10 FILMES INCRÍVEIS COM CORRIDA DE CARROS


As corridas de automóveis iniciaram-se quase imediatamente depois da construção dos primeiros carros movidos a gasolina bem sucedidos influenciados pelas já populares corridas de carroça.

Em 1894, foi organizada a primeira competição na França pela revista parisiense Le Petit Journal entre Paris para Ruão , um teste de confiabilidade para determinar o melhor desempenho, na época foi chamada de Concours des Voitures sans Chevaux (Competição de Carros sem Cavalos). 69 carros começaram a corrida de 50km que iria determinar os classificados para a corrida principal de 127 km, apenas 25 se classificaram. O conde Jules-Albert de Dion foi o primeiro a chegar em Ruão no tempo de 6 horas e 48 minutos, numa velocidade média de 19km/h, contudo sua vitória não foi contabilizada já que o seu carro continha um acessório proibido, por essa razão o título da corrida foi dado a Georges Lemaître, que chegou na segunda colocação.

Em 1895 realizou-se a primeira corrida propriamente dita, entre Paris e Bordéus. A corrida tinha um trajeto de 1178 km e 46 concorrentes, mas apenas 22 deles iniciaram a prova. O primeiro a chegar foi Émile Levassor, mas foi desclassificado porque o seu carro não obedecia às exigências da competição. Assim, o prêmio foi para o segundo colocado.

Hoje nossas indicações envolvem corridas de modalidades diferentes. Confiram a lista e assistam...correndo 😊 

O homem-espetáculo, O Grande Leslie, propõe a construtores de automóveis na virada do século XX, uma grande corrida entre Nova Iorque e Paris, cruzando todos os Estados Unidos em direção oeste, o Estreito de Bering e a Rússia, e que serviria para incrementar a venda de veículos. O arqui-rival de Leslie, o bigodudo e diabólico Professor Fate, promete derrotá-lo, cruzando a linha de chegada com um carro de sua própria invenção.

No Grande Prêmio de Mônaco Pete Aron (James Garner), um piloto americano que dirige um Jordan-BRM, tem problemas na caixa de marcha e faz seu carro mergulhar no mar. Porém o fato mais grave foi ter ferido seriamente o piloto inglês Scott Stoddard (Brian Bedford), seu companheiro de equipe. Este acidente provoca a demissão de Aron, que é contratado pela equipe japonesa Yamura. Durante a recuperação de Stoddard sua mulher, Pat (Jessica Walter), se envolve com Aron, pois ela parece determinada em deixar Scott.

Frank Capua é um piloto de corridas que valoriza a vitória acima de tudo e não permitirá que nada atrapalhe o caminho para alcançar seu sonho: vencer a prova mais importante, as 500 milhas de Indianópolis. Em meio à esse sonho, sentindo-se rejeitada, sua esposa Elora encontra consolo nos braços do grande amigo de Frank, Erding - e também o seu maior rival das corridas. Agora, Frank precisará competir com Erding dentro e fora das pistas, se quiser salvar o seu casamento e o relacionamento com o seu filho adotivo.

Michael Delaney (Steve McQueen) é um americano que é piloto de corridas. Ele retorna ao circuito de Le Mans, na França, determinado a vencer, a despeito de ter quase morrido um ano atrás. Lá sente-se atraído por Lisa Belgetti (Elga Andersen), a viúva de um piloto que morreu no mesmo acidente, sendo que há uma grande possibilidade de Delaney ter sido causador do trágico acidente.

Junior Jackson tem a reputação de dirigir um pouco rápido demais. Quando seu pai é preso, ele decide se tornar piloto profissional para ajudá-lo a conseguir privilégios na prisão. Com a ajuda do irmão, acaba se tornando famoso na NASCAR. Ele levou 20 anos para descobrir quem ele era e duas voltas para que o mundo descobrisse.
O filme faz parte da lista dos 1000 melhores filmes de todos os tempos do The New York Times e baseado num personagem real.

Nos Estados Unidos do futuro, regidos por um governo totalitário e fascista, o esporte nacional é uma corrida transcontinental na qual um dos quesitos mais importantes para apontar o vencedor é o número de pessoas que cada piloto conseguiu atropelar pelo caminho. O grande herói desse esporte é Frankenstein, um piloto supostamente reconstruído ciberneticamente após sucessivos desastres automobilísticos. 

Cole Trickle (Tom Cruise), jovem de temperamento forte e muito talentoso, faz parte de uma nova equipe de stock car, onde trabalha o veterano Harry Hogge (Robert Duvall). A função de Harry, além de providenciar um bom carro, é ensinar o jovem e imaturo Cole a usar melhor seu talento e lidar com as pressões do automobilismo. Nas pistas, Cole vai arranjando alguns rivais, um deles determinado não só a vencer mas também a tirar Cole das pistas de vez. E, no meio de todos os desafios, Cole vive um romance com a bela médica Claire Lewicki (Nicole Kidman).

Jimmy Blye (Kip Pardue) é um piloto novato na Fórmula Indy que vem perdendo o foco de sua carreira e, com isso, acumulando derrotas nas pistas e sendo cada vez mais pressionado por seu ambicioso irmão. Até que Carl Henry (Burt Reynolds), o dono de uma escuderia, resolve ajudá-lo contratando Joe Tanto (Sylvester Stallone), um veterano piloto que sofreu um grave acidente no passado que quase o matou e também a outro piloto. Mas, para ajudar Blye, Tanto terá que superar seu próprio passado e lidar ainda com Cathy (Gina Gershom), sua ex-esposa, que agora está casada com seu principal rival nas pistas, Memo Moreno (Cristián de la Fuente).

Speed Racer (Emile Hirsch) é um jovem extremamente rápido nas pistas de corrida. Nascido para competir, Speed é agressivo, instintivo e destemido ao volante. O único oponente à sua altura é a lembrança de seu falecido irmão, o lendário Rex Racer, o qual idolatrava. Quando Speed dispensa uma lucrativa e tentadora oferta da empresa Royalton Industries isto deixa o dono da companhia, Royalton (Roger Allam), furioso. Logo Speed faz uma importante descoberta: que os resultados de algumas das corridas mais importantes da temporada são pré-determinadas por um grupo de magnatas.

Anos 1970. O mundo sexy e glamouroso da Fórmula 1 é mobilizado principalmente pela rivalidade existente entre os pilotos Niki Lauda (Daniel Brühl) e James Hunt (Chris Hemsworth). Eles possuíam características bem distintas: enquanto Lauda era metódico e brilhante, Hunt adotava um estilo mais despojado, típico de um playboy. A disputa entre os dois chegou ao seu auge em 1976, quando ambos correram vários riscos dentro do cockpit para que pudessem se sagrar campeão mundial de Fórmula 1.

Menção:

Alguns observadores poderão notar que um dos melhores filmes sobre corrida não está na lista: Ford vs Ferrari. Mas o motivo é que o filme foi lançado depois do post pronto. Mas em breve vou procurar mais alguns títulos e colocar mais 10 indicações em um segundo post.


Tecnologia do Blogger.