O QUE SÃO OS MIDNIGHT MOVIES

o-que-sao-os-midnight-movies.

Resumidamente, a expressão "Midnight Movie" surgiu na década de 50, quando as emissoras de tv nos EUA exibiam filmes de baixo orçamento nas noites, e às vezes o programa era precedido de comentários depreciativos.  Mas no cinema, a exibição de filmes à meia noite, começou no início dos anos 70, na cidade de Nova York, com o filme El Topo. Claro que a novidade se espalhou pelo país. Os filmes eram notadamente, não convencionais, tornando-os cult movies com o tempo. Com o passar dos anos, o midnight movie foi "prostituído" em seu propósito, alterando inclusive, o estilo de filmes que passavam. O termo passou a ser associado a filmes B (como na sua gênese na Tv), que tinham mais a ver com sessões na virada da noite, pois os preços praticados eram menores.

o-que-sao-os-midnight-movies.

O começo de tudo

No ano de 1953, o Screen Actors Guild facilitou a distribuição de filmes B para a televisão.  Vários canais de televisão locais começaram a exibir filmes de gênero baratos em horários de madrugada. Com isto, os exibidores conseguiam escapar de várias dores de cabeça, como a censura.  No ano seguinte,uma emissora de Los Angeles, desenvolveu a ideia, colocando um apresentador excêntrico para apresentar os filmes, por um ano, sempre aos sábados. Nos aqui no Brasil, temos um exemplo similar, que foi o Cine Trash. 

No Reino Unido, no ano de 1966, a BBC lançou seu Midnight Movie, também nas noites de sábado. O primeiro "Midnight Movie" foi "Blind Date", estrelado por Hardy Krüger. 

No cinema 

Não era novidade que filmes exploitation passavam na Tv, nas noites principalmente de sábado, desde sempre.  Desde meados da década de 50, há várias divergências de que filme seria mesmo o primeiro que iniciou este movimento cinematográfico nos cinemas. Mas El Topo, que estreou em dezembro de 1970, foi uma espécie de convenção. 

O filme geralmente reconhecido como iniciando o movimento cinematográfico teatral da meia-noite é o El Topo surrealista de Alejandro Jodorowsky , que estreou em dezembro de 1970. O filme Pink Flamingos, de John Waters, tornou-se no ano seguinte, um dos mais icônicos filmes do período. Mas engana-se que acha que eram só filmes de baixo orçamento. Até filmes como Harold e Maude (1971) figuravam nos Midnight Movies.

o-que-sao-os-midnight-movies.

O que fez de um filme, um Midnight Movie, é simples. É um produção que os cinemas decidiram não investir em sessões no "horário nobre", imaginado que o filme seria um fracasso eminente. Os filmes eram  exibidos exclusivamente à meia-noite e geralmente na cidade em que o filme foi filmado (ou em grandes mercados como Nova York e Los Angeles).

Outro fator que ajudou um pouco a difusão do Midnight Movie foi o fim do Código Hays (que limitava a integridade artística de muitos cineastas e visionários) em 1968, que certamente, censuraria os filmes em questão. Curioso como o Código Hays influenciou de certa forma, os filmes que seriam passados nas sessões. Por exemplo, a produção "Monstros" de Tod Browning, que ficou na geladeira desde a década de 30. Como era um filme que se enquadrava perfeitamente nos moldes de um Midnight Movie, ele começou a ser exibido no horário.

Com o passar do tempo, introduziu-se a sexualização no horário, descaracterizando bastante a sessão. Para se ter uma ideia, dois grandes clássicos do cinema adulto, Garganta profunda (1972) e Atrás da porta verde, do mesmo ano, ganham notoriedade nos Midnight Movies. 

o-que-sao-os-midnight-movies.

Em 1988, a experiência cinematográfica da meia-noite foi institucionalizada de uma maneira nova com a introdução da seção noturna Midnight Madness do Toronto International Film Festival. Nos anos seguintes, filmes novos ou recentes ainda ocasionalmente surgem como "sucessos" da meia-noite no circuito de cinemas que continuam a mostrá-los. Desde a virada do milênio, o sucesso mais notável entre os filmes recentes, no Midnight Movies, foi Donnie Darko (2001). 

O lendário pioneiro, programador e pioneiro do cinema da meia-noite, Ben Barenholtz disse uma vez: “Você não pode fazer um filme da meia-noite; o público faz um filme da meia-noite. ”
Quem foi Ben Barenholtz

Ele é um expositor, distribuidor e produtor de filmes que foi uma presença chave no cenário do cinema independente desde o final dos anos 1960, quando abriu o The Elgin Cinema em Nova York em 1968. Ele é conhecido por suas inovações na distribuição e exibição de filmes e por descobrir novos diretores como Os irmãos Coen, David Lynch , John Sayles e Guy Maddin.

De 1966 a 68, Barenhotlz gerenciou e viveu no The Village Theatre, que acabou se tornando The Fillmore East . No Village Theatre,  Barenholtz proporcionou um lar para a contracultura, com aparições de Timothy Leary , Stokley Carmichael , Rap Brown , Allen Ginsberg e Paul Krassner . Algumas das primeiras reuniões do movimento anti-Guerra do Vietnã , incluindo Poetas contra o Vietnã, foram realizadas no Teatro Village. Foi também um importante local de música, com apresentações de The Who , Leonard Cohen , John Coltrane , Ornette Coleman e Nina Simone., e muitos outros. Ele também forneceu um espaço para o Yudish Vaudeville e óperas chinesas .

o-que-sao-os-midnight-movies.

Em 1968, o teatro foi comprado por Bill Graham , que o transformou no Fillmore East, e Ben adquiriu The Elgin, com finalidade de abrir espaço para filmes experimentais, cults, undergrounds ou filmes que precisavam de uma "segunda chance". Em 1970, inaugurou a sessão da meia noite, com El Topo, e por incrível que pareça, ficou 6 meses em cartaz, com ingressos esgotados.

Abaixo, uma listinha que referência, com 10 Midnight Movies essenciais 

1. EL TOPO (1970)

O bizarro filme de Alexandro Jodorowsky, cheio de imagens inesquecíveis,  é geralmente aceito, como dito acima, o primeiro “Midnight Movie” por definição: um filme excêntrico, que não agrada a todos, e que você precisa sair muito tarde de casa para descobrir o valor da obra. uma curiosidade cinematográfica que não é para todos , que você tem que sair na calada da noite para descobrir. Ela ganhou essa reputação por conta de um exibidor chamado Ben Barenholtz, que gostou tanto que queria exibi-lo no lendário Elgin Theatre de Nova York (agora o Joyce Theatre). O filme fez tanto sucesso, que vários famosos, como John Lennon, não perdiam uma sessão. As pessoas tiveram a oportunidade de descobrir um filme que frequentadores "normais" não conseguiriam.


2. ROCKY HORROR PICTURE SHOW (1975)

O Rocky Horror Picture Show é sem dúvida um dos "Midnight Movie"  mais famosos , não apenas por causa do filme em si, mas pela reação apaixonada do público. Por mais de 40 anos, os fãs chegaram às sessões com fantasias, prontos para gritar na tela, cantar junto e usar adereços. Diz a lenda que em 1977,  Brian Thomson, o cenógrafo do filme, parou num cinema para ver de que se tratava toda aquele movimento. Outro membro da equipe também parou no cinema: Tim Curry, que aparentemente foi expulso de lá porque o pessoal acreditava que ele era um “impostor”.


3. FREAKS (1932)

O filme talvez seja o Midnight Movie mais antigo, porque ficou proibido por 30 anos. Em 1962   o filme ganhou novo fôlego,  e a contracultura dos anos 1960 ajudou a levá-lo ao circuito de filmes da meia-noite, onde se tornou um clássico cult nos anos 70 e 80.


4. NOITE DOS MORTOS VIVOS (1968)

O lançamento inicial do filme veio antes do sistema de classificação MPAA, e muitos desavisados levavam seus filhos no meio da tarde, para ver o exército de zumbis de Romero fazer suas vítimas. Não que não houvesse filmes de terror, mas os zumbis aqui foram premiados.  Até Roger Ebert  alertou os donos de cinemas a evitar que as crianças vissem o filme. E como este Midnight Movie estava nascendo, Noite dos mortos vivos mudou de turno e virou cult movie.


5. PINK FLAMINGOS (1972)

Este foi o segundo filme eleito por  Ben Barenholtz, que enxergou na bizarrice de John Waters potencial para exibi-lo à meia noite. O longa traz uma coleção de cenas bizarras no qual duas são reais: em uma delas, Divine faz sexo oral no seu filho, na outra, Divine se alimenta de fezes. O trabalho do diretor John Waters ainda conta com cenas de nudez frontal (na mais chocante delas, a câmera foca o ânus de um dos atores) e um estupro envolvendo uma galinha.


6. ERASERHEAD (1977)

Mais uma vez,  Barenholtz "mexeu seus pauzinhos" para tornar Eraserhead um cult movie. A princípio, não despertou muito interesse no público, porém Eraserhead conquistou popularidade depois de ser exibido em diversas sessões de cinema como filme da meia-noite. Dessa forma, o filme foi um sucesso comercial, arrecadando 7 milhões de dólares nos Estados Unidos


7. THE ROOM (2003)

De longe o mais famoso filme da meia-noite do século 21 até agora, The Room é um filme tão ruim que você não pode deixar de ver.  É também um raro filme da meia noite que se tornou um fenômeno cult com a participação direta de seu criador: diretor, escritor e astro Tommy Wiseau. Desde então, essas exibições da meia-noite aconteceram em todo o país, muitas vezes com o Wiseau presente. O filme ganhou um novo nível de status cult em 2017, quando James Franco lançou Artista do desastre, um filme que dramatiza a produção de The Room produzido com a bênção e participação de Wiseau.


8. EVIL DEAD (1981)

Feito com um orçamento baixíssimo pelo diretor Sam Raimi e pelo produtor Robert Tapert, The Evil Dead é um filme que construiu seu status cult  gradualmente. Depois de chegar aos cinemas, o filme começou a ganhar reputação boca-a-boca, e sua vibe de horror tornou o filme perfeito para a sessão de meia-noite. Assim como "Noite dos mortos vivos", é reconhecido como uma obra prima do cinema de horror.


9. PLANO 9 DO ESPAÇO SIDERAL (1959)

Segundo o enredo, alienígenas trazem os mortos de volta a vida (seguindo o famoso plano 9 que dá título ao filme), com a intenção de fazê-los dominar os vivos. Isso evitaria a destruição de todo o sistema solar por uma bomba chamada solobonite, que, segundo os extraterrestres o homem desenvolveria em um futuro próximo, ameaçando assim todos os planetas. Mais uma obra, considerada o pior filme já feito, que caiu nas graças do Midnight Movies.


10. BALADA SANGRENTA (1972)

The Harder They Come foi o primeiro longa-metragem jamaicano, e foi um sucesso  instantâneo em seu país. O drama sobre um jovem compositor (Cliff) tentando encontrar trabalho foi escolhido para distribuição nos Estados Unidos pela New World Pictures, de Roger Corman, e embora não tenha sido um sucesso  de bilheteria aqui, ele começou a ganhar força no circuito da meia noite. 



Obras-Primas do Cinema lançou: ALEJANDRO JODOROSWKY. Um dos cineastas mais controversos e influentes do cinema, sempre movido por uma incontrolável ânsia de fazer arte de uma maneira diferente dos demais cineastas! Edição especial com 4 de seus grandes filmes, incluindo o curta-metragem “A Gravata” que por muito tempo foi considerado perdido. Edição limitada em Digipak com 2 DVD’s e 4 Cards.

Disco 01:

El Topo (El Topo, 1970, 1.37:1, 125min)
Direção: Alejandro Jodorowsky. Elenco Principal: Alejandro Jodorowsky, Brontis Jodorowsky, José Legarreta

Fando e Lis (Fando y Lis, 1968, 1.66:1, 96min)
Direção: Alejandro Jodorowsky. Elenco Principal: Tamara Garina, Sergio Kleiner, Diana Mariscal


Disco 02:

Santa Sangre (Santa Sangre, 1989, 1.85:1, 123min)
Direção: Alejandro Jodorowsky. Elenco Principal: Axel Jodorowsky, Blanca Guerra, Guy Stockwell

A Gravata (La cravate, 1957, 1.33:1, 20min)
Direção: Alejandro Jodorowsky. Elenco Principal: Denise Brossot, Rolande Polya, Alejandro Jodorowsky

U+21F0.gif Extras:

Comentário em áudio de Alejandro Jodorowsky para o filme El Topo.
Entrevista com Jodoroswky sobre o filme “El Topo”. (7 minutos)
Jodorowsky discute suas primeiras influências, seus estudos, o sistema cinematográfico de Hollywood, financiamento e muito mais. (31 minutos)
Uma série de perguntas e respostas para Jodoroswky sobre o filme Santa Sangre. (24 minutos)

"Close Your Eyes" – Videoclipe especial utilizando cenas do filme Santa Sangre. (5 minutos)

U+21F0.gif Informações Técnicas:

Título: Alejandro Jodoroswky
País de Produção: México - Itália - França
Ano de Produção: 1957 - 1989
Gênero: Drama - Faroeste - Aventura - Fantasia.
Direção: Alejandro Jodoroswky
Elenco: Alejandro Jodorowsky, Axel Jodorowsky, Brontis Jodorowsky, Blanca Guerra, Tamara Garina, Sergio Kleiner, José Legarreta, Diana Mariscal, Denise Brossot, Guy Stockwell,  Rolande Polya.
Áudio: Dolby Digital 2.0
Idioma: Espanhol - Inglês
Legendas: Português - Inglês
Duração Aproximada: 364 minutos
Região: Aberto para todas as zonas (Livre)
Formato de Tela: 1.33:1 - 1.37:1 - 1.66:1 - 1.85:1
Cor: Colorido e Preto e Branco.
Classificação Indicativa: 18 Anos - Contém: Violência e Nudez


O filme "Montanha sagrada" também foi lançado por eles, e o review pode ser conferido clicando no link abaixo:



Tecnologia do Blogger.