ROMAN POLANSKI - 10 FILMES ESSENCIAIS

Roman Polanski top 10

Afinal, casos como o de Polanski e Woody Allen, que são diretores geniais, mas que estão envolvidos em polêmicas sexuais desde sempre, diminuem a importância de sua obra? Muda sua forma de ver seus filmes? Muitos pensam que sim...

O homenageado de hoje é o francês (que muitos pensam ser polonês) Rajmund Roman Liebling, mais conhecido como Roman Polanski. De origem judia, sua família acabou sendo confinada pelos nazistas em um gueto judeu circundado por muros. Após ver sua família ser presa, Polanski assistiu sua mãe e sua irmã serem levadas pelos soldados de Hitler sem ao menos saber para onde elas estavam indo. Polanski colocou muito de suas experiências no filme "O pianista".

O diretor esteve envolvido em dois episódios que o marcariam para sempre. Em A Dança dos Vampiros  conheceu a atriz Sharon Tate, que seria sua futura esposa. Em 1969,  Sharon Tate estava grávida de oito meses quando foi assassinada pelos seguidores de Charles Manson em sua própria casa. Após a tragédia, Polanski volta a morar na Europa. 

Roman Polanski top 10

Em 11 de março de 1977, três anos após ter sido feito o filme Chinatown, Polański foi preso na casa de Jack Nicholson, pelo abuso sexual de Samantha Geimer, que tinha somente 13 anos de idade na época. Samantha foi modelo de Polanski em um ensaio da revista Vogue. O próprio declarou-se culpado, pelo que foi preso provisoriamente, na situação “em avaliação”. A princípio a prisão preventiva duraria três meses, entretanto, o cineasta só esteve preso por 47 dias, tendo sido liberado após pagamento de fiança. Em 1978, o juiz que presidia a causa, após uma reunião com os advogados de Polański, deu a entender que iria ordenar nova prisão. Após tomar conhecimento da decisão, tomou um avião para a Europa e desde então encontra-se foragido da justiça norte-americana.

Polêmicas à parte, um gênio no cinema. Há certamente mais de 10 filmes essenciais, mas estes foram nossas escolhas. Confiram:

A faca na água
Viajando por uma estrada, um casal acaba sendo responsável por um acidente: eles atropelam um jovem de 19 anos numa estrada. Se sentindo culpados, eles oferecem carona ao jovem, e o convidam para passar o dia velejando. Mas o dia de diversão se tranforma em uma espécie de competição entre os dois homens, onde a esposa é o centro.
➠ Após o lançamento do filme nos EUA, Polanski recebeu uma proposta para dirigir um remake em inglês, com atores famosos de hollywood (rumores falam em Spencer Tracy e Elizabeth Taylor), mas ele recusou afirmando que não queria repetir a si próprio.

Repulsa ao sexo
Carol Ledoux é uma mulher tímida e sexualmente reprimida, que trabalha como manicure em um salão de beleza londrino. Constantemente, é assediada por um homem extremamente apaixonado, que deseja lhe tirar a virgindade a qualquer custo. Quando sua irmã, com a qual mantém uma relação de dependência muito forte, vai viajar com o namorado, acaba por ficar sozinha no apartamento que dividem, solitária e gradativamente alucinada. Perturbada e cada vez menos lúcida, acaba por revelar um lado obscuro de seu comportamento, movida pelo sofrimento e por sua repulsão à sexualidade.

Armadilha do destino
A ação se passa numa ilha da costa inglesa chamada Northumberland, em Holy Island, onde dois gangsteres, após uma missão fracassada, vão se refugiar. lá encontram um castelo medieval cuja estrada de acesso permanece horas a fio submersa pelo fluxo da maré. O reconhecimento do castelo (onde sir Wlater Scott escreveu Ivanhoé) fica por conta do ranzinza Richard (Lionel Stander), que precisa de ajuda para seu ferido companheiro Albie (Jack MacGowran). Richard encontra e subjuga os donos do castelo: o pusilânime e afetado George (Donald Pleasence) e Teresa (Françoise Dorléac, irmã de Catherine Deneuve, sua lasciva esposa.
➠  O título original Cul-de-Sac é uma expressão francesa que significa beco sem saída, uma alusão à situação em que os personagens principais do filme se encontram.
➠ Tem uma das mais longas sequências contínuas da história do cinema, com 7 minutos e 28 segundos.

Dança dos vampiros
Abronsius (Jack MacGowran) é um professor universitário especialista em vampiros que decide ir até a Transilvânia, no coração da Europa Central, acompanhado de seu fiel discípulo Alfred (Roman Polanski), que infelizmente é bem medroso. Abronsius tem como objetivo aprender sobre vampiros e combatê-los, se possível, mas os fatos tomam um rumo inesperado e vão de encontro aos objetivos do professor.
➠ O produtor Martin Ransohoff descobriu a atriz Sharon Tate nos sets da série de TV A Família Buscapé e insistiu para que Roman Polanski a escalasse em A Dança dos Vampiros, no lugar de Jill St. John, que era a preferência do diretor. A insistência deu certo e Tate acabou ganhando o papel.
➠ Originalmente, Roman Polanski queria filmar A Dança dos Vampiros em um castelo na Suíca. Isto não foi possível e a produção encontrou outras locações nos Alpes, além dos estúdios ingleses.
➠ Para o lançamento do filme nos cinemas dos Estados Unidos foram retirados 16 minutos de cenas e uma sequência de animação foi inserida no longa-metragem. Além disto o título original foi modificado para "The Fearless Vampire Killers or: Pardon Me, But Your Teeth Are In My Neck". As mudanças deixaram Roman Polanski furioso, fazendo-o pedir que seu nome fosse retirado dos créditos.
➠ Uma adaptação de A Dança dos Vampiros foi apresentada em um teatro de Vienna em outubro de 1997. Roman Polanski dirigiu a produção, que contava com músicas do compositor Jim Steinman.

Bebê de Rosemary
Rosemary e seu marido se mudam para um novo apartamento em Nova Iorque, onde passam a conhecer um casal de idosos que mora logo ao lado. Esse casal possui modos estranhos de agir; eles logo invadem a privacidade de Rosemary, de forma que começa a incomodá-la. Há algo por trás disso tudo e Rosemary, grávida, começa a desconfiar das pessoas, querendo proteger seu futuro filho.
Para fazer as cenas de rituais e cânticos satânicos serem o mais realista possível, o diretor Roman Polanski contou com o auxílio de Anton LaVey, fundador da Igreja de Satã e autor de "The Satanic Bibles", que serviu como consultor nestas cenas.
➠ Foi durante as filmagens de O Bebê de Rosemary que a atriz Mia Farrow se divorciou de seu marido, o cantor Frank Sinatra.
➠ Oito anos após o lançamento de O Bebê de Rosemary, foi produzida para a TV americana uma sequência do filme, intitulada "Look What's Happened to Rosemary's Baby".

Chinatown
Los Angeles, 1937. O detetive particular J.J. Gittes (Jack Nicholson) recebe a visita de uma mulher que acredita que seu marido, engenheiro-chefe do Departamento de Águas e Energia, tem uma amante. Gittes logo descobre que a mulher era uma farsante e encontra a verdadeira Evelyn Mulwray (Faye Dunaway), filha de Noah Cross (John Huston), um dos homens mais poderosos da cidade. O engenheiro aparece morto e Gittes, envolvido com Evelyn, se vê no meio de um perigoso jogo de poder, com muitos segredos e mistérios.
➠ Chinatown é a primeira parte de uma trilogia planejada pelo roteirista Robert Towne, que mostraria o detetive J.J. Gittes e a cidade de Los Angeles. A segunda parte, A Chave do Enigma (1990), foi dirigida pelo próprio Jack Nicholson. A terceira parte não vai sair, pelo visto.
➠ Brigas eram frequentes no set, principalmente entre Roman Polanski e Faye Dunaway. Polanski arrancou fios de cabelo de Faye que, segundo ele, estariam atrapalhando a fotografia de uma das cenas. Em outra ocasião a atriz e Jack Nicholson filmavam uma cena no carro. Após repetidos takes, Faye insistia em ir ao banheiro. Polanski não autorizou e reza a lenda que a atriz atirou um copo de urina no rosto do diretor.
➠ Ali MacGraw, esposa do produtor Robert Evans, interpretaria Evelyn Mulwray, mas perdeu o papel ao trocar o marido pelo galã Steve McQueen. Julie Christie e Jane Fonda quase assumiram a personagem, que acabou com Faye Dunaway.

O inquilino
Trelkovsky (Roman Polanski), um polonês que está vivendo na França, aluga um apartamento em um estranho e antigo edifício residencial, onde seus vizinhos, que na sua maioria são velhos reclusos, o observam com um misto de desprezo e suspeita. Ao descobrir que Stella (Isabelle Adjani), a última inquilina do apartamento, era uma mulher jovem e bela que cometera suicídio ao pular da janela, Trelkovsky gradativamente fica obcecado com a mulher morta. A obsessão e o clima do local, mesclado com o comportamento incomum dos vizinhos, faz Trelkovsky se convencer de que seus vizinhos planejam matá-lo.
➠ O Inquilino é o último filme da atriz Jo Van Fleet.
➠ Juntamente com Repulsa ao Sexo (1965) e O Bebê de Rosemary (1968), O Inquilino faz parte de uma trilogia pessoal do diretor Roman Polanski em que fala dos horrores vividos por moradores de apartamentos/cidades.

Pianista
O pianista polonês Wladyslaw Szpilman (Adrien Brody) interpretava peças clássicas em uma rádio de Varsóvia quando as primeiras bombas caíram sobre a cidade, em 1939. Com a invasão alemã e o início da 2ª Guerra Mundial, começaram também restrições aos judeus poloneses pelos nazistas. Inspirado nas memórias do pianista, o filme mostra o surgimento do Gueto de Varsóvia, quando os alemães construíram muros para encerrar os judeus em algumas áreas, e acompanha a perseguição que levou à captura e envio da família de Szpilman para os campos de concentração. Wladyslaw é o único que consegue fugir e é obrigado a se refugiar em prédios abandonados espalhados pela cidade, até que o pesadelo da guerra acabe.
➠ Adrien Brody perdeu 14kg para o filme.
➠ Os pais do diretor Roman Polanski foram aprisionados em campos de concentração. Seu pai sobreviveu, mas sua mãe morreu em Auschwitz.

O escritor fantasma
Adam Lang (Pierce Brosnan) é um ex-primeiro ministro britânico que vive em semi-exílio numa ilha do Maine, Estados Unidos. Duramente criticado por ter autorizado a prisão e tortura de suspeitos de terrorismo, Lang trabalha em sua autobiografia, pela qual recebeu US$ 10 milhões antes mesmo de começar a escrever. Quando McCrea, velho amigo de Lang e autor do livro, morre, a editora logo contrata um substituto (Ewan McGregor). Ghost writer do livro, ele vai entrevistar o político e concluir o manuscrito já pronto, mas em meio a acusações e suspeitas de que McCrea foi assassinado, o escritor passa a temer por sua própria vida.
➠ Inicialmente Roman Polanski rodaria um filme sobre a destruição de Pompéia, mas o risco de uma greve de atores fez com que abortasse o projeto. Foi quando, em 2007, o escritor Robert Harris apresentou ao diretor o manuscrito de seu novo livro, sugerindo que fosse seu próximo trabalho no cinema. Polanski leu o material e aceitou a oferta.
➠ Roman Polanski foi preso em 26 de setembro de 2009, ao se dirigir para a Suíça para receber um prêmio oferecido pelo Festival de Zurique. A causa foi a condenação por ele sofrida nos Estados Unidos, por ter tido relações sexuais com uma garota de 13 anos, em 1977. Desde então o diretor estava foragido dos Estados Unidos, sem poder entrar no país.
➠ A pós produção do filme ainda não havia sido iniciada. Da prisão o diretor acompanhou o processo e tomou decisões artísticas.

Deus da carnificina
Em Nova York, o casal Nancy e Alan Cowan (Kate Winslet e Christoph Waltz) vai até a casa de Penelope (Jodie Foster) e Michael (John C. Reilly). O motivo do encontro: o filho do primeiro casal agrediu o filho do segundo. Eles tentam resolver o assunto dentro das normas da educação e civilidade, mas, aos poucos, cada um perde o controle diante da situação. O quarteto é composto de personalidades muito diferentes: Kate Winslet interpreta Nancy Cowan, mulher acostumada à elegância e à cordialidade, tendo sempre que se desculpar pelo comportamento inadequado de seu cínico marido, Alan Cowan, interpretado por Christopher Waltz. O outro casal é composto por Michael Longstreet (John C. Reilly), um homem acostumado à imagem de bondoso, mas que esconde um temperamento mais forte do que se esperava, e Penélope Longstreet (Jodie Foster), uma mulher guiada por rígidos princípios morais. Então a luta psicológica começa...
➠ A peça teatral "Deus da Carnificina", escrita por Yasmina Reza, fez sucesso na Broadway, na Europa. No Brasil, a peça foi encenada por Paulo Betti, Júlia Lemmertz, Orã Figueiredo e Deborah Evelyn, em 2010.
➠ A soma das indicações ao Oscar dos quatro principais integrantes do elenco, fora outros prêmios, chega a 12. Jodie Foster faturou dois (O Silêncio dos Inocentes e Acusados), teve mais duas indicações (Nell e Taxi Driver); Kate Winslet ganhou um ( O Leitor ) e teve outras cinco indicações (Pecados Íntimos, Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças, Iris, Titanic e Razão e Sensibilidade), John C. Reilly teve um indicação (Chicago) e Christopher Waltz também teve a sua por Bastardos Inglórios.
➠ Deus da Carnificina é o primeiro filme dirigido pelo cineasta após a prisão domiciliar de sete meses ocorrida em setembro de 2009, na Suíça. 
➠ Embora o filme se passe em Nova York, as filmagens aconteceram - de fato - em Paris. A razão desta distância ainda é a proibição do diretor Roman Polanski de retornar aos Estados Unidos, devido à condenação por ter tido relações sexuais com uma menor de idade, em 1977.
➠ O ator Elvis Polanski, como o próprio sobrenome entrega, é filho do diretor Roman Polanski com a atriz Emmanuelle Seigner. Esse é o segundo trabalho que eles realizam juntos. O outro foi Oliver Twist, de 2005, onde fez uma participação.
➠ O filme de Polanski, a exemplo do que aconteceu em Festim Diabólico (1948), de Alfred Hitchcock, foi rodado praticamente em um único cenário.
➠ O ator Matt Dillon era a escolha inicial para interpretar Michael, personagem que acabou nas mãos de John C. Reilly.

Bebê de Rosemary gif
Bebê de Rosemary gif


Tecnologia do Blogger.