• ÚLTIMAS...

    10 PRODUÇÕES ESSENCIAIS SOBRE NAPOLEÃO BONAPARTE


    Napoleão Bonaparte foi um general e imperador da França. Uma das grandes figuras da história, ele imortalizou o seu nome por meio de suas conquistas. Durante quase dez anos foi o imperador da França, adotando o título de Napoleão I, e no mesmo período, deteve o controle de boa parte do território europeu.

    Membro da nobreza, teve direito ao estudo gratuito pelo fato de seu pai ser conselheiro da cidade, e mais tarde, foi enviado para a França para estudar em escolas militares. Ao terminar os estudos, Napoleão foi nomeado tenente em 1785. A Revolução Francesa (de 1789 a 1799), foi a grande oportunidade para o jovem Bonaparte se destacar entre todos os revolucionários. Tornou-se general aos 27 anos, saindo-se vitorioso em várias batalhas na Itália e Áustria contra a coalizão formada para combater a revolução e restaurar a monarquia. A partir daí, começa a nascer o mito de um homem predestinado, superior aos demais, destinado a realizar grandes feitos. Apesar da sua desastrosa campanha na conquista do Egito, seu prestígio não diminuiu. No chamado Golpe de 18 Brumário, foi nomeado primeiro cônsul da República Francesa (anteriormente, dividia o poder com dois outros cônsules). 


    No poder, ele promoveu a reorganização do país, abalado por anos de revolução, instituindo reforma fiscal, administrativa, financeira, além de sua mais notável obra, o Código Civil napoleônico, utilizado até hoje, e que veio unificar as várias leis regionais que existiam no país até então, além de promover a separação entre Igreja e Estado.

    Napoleão foi coroado imperador em 1804. Com total poder nas mãos, ele estabeleceu uma nova forma de governo e também novas leis. Ao vencer a Áustria, Rússia e Prússia, tornou-se senhor de um extenso império, comparável em tamanho somente ao antigo Império Romano, extinto há mais de mil anos. Seu poderio só entrou em decadência ao tentar rivalizar com a força marítima da Inglaterra, e de seu maior representante, o almirante Nelson. 

    A Batalha de Trafal deu início à queda do imperador. Napoleão foi mandado para o exílio na ilha de Elba, na Itália, mas no ano seguinte ele conseguiu escapar para França, e com consentimento do povo retoma o poder no chamado Governo dos 100 Dias. As nações europeias decidem combatê-lo novamente, e depois de quase cem dias, na batalha de Waterloo, na Bélgica, o imperador dos franceses é derrotado definitivamente, sendo mandado agora ao exílio na ilha atlântica de Santa Helena, onde morreu alguns anos depois.

    Confiram as 10 recomendações, entre filmes, épicos, séries e minisséries...

    No inverno de 1783, o jovem Napoleão Buonaparte ( Vladimir Roudenko ) está matriculado no Brienne College, uma escola militar para os filhos da nobreza, Os garotos da escola estão realizando uma luta de bolas de neve organizada como um campo de batalha. Através deste evento, o início da história de um dos maiores personagens da história é mostrada, que acompanha sua intensa adulta (Albert Dieudonné) passando por Córsega e a Revolução Francesa, até a triunfante invasão da Itália em 1796.
    Marie Walewska (Greta Garbo) é uma condessa polaca casada com um homem bem mais velho que ela (Henry Stephenson). Ao conhecer Napoleão (Charles Boyer) se apaixona, e os dois se tornam amantes. Marie engravida dele e quando está prestes a lhe contar, Napoleão lhe informa que se casará novamente, e desa vez com a arquiduquesa Maria Luisa da Áustria, por questões políticas.
    O filme retrata a complexa relação entre Napoleão I da França e sua esposa, Josephine Bonaparte, desde sua primeira reunião até o divórcio, mais de uma década depois.
    A produção é um remake da obra dirigida por Alexander Butler em 1923 e estrelada por Gwylim Evans e Gertrude McCoy como o par central.
    Uma visão cronológica do reinado de Napoleão (Marlon Brando), onde é mostrado o amor dele por Désirée (Jean Simmons), com quem ele quis casar quando ainda era um jovem general, tendo abandonado sua grande paixão por causa da carreira. Napoleão e Désirée seguem caminhos diferentes, ele para se tornar Imperador da França e casar-se com Josephine (Merle Oberon), apesar de não amá-la. Désirée por sua vez se casa com Bernadotte (Michael Rennie), o único general francês que era leal a Napoleão sem ser submisso. Por não se curvar a ele o Rei da Suécia transforma Bernadotte em seu herdeiro, então repentinamente Désirée está prestes a se tornar a futura Rainha da Suécia. Napoleão ainda sonha em conquistar toda a Europa, mas tem agora seu melhor general, Bernadotte, orientando a estratégia dos exércitos, que combatem as tropas de Napoleão.
    Napoleão Bonaparte (Pierre Mondy) é o comandante supremo das forças armadas francesas que, após retomar vitorioso das batalhas na Itália, reencontra com sua família e sua musa Josephine (Martine Carol) em Córsega. Durante seu descanso, Napoleão demostra um temperamento muito agressivo após ter alguns presságios sobre a próxima batalha que lhe aguardaria: A Batalha de Austerlitz. Novamente a frente de seu exército, Napoleão enfrenta as forças austro-russas, e cria um dos mais brilhantes estratagemas de guerra da história. 
    Em 1814, o imperador francês Napoleão Bonaparte (Rod Steiger ), enfrentando uma derrota nas mãos da Grã-Bretanha, Áustria, Prússia e Rússia (a sexta coalizão ), abdica a pedido de seus marechais. Ele é banido para Elba com 1.000 homens, mas foge e retorna para a França . Ney(Dan O'Herlihy), servindo a monarquia de Louis XVIII da França , tem a tarefa de recapturá-lo, mas ele e seu exército desertam para Napoleão. O rei Louis foge, Napoleão entra triunfalmente em Paris e as potências europeias declaram guerra.
    A vida de Napoleão foi marcada não apenas pelas batalhas e pela política, mas também pela variada vida amorosa que acompanhou muitas fofocas. Curto e tempestuoso, e ao mesmo tempo intenso e duradouro. Agora podemos olhar para trás nos bastidores da vida amorosa e relacionamentos de Napoleão. Suas amantes eram atrizes, cantoras de ópera. Duas mulheres receberam a maior importância histórica - Josephine e Maria Luisa tornaram-se esposas legais de Napoleão. 
    O amor de Napoleão foi uma série de televisão britânica originalmente exibida na ITV e durou 9 episódios de 5 de março a 30 de abril de 1974. 
    Um dos maiores casos amorosos da história começou em 1975, quando Napoleão conheceu Josephine de Beauharnais. Na época, Josephine, uma viúva, era amante de um dos políticos mais poderosos da França. Ela também era uma heroína revolucionária, escapando por pouco da guilhotina. Nesta épica produção,  o romance entre o homem mais poderoso do mundo e a mulher que conquistou seu coração é mostrado em toda riqueza de detalhes.
    Em 1795, ele era um general cheio de ambição. Em 1816 estava exilado na remota Ilha de Stª Helena. Nesse intervalo de tempo, Napoleão foi o homem mais poderoso do mundo.Desde a campanha que transformou o desconhecido Corsego no herói francês até à sua ultima derrota em Waterloo. Napoleão traçou o caminho de um homem que desafiou séculos de tradição.
    Adaptado por Didier Decoin do Best Seller de Max Gallo's, esta aventura épica explora as lutas privadas, as intrigas politicas e as sangrentas batalhas que marcaram o surgimento e o desaparecimento de Napoleão.
    Esta excelente obra mostra o retrato de Napoleão, evidenciando os factos e definindo-o como um homem cuja vida ainda move e inspira muitos de nós.
    Napoleão Bonaparte (Philippe Torreton) perde o poder mas não a pose em seu exílio. Mesmo preso pelos britânicos, ele continua mantendo sua pompa real e seu séquito de seguidores, transformando a ilha num minúsculo pedaço da própria corte francesa. A autoridade máxima do lugar, o oficial de Hudson Lowe (Richard E. Grant, de Assassinato em Gosford Park) nutre por Napoleão um inexplicável misto de amor e ódio, de repulsa e admiração. É em meio a este intrincado jogo de poder que Napoleão vai planejar a sua fuga.


    A Obras-Primas do Cinema lançou um dos filmes mais memoráveis da história do cinema! Escrito e dirigido por Abel Gance: NAPOLEÃO! Pela primeira vez no Brasil em sua versão restaurada de 5h30! Edição limitada em Digipak especial com 2 discos, 2 cards e 100 minutos de extras inéditos, incluindo um documentário com o compositor Carl Davis, que realizou a trilha deste filme e um documentário especial sobre o filme dirigido por Kevin Brownlow (O Chaplin que Ninguém Viu).


    U+21F0.gif Sinopse:

    Originalmente concebido por seu diretor como o primeiro de seis filmes sobre Napoleão, este épico de cinco horas e meia apresenta recriações históricas de episódios de sua vida pessoal e política, da Revolução Francesa à chegada heroica das tropas francesas na Itália, que marcou o início da primeira campanha italiana de 1796. Utilizando uma série de técnicas inovadoras de câmera e edição, "Napoleão" de Abel Gance oferece uma das experiências mais ricamente gratificantes e emocionantes na história do cinema, uma combinação brilhante de música e filme, comparável a uma grandiosa ópera em sua intensidade, oferecendo cenas deslumbrantes de genialidade incomparável.

    U+21F0.gif Extras:
    • Documentário de 1968: Abel Gance: The Charm of Dynamite.
    • Compondo Napoleão: Entrevista com Carl Davis.
    • A restauração digital de Napoleão. 

    U+21F0.gif Informações Técnicas:

    Título: Napoleão
    Título Original: Napoléon vu par Abel Gance
    País de Produção: França
    Ano de Produção: 1927
    Gênero: Drama biográfico
    Direção: Abel Gance
    Elenco: Albert Dieudonné, Vladimir Roudenko, Edmond Van Daële, Alexandre Koubitzky, Antonin Artaud, Abel Gance, Gina Manès.
    Idioma: Francês (Mudo)
    Legendas: Português - Inglês
    Duração Aproximada: 332 Minutos
    Região: Aberto para todas as zonas (Livre)
    Áudio: Dolby Digital 2.0
    Vídeo: 1.33:1 + 4.0:1
    Cor: Preto e Branco;  Colorizado
    Faixa Etária: 14 Anos. Inadequações: Violência.




    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top