ATENTADO AO HOTEL TAJ MAHAL (2018) - FILM REVIEW



atentado-ao-hotel-taj-mahal-2018

Desde o 11 de setembro, alguns atentados povoaram nossa história recente, trazendo medo e horror para diversas populações. Não que não houvesse outros na história, pelo contrário. No próprio World Trade Center já havia tido anos antes. Porém, aquele 11 de setembro foi um divisor de águas. Talvez pela ousadia, que trouxe mais preocupação das pessoas com o tema.

O filme “Atentado no hotel Taj Mahal” retrata um destes infelizes momentos da história. No filme, um grupo de terroristas chega à cidade de Mumbai de barco, disposto a promover uma série de ataques em locais icônicos da cidade. Um deles é o luxuoso hotel Taj Mahal, bastante conhecido pela quantidade de estrangeiros e artistas que nele se hospedam. Quando os ataques começam, o humilde funcionário Arjun (Dev Patel) tenta ajudar todos a se protegerem, enquanto David (Armie Hammer) e Zahra (Nazanin Boniadi) buscam algum meio de retornar ao quarto em que estão hospedados, já que nele está seu bebê e Sally (Tilda Cobham-Hervey), sua babá.
A produção do filme teve acesso exclusivo às transcrições originais de ligações dos celulares interceptados dos terroristas reais, além da confissão em vídeo de um deles, que foi disponibilizada para a produção. Uma quantidade significativa de diálogos reais no filme foi repetida textualmente, inclusive. O filme mostra imagens reais do cerco.

A veracidade de tudo é tão grande que o próprio ator Dev Patel tem uma ligação íntima com o atentado, que ocorreu em  26 de novembro de 2008. Para quem não se lembra, Quem quer ser um milionário? chegou aos cinemas em 2008 e foi estrelado por Dev Patel. Com cenas filmadas na Índia, o ator fez uma cena em que dança numa plataforma particular de trem em Mumbai.  Em um (não tão) belo dia, Dev voltava para a casa e presenciou, do trem, parte do atentando. Tempos depois ele disse que gostaria de fazer parte de um filme que contasse a história do acontecido, e 10 anos depois, isto realmente aconteceu.



O diretor Anthony Maras disse que o filme é contado pela perspectiva dos convidados e funcionários, e à medida que os ataques se desdobram.  Detalhes sobre seu planejamento não eram conhecidos. Cerca de trinta pessoas trabalharam tanto neste filme quanto no filme 'Lion' (2016), estrelado pelo ator Dev Patel. Ambas são produções indiano-australianas relacionadas à Índia.  A pré-produção foi em 2006 mesmo, e a pós foi em meados de 2017.

O ataque


Em 26 de novembro de 2008, o grupo islâmico Lashkar-e-Taiba executou doze atentados terroristas sincronizados atingiram a cidade indiana de Bombaim, conhecida como capital financeira e maior cidade do país. Alguns destes ataques só foram encerrados  dia 29, quando a segurança indiana finalmente controlou a situação. Mais de 300 feridos foram atendidos, além de quase 200 mortos.


Oito ataques ocorreram no sul da cidade: na estação ferroviária de Chhatrapati Shivaji Terminus (CST); dois hotéis cinco-estrelas, o Oberoi Trident, em Nariman Point, e o Taj Mahal Palace & Tower, próximo ao Portal da Índia; no Leopold Café, um restaurante popular com turistas em Colaba; o Hospital Cama; na Casa Nariman, de propriedade de judeus ortodoxos; no cinema Metro Adlabs; no quartel-general da Polícia de Bombaim, onde pelo menos três oficias de alta patente, incluindo o chefe do Esquadrão Anti-Terrorismo de Maharashtra, foram mortos a tiros. Um décimo incidente envolveu a explosão de um táxi em Vile Parle. Apenas um dos 10 terroristas, Ajmal Kasab , sobreviveu ao ataque. Ele foi enforcado na prisão Yerwada em 2012.


Maras


O diretor Anthony Maras faz seu debut na direção com "Atentado ao Hotel Taj Mahal", que lembra bastante a tensão de outro filme de atentado, o Utoya, 22 de Julho, que mostra um atentado terrorista na Noruega, em 2018. Se arriscarem a ver ambos em sequência, certamente se pegarão com arritmia cardíaca, tamanha é a tensão dos acontecimentos. Maras é um cineasta, escritor e produtor australiano nascido em Adelaide, no sul da Austrália. Ele fez alguns curtas que tiveram bastante repercussão em premiações, antes de fazer o filme sobre o atentado.


O filme é inquietante, registrando toda a crueldade das cenas. Os terroristas realmente creem no que fazem e agem com absurda naturalidade. As cenas são angustiantes, e para quem não conhece a história, é surpreendente que o caras conseguiram sitiar a cidade. O roteiro é genial, no sentido que ele mostra como os vilões agem tão friamente e ao mesmo tempo, mostram fragilidade em certos momentos, deixando claro que é uma luta religiosa, travada por seres humanos acima de tudo, mesmo realizado atos tão abomináveis.


O elenco traz nomes como Armie Hammer (“Rede social") e Jason Isaacs (O pai de Draco Malfoy em Harry Potter), que de tantos vilões, ficamos esperando que ele seja um agente duplo na situação. Outro destaque vai para o experiente ator Anupam Kher, que faz o cozinheiro sempre pronto para demonstrar segurança em meio ao horror mostrado. 

Mas no meio disto tudo, um certo rapaz, com seus 30 anos, assombra o mundo com mais uma interpretação visceral, passando todo o horror que seus olhos conseguem captar. Ele é um destes caras que merece um Oscar por papel (até aqui, pelo menos). Curiosamente, Dev também é faixa preta em Tae Kwon Do e recebeu a medalha de bronze no Campeonato Mundial de 2004. E namorou sua parceira de cena Freida Pinto (de Quem quer ser um milionário?) por 5 anos. 

Seu personagem reflete medo e heroísmo na mesma medida. Dois lados de uma mesma moeda, que nos faz pensar se faríamos alguma diferença naquela tensão toda. Ele, pelo menos, fez.


Tecnologia do Blogger.