ALAIN RESNAIS - 10 FILMES ESSENCIAIS


Talvez, a primeira produção que vem à sua cabeça relacionada a Alain Resnais, leitor ou leitora, é Hiroshima mon a mour. Talvez seja o excelente  documentário Noite e neblina. Ou ainda, Ano passado em Marienbad.
Nunca, jamais, de forma alguma, poderia associar o diretor clássico do cinema francês com a Marvel ou Stan Lee não é? Resnais era fã de quadrinhos, tentou inclusive adaptar TinTin para o cinema. Mais bizarro ainda é Resnais ter aprendido inglês nos quadrinhos da Marvel.

No final dos anos 60, os filmes de heróis eram famosos, mas não tinham o menor prestígio ou mesmo qualidade. Nesta época o teioso quis aportar nas mãos talentosas de Resnais, que sensatamente declinou, imaginando que qualquer americano faria melhor que ele. Mesmo assim, Alain e Stan Lee continuaram trocando figurinhas e fazendo planos. Quase 10 anos do pontapé inicial e Superman chegou às telonas, fundindo dois mundos: o cinema pipoca com o cinema arte. Crítica e público fazendo parte da mesma sala de cinema e elogiando o mesmo filme. Isto fez com que Lee procurasse Resnais, afim de que ele fizesse o filme do Homem aranha.

Não rolou. Mas se acontecesse, certamente estaria entre os 10 filmes abaixo. Ou será que não? Nunca saberemos.

Sinopse:

Em Paris, três homens e três mulheres que não se conhecem vivem no mesmo bairro. Estão em busca do amor, apesar de nunca terem sido bem-sucedidos em todas as suas tentativas. Todos são pessoas solitárias, com o destino fazendo com que suas vidas ora se cruzem, ora se afastem..

Sinopse:

Odile Lalande (Sabine Azéma) é casada e está em busca de um apartamento maior. Ela marca com sua irmã, Camille (Agnès Jaoui), de ir visitar um imóvel junto com o corretor Marc Duveyrier (Lambert Wilson). Odile se atrasa ao ajudar um senhor de idade que foi atropelado e surge um clima entre Camille e Marc, que logo começam a namorar. Só que ela, que trabalha como guia turística, também é cortejada por Simon (André Dussollier), um autor de peças de rádio que vende imóveis para sobreviver.

Sinopse:

Smoking e No Smoking são, para muitos, o trabalho mais audacioso de um cineasta que permanece como um dos mais inovadores do cinema de hoje. Neste díptico Resnais leva-nos, a partir do gesto de pegar ou não num cigarro, a uma verdadeira "realidade virtual", com uma narrativa que propõe percursos alternativos para as relações entre os vários casais (representados sempre pelos mesmos atores) e, por conseguinte, uma série de finais, dirigidos a sensibilidades diferentes.

Sinopse:

O próprio Prof. Henri Laborit explica neste filme sua teoria sobre como o ambiente interfere na formação da personalidade dos seres humanos. Mas dessa vez, ao invés de ratos de laboratórios, os objetos de investigação são dois homens e uma mulher, de cidades, origens sociais e familiares diferentes, cujas vidas são acompanhadas desde a infância até a fase adulta.

Sinopse:

A certeza de que está prestes a ser vencido pelo câncer leva um velho escritor a reunir seus familiares enquanto luta para finalizar seu último romance, no qual mescla realidade e ficção para retratá-los como pessoas desprezíveis.

Sinopse:

Após uma fracassada tentativa de suicídio, Claude Ridder (Claude Rich) é convidado a fazer uma viagem no tempo. O projeto é experimental, apenas foi testado com ratos, mas ele aceita. No entanto, algo dá errado e ele se perde. Enquanto os cientistas tentam encontrar uma solução, Claude revive trechos aleatórios de seu passado, entre eles um misterioso caso de amor.

Sinopse:

Diego é um militante comunista espanhol, habituado às passagens em fronteira para missões clandestinas. Ele retorna a Paris, onde vive com um nome falso, na tentativa de encontrar um de seus companheiros e impedi-lo de voltar a Madri, onde poderá ser preso pela polícia franquista.

Sinopse:

Boulogne, anos 60. Hélène (Delphine Seyrig) é uma entediada viúva que vende antiguidades. Ela vive com o enteado Bernard (Jean-Baptiste Thiérrée), soldado que acaba de voltar da Argélia. Enquanto o rapaz é atormentado pelos horrores da guerra e pela lembrança de uma tal Muriel, Hélène revê um antigo amor, Alphonse (Jean-Pierre Kérien).

Sinopse:

Num imenso e luxuoso palácio barroco transformado em hotel (e em labirinto espaço-temporal), entre corredores, salões decorados e estátuas, um estranho tenta convencer uma mulher casada a fugir com ele. Ele diz conhecê-la. Diz que foram amantes. Entretanto, parece difícil fazê-la lembrar de que tiveram um caso (ou que não tiveram) no ano passado, em Marienbad.

Sinopse:

Hiroshima, 1959. Uma atriz francesa casada (Emmanuelle Riva) veio de Paris para trabalhar num filme sobre a paz. Ela tem um affair com um arquiteto japonês (Eiji Okada) também casado, cuja esposa está viajando. Nos dois dias que passam juntos várias lembranças vêem à tona enquanto esperam, de forma aflita, a hora da partida dela. Ela conta que foi "tosquiada", pois se apaixonou por um alemão (Bernard Fresson) quando tinha apenas 18 anos e morava em Nevers, sendo libertada no dia em que seu amor foi morto, já no final da 2ª Guerra Mundial. Por ter amado um inimigo ela foi aprisionada por sua família numa fria e escura adega e agora, 14 anos depois, novamente sente o gosto de viver um amor quase impossível.

Menção Honrosa: Noite e neblina

Fabuloso curta-metragem (ou média, dependendo da nomenclatura, já que ele tem 32 min.), talvez um dos mais fantásticos já feitos. Realizado em 1955 sob encomenda do Comitê da História da Segunda Guerra Mundial, o filme apresenta um perturbador registro dos locais em que até pouco tempo antes funcionavam os campos de concentração nazistas. Acompanhando as imagens do pós e da guerra, a narração de um texto do poeta francês Jean Cayrol, um sobrevivente.

Importante:

A Versátil lançou “O Cinema de Alain Resnais”, caixa em luva reforçada com 3 DVDs que reúne 6 obras-primas em inéditas versões restauradas dirigidas pelo mestre francês Alain Resnais (“Hiroshima Mon Amour”), um dos expoentes da Nouvelle Vague e um dos maiores diretores de todos os tempos. Mais de duas horas de vídeos extras, incluindo documentários e entrevistas com o diretor. Edição Limitada com 6 cards.

Disco 1:

  MEU TIO DA AMÉRICA
(Mon oncle d’Amérique, 1980, 125 min.)
Com Gérard Depardieu, Nicole Garcia, Roger Pierre.

⇨ SinopseOs destinos cruzados de três personagens sob o olhar de uma quarta cobaia: o biólogo Henri Laborit, que explica sua própria teoria sobre como o ambiente interfere na formação da personalidade dos humanos. Grande Prêmio do Júri e da Crítica em Cannes.

 MURIEL
(Muriel ou le temps d’un retour, 1963, 116 min.)
Com Delphine Seyrig, Jean-Pierre Kérien, Nita Klein.

⇨ SinopseUma viúva dona de um antiquário sonha em rever sua grande paixão adolescente enquanto seu enteado é dominado pelas lembranças de Muriel, uma moça torturada na Argélia. Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Veneza..


Disco 2:

 A VIDA É UM ROMANCE
(La vie est un roman, 1983, 111 min.)
Com Vittorio Gassman, Ruggero Raimondi, Geraldine Chaplin, Fanny Ardant.

⇨ SinopseUm utopista constrói o Templo da Felicidade nos anos 1910, onde se realiza um experimento que busca criar uma sociedade perfeita na qual as angústias poderiam ser excluídas da vida cotidiana. E três contos se interpolam...

 MELÔ
(Mélo, 1986, 110 min.)
Com Sabine Azéma, Fanny Ardant, Pierre Arditi.

⇨ SinopseNa Paris dos anos 20, esposa de um violinista de orquestra, fica fascinada por um amigo de juventude de seu marido, um solista que vem jantar em sua casa. Adaptação de uma peça de Henry Bernstein. Linda homenagem de Resnais ao teatro.

Disco 3:

 MORRER DE AMOR
(L’amour à mort, 1984, 92 min.)
Com Sabine Azéma, Fanny Ardant, Pierre Arditi.

⇨ SinopseElisabeth e Simon estão profundamente apaixonados por dois meses, quando Simon momentaneamente morre, mas volta à vida. Simon não quer promover nenhum teste médico, mas o casal é forçado a lutar contra a possibilidade de sua morte.

  NOITE E NEBLINA
(Nuit et brouillard, 1956, 33 min.)
Narração de Michel Bouquet.

⇨ SinopseImpressionante documentário sobre os campos de concentração, encomendado pelo Comitê de História da Segunda Guerra. As paisagens serenas do presente procuram esconder, por trás das flores e da grama, horrores passados e futuros.


Informações técnicas da edição:
Títulos em português: Meu Tio da América, Muriel, A Vida é um Romance, Melô, Morrer de Amor, Noite e Neblina
Títulos originais: Mon oncle d’Amérique, Muriel ou le temps d’un retour, La vie est un roman, Mélo, L’amour à mort, Nuit e brouillard
País de produção: França
Ano de produção: 1956-1986
Gênero: Drama, Comédia, Documentário
Direção: Alain Resnais
Elenco: Gérard Depardieu, Nicole Garcia, Roger Pierre, Delphine Seyrig, Jean-Pierre Kérien, Nita Klein, Vittorio Gassman, Ruggero Raimondi, Geraldine Chaplin, Fanny Ardant, Sabine Azéma, Pierre Arditi.
Idioma: Francês
Áudio: Dolby Digital 2.0
Legenda: Português
Formato de tela: Widescreen Anamórfico 1.66:1, Fullscreen 1.33:1
Tempo de duração:  587 min.
Região: 4
Preto e Branco, Colorido
Faixa etária: 14 anos

Extras: Documentários, depoimentos e análises sobre os filmes (137 min.)

Adquira aqui 
”Versátil




Tecnologia do Blogger.