• ÚLTIMAS...

    JOHN WATERS - 10 FILMES ESSENCIAIS

    Ele nasceu em 22 de abril de 1946 em Baltimore , Maryland. Filho de Patricia Ann Whitaker e John Samuel Waters que era fabricante de equipamentos de proteção contra incêndio. Ele cresceu em uma família católica de classe média em Lutherville, Maryland, um subúrbio de Baltimore. Seu amigo de infância Glenn Milstead , mais tarde conhecido como Divine, também vivia em Lutherville. Ele estudou na escola de Calvert Hall College e depois na New York University na cidade de Nova York. 
    Em 1962, quando completou 16 anos, sua avó materna, Stella Whitaker, deu-lhe uma câmera de filme de 8 mm. 
    "Eu consegui a coisa mais difícil, ofender três gerações."
                   John Waters
    Seu primeiro filme foi Hag em uma jaqueta de couro preta, exibido em uma única ocasião em uma cafeteria. Seus primeiros filmes tiveram a participação de atores locais e um grupo de amigos conhecidos como os Dreamlanders . 

    Em 1969 ele dirigiu Divine pela primeira vez em " Mondo Trasho. "Waters teve que pedir emprestado US $ 2.000 a seu pai para fazer o filme. Durante a cena de tiroteio eles foram presos depois de filmar uma cena com um carona nu no campus da Universidade Johns Hopkins, sem autorização.

    Além de cineasta, é escritor, ideólogo e ativista pelos direitos da comunidade homossexual, e hoje é tema dos nossos 10 filmes essenciais. Confiram:

    Um dia na vida de um motorista e sua vítima, por ele atropelada e largada no local, e as coisas bizarras que acontecem com eles antes e depois da colisão (agressão sexual por um podólatra, visões da Virgem Maria, transplante de pé em uma galinha, etc).
    O título também presta homenagem a Mondo Topless , de um dos diretores favoritos de Waters, Russ Meyer .
     O próprio Waters afirmou que não se importa com este filme e afirma que deveria ter sido um curta-metragem em vez de um longa.
    Lady Divino (Divine) é a proprietária e operadora de um espetáculo chamado A Cavalgada de perversão, uma exposição gratuita de perversões e vários atos de fetiche e obscenidades, como o "Puke Eater". A mostra é gratuita, mas os artistas diversos devem persuadir e até mesmo fisicamente arrastar relutantes transeuntes a participar.
    Divine, seu louco filho hippie Crackers (Danny Mills) e sua obesa mãe ostentam honrosa e orgulhosamente o título de "pessoas mais imundas do mundo". Quando o reinado é ameaçado pelo casal Connie (Mink Stole) e Raymond Marble (David Lochary), eles tentam de todas as formas provar serem os legítimos merecedores da classificação, iniciando uma bizarra competição sem limites.
    ⇒ John Waters escreveu uma sequência para o filme chamada "Flamingos Forever". A trama se passaria 15 anos após os acontecimentos de Pink Flamingos, mas o projeto não foi adiante por conta do falecimento de Divine e Edith Massey na década de 1980.
    ⇒ Durante as filmagens Divine foi preso por roubo. Ele alegou estar fazendo laboratório para uma personagem.
    Divine foge da casa para uma vida de prazeres libertinos, tudo porque ela não ganhou seu sapato de "chá-chá-chá", no Natal. Na fuga, ela é molestada por um vil motorista. No entanto, ela não deixa que a maternidade interfira nos seus planos de estrelato e se transforma em uma bizarra apresentadora de um espetáculo apocalíptico. 
    Peggy Gravel, que acabou de sair do hospital psiquiátrico, mata seu marido com a ajuda de sua enfermeira Grizelda Brown. As duas resolvem fugir para a cidade de Mortville, governada pela tirânica rainha Carlotta, e passam a ser perseguidas pelos soldados da mesma após ajudarem sua filha, a princesa Coo-coo.
    Francine Fishpaw poderia ser apenas mais uma tranquila dona de casa moradora dos subúrbios de Baltimore, no entanto, sua vida está de cabeça para baixo. Seu marido, dono de um cinema pornô, está tendo um caso com a secretária, sua filha está grávida, seu filho está preso e sua melhor amiga virou uma alcoólatra. As coisas parecem melhorar quando ela conhece Todd Tomorrow, mas será mesmo que ele é tão diferente dos membros de sua problemática família?
    Tracy Turnblad (Ricki Lake) é uma adolescente que sonha um dia participar do Corny Collins Dance Show, um programa de TV que é febre entre a juventude. Ela consegue ser contratada para o elenco fixo do programa e logo se torna uma estrela. Tracy resolve usar sua fama para promover as causas em que acredita, em especial a integração entre brancos e negros. Só que no seu caminho está Amber Von Tussle (Collen Fitzpatrick), uma colega de elenco que não está nada satisfeita com o sucesso que Tracy tem feito.
    ⇒ A personagem Edna Turnblad foi escrita para a transexual Christine Jorgensen. Entretanto, como a personagem Tracy teve que ser reescrita, John Waters resolveu também modificar Edna, de forma que sua amiga e musa inspiradora Divine permanecesse no elenco.
    Baltimore, 1954. Lá vive Wade "Cry-Baby" Walker (Johnny Depp), um bad boy que é líder de um grupo. Ele é conhecido como "Cry-Baby" em virtude de chorar apenas por um olho, mas agora está apaixonado por Allison Vernon-Williams (Amy Locane), uma jovem rica que é criada pela avó, Mrs. Vernon-Williams (Polly Bergen), que considera "Cry-Baby" um delinquente juvenil e não quer vê-lo junto da neta. Além disto, Baldwin (Stephen Mailer), o namorado de Allison que é líder dos "quadrados", está totalmente contra "Cry-Baby" e o resto dos delinquentes juvenis, assim lidera uma guerra santa contra eles. Isto gera pancadaria e vandalismo e os jovens delinquentes são considerados culpados pelo caos, mas são liberados pelo juiz, com exceção de "Cry-Baby", que é mandado para um reformatório.
    Beverly Stuphin (Kathleen Turner) é o mais puro retrato da mãe adorável, carinhosa e perfeita. Seu marido, o dentista Eugene (Sam Waterston), seus filhos Misty (Ricki Lake) e Chip (Matthew Lillard) completam a cena de uma feliz família de classe-média, que se choca ao saber que uma de suas vizinhas está recebendo telefonemas obscenos. O que eles não imaginam é que a "querida e doce" mamãe tem uma forma pouco convencional de cuidar dos assuntos familiares. Ela mata todos aqueles que se atrevem a cruzar seus caminhos. E, conforme as supostas ameças à felicidade de sua família acontecem, aumenta a contagem de corpos que aparecem na vizinhança, e a polícia se aproxima em descobrir a verdade, ameaçando esse retrato e a felicidade da família perfeita.
    Cecil B. Demente (Stephen Dorff) o líder de um grupo de cineastas terroristas que tem como meta principal em sua vida se vingar do estragos provocados pelo cinema comercial de Hollywood. Para isso, decide sequestrar Honey Whitlock (Melanie Griffith), a mais popular estrela do cinema americano, que estava se dirigindo para a pré-estréia de seu mais novo filme arrasa-quarteirão. Com Whitlock em seu poder, Demente e sua gangue logo preparam a produção de um filme underground, em que forçam a famosa atriz a estrelar. Armados com luzes, câmeras e muita coragem, Demente e sua trupe se preparam agora para filmar em Baltimore, onde pretendem invadir os sets de filmagem de uma badalada sequência.

    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top