UM AMOR DE FAMÍLIA 1ª TEMPORADA (1987) - SÉRIE REVIEW

um-amor-de-familia-1-temporada-1987

Um amor de família


Incrível como filmes e séries marcam nossas vidas, situando certos momentos e acontecimentos. Por exemplo, assisti com minha mãe o filme E.T. no final de semana estreia no Brasil. Ele estreou dia 25 de dezembro de 1982. Ou seja, eu tinha 6 anos. Da mesma forma, o primeiro filme que assisti duas sessões seguidas foi Máquina Mortífera 2 (Isto foi em 1989, 7 anos depois). 

Na TV, alguns momentos foram especialmente marcantes para mim, como a estreia da Tela Quente em 1988. Nesta época, acompanhei poucas séries na TV. Uma delas foi Um amor de família. Assisti na rede Bandeirantes. Passava diariamente e eu não perdia um. Claro que, não sou capaz de precisar quais momentos da série eu assisti, mas sei que curti o tempo que passou no canal aberto.

Na época eu não sabia o que é um sitcom, formato este que eu viria a ser fã. Eu adoro seriados como Two and half man, That’70s show e Friends.


Afinal, o que é Sitcom?



A palavra é a aglutinação de parte das palavras sit(uation) + com(edy), Algo como "comédia de costumes". A série geralmente é situada em um único lugar, e é gravada com uma platéia sendo que aquelas famosas risadas ao fundo são obrigatórias como parte do sucesso do formato.  Os episódios tem em torno de 20 minutos.

A primeira sitcom desenvolvida foi Pinwright’s Progress, que foi ao ar entre 1946 e 1947.   Foram dez episódios, com 30 minutos de duração, registrados num teatro de Londres e transmitidos ao vivo pelo canal BBC. Eles mostravam as desventuras de J. Pinwright, que tentava comandar a loja Macgillygally’s. Mas, todos os dias, precisava contornar dificuldades impostas por um rival e pelos próprios funcionários. Ela foi escrita por Rodney Hobson e produzida/dirigida por John Glyn-Jones.


Casados com os filhos


"Married with Children" mostrava com muito humor negro a vida dessa típica família americana, que apesar das brigas constantes se mostrava muito unida quando o calo apertava. O mal humor de Al Bundy era o notório, principalmente por ele ser um vendedor de sapatos infeliz no emprego, certamente infeliz no amor , nervoso com as contas dos filhos e de saco cheio dos vizinhos "entrões".

Depois de 11 temporadas, 262 episódios, 7 indicações para o Globo de Ouro e 7 para o Emmy, e de muita diversão, "Married with Children" chegou ao fim em 1997. O último episódio ficou por conta de casamento de Kelly, que nem chegou a acontecer. Tudo graças a Al, que impediu a cerimônia quando a família descobriu que o noivo era na verdade um cafajeste. Al dá um sermão sobre o que significa um casamento de verdade e Kelly admite que prefere ser uma Bundy. Entretanto, os produtores da série não consideram "How to Marry a Moron" o último episódio, já que ele foi gravado antes de a Fox cancelar o programa.


Hoje, 20 anos depois de sua estréia e dez anos após seu cancelamento, "Married with Children" ainda faz sucesso, mostrando uma família com capacidade de fazer piada da própria desgraça e colocando os Bundy como uma das famílias mais divertidas da TV. A Série terminou em 9 de Junho de 1997.

Sua música tema é " Love and Marriage ", de Sammy Cahn e Jimmy Van Heusen , interpretada por Frank Sinatra. Na abertura são vistas aéreas de Chicago, abrindo a fonte de Buckingham no Grant Park .


Os personagens principais (da primeira temporada)

Como toda sitcom, há diversos personagens secundários, que conforme a aceitação do público, ficam mais recorrentes. Por isto, vamos dar uma pincelada apenas nos principais:

⇒ Al Bundy (Ed O'Neill)


O pai de família leva a uma carreira pouco recompensadora, vendendo sapatos femininos e uma vida com uma família que zomba e desrespeita. Ele constantemente tenta reviver seus dias de futebol do ensino médio, quando ele era um astro. Seu feito mais notável foi ter marcado quatro touchdowns em um único jogo para Polk High. Apesar da aparente antipatia de sua família por ele (e ele por ela),  Al está sempre pronto para defender a honra Bundy (muitas vezes com os punhos), sendo que ele é altamente protetor da filha Kelly.


⇒ Margaret "Peggy" Bundy (Katey Sagal) 


A esposa de Al que sempre está importunando-o , pedindo dinheiro além de se recusar a fazer qualquer trabalho doméstico ou conseguir um emprego. Peggy é uma ruiva preguiçosa que passa a maior parte do tempo assistindo a talk shows como Oprah ou roubando fundos limitados de Al para fazer compras. Ela freqüentemente zomba de Al sobre seu trabalho sem glamour, seus ganhos escassos, sua higiene e suas pobres habilidades sexuais.


⇒ Kelly Bundy (Christina Applegate) 


A primogênita dos Bundys; uma loira burra e estereotipada que muitas vezes é ridicularizada como promíscua e namora homens que irritam Al a ponto de agredi-los fisicamente. Sua estupidez se manifesta de muitas maneiras. Como sua mãe, ela gosta de roubar o dinheiro de Al para comprar roupas caras e outros itens. Ela também gosta de menosprezar Bud, seu irmão mais novo, embora ela defenda-o contra qualquer pessoa fora da família.


⇒ Bud Bundy (David Faustino) 


O filho mais novo do Bundy e o membro mais inteligente da família; o primeiro Bundy a frequentar a faculdade. Sua falta de jeito e preocupação com sexo leva a inevitáveis ​​fracassos com as mulheres. Para melhorar seu sucesso com garotas, Bud frequentemente usa seu alter ego, o  "Grandmaster B", um rapper bad boy da cidade de Nova York.


⇒ Marcy Rhoades D'Arcy (Amanda Bearse) 


A vizinha dos Bundys é  a melhor amiga de Peggy (e naturalmente, inimiga de Al). Ela é bancária   e casada com Steve Rhoades. A atriz é famosa por sua participação como Amy, a namorada de Charley Brewster no já clássico filme de terror dos anos 80, A hora do espanto, dirigido por Tom Holland.


⇒ Steve Rhoades (David Garrison)


É o primeiro marido de Marcy. Steve é também um bancário. Gradualmente, seu personagem se tornou mais próximo da família Bundy, principalmente de Al, fazendo parte de algumas de suas enrolações.


Spin Off e Remakes


Foi feito um Spin off da série com o ator  Matt LeBlanc chamada "Top of the Heap".  Vinnie Verducci (interpretado por LeBlanc) e seu pai Charlie (interpretado por Joseph Bologna ) sempre tentam enriquecer rapidamente com diversos esquemas. Os Verduccis foram introduzidos em um episódio  em que Vinnie namorou Kelly Bundy, e Charlie foi apresentado como um velho amigo de Al Bundy.


Foi um fracasso, durando apenas 7 episódios. Porém, um novo Spin Off saiu no ano seguinte (1992), chamado Vinnie & Bobby, durando também 7 episódios.

A série teve vários remakes, sem sucesso em diversos países. Até a rede Bandeirantes produziu o seu. Mas Um amor de família é assim: divertido, antológico, influenciador, inesquecível e para ver com dublagem clássica, claro.



A Vinyx lançou Um Amor de Família - A Primeira Temporada Completa (DVD) 

"Al Bundy é um ex-jogador de futebol americano, que poderia ter conseguido uma vaga na faculdade e se tornado um grande astro do esporte, se não fosse o infortúnio de um acidente que o afastou do caminho da glória. Casado com Peggy e pai de Kelly e Bud, ele sustenta a família como um fracassado vendedor de sapatos femininos às voltas com suas clientes obesas e suas crises existenciais, observado por seu amargo e sarcástico cão Buck. Apesar de seus constantes desentendimentos, a família se une contra os vizinhos, quando são provocados.


Exibido por mais de uma década na TV americana, entre 1987 e 1997 e sucesso mundial, “Um Amor de Família” foi a primeira série de humor popular exibida pelo emergente canal FOX e chegou à TV brasileira inicialmente pela HBO Brasil e posteriormente nos canais Showtime, Sony, Bandeirantes, Play TV, Canal 21 e TCM. Influenciou na produção de diversos programas abordando humor familiar ao redor do mundo, inclusive no Brasil. A TV Bandeirantes arriscou-se em um projeto baseado na série americana: “A Guerra dos Pintos”, que não rendeu o esperado."

⇒ Informações do produto:

Formato:DVD
Título Original: MARRIED WITH CHILDREN
Origem:NACIONAL
Legendas: INGLÊS, PORTUGUÊS
Distribuidora: VINYX (DVD)
Coleção: SCREEN VISION
Idioma Original: INGLÊS - ESTEREO 2.0
Idioma do Áudio: PORTUGUÊS - DOLBY DIGITAL 2.0
Ano de Produção: 1987
País de Produção: ESTADOS UNIDOS DA AMERICA
Classificação Indicativa: Livre
Região: 4
Quantidade de Discos: 3
Sistema de Cores: Colorido
Formato da Tela: FULLSCREEN
Sistema: NTSC
Duração: 310 minutos




Tecnologia do Blogger.