15 VEZES QUE O FILME CORINGA EMULOU MARTIN SCORCESE

coringa-vs-martin-scorsese

Quentin Tarantino é a maior prova de que o recorte de filmes clássicos, com uma  edição talentosa aliado a uma trilha sonora bem sacada e atores talentosos pode fazer nascer um novo clássico. Filmes como Pulp Fiction, Kill Bill e Bastados inglórios nada mais são que geniais remontagens de clássicos, alguns que vem à mente imediatamente e outros que ficaram um tanto esquecidos.

O Coringa segue este caminho, mas ao invés de recortar diversos filmes, escolheram 3 especificamente para dar sentido à vida sem sentido de Arthur Fleck.


A solidão me perseguiu a vida toda. Em todo lugar. Em bares, carros, calçadas, lojas, em todo lugar. Não há escapatória. Sou um homem solitário de Deus.
Travis Bickle

O indomável rei do táxi? Ou a Comédia do touro motorista?

Em 1976, Martin Scorcese fez a obra prima Taxi Driver. Soberbo filme com Robert de Niro, tido com um dos grandes filmes do cinema. O filme mostra um homem de 26 anos (Robert De Niro), veterano da Guerra do Vietnã. Ele é um solitário no meio da grande metrópole que ele vagueia noite adentro. Assim começa a trabalhar como motorista de taxi no turno da noite e nele vai crescendo um sentimento de revolta pela miséria, o vício, a violência e a prostituição que estão sempre à sua volta.


4 anos depois, Scorsese nos deu outra obra prima: Touro indomável, que contava a vida do pugilista peso-médio Jake LaMotta (Robert De Niro), chamado de "o touro do Bronx". Ele sobe na carreira com a mesma rapidez com que sua vida particular se degrada, graças ao seu temperamento violento e possessivo. Todos ao seu redor são afetados por seu comportamento autodestrutivo, como seu irmão e empresário Joey LaMotta (Joe Pesci) e sua esposa Vickie (Cathy Moriarty).

E finalmente, em 1983, dirigiu o Rei da comédia. No filme, Jerry Langford (Jerry Lewis) é um consagrado apresentador de TV. Um dia, ao se encaminhar para o trabalho, ele é sequestrado pelo aspirante a comediante Rupert Pumpkin (Robert De Niro) e sua amiga Masha (Sandra Bernhard). Para escapar da situação, Jerry concede a Rupert espaço em seu programa de TV, de forma que ele possa apresentar seu número.


Da mistura destes 3 filmes nasceu o Coringa, pelas mãos de Todd Phillips, que obviamente, foi amplamente discutido com o próprio Scorsese, que se envolveria mais ativamente do filme se não fosse por outra produção, chamada O Irlandês, que Scorsese estava 100% focado.

Veja abaixo quais elementos destes 3 filmes foram costurados no Coringa, tornando-o uma obra prima.

1) Travis (de Niro) se sente preso em seu apartamento, só, tentando dar sentido à sua vida. De forma semelhante, Arthur é obrigado a se isolar no seu mundo. Ambos moram em apartamentos simples, mostrando vidas sem conquistas, ainda que sejam personagens em busca de algo maior.


2) Em certo momento, em seu taxi, Travis narra do que é formada as ruas de Nova York: “Todos os animais saem da toca à noite. Prostitutas, sodomitas, drag queens, gays, maconheiros, viciados, insanos e corruptos.” Este nada mais é do que o retrato da Gothan do filme Coringa, que aliás, se não mencionassem a cidade, diríamos que se trata do mesmo lugar.

3A dinâmica entre Travis e os companheiros de trabalho e muito parecida com de Fleck. Em ambos os casos, os personagens principais dos filmes sofrem zombaria dos amigos, principalmente por conta de suas estranhezas comportamentais. Nos dois casos, há um personagem central, que de certa forma o defende. Se em Taxi Driver há Wizard (Peter Boyle), em Coringa há Randall (Glenn Fleshler), que se assemelham até mesmo na forma física.


4) O fator essencial, que liga os 3 filmes de Scorcese é o monstruoso Robert de Niro. E uma das maiores homenagens a estes filmes é colocá-lo na produção e num papel bastante significativo.

5)  Tanto em Taxi Driver quanto em Coringa, o personagem principal recebe a arma de um terceiro. No caso de Travis Bickle, ele compra de um vendedor com estilo meio picareta. Em Coringa é  Randall que fornece a arma para Arthur.

6)  Um dos momentos mais marcantes do filme Taxi Driver é a hora em que Travis simula uma arma mirando em sua própria cabeça.  Isto é mostrado várias vezes em Coringa.


7) No filme  Rei da comédia, estrelado por Jerry Lewis, ele é um apresentador de um programa de entrevistas que é sequestrado e torturado por Rupert Pupkin (De Niro), um comediante triste, sem sucesso e que se torna um psicopata. Para quem assistiu ao filme Coringa, já identifica de cara este cenário, que se desenrola na parte final da obra, além de Fleck idealizar Murray Franklin (De Niro). Em ambos os casos, os comediantes conseguem seu lugar ao sol com atitudes extremas.

8) Em Touro indomável, quando Jake La Motta esta em decadência no esporte (principalmente quando engorda bastante), ele apresenta um stand-up, que claramente, fica longe do sucesso de outrora como boxeador. Em Coringa, Fleck também faz um stand-up de gosto duvidoso e sem empatia da audiência.


9) De uma forma completamente "torta", Travis Bickle vira herói no final de Taxi Driver, apesar de suas ações e intenções serem de longe, as mais nobres. Primeiramente, ele queria matar um candidato a senador. Depois ele quer salvar uma prostituta (que não pediu para ser salva!), matando todo mundo que a cerca. Mas suas atitudes acabam sendo reconhecidas como heroicas. Da mesma forma, na antológica cena de Coringa, quando o personagem está em cima do carro, sendo ovacionado por uma multidão que vê sentido nas atitudes do maluco que Fleck se tornou.

10Em Taxi Driver, Travis entra num relacionamento improvável e porque não, fictício com Betsy (Cybill Shepherd).  Da mesma forma, Arthur com Sophie Dumond (Zazie Beetz). Em ambos os casos, os personagens tem um lapso de normalidade.


11) Embora o filme seja situado no início dos anos 80, ele tem a "cara" de um filme do final dos anos 70, como em Taxi Driver. Em uma cena de Coringa, podemos ver passando num cinema de rua o filme "Um tiro na noite", que foi lançado nos EUA em julho de 1981. Outro detalhe é que o filme em questão é dirigido por Brian de Palma, grande amigo de Scorsese e que fez grandes trabalhos com Robert de Niro.

12) Os personagens dos filmes Coringa, Taxi Driver e Rei da comédia são figuras que se rebelam violentamente contra a sociedade, que eles julgam, os enganou. Com isto, tentam (e em muitos casos conseguem), criar empatia com o público, até porque, tanto Fleck quanto Pupkin são pessoas que querem se comunicar com o publico e de alguma forma, pedir socorro do horror que vivem.


13) A risada de Arthur encontra seu paralelo no próprio título do filme de Scorsese: Rei da comédia (King of comedy, no original). Seu sorriso  fake é por conta de uma doença que o faz rir, principalmente nas horas tristes ou de nervosismo. Da mesma forma, não há qualquer "Rei da comédia" no filme de 1983. Ou seja, ambas as produções nos mostram risadas forçadas em busca de mídia.

14) Fleck vai ao cinema como Travis vai em Taxi Driver. E ambos matem diários.


15) E por fim, ambos se confrontam no espelho (Travis e Arthur) e mudam aspectos do rosto. Enquanto Brikle corta o cabelo moicano, Arthur pinta o cabelo e o rosto.


O filme é um emaranhado de referências e easter eggs. Como podemos ver abaixo, o paletó do Coringa é semelhante ao de Travis. Há diversos ângulos parecidos nos filmes. Há outra referência a um filme de Scorsese como podem ver mais abaixo. E não poderia faltar uma pequena homenagem ao maior Coringa de todos: Heath Ledger

E uma brincadeira com o genial SuperBad




Tecnologia do Blogger.