MARCAS DO DESTINO (1985) - FILM REVIEW

marcas-do-destino-1985-film-review

Ao olharmos para o rosto do personagem principal, é difícil crer que se trata de uma história real. Hoje temos a facilidade de "jogar" na internet e já descobrimos do que se trata, mas nos anos 80 não era assim, por tanto, o espanto era total.

No filme, Rocky Dennis (Eric Stolz) é um adolescente com o rosto desfigurado, que parece estar usando uma máscara facial. Com o apoio e determinação de sua mãe, Rusty (Cher), Dennis enfrentará os preconceitos e a solidão, tornando-se um jovem extraordinário e inspirador para seus colegas e professores. 


A obra foi sucesso de bilheteria e sucesso de crítica.  Roger Ebert escreveu na época que  "Era um filme maravilhoso, uma história de alto astral, de esperança e coragem".  Michael Westmore e Zoltan Elek ganharam o Oscar de Melhor Maquiagem.

Bogdanovich originalmente pretendia usar várias músicas de Bruce Springsteen (o cantor favorito de Rocky Dennis) na trilha sonora do filme, mas devido a um impasse entre a gravadora Universal, Springsteen e a Columbia Records, as músicas foram retiradas do filme e substituídas por canções de Bob Seger para o lançamento nos cinemas. Bogdanovich processou (e ganhou) o estúdio. As canções de Springsteen foram restauradas para o lançamento em DVD da versão do diretor.


Quando Cher foi escalada para o filme, ela queria que o seu namorado, Val Kilmer, interpretasse Gar, mas ele foi rejeitado por ser muito jovem para o papel. Sam Elliott ficou com o papel. Curiosamente, Kilmer, Elliott e Harry Carey, Jr. (que faz o motoqueiro Red) trabalharam juntos em Tombstone - a justiça está chegando, de George P. Cosmatos, em 1993.

Eric Stoltz passou tanto tempo sob muita maquiagem, que quando ele chegou para a festa de pós-produção, ele teve que apresentar a identidade para o segurança para provar que ele era Eric Stoltz. Além disso, quando ele chegou lá, ele teve que se apresentar para alguns do elenco e da equipe, porque muitos deles não sabiam como ele realmente era. O poema que Rocky (Eric Stoltz) leu para Rusty (Cher) foi escrito pelo verdadeiro Rocky Dennis .


De acordo com Cher, esse filme foi rodado no antigo bairro de Rocky e Rusty Dennis. Um dia ela estava andando por uma rua com Eric Stoltz (com a maquiagem) e um homem gritou: "Oi!" no Eric. Ele então disse: "Estou tão feliz em vê-lo, ouvi dizer que você morreu". Cher disse que ele estava tão feliz que eles não tiveram coragem de dizer a verdade.

Peter Bogdanovich e Cher sempre brigavam no set, já que Bogdanovich achou Cher difícil e inexperiente. Ela também teve dificuldade em sustentar tomadas inteiras sem pausas. Bogdanovich comprometeu-se ao afastar-se de sua habitual filmagem de média distância, para filmá-la close-up a fim de capturar seu carisma natural, em particular, seus olhos tristes. E conseguiu fazer isto com maestria.


Cher tornou-se a porta-voz nacional da Children's Craniofacial Association em 1990.  Rocky Dennis tinha uma condição craniofacial rara chamada Displasia Cranio diafisária. Cher participou de um evento em Washington, DC em setembro de 1990, onde as famílias afetadas por condições craniofaciais testemunharam perante o Comitê de Orçamento da Câmara. Durante essa semana, ela se juntou a dez famílias em uma visita à Casa Branca organizada pela primeira-dama Barbara Bush. 

Durante suas turnês Love Hurts, Believe, e Farewell, Cher convidou crianças com condições craniofaciais para visitar os bastidores. Durante uma conferência noturna em Washington, DC com várias famílias de pacientes craniofaciais, Cher sugeriu que fosse realizada uma reunião anual em que as famílias pudessem se unir para compartilhar informações e apoio. Em 1991, a Children's Craniofacial Association realizou sua primeira edição anual da Cher ' s Family Retreat na Disney World, na Flórida. Desde então, os retiros subsequentes foram realizados todos os anos em várias cidades dos Estados Unidos.  Cher continua sendo a porta-voz da organização.


Peter Bogdanovich fez este filme como uma homenagem a sua ex-namorada, a falecida modelo e atriz Dorothy Stratten. Bogdanovich contou como Stratten estava interessado na história de Joseph "John" Merrick, mais conhecido como "Homem elefante". Ela sentiu uma forte relação com Merrick, já que a própria atriz se julgava uma pessoa à margem da sociedade, se sentindo mal até mesmo pelas pessoas olhando para ela nas ruas.

Peter pertence à geração chamada Nova Hollywood, é crítico e historiador de cinema desde a década de 1960. Filho de imigrantes fugitivos da Europa dominada pelo nazismo. Estudou atuação com a professora e atriz Stella Adler, por volta de 1955. No início dos anos 60, Bogdanovich começou a programar festivais de cinema para o Museu de Arte Moderna de Nova Iorque. Antes de Bogdanovich tornar-se ele mesmo um diretor, construiu uma reputação como um crítico de cinema na revista Esquire.


O verdadeiro Rocky

Rocky Dennis nasceu em Glendora, Califórnia. Aos dois anos de idade, ele foi diagnosticado com displasia cranio diafisária, uma doença extremamente rara que se caracteriza por ser uma desordem óssea que faz com que o cálcio se acumule no crânio. Com base no pequeno número de casos registrados, os médicos previram que a pressão dos depósitos de cálcio em seu crânio iria distorcer seu rosto, destruir sua visão e audição e, eventualmente, afetar seu cérebro causando sua morte.

Apesar de suas limitações de visão, problemas de audição e dores de cabeça dolorosas que sofreu, Dennis finalmente conseguiu fazer uma série de coisas que seus médicos sentiam que ele seria incapaz de fazer. Dennis aprendeu a ler, embora sua visão ruim o impedisse de ler livros. Entrou na escola aos seis anos, embora os diretores escolares recomendassem  que ele não o fizesse pelo eventual bullying que sofreria.


Dennis tinha um irmão, Joshua. Durante um período foi criado por um tempo pelo seu pai de sangue, madrasta e avós. Sua mãe havia abandonado tudo. Ela era alcoólatra e andava com um grupo de motoqueiros.  Quando sua mãe voltou para criar Dennis, ele viveu com ela até o fim de sua vida, que aconteceu aos 16 anos.

O meio-irmão mais velho de Dennis, Joshua "John" Mason, morreu em 1987 aos 32 anos de complicações da AIDS, pega numa transfusão. Sua mãe morreu em 11 de novembro de 2006, aos 70 anos, como resultado de uma infecção após um acidente de moto.  

O corpo de Dennis foi doado para o UCLA Medical Center para estudos.


Classicline lançou esta obra sensível e marcante, que pode ser comprada diretamente no site da própria empresa, com ótimos descontos no frete e promoções absurdas para ficarem tentados a levarem vários filmes. Não deixem de conferir.







Tecnologia do Blogger.