12 FILMES QUE TORNARAM O ANO DE 1999 EXTRAORDINÁRIO

12-filmes-que-marcaram-o-ano-de-1999

O ano de 1999 foi bizarro. No ótimo sentido. Alguns dos filmes da minha vida (e de quase todo mundo) foram lançados neste ano. Star Wars voltou. Shyamalan "nasceu". O salvador Neo saiu da Matrix. A Dreamworks mostrou a que veio com o filme do Oscar. Tyler Durden passou a existir (ou não) no coração dos cinéfilos. Melhor não falar deste filme né? É a regra. O "found footage" voltou à cena, aliado a uma brilhante campanha de marketing, que falava de um filme real sobre certa bruxa. Nem o filme era real, nem a bruxa existia, mas o filme renovou o sub-gênero. 

Foi um ano inspirado. Não só pela excelência dos filmes lançados, mas porque eles permaneceram em alta até hoje. Até o Tom Cruise fez filme digno de Oscar (pra ele)!!! Ainda que na lista abaixo exista um filme, digamos  ruim, ele foi esperado por gerações, que lotaram os cinemas para descobrir que a "força" poderia ser impedida com uma vacina.  E o que dizer de jake Lloyd?  Sua ruindade na atuação é assustadora. Se pensarmos que uma certa criança que "via gente morta o tempo" todo arrebentou nos cinemas no mesmo ano, não tem perdão.

Foi o ano que entramos na cabeça de John Malcovich, foi o ano que Stanley Kubrick nos deixou, mas não sem antes entregar sua última obra prima. Foi o ano de uma das grandes animações do cinema. Enfim... o antológico ano de 1939 (considerado o maior ano da história em lançamentos importantes) reencarnou em 1999. Fique com os 12 filmes mais importantes daquela década e ainda as menções honrosas que merecem toda a atenção.

De volta a 1999...


Dr. Malcoln Crowe (Willis) é um conceituado psicólogo infantil, que vive atormentado pela terrível lembrança de um jovem paciente que ele não foi capaz de ajudar. Quando ele encontra Cole Sear (Haley Osmet), um garoto de 8 anos assustado e confuso, com um problema similar, Dr. Crowe procura redimir seu erro do passado, fazendo tudo que pode pelo menino. Apesar disso, Malcolm não está preparado para descobrir a verdade que aterroriza Cole. Este filme inesquecível e intenso, vai deixar você impressionado do começo ao fim, com a descoberta do sexto sentido de Cole, que leva ambos a consequências misteriosas e imprevisíveis.


Jack (Edward Norton) é um executivo jovem, trabalha como investigador de seguros, mora confortavelmente, mas ele está ficando cada vez mais insatisfeito com sua vida medíocre. Para piorar ele está enfrentando uma terrível crise de insônia, até que encontra uma cura inusitada para o sua falta de sono ao frequentar grupos de auto-ajuda. Nesses encontros ele passa a conviver com pessoas problemáticas como a viciada Marla Singer (Helena Bonham Carter) e a conhecer estranhos como Tyler Durden (Brad Pitt). Misterioso e cheio de ideias, Tyler apresenta para Jack um grupo secreto que se encontra para extravasar suas angústias e tensões através de violentos combates corporais.


Em um futuro próximo, Thomas Anderson (Keanu Reeves), um jovem programador de computador que mora em um cubículo escuro, é atormentado por estranhos pesadelos nos quais encontra-se conectado por cabos e contra sua vontade, em um imenso sistema de computadores do futuro. Em todas essas ocasiões, acorda gritando no exato momento em que os eletrodos estão para penetrar em seu cérebro. À medida que o sonho se repete, Anderson começa a ter dúvidas sobre a realidade. Por meio do encontro com os misteriosos Morpheus (Laurence Fishburne) e Trinity (Carrie-Anne Moss), Thomas descobre que é, assim como outras pessoas, vítima do Matrix, um sistema inteligente e artificial que manipula a mente das pessoas, criando a ilusão de um mundo real enquanto usa os cérebros e corpos dos indivíduos para produzir energia. Morpheus, entretanto, está convencido de que Thomas é Neo, o aguardado messias capaz de enfrentar o Matrix e conduzir as pessoas de volta à realidade e à liberdade.


Lester Burham (Kevin Spacey) não aguenta mais o emprego e se sente impotente perante sua vida. Casado com Carolyn (Annette Bening) e pai da "aborrecente" Jane (Tora Birch), o melhor momento de seu dia quando se masturba no chuveiro. Até que conhece Angela Hayes (Mena Suvari), amiga de Jane. Encantado com sua beleza e disposto a dar a volta por cima, Lester pede demissão e começa a reconstruir sua vida, com a ajuda de seu vizinho Ricky (Wes Bentley).
Trata-se do 1º filme dirigido por Sam Mendes. Entretanto, o diretor já possui vasta experiência no teatro, tendo em seu currículo a peça The Blue Room, sucesso de bilheteria nos palcos londrinos em 1999, que teve Nicole Kidman no elenco.


Quando a maquiavélica Federação Comercial planeja invadir o pacífico planeta Naboo, o guerreiro Jedi Qui-Gon Jinn (Liam Neeson) e seu aprendiz Obi-Wan Kenobi (Ewan McGregor) embarcam em uma aventura para tentar salvar o planeta. Viajam com eles a jovem Rainha Amidala (Natalie Portman), que é visada pela Federação pois querem forçá-la a assinar um tratado político. Eles têm de viajar para os distantes planetas Tatooine e Coruscant em uma desesperada tentativa de salvar o mundo de Darth Sidious (Ian McDiarmid), o demoníaco líder da Federação que sempre surge em imagens tridimensionais (a ameaça fantasma). Durante a viagem, Qui-Gon Jinn conhece um garoto de nove anos que deseja treiná-lo para ser tornar um Jedi, pois o menino tem todas as qualidades para isto. Mas o tempo revelará que nem sempre as coisas são o que aparentam.


Três estudantes de cinema embrenham-se nas matas do estado de Maryland para fazer um documentário sobre a lenda da bruxa de Blair e desaparecem misteriosamente. Um ano depois, uma sacola cheia de rolos de filmes e fitas de vídeo encontrada na mata. As imagens registradas pelo trio dão algumas pistas sobre seu macabro destino.
O filme o recordista absoluto de lucro nas bilheterias. Tendo custado apenas 50 mil dólares, o filme arrecadou, nas bilheterias mundias, cerca de US$ 249 milhões.
Durante a realização das filmagens, os diretores Daniel Myrick e Eduardo Sanchez utilizaram um método incomum: deram o mínimo de material para os atores e os deixaram na mata, cada um com uma câmera de vídeo. A produção do filme apenas entrava em contato com os atores ocasionalmente e através de bilhetes que diziam o que cada um devia fazer. O objetivo ao utilizar este método foi transmitir o máximo de veracidade possível, já que nem os atores sabiam direito qual era o enredo do filme e o que aconteceria com eles.


Um dia em San Fernando Valley, na Califórnia, nos arredores da rua Magnólia, as vidas de nove personagens são interligadas através de um programa de televisão onde um grupo de três crianças desafia três adultos. O filme acompanha um pai à beira da morte, uma jovem esposa, um enfermeiro, um filho perdido, um policial apaixonado, um menino gênio, um ex-gênio, o apresentador do programa e uma filha afastada, cujas histórias se cruzam por coincidências do destino.
O papel de Frank T.J. Mackey foi especialmente escrito para Tom Cruise. Paul Thomas Anderson criou o personagem após ter conversado com o ator e este ter demonstrado interesse em trabalhar em seu próximo filme. Aliás, foi o ano de Tom Cruise não?


Nos anos 50, um garoto de Maine, Hogarth Hughes é filho de Annie Hughes, uma mãe solteira que trabalha numa lanchonete onde ela e seu filho passam a maior parte do tempo. Ela tem pouco tempo para se dedicar a Hogarth, então se mostra um tanto preocupada com ele, já que este parece não possuir amigos e se sente sozinho e triste, até que em uma de suas aventuras, acaba fazendo amizade com um robô gigante desconhecido, mas o que ele não imaginava, era que esse robo é de um outro planeta. Até um tempo, sua mãe não toma conhecimento dessa descoberta. O único que conhece bem o robô e entende a situação é Dean McCoppin, um charmoso rapaz que é dono de uma espécie de depósito de reciclagem, que Hogarth conhecera certo dia na lanchonete e com quem também fez amizade. 


Bill Harford (Tom Cruise) é casado com a curadora de arte Alice (Nicole Kidman). Ambos vivem o casamento perfeito até que, logo após uma festa, Alice confessa que sentiu atração por outro homem no passado e que seria capaz de largar Bill e sua filha por ele. A confissão desnorteia o sujeito, que sai pelas ruas de Nova York assombrado com a imagem da mulher nos braços de outro. Ele acaba em meio a uma reunião secreta e uma mansão afastada. Último filme do cultuado diretor Stanley Kubrick.
Inicialmente constavam como parte do elenco Jennifer Jason Leigh e Harvey Keitel, que chegaram até mesmo a gravar várias cenas. Entretanto, a longa demora na conclusão das filmagens fez com que ambos firmassem acordos para outras produções que não permitiram que pudessem permanecer no set de filmagem, o que fez com que Stanley Kubrick escolhesse Marie Richardson e Sydney Pollack para seus lugares.


Um carcereiro tem um relacionamento incomum e comovente com um preso que está no corredor na morte: Coffey, um negro enorme, condenado por ter matado brutalmente duas gêmeas de nove anos. Ele tem tamanho e força para matar qualquer um, mas seu comportamento é completamente oposto à sua aparência. Além de ser simples, ingênuo e ter pavor do escuro, ele possui um dom sobrenatural. Com o passar do tempo, o carcereiro aprende que, às vezes, os milagres acontecem nos lugares mais inesperados.
Este é apenas o 2º filme do diretor Frank Darabont e é também a 2ª vez que trabalha com um roteiro baseado num livro de Stephen King. Seu trabalho anterior fora Um Sonho de Liberdade (1994).


Um homem (John Cusack) consegue um novo emprego no 7º e meio andar de um edifício comercial, onde todos os funcionários devem andar curvados. Lá encontra uma porta, escondida, que leva quem ultrapassá-la até a mente do ator John Malkovich, onde pode permanecer durante 15 minutos, até ser cuspido numa estrada na saída de Nova Jersey. Impressionado com a descoberta, resolve alugar a passagem para outras pessoas, dentre elas o próprio John Malkovich.
Quero Ser John Malkovich é o primeiro trabalho no cinema do roteirista Charlie Kaufman, indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original.


Michael Faraday (Jeff Bridges) é um professor de universidade especializado em terrorismo. Sua esposa, uma agente do FBI, morre em um tiroteio. Michael começa a suspeitar de seus novos vizinhos, Oliver Lang (Tim Robbins) e sua esposa Cheryl (Joan Cusack), que ele conhece após salvar o filho do casal, Brady, de um acidente. Inicialmente suas suspeitas baseiam-se após uma pequena mentira contada por Lang, e desconfiado de que há algo de errado naquilo, ele começa a investigar o seu passado, e tentar descobrir quem são seus vizinhos e o que eles realmente pretendem.
O filme tem um dos finais mais marcantes do cinema. Aliás, 1999 foi o ano deles, definitivamente.

Menções honrosas

Os picaretas, American Pie, Austin Powers, Mortos de fome, Segundas intenções, Três reis, South Park, Hurricane, 10 coisas que odeio em você.

E um detalhe técnico: "Os picaretas" se encaixa na lista acima, sendo um décimo terceiro título. Porém, tenho o hábito de fazer listas de 13 filmes associadas ao horror e por isto os Picaretas veio parar nas menções honrosas ... 








Tecnologia do Blogger.