PARCERIAS NO CINEMA: JOHN FORD E JOHN WAYNE

john-ford-e-john-wayne

Ainda que tenham feito grandes produções na história do cinema de diversos gêneros, John Ford e John Wayne ficaram imortalizados pelos filmes de cowboys. O primeiro como realizador e o segundo como a encarnação do cowboy americano. A parceria rendeu 13 filmes dirigidos por Ford e protagonizados por Wayne, 1 com direção compartilhada (Conquista do oeste), um documentário Chesty: A Tribute to a Legend (1976), além de alguns obras que Ford dirigiu cuja participação de Wayne foi apenas como extra e sem qualquer importância na trama, na maioria das vezes nem creditado. Estes filmes são: Estes filmes são: Minha mãe (1927), Quatro filhos (1928), Justiça do amor (1928), Guarda negra (1929), Em continência (1929), Homens sem mulheres (1930).

Parece óbvio, mas a relação dos Johns era a melhor possível, já que Ford funcionou como um mentor do Wayne, introduzindo ele com mais propriedade nos cinemas, tornando ele um rosto conhecido e dando a ele alguns dos  grandes papéis do cinema. 


Eles se conheciam desde a Universidade. E desenvolveram um relacionamento de casal. Ford mesmo tinha certas dúvidas sobre seu talento, mas insistia no seu faro de que Wayne era um nome a ser lançado. Wayne não conseguia engrenar em nenhum papel, mesmo com  a influência de Ford, como foi no caso do filme de Raoul Walsh "A grande jornada".  Depois de muitas tentativas, Ford deu o protagonismo a Wayne para ele brilhar em No tempo das diligências, e assim ele o fez. 

Wayne e Ford discordavam em muitas coisas. Até políticos. Mas isto não impediu a proximidade de ambos. Pelo contrário, Ford chegou a ser padrinho de dois filhos de Wayne: Patrick e Ethan. No final das contas, na mais eram que Bons Companheiros.   

Em 1973, Ford foi tragado pelo vício. 6 anos depois, Wayne foi da mesma forma.  Ford ganhou 7 Oscars (Melhor diretor em Delator, As vinhas da ira, Como era verde meu vale, Depois do vendaval, Melhor filme  em Como era verde meu vale e 2 de Melhor documentário com A batalha de Midway e 7 de dezembro). Wayne venceu em Bravura indômita (curiosamente, destes 8 Oscars vencidos por ambos, apenas um filme foi feito pelos dois, "Depois do vendaval" e que nem era um Westerns ...)

Fique agora com as obras primas feitas por esta parceria:

➤Sinopse:

Um grupo de nove pessoas são obrigadas a embarcar em uma perigosa jornada em cima de carruagens através do Arizona, em um território indígena. Sendo levados por cavalos durante bastante tempo, cada um tem o seu motivo pessoal para realizar tal viagem. No meio do caminho eles terão que enfrentar Geronimo e seus guerreiros apaches, e contra eles contarão apenas com a ajuda do cowboy Ringo Kid (John Wayne).

➤Curiosidades:

A primeira das muitas colaborações entre John Ford e John Wayne. Quando os atores do filme estavam sendo escalados, John Ford pressionou para que John Wayne entrasse, mas o produtor Walter Wanger negou. Foi apenas depois da persistência de Ford que Wanger finalmente cedeu. As reservas de Wanger eram baseadas na ligação de Wayne com filmes "B", categoria que ele ficou durante um tempo sem mostrar seu talento. Além disso, seu primeiro papel principal sério foi em A Grande Jornada (1930), que foi um fracasso de bilheteria.

➤Sinopse:

O cargueiro Glencairn parte para Baltimore. A rotina da tripulação é o medo, a tristeza, saudade e camaradagem. Entre contrabandos de mulheres e bebidas, brigas, brincadeiras e mortes, eles estão sempre prontos para as missões e dispostos a darem a vida por um companheiro. Após deixarem Baltimore eles enfrentam uma tormenta e a suspeita de que Smitty (Ian Hunter) seja um espião alemão.

➤Curiosidades:

John Wayne não ficou muito animado quando foi convidado por John Ford a interpretar o sueco Ole Olson. Ele tinha preocupações com o sotaque e com a reação do público a ele. A atriz dinamarquesa Osa Massen o treinou.

➤Sinopse:

Início de 1942. Logo após o ataque a Pearl Harbor, um esquadrão da Marinha é enviado para a Península de Bataan, nas Filipinas, onde tropas japonesas estão prontas para uma sangrenta e intensa batalha. Enquanto os cinemas mostravam filmes ufanistas e artificiais, pura propaganda militar durante a Segunda Guerra Mundial, Ford adota uma postura anti-belicista ao retratar a derrota dos japoneses no conflito das Filipinas.

➤Curiosidades:

Robert Montgomery foi capitão de um barco parecido na Segunda Guerra Mundial e ajudou na direção de algumas sequências.
Baseado em livro de William L. White que conta alguns dos feitos do condecorado tenente da Segunda Guerra John Bulkeley. Robert Kelly e Peggy Smith - interpretados no filme por John Wayne e Donna Reed respectivamente - processaram a MGM e os atores pela forma como foram retratados.
A Batalha de Bataan, que é retratada no filme, aconteceu no início de 1942 nas Filipinas.

➤Sinopse:

Após mais um assalto, três ladrões de banco (John Wayne, Pedro Armendáriz e Harry Carey Jr.) fogem rumo ao deserto.  Perseguidos pelo xerife Buck Sweet (Ward Bond), eles encontram uma mulher no meio do nada. Ela morre deixando com eles o bebê que carregava e os criminosos arriscam suas vidas - e a liberdade - levando a criança até a cidade mais próxima, Nova Jerusalém.

➤Curiosidades:

Foi a sexta adaptação do romance "The Three Godfathers", de Peter B. Kyne. A obra foi publicada em 1913.
John Ford já havia filmado essa história no filme mudo Homens Marcados (1919), do qual nenhuma cópia sobreviveu. Ford dedicou o filme ao ator Harry Carey, que atuou numa adaptação do filme em 1916 e faleceu em 1947.

➤Sinopse:

O Tenente-Coronel Owen Thursday (Henry Fonda), herói da Guerra Civil, é enviado para o Forte Apache, na fronteira com o México. A calma local é abalada quando os Apaches fogem e o arrogante Thursday tem a chance que esperava de ousar e alcançar a glória militar. Querendo ver sangue, o tenente-coronel antes terá de enfrentar a oposição do capitão Kirby York (John Wayne), que acredita numa resolução pacífica.

➤Curiosidades:

Primeira parte da Trilogia da Cavalaria de John Ford, estrelada por John Wayne. Foi seguido por Legião Invencível (1950) e Rio Grande (1950).

➤Sinopse:

A poucos dias de sua aposentadoria, o capitão da cavalaria Nathan Brittles (John Wayne) descobre que os índios atacaram um pelotão. A guerra contra os indígenas parece iminente e ele decide ir tentar selar a paz com um chefe índio amigo seu, mas seus planos são atrapalhados pela presença de Abby Allshard (Mildred Natwick) e Olivia Dandridge (Joanne Dru) em seu grupo.

➤Curiosidades:

Baseado nas pinturas e ilustrações de Frederic Remington, artista reconhecido pela forma nostálgica como retratava o oeste americano.

➤Sinopse:

Com o fim da Guerra Civil, o tenente-coronel Kirby Yorke (John Wayne) segue para Rio Grande, onde deverá enfrentar os Apaches. Um dos novos recrutas é seu filho, Jeff (Claude Jarman Jr.), que ele não via há quinze anos. Os problemas se multiplicam quando Kathleen (Maureen O’Hara), sua ex-mulher, surge para levar o filho de volta para casa e o confronto com os índios fica cada dia mais violento.

➤Curiosidades:

Primeiro de cinco filmes em que John Wayne e Maureen O'Hara formaram um casal. 
Dois dublês se afogaram em um rio durante as filmagens.
John Ford fez esse filme em troca da realização de Depois do Vendaval (1952). Ford, Wayne e O'Hara sonhavam o projeto desde 1944, mas quando apresentaram a ideia ao estúdio não conseguiram financiamento. Para a Republic Pictures, Depois do Vendaval não faria sucesso algum e não valia o investimento. O trio, decidido, aceitou fazer então um rentável faroeste - este Rio Bravo -, que seria o responsável por pagar as contas do arriscado Depois do Vendaval. 

➤Sinopse:

Após matar acidentalmente um adversário em uma luta de boxe, Sean Thornton (John Wayne) jurou largar as lutas. E, ao retornar para sua cidade natal na Irlanda, encontra a felicidade quando se apaixona pela impetuosa Mary Kate (Maureen O´Hara). Embora fortemente tentado a vestir novamente as luvas para enfrentar o irmão de Mary, o maior briguento da cidade, ele está determinado a nunca mais usar seus punhos.

➤Sinopse:

O veterano da Guerra Civil Ethan Edwards (John Wayne) chega ao Texas em 1868 e encontra o seu irmão e a família dele. Entretanto, no dia seguinte, comanches invadem o rancho e matam o seu irmão e Martha (Dorothy Jordan), a esposa dele. Além disso, raptam as duas filhas do casal. Ethan parte então em uma busca vingativa pelas meninas junto com o companheiro Martin (Jeffrey Hunter), um mestiço que logo percebe que Ethan está obcecado por matar os índios e cheio de ódio racista. Eles encontram o corpo da mais velha, e saem em busca da caçula, que procuram por mais 5 anos no deserto.

➤Curiosidades:

Um dos primeiros filmes a fazer auto-propaganda através de um documentário do making-of que passou na TV. Gig Young apresentou o programa, com Jeffrey Hunter como convidado.
O astro do gênero faroeste Harry Carey morreu em 1947. O diretor John Ford incluiu no filme a esposa de Carey, Olive Carey, como a Senhora Jorgensen e também o seu filho, Harry Carey Jr., como um dos filhos, Brad. Essa foi a sua forma de prestar uma homenagem ao ator. Na cena final com John Wayne na porta, Wayne segura o seu cotovelo direito em uma pose que os fãs de Carey reconheceriam como sendo bem específica dele. Wayne depois declarou que ele fez o gesto como uma homenagem à Carey.
Lana Wood interpretou Debbie Edwards pequena, e Natalie Wood, a irmã mais velha de Lana, interpretou Debbie Edwards adolescente.
Hank Worden (Mose Harper) estava terminando as filmagens de The Indian fighter e não pode gravar algumas cenas do filme. Na cena em que os Rangers fogem em Monument Valley, "Old Mose Harper" quando está em grupo, é interpretado por outro ator, que se mantém escondendo o rosto. As cenas de Harper sozinho foram feitas depois quando Worden já estava livre de outras ocupações.
Natalie Wood ainda era uma estudante do ensino médio quando o filme estava sendo feito, e em diversas ocasiões, tanto John Wayne quanto Jeffrey Hunter tinham que buscá-la na escola, quando a menina estava sendo requerida no set de filmagens. Isso causava uma enorme empolgação nas colegas de classe de Natalie.


➤Sinopse:

Oficial da marinha obcecado por aviação, Frank W. Wead (John Wayne) vê seu casamento ruir pois Min (Maureen O'Hara), sua mulher, se sente muito só. Ele fica paralítico ao cair de uma escada e isto sacramenta a separação, mas com o tempo ele se recupera e se torna um roteirista e teatrólogo de sucesso. Frank quer reatar com Min e eles decidem tentar de novo, mas nesse meio tempo os japoneses atacam Pearl Harbor.
➤Curiosidades:

John Dodge é uma versão ficcional de John Ford. Vários objetos do escritório do personagem pertenciam ao acervo pessoal do diretor,  incluindo as estatuetas do Oscar.
Os figurantes usados nas cenas de Pensacola eram estudantes e instrutores da Marinha norte-americana.
John Wayne atuou num filme com roteiro de Frank Wead: Fomos os Sacrificados (1945).

➤Sinopse:

Guerra Civil Americana, 1863. As duas frentes inimigas estão prestes a colidir, uma vez mais. The Horse Soldiers acompanha a liderança do rígido coronel Benjamin H. Grierson (John Wayne) sobre as suas tropas. No terreno, a guerra é um universo de homens: duros, bravos e com bastante sangue frio. Na incessante luta pelo ideal nacional, não há lugar para fraqueza ou desistência e só um comando forte pode conduzir à vitória. Ninguém lhe faz frente, até à chegada do major Henry Kendall (William Holden), médico e cirurgião, que lhe desobedecerá várias vezes em prol da saúde e das vidas de soldados e vítimas colaterais dos confrontos.

➤Curiosidades:

Os produtores originalmente queriam Clark Gable interpretando o Coronel Marlowe, personagem que acabou ficando com John Wayne.
As filmagens foram interrompidas depois que o ator e dublê Fred Kennedy morreu fazendo uma cena de risco.

➤Sinopse:

O filme Segue os Prescotts, uma família imigrante do Leste, por quatro gerações, do Canal Erie, por volta de 1830, até meio século depois, quando efetivamente se estabelecem. Pelo caminho encontram piratas fluviais e escapam com a ajuda do caçador de peles Linus Rawlings, que posteriormente se casa com uma de suas filhas, Eve. A outra filha, Lilith, transforma-se em uma cantora de barcaça e atrai o olhar do aventureiro Cleve Van Valen. 

Eles cruzam as planícies juntos em um trem de passageiros e ganham e perdem uma fortuna na Califórnia; enquanto isso Linus se torna fazendeiro e, com a Guerra da Secessão, se junta ao exército da União e é morto na batalha de Shiloh. Um de seus filhos, Zeb, também se junta ao exército e, com o final da guerra, permanece como oficial de cavalaria e é mandado para o Colorado para ajudar na segurança da estrada de ferro que cruzava a terra dos índios. Enquanto isso Lilith transforma-se na senhora mais rica da família, tendo sobrevivido tempo suficiente para ver o sonho do assentamento dos pioneiros no Velho Oeste realizado.

➤Curiosidades:

Primeiro filme de ficção a ser feito em Cinerama, sistema do início do século XX que usava três câmeras interligadas nas filmagens e exigia uma tela curva e três projetores na exibição.

A sequência em que os índios atacam o trem levou seis semanas para ser filmada.

Cerca de doze mil figurantes foram utilizados no filme.

Gary Cooper seria Linus Rawlings, mas faleceu antes do início da produção. James Stewart assumiu o papel.


O filme aproveitou cenas de outras obras. A marcha dos soldados mexicanos veio de O Álamo (1960), uma batalha da Guerra Civil fazia parte de A Árvore da Vida (1957) e as cenas da vida moderna foram exibidas anteriormente em This Is Cinerama (1952).

O trabalho de direção foi dividido entre os diretores por "segmentos" da história: John Ford dirigiu o segmento da "Guerra Civil Americana", Henry Hathaway os segmentos dos "Rios", "Planícies" e "Os Fora-da-Lei" e George Marshall ficou com o segmento da "Estrada de Ferro".  Houve ainda a participação na direção de Richard Thorpe, não-creditada, dirigindo as sequências históricas que serviam de transição para as sequências principais.

O dublê Bob Morgan, na época marido da atriz Yvonne De Carlo, sofreu sérios ferimentos e quase morreu ao rodar um tiroteio sobre um trem em movimento, carregado de toras de madeira, na parte final do filme. Uma das correntes que segurava as toras rompeu-se e Morgan foi esmagado. A recuperação demorou cinco anos e a atriz interrompeu sua carreira para cuidar do marido.

Numa paradisíaca ilha do Pacífico Sul vivem Guns Donovan (John Wayne), Boats Gilhooley (Lee Marvin) e William Dedham (Jack Warden), veteranos de guerra. O trio costuma se reunir no bar de Guns, mas a rotina tranquila do lugar é abalada pela chegada de Ameilia (Elizabeth Allen), filha mais velha de Dedham.

➤Sinopse:

Em 1910, o Senador Ransom Stoddard e sua esposa Hallie chegam numa pequena cidade para o funeral de Tom Doniphon (John Wayne). Entrevistado por um repórter, Stoddard conta a história de quando era advogado na cidade e desejava deter o terrível pistoleiro Liberty Valance por meio da lei. Doniphon, um respeitado caubói, insistia na validade da lei do revólver. Além das diferenças de estilo, Doniphon e Stoddard compartilhavam o interesse pela mesma mulher (Hallie, na época uma garçonete de saloon), além da mesma mesma vontade de acabar com a tirania.

➤Curiosidades:

Último filme em preto e branco de John Ford. São muitas as teorias sobre essa escolha. Ford dizia que era uma opção artística, mas muitos afirmaram que o estúdio estava economizando custos ou que a falta de cor era para disfarçar a idade avançada dos protagonistas, John Wayne e James Stewart, que interpretavam personagens muito mais jovens que eles.

➤Sinopse:

Na ilha polinésia de Haleakoloha vivem três veteranos da Segunda Guerra: Guns Donovan (John Wayne), Boats Gilhooley e o médico William Dedham, viuvo da princesa da ilha e com quem teve três filhos. Guns é dono de um bar, o Donovan's Reef, espécie de ponto de encontro para o trio. Certo dia descobrem que Amelia, filha do primeiro casamento de Dedham, está a caminho da ilha. Amelia, que nunca viu o pai, viaja com a intenção de impedi-lo de herdar uma fortuna familiar. Como primeira providência, Guns adota temporariamente as crianças mestiças do amigo.


A Versátil lançou "O  cinema  de  John  Ford",  caixa em luva reforçada com 3 DVDs  que reúne  6 clássicos  dirigidos pelo mestre  John  Ford  (“Rastros de Ódio”, “No Tempo das Diligências”), um dos maiores diretores de todos os tempos.  Inéditas versões restauradas  das obras-primas  “Depois do Vendaval”  e  “Legião Invencível”,    uma hora e meia de extras, incluindo um ótimo documentário sobre os faroestes de  Ford.  Edição Limitada com 6 cards.

Disco 1:

DEPOIS DO VENDAVAL  (The Quiet Man, 1952, 129 min.)
Com  John  Wayne, Maureen O’Hara, Barry Fitzgerald.

⇨ SinopseO boxeador Sean Thornton encerra sua carreira e decide voltar à Irlanda, seu país, onde se apaixona por uma moça. Contudo, para se casar com a amada, Sean terá de conquistar o consentimento do irmão dela.

PEREGRINAÇÃO  (Pilgrimage, 1933, 96 min.)
Com Henrietta Crosman, Heather Angel, Norman Foster.

⇨ SinopseNo início da Primeira Guerra, os jovens Jim e Mary se apaixonam. Com ciúmes, a possessiva mãe do rapaz o envia à guerra para impedi-lo de se casar. Quando ele morre no front, deixando Mary grávida, sua mãe sente remorso.


Disco 2:

LEGIÃO INVENCÍVEL  (She Wore a Yellow Ribbon, 1949, 104 min.)
Com  John  Wayne, Joanne Dru,  John  Agar.

⇨ SinopseÀs vésperas da aposentadoria, um capitão é encarregado de uma última missão: deverá escoltar a mulher e a sobrinha do comandante do forte numa difícil travessia em território hostil. Segundo faroeste da Trilogia da Cavalaria.

O SOL BRILHA NA IMENSIDÃO  (The Sun Shines Bright, 1953, 101 min.)
Com Charles Winninger, Arleen Whelan,  John  Russell.

⇨ SinopseEm uma cidadezinha do Kentucky no fim do século XIX, o juiz Priest procura manter a ordem e garantir sua reeleição. Porém, ao defender os direitos de um negro e de uma prostituta, Priest contrariará seus eleitores.



Disco 3:

O HOMEM QUE NUNCA PECOU  (The Whole Town’s Talking, 1938, 92 min.)
Com Edward G. Robinson, Jean Arthur, Arthur Hohl.

⇨ SinopseUm homem pacato vive uma vida comum até ser confundido pela polícia com um perigoso criminoso. Tal semelhança começa a gerar uma série de confusões, ruindo a inocência dos que confiam na justiça humana.

UM CRIME POR DIA  (Gideon of Scotland Yard, 1958, 91 min.)
Com Jack Hawkins, Anna Lee, Anna Massey.

⇨ SinopseO inspetor da Scotland Yard George Gideon começa seu dia com o pé esquerdo ao receber uma multa de trânsito. A partir daí, enfrenta várias dificuldades em sua jornada de trabalho. Raro filme policial britânico da fase final de  Ford.

Informações técnicas da edição:

Títulos em português: Depois do Vendaval, Peregrinação, Legião Invencível, O Sol Brilha na Imensidão, O Homem que Nunca Pecou, Um Crime Por Dia
Títulos originais: The Quiet Man, Pilgrimage, She Wore a Yello Ribbon, The Sun Shines Bright, The Whole Town’s Talking, Gideon of Scotland Yard
País de produção: Estados Unidos, Inglaterra
Ano de produção: 1933-1958
Gênero: Drama, Faroeste, Romance, Comédia
Direção: John Ford
Elenco: John Wayne, Maureen O’Hara, Barry Fitzgerald, Henrietta Crosman, Heather Angel, Norman Foster, Joanne Dru,   John  Agar, Charles Winninger, Arleen Whelan,  John  Russell, Edward G. Robinson, Jean Arthur, Arthur Hohl, Jack Hawkins, Anna Lee, Anna Massey
Idioma: Inglês
Áudio: Dolby Digital 2.0
Legenda: Português
Formato de tela: Fullscreen 1.33:1, Widescreen Anamórfico 1.85:1
Tempo de duração: 614 min.
Região: 4
Preto & Branco, Colorido
Faixa etária: 14 anos
Extras: Documentários e especiais sobre os filmes (94 min.)

Adquira aqui 
”Versátil




Tecnologia do Blogger.