10 FILMES IMPERDÍVEIS SOBRE O CORREDOR DA MORTE

10-filmes-sobre-o-corredor-da-morte

Há muitos filmes que discutem pena de morte. Há grandes clássicos em toda história do cinema, como Consciências mortas, dirigido por William A. Wellman, uma obra prima do western que mostra três pessoas julgadas e condenadas a forca por um crime que não cometeram. Outro que trata o tema de forma genial é Estigma da crueldade, de  Henry King. No filme, o personagem de Gregory Peck persegue implacavelmente pistoleiros que foram condenados à morte. Porém, no decorrer de sua missão, descobre que pode estar matando as pessoas erradas. 

Outro grande diretor que fez uma obra sobre este tema foi Stanley Kubrick. Na história, um general francês, ordena um ataque suicida e como nem todos os seus soldados puderam se lançar ao ataque ele exige que sua artilharia ataque as próprias trincheiras. Mas não é obedecido neste pedido absurdo, então resolve pedir o julgamento e a execução de todo o regimento por se comportar covardemente no campo de batalha e assim justificar o fracasso de sua estratégia militar. Depois concorda que sejam cem soldados e finalmente é decido que três soldados serão escolhidos para servirem de exemplo, mas o coronel Dax (Kirk Douglas) não concorda e decide interceder de todas as formas para tentar suspender esta insana decisão.

Mas para peneirar um pouco o tema, já que é tão amplo, troquei "pena de morte" por "corredor da morte", reduzindo ai bastante a lista. Chegando a uma lista de uns 20 filmes, entre bons e ótimos, selecionei os 10 abaixo para indicar que busca filmes sobre esta temática.

Pena de morte é um assunto delicado de se retratar. Como sabemos, alguns estados dos EUA praticam ela até hoje, principalmente usando injeção letal. A sentença é controversa porque há centenas de casos que surgem provas ao longo dos anos da inocência do futuro executado e em outras muitas vezes, a descoberta é feita tarde demais. Convenhamos, aonde há a intervenção humana, está sujeito a erros e corrupção.

Boa sessão:

➤Direção: Fritz Lang

Austin Spencer (Sidney Blackmer), proprietário de um importante jornal, opõe-se frontalmente à pena de morte, tendo como principal adversário nessa batalha Roy Thompson, um impiedoso promotor público que, no entender de Spencer, obtém dividendos políticos às custas dos homens que condena à morte. Spencer acaba convencendo seu futuro genro, Tom Garrett (Dana Andrews), um escritor em ascensão, a deixar-se incriminar em um caso de assassinato, plantando falsas provas que levariam a sua prisão, julgamento e condenação; no momento oportuno a farsa seria revelada, comprovando a tese de Spencer de que um julgamento baseado apenas em provas circunstanciais pode levar à execução de um inocente.

Leia sobre os 10 filmes essenciais do diretor Fritz Lang

Direção: Robert Wise

Presa por ter espancado uma velha viúva até a morte, Barbara Graham (Hayward) primeiramente provoca a polícia, recusando-se a responder às suas perguntas. Mas quando um "arranjado cúmplice " testemunha contra ela, Bárbara grita que é inocente. Por sua incorrigível irreverência, já condenada pela imprensa e pela opinião pública, Graham é considerada culpada de assassinato e sentenciada a morrer na câmara de gás. Mas à medida que a data de sua execução se aproxima, ela tentará desesperadamente expor a verdade e salvar a sua vida acima de todas circunstâncias, especialmente pelo filho pequeno. Mas o telefone preto tocará e a salvará no último minuto?

Leia sobre os 10 filmes essenciais do diretor Robert Wise

Direção: Nagisa Ôshima

O filme começa com a tentativa de execução de um jovem de 22 anos de idade, não muito diferente de Ri Chin’u, que vamos conhecer apenas como  R (Yun-Do Yun), e que foi considerado culpado de violação e assassinato de duas jovens quatro anos antes. R é, de fato, enforcado, mas permanece vivo no final do ato, com o pescoço intacto. E assim seguimos, de modo muito satírico, os esforços do comité de execução decidirem o que fazer a seguir. R sobreviveu, e perdeu a memória de quem realmente é, e o grupo não é capaz de decidir se enforcam uma pessoa que não está ciente das suas capacidades mentais.

Leia o review do filme aqui
Leia sobre os 10 filmes essenciais do diretor Nagisa Ôshima

Direção: Arne Glimcher 

Paul Armstrong (Sean Connery) é um conceituado professor de Harvard, que não advoga há 25 anos. Ele, que é contra a pena de morte, é convencido, após uma relutância inicial, em tentar obter provas que provem a inocência de um jovem negro, que está no corredor da morte acusado de ter estuprado e assassinado de forma extremamente brutal uma jovem. À medida que ele investiga, uma série de revelações surpreendentes começam a aparecer.

Leia sobre os 10 filmes essenciais do diretor Sean Connery

Direção: Tim Robbins

Um detento no corredor da morte, Matthew Poncelet (Sean Penn), vê sua data de execução se aproximando e pede ajuda à Irmã Helen Prejean (Susan Sarandon) para entrar com uma apelação, insistindo em sua inocência no assassinato de um jovem casal. Poncelet começa a criar laços com a religiosa, que visita sua família e os parentes das vítimas, esperando saber mais sobre o caso. Mas a situação de Poncelet começa a se complicar e a freira faz o possível para consolar o condenado.

Direção: Frank Darabont

Um carcereiro tem um relacionamento incomum e comovente com um preso que está no corredor na morte: Coffey, um negro enorme, condenado por ter matado brutalmente duas gêmeas de nove anos. Ele tem tamanho e força para matar qualquer um, mas seu comportamento é completamente oposto à sua aparência. Além de ser simples, ingênuo e ter pavor do escuro, ele possui um dom sobrenatural. Com o passar do tempo, o carcereiro aprende que, às vezes, os milagres acontecem nos lugares mais inesperados.

Leia sobre os 10 melhores adaptações de Stephen King

Direção: Marc Forster

Hank Grotowski (Billy Bob Thornton) e seu filho Sonny (Heath Ledger) trabalham juntos em uma prisão localizada no sul dos Estados Unidos. Hank é extremamente racista e precisa lidar com este sentimento todos os dias, devido à presença de negros na prisão. Um deles, Lawrence Musgrove (Sean Combs), recebe periodicamente a visita de sua esposa Leticia (Halle Berry). Após Lawrence ser executado, Letícia segue sua vida juntamente com seu filho obeso Tyrell. Porém, duas tragédias acabam fazendo com que as vidas de Hank e Leticia se cruzem. E eles acabam se envolvendo sexualmente, entregando-se a uma paixão devoradora, que vai contra os preconceitos dele já que Leticia é uma mulher negra.

Direção: Patty Jenkins

Vítima de abusos durante a infância, Aileen Wuornos (Charlize Theron) tornou-se prostituta ainda na adolescência. Ela está prestes a acabar com a própria vida quando conhece Selby (Christina Ricci), uma jovem lésbica com quem acaba se envolvendo. Certa noite, depois de ser agredida por um cliente, Aileen acaba matando o sujeito. O incidente desencadeia uma série de outros assassinatos, que faz com que ela fique conhecida como sendo a primeira serial killer dos Estados Unidos.

Direção: Alan Parker

David Gale (Kevin Spacey) é um professor que trabalha na Universidade do Texas e também um ativista contra a pena de morte. Até que, após o assassino de uma colega de trabalho, Gale é injustamente acusado e condenado à pena contra a qual ele tanto combate. O caso chama a atenção de Elizabeth Bloom (Kate Winslet), uma jornalista que decide investigar a vida de Gale e também o sistema judicial que o condenou à pena de morte.
As filmagens de uma cena de protesto contra a pena de morte na sede do parlamento do Texas foram interrompidas pela chegada de um grupo real de manifestantes políticos ao local.

➤Direção: Edward Zwick

A história trágica e controversa de Cameron Todd Willingham, que foi executado no Texas por ter matado seus três filhos depois que evidências científicas e testemunhos de especialistas reforçaram que as suas reivindicações de inocência ficaram suprimidas.
O filme levanta a discussão sobre a pena de morte nos Estados Unidos. Durante os 12 anos em que Cameron esteve preso, Elizabeth Gilbert lutou por sua liberdade, descobrindo que alguns fatos do caso talvez não fossem tão precisos para levar à sua condenação.


Tecnologia do Blogger.