10 FILMES CLÁSSICOS IMPERDÍVEIS ENVOLVENDO DEFICIENTES VISUAIS

10-filmes-deficientes-visuais

Deficiência visual caracteriza-se pela limitação ou perda da funções básicas do olho e do sistema visual. O deficiente visual pode ser a pessoa cega ou com baixa visão. Não são deficientes visuais pessoas com doenças como miopia, astigmatismo ou hipermetropia, que podem ser corrigidas com o uso de lentes ou em cirurgias.

O dia do Cego foi criado em 1961 por Jânio Quadros e tem como objetivo diminuir a discriminação e aumentar a integração dos deficientes visuais. É "celebrado" no dia 13 de dezembro.

Confira abaixo 10 filmes com dicas sobre temas:


Luzes da cidade

Um vagabundo (Charles Chaplin) impede um homem rico (Harry Myers), que está bêbado, de se matar. Grato, ele o convida até sua casa e se torna seu amigo. Só que ele esquece completamente o que aconteceu quando está sóbrio, o que faz com que o vagabundo seja tratado de forma bem diferente. Paralelamente, o vagabundo se interessa por uma florista cega (Virginia Cherrill), a quem tenta ajudar a pagar o aluguel atrasado e a restaurar a visão. Só que ela pensa que seu benfeitor é, na verdade, um milionário.


Olhos da noite 

O detetive cego Duncan Maclain recebe a visita da velha amiga chamada Norma Lawry em busca de ajuda para se livrar do namorado da enteada de 17 anos. Porém quando ele é encontrado morto, Norma é a principal suspeita, até que Duncan (auxiliado por seu cão-guia ) faz uma visita a sua casa e descobre um plano para roubar sinistro envolvendo o marido de Norma e os militares.


Uma luz nas trevas

Al Schmid é condecorado como herói de guerra, mas teve de voltar para casa ao ficar cego durante uma batalha. Ao mesmo tempo em que busca reabilitação, tenta se ajustar à nova vida como um civil. Para isso ele conta com a ajuda da esposa, mas sua decepção por sentir-se inválido o torna um homem amargo e infeliz com a vida.


Só resta a lembrança (1951)

Cegado por atirador de elite nazista durante a Segunda Guerra Mundial, Larry Nevins tenta a reabilitação em um hospital militar. Os problemas são muitos: cabeça quente, autocomiseração, preconceito racial. Ele recebe a ajuda de Judy, uma bancária que o ama. O filme recebeu duas indicações ao Oscar: som e ator para Arthur Kennedy.


A 23 passos da Rua Baker

Um escritor americano cego, Phillip Hannon (Van Johnson), que vive em Londres, ouve um plano de sequestro, mas nem seus amigos, nem as autoridades acreditam que ele, riscando a sua história como o produto da imaginação de um escritor. Descontente, Johnson promete investigar o suposto plano, com a ajuda de sua noiva Jean Lennox (Vera Miles), em última análise, colocando sua própria vida em perigo...


Conto de Zatoichi

O massagista cego Zatoichi é contratado pelo líder Sukegoro (Eijiro Yanagi) pois acha que um guerra é inevitável com a rival  Shigezo (Ryuzo Shimada). Zatoichi tem uma reputação distinta como espadachim e Sukegoro acha que ele é uma ótima aquisição. Porém Shigezo responde contratando um ronin de reputação similar, Miki Hirate (Shigeru Amachi). Por conta da sua condição, todos subestimam Ichi e vão pagar o preço.


O milagre de Anne Sullivan

A incansável tarefa de Anne Sullivan (Anne Bancroft), uma professora, ao tentar fazer com que Helen Keller (Patty Duke), uma garota cega, surda e muda, se adapte e entenda (pelo menos em parte) as coisas que a cercam. Para isto entra em confronto com os pais da menina, que sempre sentiram pena da filha e a mimaram, sem nunca terem lhe ensinado algo nem lhe tratado como qualquer criança.


Quando só o coração vê

Homem negro e experiente passeia pelo parque quando encontra uma jovem linda, branca e cega. Eles ficam amigos e passam a se encontrar todos os dias. Aos poucos eles vão se tornando cada vez mais íntimos, mas a mãe da moça está convencida de que qualquer homem se interessaria pela filha apenas por sexo.


Um clarão nas trevas

Susy (Audrey Hepburn), uma mulher recém-casada que perdeu a visão, e seu marido estão em uma viagem de avião quando uma mulher pede que eles segurarem um boneca, para ela poder surpreender sua filha. Na verdade, ela quer evitar que seu parceiro, Harry Roat (Alan Arkin), fique com o brinquedo, que contém uma grande quantidade de drogas escondida dentro dele. Harry descobre a traição e mata a mulher. Agora ele e mais dois criminosos vão atrás do casal para reaver a boneca. Eles descobrem o endereço e tentam se aproveitar da deficiência de Susy.


Terror cego

Uma bonita e jovem mulher (Mia Farrow) fica cega numa queda de cavalo e é levada pelos tios a viver com eles, em uma maravilhosa casa de fazenda no campo. Mas, em vez de tranqüilidade, ela encontra um inferno de horror quando presencia a brutalidade do assassinato de seu tio, tia e primo. Quando ela descobre acidentalmente um bracelete de prata deixado pelo assassino, sua sobrevivência passa a estar por um fio.


A Versátil lançou A ARTE DE RICHARD FLEISCHER, digistack com 2 DVDs que reúne 4 filmes em inéditas versões restauradas do grande diretor Richard Fleischer (1916-2006), que nos últimos anos vem sendo redescoberto como um cineasta-autor pelos críticos e cinéfilos, sobretudo na França. Quase uma hora de vídeos extras, incluindo comentários em áudio de William Friedkin (“O Exorcista”). Edição Limitada com 4 cards.

Disco 1:

OS NOVOS CENTURIÕES (The New Centurions, 1972, 103 min.)
Com George C. Scott, Stacy Keach, Jane Alexander.

⇨ Sinopse: A rotina e os dramas pessoais de dois policiais, um novato e um veterano, em patrulha pelas ruas de Los Angeles. Obra-prima de Fleischer e um dos grandes filmes policiais da década de 70. Grande atuação de George C. Scott.

TERROR CEGO (See no Evil / Blind Terror, 1971, 89 min.)
Com Mia Farrow, Dorothy Alison, Robin Bailey.

⇨ Sinopse acima
Disco 2:

MANDINGO – O FRUTO DA VINGANÇA (Mandingo, 1975, 127 min.)
Com James Mason, Susan George, Perry King.

⇨ SinopseNa época da escravidão, numa fazenda do sul dos EUA, o proprietário obriga seus escravos a lutarem. Porém, sua sobrinha se apaixona por um deles. O anti-“E o Vento Levou” de Fleischer, esse polêmico filme foi uma das inspirações de “Django Livre”, de Quentin Tarantino.

RUMO AO INFERNO (The Narrow Margin, 1952, 71 min.)
Com Charles McGraw, Marie Windsor, Jacqueline White.

⇨ SinopseDurante uma viagem de Chicago a Los Angeles, detetive precisa proteger uma testemunha de vários assassinos. Excelente filme noir de trem, acompanhado aqui por comentários em áudio do mestre William Friedkin (“Comboio do Medo”).


Informações técnicas da edição:

Títulos em português: Os Novos Centuriões, Terror Cego, Mandingo – O Fruto da Vingança, Rumo ao Inferno
Títulos originais: The New Centurions, See no Evil / Blind Terror, Mandingo, The Narrow Margin
País de produção: França
Ano de produção: 1952-1975
Gênero: Policial, Suspense, Drama
Direção: Richard Fleischer
Elenco: George C. Scott, Stacy Keach, Jane Alexander, Mia Farrow, Dorothy Alison, Robin Bailey, James Mason, Susan George, Perry King, Charles McGraw, Marie Windsor, Jacqueline White
Idioma: Inglês
Áudio: Dolby Digital 2.0
Legenda: Português
Formato de tela: Widescreen anamórfico 1.85:1
Tempo de duração: 390 min.
Região: 4
Colorido e Preto & Branco
Faixa etária: 14 anos
Extras: Especiais sobre os filmes da coleção (53 min.), Comentários em áudio de William Friedkin para “Rumo ao Inferno” (71 min.)


E

A Versátil lançou também “Zatoichi – A Série de Cinema”, caixa em luva reforçada com 2 DVDs que reúne os 4 primeiros filmes da lendária série de cinema do espadachim cego em inéditas versões restauradas, além de uma hora e meia de extras. Conheça um dos personagens mais populares do Japão que teve um remake dirigido por Takeshi Kitano e inspirou “Fúria Cega”, com Rutger Hauer. Edição Limitada com 4 cards.

Disco 1:

O CONTO DE ZATOICHI (Zatoichi Monogatari, 1962, 96 min.)
De Kenji Misumi. Com Shintaro Katsu, Masayo Banri, Ryuzo Shimada.

⇨ Sinopse: Aqui têm início as aventuras de um andarilho cego, que vive como massagista e jogador, mas que também é um mestre espadachim. Excelente chambara dirigido por Kenji Misumi (“Lobo Solitário”, “Os Últimos Samurais”), um dos maiores mestres do gênero. 

O CONTO DE ZATOICHI CONTINUA (Zoku Zatoichi Monogotari, 1962, 72 min.)
De Kazuo Mori. Com Shintaro Katsu, Yaeko Mizutani, Masayo Banri.

⇨ Sinopse: Zatoichi descobre o segredo de uma poderosa autoridade e logo passa a ser perseguido por um grupo de assassinos. Realizado no mesmo ano da primeira parte, essa continuação é dirigida pelo especialista Kazuo Mori (“A Vingança de um Samurai”). 


Disco 2:

NOVO CONTO DE ZATOICHI (Shin Zatoichi Monogatari, 1963, 92 min.)
De Tokuzo Tanaka. Com Shintaro Katsu, Mikiko Tsubouchi, Seizaburo Kawazu.

⇨ SinopseEm busca de paz, Zatoichi viaja para seu antigo vilarejo, mas só encontra confusão ao se ver no meio de um triângulo amoroso. Primeiro filme colorido da série, com direção de Tokuzo Tanaka, do excelente filme de samurai “A Traição”.

ZATOICHI, O FUGITIVO (Zatoichi kyojo-tabi, 1963, 86 min.)
De Tokuzo Tanaka. Com Shintaro Katsu, Miwa Takada, Masayo Banri. 

⇨ SinopseUm clã Yakuza persegue Zatoichi após ele derrotar membros da máfia num duelo. Em meio a tudo isso, um antigo amor volta a aparecer em sua vida. Segundo filme colorido da série, com uma das conclusões mais eletrizantes da saga.  

Informações técnicas da edição:

Títulos em português: O Conto de Zatoichi, O Conto de Zatoichi Continua, Novo Conto de Zatoichi, Zatoichi, o Fugitivo
Títulos originais: Zatoichi Monogatari, Zoku Zatoichi Monogatari, Shin Zatoichi Monogatari, Zatoichi kyojo-tabi
País de produção: Japão
Ano de produção: 1962-1963
Gênero: Aventura
Direção: Kenji Misumi, Kazuo Mori, Tokuzo Tanaka
Elenco: Shintaro Katsu, Masayo Banri, Ryuzo Shimada, Yaeko Mizutani, Mikiko Tsubouchi, Seizaburo Kawazu, Miwa Takada
Idioma: Japonês
Áudio: Dolby Digital 2.0
Legenda: Português
Formato de tela: Widescreen anamórfico 2.35:1
Tempo de duração: 346 min.
Região: 4
Preto e Branco & Colorido
Faixa etária: 16 anos
Extras: Documentário sobre Shintaro Katsu (58 min.), Especial sobre a série (27 min.), Trailers da coleção (12 min.)



Tecnologia do Blogger.