• ÚLTIMAS...

    10 FILMES COM LOBISOMENS PARA ASSISTIR HOJE


    O homem lobo dos filmes de terror é um licantropo. Trata-se de um personagem de folclórico dotado de tremenda força e brutalidade. Seu aspecto sinistro é igualmente ameaçador.

    O termo licantropia vem do grego, mais especificamente lykos, que significa lobo e anthropos, que quer dizer homem. Com este termo os gregos se referiam aos doentes mentais que eles mesmos se consideravam lobos. Estes indivíduos se tornaram personagens mitológicos na literatura grega.

    Uma das histórias mais conhecidas é a do rei Licaonte, o primeiro lobisomem da história. O rei governava em Arcadia e cometia todo tipo de atrocidades que finalmente chegou aos ouvidos dos deuses. Um dia Zeus foi até a corte do rei para conhecer em primeira mão a crueldade de Licaonte.

    Depois de verificar que se tratava de um rei violento e sanguinário, Zeus castigou e assim transformou Licaonte em um lobo para o resto dos seus dias. Desta maneira, a punição à Licaonte é considerada o primeiro episódio das histórias de lobisomens.

    Segundo a lenda, ele se transforma na Lua Cheia, e pode ser morto somente com bala de prata, o que nem sempre é respeitado nos filmes.


    A obras primas do cinema lançou 6 das mais importantes obras do estúdio, incluindo "A maldição do lobisomem", que consideramos um dos 10 filmes de lobisomens essenciais do cinema. Não deixem de adquirir nas melhores lojas.



    Vamos aos filmes:


    Dr.Glendon (Henry Hull), um renomado botânico, realiza uma expedição nas montanhas do Tibet, onde colhe uma espécie de rara flor "Marifasa Lupina". Porém, o pesquisador é atacado por uma estranha criatura e retorna a Londres, onde passa a ser transformar em lobisomem e comete crimes sangrentos à noite, pelas ruas da cidade. Glendon recebe a visita do enigmático Dr. Yogami (Warner Oland), que afirma que as mortes são cometidas por dois lobisomens e o antídoto para a maldição é a sua rara Marifasa.


    Depois da morte do irmão, Larry Talbot (Lon Chaney Jr.) retorna à sua cidade natal. Lá, ele é atacado por um lobo ao tentar salvar uma moça. Após a mordida, ele descobre através de uma cigana que passará a se transformar em um homem lobo em todas as noites de lua cheia. No entanto, o que mais Larry Talbot deseja é se curar dessa bizarra transformação que ele não pode controlar.

    • Na primeira versão do roteiro, Larry não era o filho prodígio do Senhor John Talbot, nem ao menos era parente dele. Ele era um engenheiro americano que chega para consertar o telescópio de John, e acaba sendo pego na maldição do lobisomem.
    • A maquiagem de Lon Chaney Jr. levou 6 horas para ficar pronta, e 3 para a equipe conseguir remover tudo.
    • O lobisomem lutou com um urso em uma cena, mas infelizmente ele fugiu durante as filmagens. As poucas cenas que restaram foram colocadas no trailer dos cinemas.


    Em meados do século XVIII, na Espanha, misteriosos assassinatos levam as autoridades a suspeitarem de que um animal selvagem está a solta cometendo os crimes. Munidos de armamentos pesados, os moradores da região se juntam à polícia e adentram na escuridão macabra da floresta para caçar a terrível fera.

    • Este clássico do cinema de horror marca a estreia de Oliver Reed num papel de destaque e foi o único filme sobre lobisomem a ser produzido pela Hammer Films. Apesar do filme ser baseado num romance ambientado em Paris, os produtores mudaram o ambiente para a Espanha a fim de utilizar um cenário que deveria ter sido filmado por Michael Carreras num filme sobre a inquisição espanhola, mas que foi censurado devido à pressão da Liga Católica da Decência e dos Bons Costumes. 
    • Único filme cujo tema é a licantropia produzido pela Hammer Film Productions.


    David Kessler (David Naughton) e Jack Goodman (Griffin Dunne) são colegas de colégio, que vieram dos Estados Unidos para conhecer a Inglaterra. Pedindo carona nas estradas, eles chegam a uma pequena cidade. Lá vão ao bar, sendo friamente recepcionados pelos moradores locais. A situação piora ainda mais quando Jack pergunta o porquê do local ter velas e um pentágono na parede. Ao deixar o local, eles caminham por uma estrada deserta e enevoada. Logo percebem que um animal está cercando-os. Jack é então atacado por um enorme lobisomem, tendo seu corpo dilacerado. David foge, mas é também atacado. Ele fica apenas com cortes no rosto e nos ombros, o suficiente para que se transforme em um lobisomem.

    • Os executivos da Universal Pictures queriam que Dan Aykroyd interpretasse David e John Belushi o personagem Jack. Foi o diretor John Landis quem vetou a presença de ambos;
    • John Landis contratou David Naughton após vê-lo em um comercial de TV do Dr. Pepper;
    • Apenas quatro americanos foram autorizados pelo governo britânico a trabalharem nas cenas rodadas em Londres: o diretor John Landis, o maquiador Rick Baker e os atores David Naughton e Griffin Dunne;
    • John Landis escreveu o roteiro de Um Lobisomem Americano em Londres quando trabalhava realizando tarefas gerais nas filmagens de Os Guerreiros Pilantras (1970);
    • O sindicato local dos atores questionou a escalação de Griffin Dunne no elenco, alegando que haviam vários jovens atores americanos residentes na Inglaterra que poderiam ser contratados para o papel. Foi apenas com a intervenção de John Landis, prometendo alterar o roteiro, que a autorização para que Dunne trabalhasse na Inglaterra foi liberada;
    • Todas as canções do filme têm a palavra "moon" (lua, em inglês);
    • A cena em que o lobisomem corre por Piccadilly Circus foi rodada com a ajuda da policia, que interrompeu o tráfego normal e limitou o acesso do público ao local em que as gravações ocorreram. Foi a primeira vez desde The Jokers (1967) que um filme foi rodado em Piccadilly Circus. Na época o diretor Michael Winner liberou o uso de uma bomba de fumaça não autorizada, que fez com que ele e vários integrantes da equipe técnica fossem presos;
    • O episódio do programa de TV O Show dos Muppets exibido durante o pesadelo de David existiu realmente, mas jamais foi exibido na TV americana;
    • O diretor John Landis aparece em uma pequena ponta, já perto do final do filme, ao ser atingido por um carro e atirado contra um vidro em Piccadilly Circus;
    • Ao término dos créditos finais há uma mensagem de congratulações ao casamento entre o príncipe Charles e a princesa Diana. Ela foi incluída porque, na cena em que David é preso, ele grita que o príncipe Charles é homossexual. A cena foi gravada meses antes do casamento entre Charles e Diana;
    • O maquiador Rick Baker usou seu cachorro Bosko para definir o visual dos lobisomens;
    • Como John Landis demorou a obter a autorização para rodar Um Lobisomem Americano em Londres, Rick Baker resolveu usar os estudos que já havia feito para criar o lobisomem em outro filme, Grito de horror (1981). Quando Landis obteve esta autorização, Baker deixou o filme a cargo de seu protegido, Rob Bottin, e trabalhou apenas como consultor no filme. Esta situação gerou um sério desentendimento com Landis, que se considerou traído com a mudança de filme;
    • Rick Baker foi o primeiro a ganhar o Oscar de melhor maquiagem, por este filme. A criação da categoria no Oscar foi em muito influenciada pelo sucesso da maquiagem em Um Lobisomem Americano em Londres;
    • O cantor Michael Jackson ficou tão empolgado com Um Lobisomem Americano em Londres que fez questão que seu responsável fosse contratado para dirigir o videoclipe da canção "Thriller". Desta forma, John Landis, Rick Baker, Robert Paynter, Elmer Bernstein e Deborah Nadoolman foram contratados;
    • Em 1997, a BBC Radio 1 transmitiu a história do filme como se fosse um drama de rádio, no Dia das Bruxas. Brian Glover, John Woodvine e Jenny Agutter reprisaram seus papéis na versão radiofônica;


    Karen White, uma jovem apresentadora de telejornal, marca uma entrevista com o assassino serial Eddie Quist, mas o encontro termina mal com a chegada da polícia. Karen sofre um colapso nervoso e, incapaz de se lembrar do que aconteceu durante o encontro com Quist, resolve internar-se com o marido Bill numa clínica no interior. O problema é que as pessoas que vivem ali parecem esconder um terrível segredo.


    Acontecimentos sensuais e violentos preenche os da adolescente Rosaleen (Sarah Patterson). Ela testemunha sua irmã sendo morta por um lobo. Sua avó (Angela Lansbury) lhe conta histórias de lobisomens e dos perigos que ela deve esperar, especialmente de homens cujas sobrancelhas se encontram. Os sonhos se intensificam à medida que escuta cada vez mais as histórias. Enquanto sonha, muitas das histórias se tornam verdadeiras. Ela amadurece, mas ainda é influenciada pelas histórias que escutou. Ao visitar a vovó ela segue à risca as recomendações de sua mãe para se manter no caminho traçado da floresta. 


    Vindo de Vermont tarde da noite, o editor de livros Will Randall (Jack Nicholson) ao retornar para casa atropela um lobo. Quando sai do carro para ver se o animal morreu, acaba sendo mordido. Deste instante em diante começa a se transformar em um lobo. Paralelamente sua vida particular e profissional é afetada, pois é traído por sua mulher e está prestes em ser despedido. Além disto Laura Alden (Michelle Pfeiffer), a bela filha de Raymond Alden (Christopher Plummer), futuro comprador da editora; se apaixona por Randall, sem imaginar que o homem que ela ama está se transformando em uma fera capaz de atos animalescos.

    • O diretor Mike Nichols queria que Mia Farrow interpretasse a personagem Charlotte Randall, mas os produtores temiam que a polêmica sobre a sua separação do diretor Woody Allen influenciasse negativamente no desempenho nas bilheterias;
    • Farrow chegou a acertar seu salário, mas desistiu devido aos conflitos de agenda com outros trabalhos;
    • Sharon Stone recusou a personagem Charlotte Randall;


    Entediadas com as coisas da adolescência, as irmãs Ginger (Katharine Isabelle) e Brigitte (Emily Perkins) procuram algo que provoque um pouco de agito em suas vidas. Só que elas conseguem muito mais do que esperavam quando Ginger é atacada por uma fera selvagem, que lhe causa uma incrível metamorfose. Uma força terrível rapidamente se apodera de Ginger, ameaçando destruir o laço que une as irmãs e todas as pessoas em torno delas. Na medida em que Ginger se transforma numa horrível fera sedenta por sangue, Brigitte luta para libertá-la das garras do demônio, mas seu comportamento selvagem se torna cada vez mais incontrolável.


    Um grupo de soldados britânicos é enviado para uma missão de treinamento nas colinas da Escócia. Ignorando as histórias de terror que assombram o local, eles continuam sua missão e se deparam com o massacre de outro grupamento que estavam no local. Passam a enfrentar então o inimaginável: um grupo de lobisomens sedentos por sangue.


    O ator Lawrence Talbot (Benicio Del Toro), quando criança, sofreu com a morte de sua mãe e nunca mais voltou a morar com o pai (Anthony Hopkins). Mais de duas décadas depois do ocorrido, ele é chamado por sua futura cunhada Gwen Conliffe (Emily Blunt) para ajudá-la a encontrar o noivo desaparecido. Ao retornar para a casa do pai, Talbot acaba se envolvendo numa investigação sobre violentas mortes que acontecem nas noites de lua cheia, entrando em contato com o seu passado e descobrindo um segredo que mudará para sempre a sua vida.

    • Inicialmente, seria Mark Romanek o diretor, que deixou o projeto devido a divergências sobre o orçamento a ser disponibilizado.
    • Quando o maquiador Rick Baker soube da produção de O Lobisomem, ele marcou uma reunião com os produtores da Universal Pictures e se ofereceu para trabalhar nele. Baker tornou-se maquiador por influência de filmes de monstros, como O Lobisomem (1941).
    • A maquiagem usada em Benicio Del Toro para transformá-lo em lobisomem levava três horas para ser aplicada e outra hora para ser retirada.
    • Danny Elfman compôs uma trilha sonora inspirada em Drácula de Bram Stoker (1992), mas ela foi rejeitada pelos executivos da Universal Pictures. Paul Haslinger chegou a ser contratado para assumir a função, mas posteriormente ficou decidido pelo uso da trilha composta por Elfman.
    • O inspetor Aberline, interpretado por Hugo Weaving, é a versão de um personagem histórico: o inspetor da Scotland Yard que investigou os assassinatos cometidos por Jack, o estripador, na década de 1880.

    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top