13 CURIOSIDADES DO FILME GRITO DE HORROR (1984)


13-curiosidades-do-filme-grito-de-horror

Os anos 80 foi uma década fértil para o horror. Diversos filmes cultuados hoje foram feitos naquela década. Grito de horror foi um deles. Na história, após ser atacada por um assassino, Karen White, uma famosa apresentadora de TV, descansa numa casa de campo para esquecer o trauma. Aparentemente a população da cidade a recebe com carinho, mas quando chega o crepúsculo a floresta guarda um segredo que ninguém gosta de comentar. Uivos, ruídos estranhos e histórias mal contadas vão sendo descobertos até a revelação final.

Dirigido pelo pupilo de Spielberg, Joe Dante, é um filme imperdível para os fãs do gênero. Conheça abaixo 13 curiosidades interessantes sobre a produção:


1) Filmado em apenas 28 dias, este filme foi notável por seus efeitos especiais, que eram de última geração na época. Porém, a transformação final teve que ser feita em close, porque o filme havia excedido seu orçamento, e a cena teve que ser filmada no escritório de Joe Dante, porque eles não tinham mais dinheiro para os sets.

2) Este filme e Grito de Horror 4: Um arrepio na noite (1988) são ambos baseados no mesmo romance, de Gary Brandner. Curiosamente, o quarto filme é uma adaptação mais fiel do romance.


3) Na cena em que Terri liga para Chris do escritório do Dr. Waggner, vemos uma foto de Lon Chaney Jr. na parede. Chaney interpretou o Homem Lobo em cinco filmes: O Lobisomem (1941), Frankenstein encontra o Lobisomem (1943), A casa de Frankenstein (1944), A mansão de Drácula (1945) e Abbott e Costello encontram Frankenstein (1948). Foi o único ator que interpretou um monstro Universal no filme original e em muitas de suas sequências.

4) Devido ao trabalho realizado neste filme, Joe Dante e Michael Finnell receberam a oportunidade de fazer o filme Gremlins (1984) produzido por Steven Spielberg. Esse filme faz referência a "A grito de horror" com uma imagem de rosto na porta da geladeira de Eddie Quist´( Robert Picardo), que deixa adesivos como cartão de visita em vários lugares durante o filme “Grito de horror”. Também o personagem de James MacKrell como repórter Lew Landers aparece em ambos os filmes, o que sugere que os dois compartilham o mesmo universo.


5) No filme, o legista conta uma história sobre um "caso" chamado Stuart Walker. Stuart Walker foi o diretor de O Lobisomem de Londres (1935), o primeiro filme de lobisomem de Hollywood da era do som.

6) Diversos personagens levam nomes de diretores que fizeram filmes de lobisomens: George Waggner, Roy William Neill, Terence Fisher, Freddie Francis, Erle C. Kenton, Sam Newfield, Charles Barton, Jerry Warren, Lew Landers e Jacinto Molina (um nome alternativo usado por Paul Naschy ).


7) O diretor Joe Dante tinha sido muito crítico com o livro em que este filme se baseia. Ele fez muitas entrevistas falando sobre como o livro não era muito bom e como eles o aprimoraram durante a produção. Um dia, no Hollywood Scriptwriting Institute, para uma palestra, Dante começou a falar e a falar mal do livro. Um homem levantou a mão na plateia e disse: "Então você não gosta do livro, hein?" e Dante respondeu: "-Bem... não, na verdade". O homem na plateia respondeu: "-Porque eu escrevi esse livro". O homem na plateia não era outro senão Gary Brandner, o homem que escreveu o livro. Dante ficou com a cara no chão...

8) Este filme fez parte do início de um bem sucedido ciclo de ótimos filmes dos anos 80 sobre Lobisomens. Entre eles Lobos (1981), Noite do lobisomem (1981), Um Lobisomem americano em Londres (1981). A Companhia dos lobos (1984), O Garoto do futuro (1985), Bala de prata (1985), Grito de horror 2 (1985), O Garoto do futuro 2 (1987), Grito de horror 3 (1987). 


9) Quando Chris Halloran e Terry Fisher estão no apartamento de Eddie Quist, há um artigo de um jornal intitulado "Death by Man Eating Piranha". Belinda Balaski estava no filme Piranha (1978), onde sua personagem é morta pelos peixes famintos. O filme foi dirigido por Dante.

10) Elisabeth Brooks deveria ter reprisado seu papel como Marsha Quist em Grito de Horror 2 (1985). Ela inicialmente havia concordado,mas depois desistiu. Ela estava sofrendo de uma doença inflamatória pélvica (PID) naquela época (além das fracassadas negociações salariais).  Marsha Quist disse apenas sessenta e sete palavras em todo o filme, em cinco cenas e mais da metade delas falou em apenas uma cena (no celeiro). 


11) Dee Wallace (Karen White) e Christopher Stone (Bill Neill) eram um casal na vida real durante a produção do filme. Eles ficaram casados até 1995, quando o ator faleceu. Ela usava o nome Dee Wallace Stone.

12) Ao longo do filme há vários trocadilhos que foram colocados para os mais atentos “pescarem”: há um livro colocado perto de um telefone durante uma cena: "Howl", de Allen Ginsberg; Além disso, durante a cena em que Bill e Karen estão juntos na cama, Bill está lendo 'You Can't Go Home Again', de Thomas Wolfe; Quando Karen White está olhando a cabana na floresta, há uma lata de pimenta da marca "Wolf" em cima da geladeira; A certa altura, Sam Newfield (Slim Pickens) é visto comendo de uma lata de chili da marca "Wolf".


13) Quando Karen White (Dee Wallace) se transforma em um lobisomem durante transmissão de notícias, há um corte na sala de estar de um casal assistindo ela, e o homem no sofá é nada menos que o diretor Mick Garris .


LOBISOMENS NO CINEMA VOL.2
ED. LIMITADA COM 4 CARDs
(Box com 2 DVDs)

A Versátil lançou “Lobisomens no Cinema vol. 2”, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne 4 clássicos filmes de lobisomem de diferentes países, incluindo a inédita versão restaurada do cult dos anos 80 “Grito de Horror”. Quase duas horas de vídeos extras, com destaque para o making of do filme de Joe Dante (“Viagem Insólita”). Edição Limitada com 4 cards.
  
Disco 1:

☛ GRITO DE HORROR
(The Howling, 1981, 91 min.)
De Joe Dante. Com Dee Wallace, Patrick Macnee, Dennis Dugan.

⇨ SinopseApós quase ser morta por um serial killer, uma jornalista é enviada para um resort nas montanhas, onde as pessoas não são o que parecem... Um dos melhores e mais icônicos filmes de lobisomem. Inédita restauração e mais de uma hora de extras.

☛ LOBISOMEM ENFURECIDO
(Urufu gai: Moero okami-otoko, 1975, 86 min.)
De Kazuhiko Yamaguchi. Com Sonny Chiba, Kyosoku Machida, Yuriko Azuma.

⇨ SinopseAkira Inugami, o único sobrevivente de um antigo clã de lobisomens, usa seus poderes animalescos ativados pela lua cheia para resolver crimes. Eletrizante mistura de ação e horror com o astro Sonny Chiba. Baseado em mangá.


Disco 2:

☛ A SOMBRA DO LOBISOMEM
(La noche de Walpurgis, 1971, 95 min.)
De León Klimovsky. Com Paul Naschy, Gaby Fuchs, Barbara Capell.

⇨ SinopseO atormentado hombre lobo Waldemar Daninsky terá que enfrentar a sanguinária condessa húngara Wandessa Dárvula de Nadasdy. Clássico do terror gótico espanhol também conhecido como “A Noite do Walpurgis”.

☛ A MULHER-LOBISOMEM
(La Lupa Mannara, 1976, 97 min.)
De Rino Di Silvestro. Com Annik Borel, Howard Ross, Dagmar Lassander.

⇨ SinopseVítima de estupro na infância, uma mulher tem pesadelos de que é um lobisomem que mata homens, assim como sua ancestral. Com muito sexo, violência e psicologia, este cult exploitation italiano é admirado por Quentin Tarantino.


Informações técnicas da edição:

Títulos em português: Grito de Horror, Lobisomem Enfurecido, A Sombra do Lobisomem, A Mulher-Lobisomem
Títulos originais: The Howling, Urufu gai: Moero okami-otoko, La noche de Walpurgis, La Lupa Mannara
País de produção: Estados Unidos, Japão, Espanha, Itália
Ano de produção: 1971-1981
Gênero: Terror
Direção: Joe Dante, Kazuko Yamaguchi, León Klimovsky, Rino Di Silvestro
Elenco: Dee Wallace, Patrick Macnee, Dennis Dugan, Sonny Chiba, Kyosoku Machida, Yuriko Azuma, Paul Naschy, Gaby Fuchs, Barbara Capell, Annik Borel, Howard Ross, Dagmar Lassander
Idioma: Inglês, Japonês, Espanhol, Italiano
Áudio: Dolby Digital 2.0
Legenda: Português
Formato de tela: Widescreen Anamórfico 1.85:1
Tempo de duração: 369 min.
Região: 4
Colorido
Faixa etária: 18 anos

Extras: Especiais sobre os filmes (103 min.), Trailers (8 min.)

Adquira aqui 
”Versátil






Tecnologia do Blogger.