• ÚLTIMAS...

    JURASSIC PARK (1993) - FILM REVIEW


    Resumir o blockbuster Jurassic Park é simples: Um senhor egocêntrico, milionário e mimado tem a infeliz ideia de criar geneticamente dinossauros e construir um parque, achando que isto vai dar certo, só porque sua intenção parece boa. Para abrir o parque ele precisa da aprovação de especialistas, e sendo assim, proporciona um tour, para que eles tenham uma mostra da experiência "incrível" que ele quer proporcionar aos visitantes. Nem precisa dizer que tudo dá errado da forma mais infantil possível, mostrando que até um shopping tem mais segurança que o parque com monstros dispostos a comer qualquer um.

    E as continuações? São as consequências dos devaneios do senhor mimado e milionário aliadas à ganância do vilão da semana. Pronto. É isto. Nada mais. Mas afinal, porque Jurassic Park cativou tanta gente, chegado a ser a maior bilheteria da história do cinema ? Bom, vamos analisar alguns pontos:

    Primeiro, vamos entender o que é um blockbuster.

    A palavra blockbuster poder ser usada para designar qualquer coisa, especialmente uma produção cultural, que tenha feito enorme sucesso. Mas seu uso mais comum é para se referir a um filme que conquistou grande bilheteria. O termo blockbuster é comumente aplicado a filmes com alto orçamento e com grandes investimentos em marketing e publicidade, filmes feitos com a intenção de atingir elevado sucesso financeiro sem uma grande preocupação com a qualidade artística da obra.

    A palavra blockbuster tem origem inglesa, e significa literalmente arrasa-quarteirão. O terno se originou na Segunda Guerra Mundial quando bombas americanas destruíam quarteirões inteiros. O terno popularizou-se e tudo o que se tornava popular para muitas pessoas passou a ser conhecido como blockbuster. 


    É considerado como o primeiro blockbuster do cinema o filme “Tubarão” do diretor Steven Spielberg de 1975.  Contudo, a grande maioria dos blockbusters fazem sucesso por pouco tempo e logo são esquecidos, ao contrário de filmes como Tubarão ou Star Wars, por exemplo, que se tornaram clássicos. 

    E por consequência, Spielberg é considerado o pai dos blockbusters. E como sabem, ele também é o diretor de Jurassic Park.

    Segundo: o fascínio das pessoas por dinossauros.

    Entre os principais interesses das crianças estão os dinossauros! Imagine um mundo totalmente novo, com seres que você nunca viu e paisagens inusitadas. Imaginou? Esse é um exercício divertido até para nós, adultos. E, como você já deve saber, o que move as crianças é a fantasia e a imaginação, portanto, esse exercício para eles é ainda muito mais interessante! Os dinos são seres que não habitam mais nosso planeta e por isso, pensar como era quando eles viviam aqui, sem nenhuma informação prévia, é algo extremamente fantástico para as crianças. Afinal, é preciso exercitar muito a criatividade para pensar em um mundo que nunca viram. Além disso, os dinossauros são criaturas muito atraentes. Seus nomes chamam a atenção, assim como suas habilidades e forma de viver.

    Os dinossauros ajudam a trabalhar noções de temporalidade, Ciências, História e questões referentes às formas e tamanhos. Tudo isso, explorando ao máximo a ludicidade e a fantasia. Os Pterodáctilos são uma dos preferidos: como pode um ser com asas, bico e garras, que parece um jacaré e come carne, ter vivido aqui na Terra? Essas perguntas abrem margem para muitas respostas que podem trazer novos conhecimentos em diversas áreas para as crianças.


    E como sabem...crianças crescem, e dificilmente perdem o interesse nesta era tão fascinante. Sendo assim, desde os primórdios do cinema, os dinos deram as caras, só que sempre de uma maneira bem limitada devido aos efeitos da época. Só para citar alguns famosos: O mundo perdido (1925), King Kong (1933), No mundo dos monstros pré-históricos (1957), O Vale de Gwangi (1969) e Planeta dos Dinossauros (1977). E ainda que divertidos e clássicos, sempre foram vistos com certo distanciamento da realidade, até que...Steven Spielberg chocou o mundo mostrando que não só os dinossauros existiram...como existem e estão bem vivos diante dos seus olhos. O que nos leva ao próximo ponto...

    Terceiro: o realismo atingido pela evolução tecnológica

    Desde o momento em que a humanidade começou a lidar com a arte, ela utilizou uma série de instrumentos que a ajudaram a explorar seu potencial criativo. Seja usando um simples pincel mergulhado em tinta ou um software especializado, sempre encontramos meios de externar desejos, pensamentos e outros elementos que constituem nossa experiência de vida. No entanto, ao menos do ponto de vista da arte comercial, poucas ferramentas se mostraram tão importantes nas últimas décadas quanto o computador. Partindo de um começo discreto, essa ferramenta aos poucos se tornou uma parte indissociável do universo das músicas, filmes e imagens. Sem ela, sequer teríamos o tão lucrativo mercado dos video games.

    Graças a essas máquinas, criadores puderam fugir das limitações impostas pela realidade, apostando na mescla de personagens humanos com figuras virtuais ou até mesmo na criação de universos totalmente ficcionais. Embora outros meios proporcionem possibilidades semelhantes, poucos atingem um público tão grande e possuem tanta popularidade.


    As primeiras imagens geradas por computadores (CGIs) têm sua origem entre o final da década de 1940 e o começo da década de 1950. Ao perceber que as linhas e colunas de letras e números usadas por essas primeiras máquinas podiam ser transformadas em imagens, alguns pioneiros começaram a usá-las para produzir gráficos complexos e surpreendentemente realistas para a época. O primeiro grande salto de qualidade das animações em CGI aconteceu em 1982, com o lançamento de TRON. Dirigido por Steven Lisberger, o longa-metragem se tornou conhecido pelas cenas que têm como cenário o interior de um computador, especialmente aquela que envolvia corridas de motocicleta.

    Com a chegada da chamada “Era da Internet” e com a popularização dos computadores domésticos, os efeitos em CGI começaram a traçar um caminho cada vez mais rápido rumo à reprodução exata de elementos reais. O primeiro grande passo nesse sentido foi “O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final” (1991), que recriava um de seus atores através de modelos digitais criados com o auxílio da tecnologia de capturas de movimentos.


    Dois anos depois, Steven Spielberg fez com que o mundo começasse a acreditar que dinossauros ainda estavam vivos graças a Jurassic Park. Embora uma visão atual revele um longa-metragem com efeitos tridimensionais simples, na época eles foram surpreendentes e causavam em muitos a impressão de que a tecnologia havia atingido seus limites.

    Conclusão

    Estes três elementos combinados causaram um hype além do normal em torno do filme dirigido por Steven Spielberg. Fica a pergunta: Ele é um grande filme ou foi lançado na hora certa? Independente da resposta, Jurassic Park fez história e está fazendo 25 anos do seu lançamento do cinema, que eu inclusive fui 4 vezes seguidas!!!


    O aniversário é do filme JURASSIC PARK, mas quem ganha presente são os fãs da franquia! A Universal Pictures Home Entertainment preparou uma surpresa especial para comemorar os 25 anos desde o lançamento de Jurassic Park – O Parque dos Dinossauros, em 1993. A novidade é a Coleção Jurassic Park em Steelbook, no formato Blu-ray que conta com os filmes JURASSIC PARK – O PARQUE DOS DINOSSAUROS, O MUNDO PERDIDO: JURASSIC PARK, JURASSIC PARK III e JURASSIC WORLD: O MUNDO DOS DINOSSAUROS. Em parceria com a Iron Studios, os fãs encontrarão um flyer exclusivo com os produtos da série dentro do Steelbook. Além disso, a aclamada franquia criada por Steven Spielberg também pode ser encontrada em Blu-ray e DVD nas melhores lojas! Prepare-se!

    Com essa novidade, os fãs da franquia criada por Steven Spielberg poderão se preparar com estilo para a chegada de JURASSIC WORLD: O REINO AMEAÇADO aos cinemas, no dia 21 de Junho/18.

    COLEÇÃO JURASSIC (STEELBOOK)
    (Jurassic Collection - Steelbook)

    Sinopse: Comemore uma das maiores franquias de todos os tempos, com a Coleção de 25º Aniversário de Jurassic Park! Do diretor Steven Spielberg, vencedor** do Oscar® (Jurassic Park, O Mundo Perdido: Jurassic Park), Joe Johnston (Jurassic Park III) e Colin Trevorrow (Jurassic World), os dinossauros mais uma vez andam pela Terra em um incrível parque temático, em uma ilha remota. As aventuras cheias de ação mostram homens contra predadores pré-históricos, na batalha definitiva pela sobrevivência. Com imagens visualmente impressionantes e filmagens inovadoras, estes épicos são pura magia cinematográfica, que levaram 65 milhões de anos para serem criados. Bem-vindos a Jurassic Park.

    Direção: Steven Spielberg / Joe Johnston / Colin Trevorrow
    Elenco: Sam Neill, Laura Dern, Jeff Goldblum, Jeff Goldblum, Richard Attenborough, Pete Postlethwaite, Alessandro Nivola, William H. Macy, Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Nick Robinson
    País: EUA
    Ano de produção: 2017
      
    Steelbook em Blu-ray

    Filmes: Jurassic Park – O Parque dos Dinossauros, O Mundo Perdido: Jurassic Park, Jurassic Park III e Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros
    Gênero: Ação
    Duração: 127 / 129 / 92 / 124 minutos
    Formato de Tela: Filmes 1, 2 e 3: Widescreen 1.85:1 / Filme 4: Widescreen 2.00.1
    Áudio: INGLÊS (DTS HD-MA 7.1), ESPANHOL (DTS 5.1), PORTUGUÊS (DTS 5.1)
    Legenda: Inglês (SDH), Espanhol, Português
    Classificação Indicativa: 12 anos
    Lançamento: 13 de Junho de 2018
    Preço Sugerido: R$ 119,90

    Filmes e extras:

    JURASSIC PARK – PARQUE DOS DINOSSAUROS
    (Jurassic Park)

    Sinopse: Um parque construído por um milionário (Richard Attenborough) tem como habitantes dinossauros diversos, extintos a sessenta e cinco milhões de anos. Isto é possível por ter sido encontrado um inseto fossilizado, que tinha sugado sangue destes dinossauros, de onde pôde-se isolar o DNA, o código químico da vida, e, a partir deste ponto, recriá-los em laboratório. Mas, o que parecia ser um sonho se torna um pesadelo, quando a experiência sai do controle de seus criadores.
    Direção: Steven Spielberg
    Elenco: Sam Neill, Laura Dern, Jeff Goldblum
    País: EUA
    Ano de produção: 1993


    Extras:

    JURASSIC PARK: Volta ao Jurassic Park: Crepúsculo de uma Nova Era;  Fazendo Pré-História;   O Próximo Passo na Evolução;   Mini Documentários: Bastidores de Jurassic Park  / Documentário Original - Bastidores do Filme / Steven Spielberg Dirige Jurassic Park  / Furacão de Kauai;  Bastidores: Reuniões de Pré-Produção;  Procurando Locações;  Animática de Phil Tippett: Raptor na Cozinha;  Animática: Ataque do T-Rex;  ILM & Jurassic Park: Antes e Depois dos Efeitos Especiais;  Artistas de Efeitos Sonoros;  Trailer de Cinema: Jurassic Park;   Jurassic Park: Fazendo o Jogo.

    O MUNDO PERDIDO - JURASSIC PARK
    (Jurassic Park – The Lost World)

    Sinopse: Quatro anos após o fechamento do empreendimento da Ilha de Nublar, o Jurassic Park, um inigualável parque onde vários tipos de dinossauros deveriam conviver de forma pacífica, o magnata (Richard Attenborough) responsável pelo projeto descobre que no "sítio B", local onde os dinossauros foram criados, ainda restava algumas espécies vivas. Visto isso, resolve enviar uma equipe para verificar as condições de montar um novo parque, sem cometer os erros antigos e, para isso, convoca um dos seus antigos cientístas (Jeff Goldblum) que condenou o parque. Mas, como sabia que ele recusaria sua oferta, envia antes sua namorada (Julianne Moore), também pesquisadora, que estava empolgada pela idéia de poder de provar sua teoria sobre alguns dinossauros. O cientista, sem opção, resolve salvar sua namorada e segue para a ilha, mas coincidentemente um outro grupo comandado pelo sobrinho do magnata chega região, com o intuito de capturar os animais. No entanto nada sai como o planejado e os dois grupos perdem seus equipamentos de comunicação, mas a situação fica realmente crítica quando os animais começam a reagir contra a presença humana. Assim, o terror logo se espalha e ambos os grupos passam a lutar por suas vidas.
    Direção: Steven Spielberg
    Elenco: Jeff Goldblum, Richard Attenborough, Pete Postlethwaite
    País: EUA
    Ano de produção: 1997


    Extras:

    THE LOST WORLD: JURASSIC PARK: Cenas Excluídas; Volta ao Jurassic Park: Achando the Lost World;   Algo Sobreviveu;   Mini Documentários: Bastidores de Lost World;   Documentário Original - Bastidores do Filme;   O Fenômeno de Jurassic Park: Conversa com o Autor Michael Crichton;  A Dança Compie: Nota de Agradecimento a Steven Spielberg da ILM;   Bastidores: ILM & Jurassic Park: Antes e Depois dos Efeitos Especiais;   Trailer de Cinema: The Lost World: Jurassic Park

    JURASSIC PARK III
    (Jurassic Park III)

    Sinopse: Apesar de ter ficado abalado com seu último encontro com dinossauros vivos, o Dr. Alan Grant (Sam Neill) continua dedicando sua vida a estudá-los e desenvolve uma teoria sobre o desenvolvimento da inteligência dos velociraptors. Desesperado em busca de fundos para dar prosseguimento à sua pesquisa, ele aceita a oferta de Paul (William H. Macy) e Amanda Kirby (Téa Leoni), dois milionários que desejam fazer uma excursão aérea na Ilha Sorna e que querem contratá-lo para acompanhá-los. Porém, durante a viagem o Dr. Alan Grant descobre a verdadeira intenção dos Kirby, que é descer até a Ilha Sorna para procurar seu filho, que desapareceu no local em uma expedição ocorrida 8 semanas antes. Apesar da oposição de Grant, eles pousam na ilha e acabam sendo atacados por uma nova espécie de dinossauro, maior e mais feroz que o tiranossauro rex.
    Direção: Joe Johnston
    Elenco: Sam Neill, Alessandro Nivola, William H. Macy
    País: EUA
    Ano de produção: 2001


    Extras:

    JURASSIC PARK III: Volta ao Jurassic Park: A Terceira Aventura;   Mini Documentários: Bastidores de Jurassic Park III;   Os Dinossauros;   Os Efeitos Especiais;  Vídeo de Divulgação da ILM;   Os Sons;   A Arte;  Montana: Encontrando Novos Dinossauros;   Bastidores: Tour pelo Stan Winston Studio;    Espinossauros Atacam Avião;   O Lago;   Uma Visita a ILM;  Dinossauros em 360 Graus;   Comparações de Storyboards;   Fotos de Produção;   Trailer de Cinema;   Comentários da Equipe de Efeitos Especiais.

    JURASSIC WORLD – O MUNDO DOS DINOSSAUROS
    (Jurassic Park World)

    Sinopse: O Jurassic Park, localizado na ilha Nublar, enfim está aberto ao público. Com isso, as pessoas podem conferir shows acrobáticos com dinossauros e até mesmo fazer passeios bem perto deles, já que agora estão domesticados. Entretanto, a equipe chefiada pela doutora Claire (Bryce Dallas Howard) passa a fazer experiências genéticas com estes seres, de forma a criar novas espécies. Uma delas logo adquire inteligência bem mais alta, logo se tornando uma grande ameaça para a existência humana.
    Direção: Colin Trevorrow
    Elenco: Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Nick Robinson
    País: EUA
    Ano de produção: 2015


    Extras:

    JURASSIC WORLD: Cenas Excluídas;  Visão de Chris & Colin Sobre Jurassic World;  Bem-Vindo ao Jurassic World;  Os Dinossauros Vagam Novamente;   Jurassic World: Acesso Livre;   Uma Volta no Centro de Inovação com Chris Pratt
      

    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top