a empresa. Ele assumiu os negócios da família, cuja situação não era muito bom após a morte de seu pai. Entre 1949 e 1950, Gaines começou uma linha de novos títulos que caracterizam terror, suspense, ficção científica, ficção militar e policial. Seus editores, Al Feldstein e Harvey Kurtzman, que também desenharam capas e histórias, convidaram quadrinistas freelancers altamente talentosos como Johnny Craig, Reed Crandall, Jack Davis, Will Elder, George Evans, Frank Frazetta, Graham Ingels, Jack Kamen,Bernard Krigstein, Joe Orlando, John Severin, Al Williamson, Basil Wolverton, e Wally Wood. 


A EC Comics teve sucesso com sua nova abordagem e foi pioneira na formação de relacionamentos com seus leitores através de suas cartas ao editor e seu fã-clube, o National EC Fan-Addict Club. A EC Comics promoveu a estabilidade de ilustradores, permitindo que cada para assinar sua arte e incentivando-os a desenvolver os próprios estilos; adicionalmente, a empresa publicou biografias de uma página sobre eles nas revistas em quadrinhos. Surgia ai...Os contos da Cripta.

A SÉRIE

2) As reimpressões da EC Comics lançadas na década de 1970 pelo editor Russ Cochran inspiraram Richard Donner, Walter Hil , David Giler, Robert Zemeckis e Joel Silver a criar a série.

3) A sequência de introdução que iniciou todos os episódios na casa da criatura era na verdade do tamanho de um campo de golfe em miniatura verde. Pequenas câmeras de "snorkel" foram usadas para filmar a sequência. A descida para a cripta no final da introdução foi gerada por computador.


4) Nem todos os episódios foram baseados especificamente na série de histórias em quadrinhos "Tales From The Crypt" da EC Comics dos anos 50. Muitos episódios também foram baseados nas séries de quadrinhos "Vault of Horror", "Haunt of Fear", "Crime SuspenStories", "Shock SuspenStories" e "Two-Fisted Tales".

5) Nomes famosos envolvidos nos episódios:

Na direção: Walter Hill, Robert Zemeckis,  Richard Donner, Howard Deutch, Tom Holland, Mary Lambert, Arnold Schwarzenegger, Jack Sholder, Steven E. de Souza, Michael J. Fox, Stephen Hopkins, Tobe Hooper, Russell Mulcahy, Tom Hanks, William Friedkin, Gary Fleder, John Frankenheimer, Kyle MacLachlan, Bob Gale, Bob Hoskins, Freddie Francis.


No elenco:William Sadler, Lea Thompson, Amanda Plummer, M. Emmet Walsh, Demi Moore, Kelly Preston, Lance Henriksen, Kevin Tighe, Miguel Ferrer, Teri Hatcher, Michael Ironside, Iggy Pop, Patricia Arquette, Cynthia Gibb,  Richard Thomas, Patricia Clarkson,  Andrew McCarthy, Mariel Hemingway,  Kyle MacLachlan, Carroll Baker,  Beau Bridges, Tony Goldwyn, Louise Fletcher, Whoopi Goldberg, John Rhys-Davies, Vanity, James Remar,  Malcolm McDowell, Michael Berryman, Paul Gleason,  Tim Roth, Rita Wilson,  Brion James,  Richard Jordan, Rutanya Alda, Anthony LaPaglia,  Kirk Douglas, Dan Aykroyd, Treat Williams,  Sônia Braga, Dylan McDermott, Cleavon Little, Cathy Moriarty, Ben Cross,  Mimi Rogers,  Christopher Reeve, Bess Armstrong, David Warner, Joan Severance, David Morse...


... Raymond J. Barry, Brad Pitt, Joe Pesci, Burt Young, Timothy Dalton, Dennis Farina, Margot Kidder, Tim Curry, Yvonne De Carlo, Hector Elizondo, Patsy Kensit, Ernie Hudson, Joan Chen, Bill Paxton, Brad Dourif, Kevin Dillon, Martin Sheen, Billy Zane, Maryam d'Abo,  Brooke Shields, Lou Diamond Phillips, Priscilla Presley, Clancy Brown, Martin Kove, Costas Mandylor, Cheech Marin, Charles Martin Smith, Mick Garris, John Savage, Benicio Del Toro, Mark Dacascos, R. Lee Ermey, Rachel Ticotin, John Lithgow, Isabella Rossellini, Sherilyn Fenn, Natasha Richardson,  Elizabeth McGovern,  Ewan McGregor, Steve Coogan,  James Frain.


6) A serie teve um spin-off chamado Perversions of Science (1997). Baseado nas edições da EC Comics chamadas Weird Science. Ela foi uma revista americana de quadrinhos de ficção científica que fazia parte da linha EC Comics no início dos anos 50. Durante um período de quatro anos, o quadrinho teve 22 edições, terminando na edição de novembro a dezembro de 1953. 

O spin-off não pode se chamar Weird Science por causa do filme de 1985, Weird Science, que aqui no Brasil se chamou "A mulher nota 1000", e teve  Anthony Michael Hall, Ilan Mitchell-Smith e Kelly LeBrock no elenco, que foi dirigido por John Hughes.


O DESENHO ANIMADO

7) A animação contém 39 episódios e enquanto a série live action contém o número reverso  de episódios: 93. Um detalhe. São 132  no total. 
E um detalhe mais curioso ainda: se somarmos 1+2+3 = 6, que é exatamente a diferença dos números 9 e 3  (e claro, 3 e 0) dos episódios. Coincidência? Destino? Ou sabiam desde o início?

8) Um psicólogo infantil teve que aprovar os scripts para garantir que não fossem muito assustadores para as crianças. E de fato, as histórias são bem infantis, mostrando consequências de atos que poderiam ser evitados, como num episódio em que as crianças brincam de afogar formigas até que eles encolhem e passam pelas mesmas dificuldades, aprendendo o valor de cada vida. 


9) Eles estavam inicialmente pensando em usar  um boneco mecânico real nas cenas introdutórias, assim como é na série live action, mas acabaram decidindo que o boneco era assustador demais para crianças muito pequenas e, em vez disso, utilizaram desenhos animados mesmo.

OS FILMES

10) No final dos créditos de "Demônios da noite", a Caveirinha anuncia o próximo filme "Dead Easy", que deveria ser o segundo filme da trilogia Contos da Cripta. "Dead Easy" (também conhecido como "Fat Tuesday") era uma história de zumbi ambientada em New Orleans, mas acabou sendo abandonada, e o terceiro filme, "Body Count", também não foi produzido. Por fim, uma trilogia "Tales from the Crypt" foi concluída, com "Demon Knight" sendo seguido por O Bordel de Sangue (1996) e Ritual (2002).


Bordel de Sangue foi muito mal recebido.  E entre brigas, roteiros mal recebidos, e muitos problemas, o Ritual, escrito pelo diretor de sucessos comerciais Rob Cohen (Dayligh, Triplox, Velozes e Furiosos) e dirigido pelo pouco conhecido Avi Nesher. O resultado também foi insatisfatório, a ponto do filme ser considerado não canônico. Fato comprovado pela quase nula divulgação ou associação do filme com os Contos da Cripta.

11) Por serem episódicos, os envolvidos muitas vezes "pegam" ideias e transformam em filmes.  Os Espíritos (1996) era para ser um episódio assim como A morte lhe cai bem, que foi feito por Zemeckis enquanto produzia a série. Um drink no inferno seria um episódio do terceiro filme, mas com o cancelamento do segundo, Bordel de sangue entrou na fila, enquanto Um drink no inferno já começara a ser produzido. Ambos têm histórias com vários pontos em comum, ainda que incomparáveis em qualidade.


12) Em um cemitério do filme "Bordel de sangue", há uma cripta com o nome "Gaines". William Gaines é o criador dos quadrinhos "Tales from the Crypt" como dito láaaaa em cima.

13) Em 1972, veio ao mundo "Contos do Além" que muitos não observam que o nome original é "Tales from the Crypt". Com histórias de Milton Subotsky, Al Feldstein, Johnny Craig, William M. Gaines, foi dirigido por Freddie Francis, que veio a dirigir um dos episódios da série live action.

No ano seguinte, foi a vez de A Cripta dos Sonhos, desta vez dirigido por outro mestre da época, Roy Ward Baker. Apesar do título do filme, nenhuma das histórias exibidas apareceu no quadrinho "The Vault of Horror". A história "The Neat Job" apareceu originalmente em "Shock SuspenStories", e a outra história apareceu originalmente em "Tales from the Crypt".


dicionar legenda
A One Movies/Dark Flix lançou mais uma série clássica de animação que pode adquirida no link acima e nas melhores lojas.

(DVD) Contos da Cripta - A Série Animada 
A Primeira Temporada

Veja abaixo detalhes da linda edição.


⇰ Informações técnicas da edição:

Formato:  DVD
Título Original:  TALES FROM THE CRYPTKEEPER
Origem:  NACIONAL
Legendas: INGLÊS, PORTUGUÊS
Ano de Produção:  1993
Idioma Original: INGLÊS - 2.0 DOLBY DIGITAL + DUBLAGEM CLÁSSICA
País de Produção: CANADÁ
Classificação Indicativa: Livre para todos os públicos
Região:  4
Quantidade de Discos:  2
Sistema de Cores:  Colorido
Formato de Tela: 1.33:1
Duração: 365 minutos
Sistema:  NTSC



Tecnologia do Blogger.