CORSÁRIOS DAS NUVENS (1942) - FILM REVIEW

corsarios-das-nuvens-1942-film-review

Na história do cinema, desde sempre, tudo se copia. Aliás, na história da humanidade. Mas vamos nos ater ao cinema. Boas ideias são jogadas nas telas, e muitas vezes, mal aproveitadas. Eis que surge um Quentin Tarantino e faz uma costura de cenas de filmes esquecidos dando forma e tornando uma nova obra. E não incomum, o resultado fica melhor. Há casos que até assustam, como do clássico Carruagem fantasma, lançado no ano de 1921 e dirigido por  Victor Sjöström.

Na história, três bêbados evocam uma lenda que afirma que se a última pessoa a morrer no ano for uma grande pecadora, ela irá guiar a carruagem fantasma que recolhe as almas dos mortos.  Algumas cenas são copiadas, frame a frame, pelo mestre Stanley Kubrick em "O iluminado", que como podemos ver, não tem qualquer relação com o clássico de 21, em termos de história. Veja algumas fotos abaixo, comparando as cenas.


Hoje vou falar um pouco sobre o filme "Corsários das nuvens" . Na história, Brian MacLean é um piloto canadense que gosta de roubar empregos e mulheres dos competidores. Sempre de cabeça quente, ele tem de mudar seu comportamento quando é chamado para treinar outros pilotos da Real Força Aérea do Canadá. No final do programa, recebe sua primeira missão: acompanhar bombardeiros norte-americanos na travessia do Atlântico para a Inglaterra. O que parecia uma tarefa trivial torna-se um pesadelo quando surge à frente uma esquadra nazista. O confronto é inevitável e mortal.

Dirigido pelo hábil Michael Curtiz, o competente diretor, que fez obras como Casablanca e As Aventuras de Robin Hood, o filme é uma beleza de se assistir, principalmente pelas tomadas aéreas e as cores vivas da obra, que deram indicações ao Oscar para Sol Polito pela Fotografia e para a dupla Ted Smith e Casey Roberts pela direção de arte.


Ases indomáveis

Assistir o filme como obra de uma época, já faz parte do dia a dia que qualquer pessoa que gosta de filmes das mais diversas décadas. Mas para quem conhece cinema, fica fácil comparar filmes quando você assiste alguma obra de forma desavisada. Foi o que aconteceu comigo. Recebi o filme da empresa Classicline para assistir e comentar, mas ao término, fiquei estarrecido (mas não de uma forma negativa, apenas surpreso). Os roteiristas de Top Gun, de 1986, Jim Cash e Jack Epps Jr. certamente assistiram ao filme “Corsários das nuvens” 2 horas antes de começar a escrever o mega sucesso, que catapultou a carreira de Tom Cruise e mudou o rumo da carreira do realizador Tony Scott.


Sai MacLean entra Maverick (ambos os nomes de carros). James Cagney faz um piloto jovem (ele tinha 42 anos na época, mas o ator tem cara de cinquentão desde os 20!!!) que faz várias peripécias por conta do seu talento. Caso tenha assistido ao filme Top Gun, vou apenas enumerar as semelhanças e deixar um conselho: assista aos dois filmes em sequência:

1) Os nomes dos personagens são semelhantes, inclusive por serem "descolados" e por se tratarem de nomes de carros.

2) MacLean  faz uma manobra com o avião de looping invertido, estilho da que Maverick faz em Top Gun.


3) Durante uma missão de treinamento, MacLean perde o amigo, assim como Maverick.

4) Da mesma forma que Maverick, MacLean vai para a corte marcial.

5) Ambos tem interesses amorosos, inclusive uma cena rápida com ela no elevador.

6) Há uma cena em cada filme do personagem cantando em um bar com amigos (ainda que com propósitos totalmente diferentes).


7) Tanto Maverick quanto MacLean passam por tensões por conta de seus comportamentos impulsivos, mas com direito à redenção final baseada no talento.

8) E por fim, tanto MacLean quanto Maverick brincam de dar rasantes e provocar os superiores, inclusive no final do filme. 

Fatos que não desmerecem Top Gun e nem enaltecem Corsários das nuvens. Ambos têm vida própria e agradam seus públicos. E mais uma curiosidade: no novo Top Gun: Maverick, o personagem principal vira instrutor de pilotos, tal como no filme de Cagney. Ou seja, novos tempos, novos roteiristas, mas a fonte de inspiração permanece a mesma.



Classicline mais lançou esta obra inesquecível e atual, para colecionadores e curiosos, que pode ser comprada diretamente no site da própria empresa, com ótimos descontos no frete e promoções absurdas para ficarem tentados a levarem vários filmes. Não deixem de conferir. Só clicar no nome da empresa e aproveitar...


Tecnologia do Blogger.