10 SLASHERS DOS ANOS 80 QUE TIVERAM REMAKES NOS ANOS 2000


O Slasher é um subgênero do horror que basicamente, é definido por  um psicopata perseguindo e matando um grupo de pessoas, geralmente usando ferramentas com lâmina. Simples assim. O cinema cria as regras e ele mesmo as destrói. De toda forma, há características bem marcantes na estrutura dos filmes. Costumeiramente, são de baixo orçamento, diretores hora inventivos, hora picaretas (que se dispõem apenas a copiar os antecessores), geralmente com atores medianos,  belas (e nuas) atrizes, roteiro limitado e claro, sangue.

O vilão, por exemplo, em quase 100% dos casos é humano (mesmo com força sobre humana ou habilidades extraordinárias). Explicando melhor, ele não será um Thanos, Predador ou um Alien. Será uma pessoa, mesmo que morra e volte, assassine nos sonhos ou leve 258 mil tiros e não morra. Outra característica comum é a contagem de corpos. Sempre tem uma turminha aleatória que falece aleatoriamente no filme, para dar credibilidade ao vilão.

O sucesso do slasher e o reconhecimento de que é um sub-gênero importante dentro do horror, fez várias obras serem refilmadas. Então hoje, resolvi compartilhar 10 filmes dos anos 80 que ganharam novas versões nos anos 2000.

Boa sessão:
Direção: Paul Lynch

Um grupo de quatro amigas esconde um sórdido segredo: há seis anos atrás, elas forçaram uma colega de apenas 10 anos a se atirar da janela, causando a sua morte. Na tão esperada noite do baile de formatura, as meninas começam a perceber que o assassinato de Robin Hammond não vai ficar impune. Alguém mais estava lá naquela terrível noite, e começa a realizar sua sangrenta vingança durante a festa. 

Remake: A morte convida para dançar (2008) 

Direção: Charles Kaufman

Três mulheres que eram amigas da época de colégio se juntam para uma reunião de dez anos e decidem ir acampar em uma floresta. Mas o que elas não sabem, é que nessa mesma floresta vive uma família de sádicos que gostam de torturar, estuprar e matar pessoas.

Remake: Dominados pelo ódio (2010) 

Direção: William Lustig

Frank Zito é um desequilibrado mental que assassina inúmeras garotas brutalmente e guarda seus escalpos para adornar os inúmeros manequins que lhe fazem companhia. Até o dia em que uma mulher tira uma fotografia sua no Central Park. Trata-se da fotógrafa Anna D'Antoni, por quem Zito acaba se apaixonando. Mas será que o relacionamento conseguirá vencer sua sede de sangue?

Remake: Maníaco (2012) 
Direção: Sean S. Cunningham

A história do homicido em Crystal Lake não impede que os instrutores montem um acampamento de verão no bosque. Moradores supersticiosos advertem sobre o ocorrido, mas os jovens Jack, Alice, Bill, Marcie e Ned, prestam pouca atenção aos mais velhos e acabam sendo perseguidos por um assassino brutal. A medida em que são esquartejados, baleados e esfaqueados, os instrutores lutam para manterem-se vivos contra um adversário implacável.

Remake: Sexta Feira 13 (2009) 

Direção: George Mihalka

Durante o baile de namorados de 1961, ocorre um acidente numa mina canadense, deixando vários mortos. Mas parece que apenas um sobreviveu, segundo conta uma lenda local, e se chamaria "Harry Warden". 20 anos depois (1981), o prefeito local resolve reabrir o baile de namorados. Mas isso não agradou a alguém e oficiais de polícia recebem estranhos pacotes contendo corações humanos.

Remake: Dia dos namorados macabro (2009) 
Direção: Mark Rosman

7 garotas formandas de uma irmandade planejam dar uma grande festa de formatura na casa, mas a governanta, chamada  Sra. Slater (Lois Kelso Hunt) proíbe a ideia. Vicky (Eileen Davidson) então decide pregar uma peça na governanta. No entanto, a brincadeira dá terrivelmente errado quando a Sra. Slater acaba morrendo. Com a festa a horas de começar e assustadas com a consequência do assassinato, as meninas decidem esconder o corpo na piscina. Mas claro, dá tudo errado.

Remake: Pacto secreto (2009) 

Direção: Charles E. Sellier Jr.

Após presenciar o assassinato de seus pais por um homem vestido de Papai Noel, um garoto começa a desenvolver problemas psicológicos quando se depara com símbolos natalinos, que irão resultar em uma explosão sangrenta contra o mundo. E outro momento, para agravar sua situação, ele é abusado por uma Madre Superiora em um orfanato. Estes elementos vão moldar um assassino em série.

Remake: Natal Sangrento (2012) 

Direção: Wes Craven

Um grupo de adolescentes tem pesadelos horríveis, em que são atacados por um homem deformado com garras de aço. Ele apenas aparece durante o sono e, para escapar, é preciso acordar. Os crimes vão ocorrendo seguidamente, até que se descobre que o ser misterioso é na verdade Freddy Krueger, um homem que molestou crianças na rua Elm e que foi queimado vivo pela vizinhança. Agora, Krueger pode ter retornado para se vingar daqueles que o mataram, através do sono.

Remake: A hora do pesadelo (2010)

Direção: Joseph Ruben

Jerry (Terry O'Quinn) possui poucas ambições. Está satisfeito com o emprego de vendedor de imóveis, possui muitos amigos e uma boa casa. Seu único desejo é uma família unida e feliz. Seu relacionamento com a Bela Susan é estável, apesar da desconfiança da enteada Stephanie. Mas o passado de Jerry esconde um segredo que, se trazido à tona, pode colocar mãe e filha em perigo.

Remake: O Padrasto (2009) 

Direção: Tom Holland

Após a babá do garotinho Andy Barclay (Alex Vicent) ser violentamente arremessada para a morte pela janela, ninguém acredita nele quando diz que Chucky, o boneco que ganhou de aniversário, foi o culpado! Até que as coisas comecem a dar errado... mortalmente errado. E quando uma série de terríveis assassinatos leva um detetive (Chris Sarandon) de volta ao mesmo brinquedo, ele descobre que o verdadeiro terror tinha apenas começado - o boneco perturbado pretendia transferir seu espírito mau para um ser humano vivo: o pequeno Andy!

Remake: Brinquedo assassino (2019) 


A Versátil lançou Slashers vol. 7, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne 4 clássicos do subgênero mais popular do terror dos anos 80, incluindo o aguardado A Noite das Brincadeiras Mortais, em inéditas versões restauradas sem cortes, com quase duas horas de extras, entre especiais e entrevistas. Edição Limitada com 4 cards.

Disco 1:

☛ A NOITE DAS BRINCADEIRAS MORTAIS
(April Fool’s Day, 1986, 89 min.)
De Fred Walton. Com Deborah Foreman, Griffin O’Neal, Clayton Rohner.

⇨ Sinopse: Um grupo de estudantes vai passar o fim de semana do Dia da Mentira na mansão de uma colega numa ilha remota. Aos poucos, eles vão morrendo em circunstâncias estranhas. Com reviravoltas surpreendentes, este é um dos slashers mais queridos pelos fãs.

☛ SHADOW WOODS: O PESADELO
(Blood Rage, 1987, 82  min.)
De John Grissmer. Com Louis Lasser, Mark Soper, Julie Gordon.

⇨ SinopseQuando criança, Todd foi acusado de um assassinato brutal cometido por seu irmão gêmeo acabou sendo preso num hospício. 20 anos depois, ele foge para tentar provar sua inocência. Com muitas mortes, este slasher merece ser conhecido.


Disco 2:

☛ ESCOLA NOTURNA
(Night School, 1981, 89 min.)
De Ken Hughes. Com Leonard Mann, Rachel Ward, Drew Snyder.

⇨ SinopseUma série de assassinatos horríveis estão acontecendo entre alunas de uma escola noturna em Boston. Quem está decapitando essas inocentes estudantes? Ótimo slasher com ambientação assustadora dirigido pelo veterano Ken Hughes (“Cassino Royale”).

☛ CAÇADA NO CANAL DA MORTE
(Amsterdamned, 1988, 113 min.)
De Dick Maas. Com Huub Stapel, Monique van de Ven, Serge-Henri Valcke.

⇨ SinopseMisterioso assassino ataca vítimas à beira dos canais de Amsterdã. O inspetor Eric Visser descobre que o matador é um mergulhador... Diretor do cult “O Elevador da Morte”, o holandês Dick Maas mistura giallo e slasher nesse suspense eletrizante.


Informações técnicas da edição:

Títulos em português: A Noite das Brincadeiras Mortais, Shadow Woods: O Pesadelo, Escola Noturna, Caçada no Canal da Morte
Títulos originais: April Fool’s Day, Blood Rage, Night School, Amsterdamned
País de produção: Estados Unidos, Canadá, Holanda
Ano de produção: 1981-1988
Gênero: Terror
Direção: Fred Walton, John Grissmer, Ken Hughes, Dick Maas
Elenco: Deborah Foreman, Griffin O’Neal, Clayton Rohner, Louis Lasser, Mark Soper, Julie Gordon, Leonard Mann, Rachel Ward, Drew Snyder, Huub Stapel, Monique van de Ven, Serge-Henri Valcke
Idioma: Inglês, Holandês
Áudio: Dolby Digital 2.0
Legenda: Português
Formato de tela: Widescreen Anamórfico 1.78:1
Tempo de duração: 373 min.
Região: 4
Colorido
Faixa etária: 18 anos

Extras: Especiais sobre os filmes (106 min.), Trailers (12 min.)

Adquira aqui 
”Versátil

Tecnologia do Blogger.