• ÚLTIMAS...

    30 FILMES QUE SE PASSAM EM HOSPITAIS PSIQUIÁTRICOS


    Instituições psiquiátricas, também denominadas de hospitais psiquiátricos, manicômios e o mais popular, hospício são locais especializados no tratamento de transtornos mentais.

    A história dos hospitais psiquiátricos como instituição de tratamento é ligada ao pensamento social e científico acerca dos doentes mentais em cada época. De 1848 até o início do século XX instrumentos como camisas-de-força e quartos-fortes ou "prisões-acolchoadas", choques elétricos, operações no cérebro, e outras verdadeiras torturas eram utilizados para controlar os pacientes, no que se dizia ser a psiquiatria dita científica, principalmente os mais agressivos. Atualmente há relatos de que existam alguns lugares deste tipo, denúncias já foram feitas mas nada foi comprovado. Mas recentemente há tratamentos farmacológicos e psicológicos - terapêuticos, baseados nas teorias de Freud e seu discípulo Carl G. Jung, que reduzem significativamente a necessidade da contenção física e a internação por longos períodos.

    Abaixo confiram 30 filmes que se passam parcial ou totalmente em um hospital psiquiátrico.

    O filme conta a história de um marinheiro que se emprega como faxineiro em um manicômio para libertar sua esposa, que fora internada após uma tentativa de suicídio depois de ter afogado seu filho. Sem o uso de intertítulos e através de um sequência impressionante de imagens, é apresentada uma visão do mundo pelos olhos dos doentes mentais. Dado como perdido por mais de 40 anos, o filme foi recuperado pelo diretor em 1971, por uma cópia encontrada escondida em um vaso no galpão de seu jardim.

    Uma rede terrorista está à solta em Berlim. Seu objetivo é promover caos e anarquia, utilizando-se de instruções do Dr. Mabuse, que encontra-se em um hospital para doentes mentais em estado catatônico. O inspetor Lohmann é o responsável pela investigação do caso, e vai apertando o cerco através de provas cada vez mais estranhas. O filme teve sua exibição proibida na Alemanha durante aproximadamente duas décadas.

    Pouco tempo depois de casar-se com Robert (Mark Stevens), Virginia (Olivia de Havilland) começa a se comportar de maneira diferente, apresentando instabilidade emocional. Internada em um hospital psiquiátrico, ela passa por tratamento com eletrochoques e sofre diariamente com as péssimas condições do local e a falta de preparo dos profissionais de saúde. 
    O diretor Anatole Litvak insistiu que equipe e elenco visitassem hospitais psiquiátricos e estudassem psiquiatria. Olivia de Havilland ficou meses fazendo pesquisa de campo.

    O presunçoso e respeitado jornalista Johnny Barrett (Peter Breck) compromete-se a resolver um assassinato cometido num hospício. Para tanto, ele se interna como louco na própria instituição, mesmo sob protestos da namorada, a stripper Cathy (Constance Towers). A princípio, o jornalista sente prazer em simular sua loucura, mas, aos poucos, perde sua lucidez em contatos com os outros internos, principalmente com os que testemunharam o assassinato.

    Um sanatório de luxo emprega um veterano da Guerra da Coréia, para ajudar na terapia ocupacional de sua rica e esquizofrênica clientela. Ele começa a se apaixonar por uma paciente. que está mentalmente presa em seu mundo particular. Ela também é desejada por outros dois pacientes: uma mulher mais velha e por um homem perturbado. Nesta atmosfera o jovem terapeuta começa sua própria desintegração psicológica.


    O jardineiro Martin Ashley mata sua rica patroa e se entrega à polícia. Considerado insano, ele é internado em um hospital psiquiátrico. Porém o executor do espólio da milionária crê que Ashley roubou os milhões de dólares que ela mantinha em sua mansão e está fingindo loucura. Ele então contrata o ator Dale Nelson para se internar no hospital e descobrir a localização do dinheiro.


    Na tentativa de conseguir um emprego em um sanatório, um psiquiatra tem como desafio descobrir qual dos pacientes é o antigo diretor do lugar, Dr. Starr, que enlouqueceu e precisou ser detido junto com os internos. O candidato à vaga decide então entrevistar cada um dos pacientes para descobrir quem é o Dr. Starr, e acaba ouvindo histórias aterrorizantes que explicam porque cada um está ali. A primeira é sobre um casal de amantes que planeja matar a esposa de um deles. Na segunda, um alfaiate é incumbido de fazer um terno em estranhas condições. A terceira é sobre uma mulher com dupla personalidade, uma delas uma fria assassina. A última é sobre um cientista que anseia criar robôs com cérebros e entranhas humanas.

    Frankenstein está preso em um hospícios para loucos e assassinos, mas continua seus experimentos secretamente. Com a chegada do Dr. Helder, preso por praticar os mesmos crimes do Barão, ambos unirão forças para criar a melhor e mais sofisticada criatura já vista. Para isso, eles contarão com o corpo de Herr Schneider, um brutamontes que foi mantido vivo por Frankenstein após cometer suicídio e Sarah, uma linda jovem muda que auxilia o Barão e é carinhosamente chamada de Angel. Mas que tipo de criatura surgiria em um lugar desses? Que criatura diabólica seria trazida á vida se Frankenstein só dispões dos corpos e mentes de perigosos criminosos? E será Frankenstein capaz de pará-lo quando ele sair em sua orgia de matança?

    Randle Patrick McMurphy (Jack Nicholson), um prisioneiro, simula estar insano para não trabalhar e vai para uma instituição para doentes mentais. Lá estimula os internos a se revoltarem contra as rígidas normas impostas pela enfermeira-chefe Ratched (Louise Fletcher), mas não tem idéia do preço que irá pagar por desafiar uma clínica "especializada".
    A história do livro "One Flew Over the Cuckoo's Nest", que deu origem ao filme Um Estranho no Ninho, foi escrita por Ken Kesey tendo como base suas próprias experiências quando trabalhou no centro psiquiátrico Agnew, localizado em San Jose, na Califórnia.


    Um médico psiquiatra, encarregado de tratar pacientes em uma macabra e secreta mansão gótica transformada em manicômio para ex-combatentes, se vê questionando sua fé e compaixão, em meio à loucura que impera no lugar. Logo esse trabalho começa a colocar em cheque todas as suas crenças, a tal ponto de ele não sabe mais o limite entre o real e o falso, a sanidade e o delírio.


    Inesperadamente aparece um novo paciente no hospício. Seu nome é Rantes e ele afirma ser um mensageiro que veio de outro planeta estudar a estupidez humana. Rantes é tratado como mais um dos doentes e o psiquiatra do hospício, Julio Denis, é extremamente cético e suspeita que ele seja um foragido da lei. Mas com o passar do tempo começa a observar alguns estranhos fenômenos que o levam a ter dúvidas de sua incredulidade.


    Nancy Thompson (Heather Langenkamp), uma das sobreviventes dos ataques de Freddy Krueger (Robert Englund), é agora uma psicóloga especialista em sonhos. Ela trata de alguns adolescentes em um sanatório, que são atacados por Krueger em seus sonhos. Para combatê-lo, Nancy ensina as crianças a usarem suas habilidades especiais no mundo onírico. Quando Krueger sequestra um de seus pupilos, Nancy lidera uma busca no domínio do assassino para resgatá-lo.
    A cena em que Neil Gordon é jogado na sepultura é uma homenagem a Dublê de Corpo (1984), no qual uma situação parecida ocorre com o personagem interpretado por Craig Wasson.


    Claudia Draper (Barbra Streisand) é uma prostituta de luxo que mata Allen Green (Leslie Nielsen), um "cliente", para se defender. A defesa alega insanidade, com o apoio da família dela, pois acreditam que só assim ela terá chance de escapar da condenação. Entretanto, isto também significa que será mandada para um instituição para doentes mentais por tempo indeterminado. Assim, entrega seu caso a Aaron Levinsky (Richard Dreyfuss), um advogado que tem como função não provar que ela é inocente mas sim sua sanidade, pois assim poderá ser julgada em tribunal e então tentar provar sua inocência.


    Em 1955, Emmett Foley (Gary Oldman) é um veterano da Guerra da Coréia que ao voltar para casa sofre de trauma profundo. Ele provoca um incidente com o intuito de ser morto pela polícia e deixar o seguro de vida para a esposa (Frances McDormand), mas não consegue, mesmo tentando o suicídio em seguida. Ao se recuperar, ele é internado numa hospital psiquiátrico no condado de Chattahooche na Flórida. Drama baseado em fatos reais.

    Malcolm Sayer (Robin Williams) é um neurologista que conseguiu emprego em um hospital psiquiátrico. Lá ele encontra vários pacientes que aparentemente estão catatônicos, mas Sayer sente que eles estão só "adormecidos" e que se forem medicados da maneira certa poderão ser despertados. Assim pesquisa bem o assunto e chega à conclusão de que a L-DOPA, uma nova droga que já estava sendo usada para pacientes com o Mal de Parkinson, deve ser o medicamento ideal para este casos. No entanto, ao levar o assunto para o diretor, ele autoriza que apenas um paciente seja submetido ao tratamento. Imediatamente Sayer escolhe Leonard Lowe (Robert De Niro), que há décadas estava "adormecido".

    Baseado no relato autobiográfico de Janet Frame, o filme conta a história de uma ruiva e tímida que é diagnosticada como esquizofrênica e passa oito anos sendo tratada com eletrochoques em um sanatório, para depois se tornar uma das mais aclamadas escritoras da Nova Zelândia. Por pouco não submetida a uma lobotomia, é salva pelo fato de seu livro de contros “The Lagoon and Other Stories”, receber um importante prêmio literário.

    Após a população do mundo ser devastada por um terrível vírus, sobreviventes vivem em comunidade no subsolo. Cole (Willis) é voluntário para viajar no tempo e obter uma amostra pura do vírus, para ajudar os cientistas a encontrarem uma cura. Em sua jornada ele cruzará o caminho de uma linda psiquiatra (stowe) e de um incrível doente mental (Pitt). Cole já iniciou sua procura pelo exército dos 12 Macacos, um grupo radical ligado a este vírus letal. 
    O diretor Terry Gilliam fez uma lista das manias de Bruce Willis para que o ator as evitasse durante sua atuação.


    Em 1967, após uma sessão com um psicanalista que nunca havia visto antes, Susanna Kaysen (Winona Ryder) foi diagnosticada como vítima de "Ordem Incerta de Personalidade" - uma aflição com sintomas tão ambíguos que qualquer garota adolescente pode ser enquadrada. Enviada para um hospital psiquiátrico, ela conhece um novo mundo, repleto de jovens garotas sedutoras e transtornadas. Entre elas está Lisa (Angelina Jolie), uma charmosa sociopata que organiza uma fuga.


    Seu Wilson (Othon Bastos) e seu filho Neto (Rodrigo Santoro) possuem um relacionamento difícil, com um vazio entre eles aumentando cada vez mais. Seu Wilson despreza o mundo de Neto e este não suporta a presença do pai. A situação entre os dois atinge seu limite e Neto é enviado para um manicômio, onde terá que suportar as agruras de um sistema que lentamente devora suas presas.

    Vivendo em um asilo ao término de sua vida, o Marquês de Sade torna-se amigo do diretor do asilo em que reside, Abbe Coulmier. Com ele o Marquês troca confidências a respeito da afeição de ambos para com a lavadeira do asilo, Madeleine. A amizade de ambos cresce cada vez mais, até que Napoleão Bonaparte envia ao asilo um conceituado médico (Michael Caine), no intuito de curar o Marquês de sua suposta loucura. Entretanto, a vinda do médico apenas faz com que o caráter rebelde do Marquês fique cada vez mais forte.

    Lyle Jensen (Joseph Gordon-Levitt) volta e meia tem explosões agressivas, o que faz com que seja internado em uma instituição para doentes mentais. Lá ele convive com outros pacientes, com uma boa variedade de problemas graves. A partir deste contato ele começa a perceber o que há de errado consigo mesmo e como a sociedade ao seu redor consegue afetá-lo.
    Boa parte dos extras usados no filme eram adolescentes que estavam internados em hospitais, para tratar de depressão.

    Prot (Kevin Spacey) é um homem misterioso, que vive dizendo ter vindo do planeta K-Pax, distante 1000 anos-luz da Terra. Por causa disto ele é internado em um hospício, onde conhece o Dr. Mark Powell (Jeff Bridges), um psiquiatra disposto a provar que ele na verdade sofre de um grave distúrbio de personalidade. Mas as descrições de Prot sobre como é a vida em seu planeta acabam encantando os demais pacientes do hospício, fazendo com que eles queiram ir com Prot quando ele diz que está próximo o dia em que deverá voltar ao seu planeta.


    Cha Young-goon (Lim Su-Jeong) é hospitalizada numa clínica psiquiátrica, por acreditar que é uma ciborgue. Ela recusa toda a comida que lhe oferecem, preferindo carregar as "baterias" através de um transistor. Cha usa a dentadura da avó e fala com todos os aparelhos eletrônicos. Mas seu caso não é o único: ela está rodeada de pacientes que têm interlocutores imaginários. Quando o belo e anti-social Park Il-Soon (Rain) é internado, tudo muda para ela. Não leva muito tempo para que eles se envolvam, mas a saúde da menina piora cada vez mais.


    Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) investiga o desaparecimento de um paciente no Shutter Island Ashecliffe Hospital, em Boston. No local, ele descobre que os médicos realizam experiências radicais com os pacientes, envolvendo métodos ilegais e anti-éticos. Teddy tenta buscar mais informações, mas enfrenta a resistência dos médicos em lhe fornecer os arquivos que possam permitir que o caso seja aberto. Quando um furacão deixa a ilha sem comunicação, diversos prisioneiros conseguem escapar e tornam a situação ainda mais perigosa.

    Contra a sua vontade, a escultora Camille Claudel (Juliette Binoche) é internada pelos familiares em um asilo psiquiátrico mantido por religiosas, e permanece durante anos na instituição, sem poder sair. Ela afirma várias vezes que está perfeitamente sã, mas desenvolve uma mania de perseguição, acreditando que seu ex-amante Auguste Rodin conspira contra ela, e que todos no asilo tentam envenená-la. Camille passa os dias cercada por internos com deficiências mentais e surtos psicóticos graves, não tendo ninguém com quem conversar. Sua única esperança é uma carta enviada clandestinamente ao irmão Paul (Jean-Luc Vincent), implorando por sua liberação. Quando Paul confirma que vai visitá-la, Camille aguarda com impaciência a oportunidade de mostrar ao irmão que pode viver em sociedade.

    O adolescente João (João Pedro Zappa) tem uma série de problemas comportamentais: ele é ignorado pelos pais e se torna agressivo com os amigos de escola. Quando é diagnosticado com depressão, seus familiares decidem interná-lo em uma clínica psiquiátrica. No local, ele conhece Judite (Deborah Secco), paciente HIV positivo e dependente química, em fase terminal. Apesar do ambiente hostil, os dois se apaixonam e iniciam um romance. Mas Judite tem medo que a sua morte abale a saúde de João.


    Ao voltar a trabalhar em um hospital psiquiátrico no subúrbio do Rio de Janeiro, após sair da prisão, a doutora Nise da Silveira (Gloria Pires) propõe uma nova forma de tratamento aos pacientes que sofrem da esquizofrenia, eliminando o eletrochoque e lobotomia. Seus colegas de trabalho discordam do seu meio de tratamento e a isolam, restando a ela assumir o abandonado Setor de Terapia Ocupacional, onde dá início a uma nova forma de lidar com os pacientes, através do amor e da arte.

    Quais os limites da nossa sanidade? O que nos define como normais? “A loucura entre nós” lança um olhar sobre os corredores e grades de um hospital psiquiátrico, buscando personagens e histórias que revelem as fronteiras do que é considerado loucura. Através, principalmente, de personagens femininas, o documentário exala as contradições da razão, nos fazendo refletir nossos próprios conflitos, desejos e erros. Livremente inspirado no livro homônimo do médico psiquiatra Marcelo Veras, o filme faz um sensível mergulho nos paradoxos da reinserção da loucura no mundo em geral, subvertendo qualquer tentativa de reduzir as personagens retratadas a marionetes de questões envolvendo a sanidade mental.

    Adaptação do livro homônimo escrito por Daniela Arbex, este é um retrato aprofundado e contundente sobre os eventos que ficaram conhecidos como Holocausto Brasileiro, ou seja, o grande genocídio cometido contra os pacientes psiquiátricos do hospício de Barbacena, em Minas Gerais, local onde os pacientes eram torturados, humilhados e assassinados.

    Um jovem e ambicioso executivo (Dane DeHaan) é enviado para os Alpes Suíços com a missão de trazer de volta o CEO da empresa, em tratamento em um 'Centro de Cura'. Após sofrer um acidente automobilístico, no entanto, o rapaz acaba internado na mesma instituição, cujo corpo médico promete purificar os pacientes por meio de uma água milagrosa – e que se localiza em um lugar de passado misterioso. Incapacitado de retornar para casa, o personagem passa a duvidar da própria sanidade, ao mesmo tempo em que desconfia da motivação do doutor responsável pelo “spa”.



    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top