• ÚLTIMAS...

    JOEL SCHUMACHER - 10 FILMES ESSENCIAIS

    Para muitos ele é o homem que arruinou as histórias de Batman no cinema. Para outros, um diretor de grande talento. Fato é que Joel Schumacher estudou artes, trabalhou nesta área e foi roteirista e figurinista antes de assumir o cargo de diretor. Fez ótimos filmes, que não estão na lista abaixo, como 8 milimetros, O Custo da Coragem , Número 23, O Primeiro Ano do Resto das Nossas Vidas.

    E hoje é nosso escolhido para os 10 filmes essenciais. 


    A lista dos 10 filmes essenciais tem como finalidade destacar 10 produções importantes de um diretor (a) ou ator (atriz). A lista SEMPRE será formada por 8 filmes que consideramos imperdíveis, escolhidos com base na popularidade, prêmios, opiniões de leitores, de críticos e sites importantes, somados ao primeiro e último filme da carreira do escolhido (caso esta esteja encerrada !!!).

    O motivo é simples - fornecer um parâmetro de como foi sua carreira, mostrando o ponto inicial e final. Assim saberemos se a pessoa encerrou bem ou em decadência e se o início foi comum ou genial.

    E os filmes essenciais não significam que estamos excluindo os demais. Se fosse assim, a publicação se chamaria "Os 10 filmes essenciais", que não é o caso.



    A história de Virginia Hill, uma ex-prostituta que era a namorada do assassino e gangster dos anos 40 Bugsy Siegel. Ele chegou a nomear um dos cassinos em Vegas com o apelido de Virginia, que era Flamingo, nome dado por ele a ela por conta de suas longas pernas. 


    Lucy (Dianne Wiest) vai morar com Michael (Jason Patric) e Sam (Corey Haim), seus filhos, em Santa Clara, uma cidade que tem muitos jovens desaparecidos. Logo os dois irmãos descobrem que uma gangue de motoqueiros está mais morta do que viva, pois estão se transformando em vampiros. Sam tem que trabalhar rápido, pois Michael está se apaixonando por Star (Jami Gertz), uma destas criaturas, e está gradualmente se tornando um deles.

    • No roteiro original de Janice Fischer e James Jeremias, os personagens centrais não teriam nem 10 anos de idade. O diretor odiou a ideia e disse aos produtores que só faria o filme se pudesse mudá-los para adolescentes, tornando-os mais interessantes.
    • O produtor executivo Richard Donner seria o diretor de Garotos Perdidos, mas optou por dirigir Máquina Mortífera. Mary Lambert chegou a assumir o cargo, mas deixou devido a diferenças criativas e Joel Schumacher assumiu a função.
    • Dois filmes que falam de vampiros lançados em 1987 possuem filhos do ator Jason Miller. Quando Chega a Escuridão, com Joshua John Miller, e Garotos Perdidos, com Jason Patric.
    • Veteranos do suspense
    • Os atores Keenan Wynn e John Carradine, veteranos no gênero vampiro, foram as escolhas originais para o papel de avô, mas Wynn morreu antes das filmagens e Carradine estava muito doente na época.
    • Este foi o primeiro filme em que Corey Haim e Corey Feldman atuaram juntos, tornando-se uma referência para outros trabalhos e, inclusive, um seriado batizado The Two Corey's.
    • O personagem de Kiefer Sutherland usaria as luvas pretas somente quando fosse andar de moto, mas um acidente durante as filmagens fez com ele tivesse que usá-las durante todo o filme.
    • Joel Schumacher afirma nos comentários do DVD que a presença do poster de Rob Lowe no quarto de Sam foi porque ele tinha acabado de trabalhar com o ator em O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas (1985).
    • Os atores Corey Feldman e Barnard Hughes, que faz o papel de avô, fazem aniversário no mesmo dia, 16 de julho.
    • O palco que a banda toca e a loja de quadrinhos foram destruídos no terremoto de 1989.



    O estudante de medicina Nelson (Sutherland) está obcecado com a ideia de descobrir o que ocorreria após a morte, já que, para ele, religião e filosofia falharam nesse ponto. Para tanto, se reúne com alguns colegas, Rachel (Roberts), Joe (Baldwin), David (Bacon), e Randy (Pratt) para por seu plano em prática. Sua ideia envolve, de maneira controlada, provocar sua própria morte e, com o auxílio dos amigos, ser ressuscitado, buscando desse modo retomar as prováveis experiências ocorridas após a morte. Embora aparentemente bem sucedido, o experimento faz com que Nelson e seus colegas retornem à vida com experiências e memórias tão vívidas quanto traumáticas.


    Após perder seu emprego, William Foster (Michael Douglas) decide ir ao encontro de sua ex-mulher Beth (Barbara Hershey) e sua filha (que faz aniversário), apesar de estar impedido legalmente de fazer isto. No caminho, ele é obrigado a enfrentar o transito congestionado da cidade de Los Angeles, debaixo de um sol escaldante e em meio à grande poluição. Irritado, William decide largar o carro e seguir a pé. Mas, ao parar para tentar fazer uma ligação, ele acaba discutindo com um comerciante e explodindo, dando início a uma série de situações que complicam cada vez mais o seu dia. Quando a situação sai totalmente de controle, o veterano policial Prendergast (Robert Duvall), prestes a se aposentar, decide tentar impedir que uma tragédia ainda maior aconteça.


    Um menino de 11 anos (Brad Renfro) presencia o suicídio do advogado de um mafioso, mas antes de morrer ele conta ao garoto que seu cliente tinha assassinado um senador e em qual lugar o corpo estava escondido. Quando a polícia descobre o corpo do suicida, também encontra o menino no local e tanto o FBI quanto a Máfia tem certeza de que ele falou menos do que realmente sabe. Sentindo-se pressionado por um promotor (Tommy Lee Jones), que quer se promover para tornar-se governador, o garoto pede ajuda à uma advogada (Susan Sarandon) inexperiente, ex-alcoólatra (devido a problemas pessoais ela bebeu antes de estudar direito), mas determinada. No entanto, enquanto as investigações prosseguem a vida do menino corre perigo.


    Em Canton, no Mississipi, dois brancos espancam e estupram uma menina negra de dez anos. Eles são presos, mas quando estão sendo levados ao tribunal para terem o valor da sua fiança decretada o pai da garota (Samuel L. Jackson) decide fazer justiça com as próprias mãos e mata os dois na frente de diversas testemunhas, além de acidentalmente ferir seriamente um policial. Ele é preso rapidamente, mas a cidade se torna um barril de pólvora e, além do mais, a defesa tem de se defrontar com um juiz que não permite que no julgamento se mencione a razão que fez o pai cometer o duplo homicídio, pois o julgamento é de assassinato e não de estupro.

    • Matthew McConaughey foi convidado a interpretar Freddie Lee Cobb, mas pediu para ser Jake Brigance após ler o roteiro.
    • Primeiro filme de Octavia Spencer.
    • Bruce Dern foi a primeira escolha para interpretar o juiz Omar Noose, mas outros compromissos o impossibilitaram de atuar no filme.
    • Samuel L. Jackson foi indicado ao Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante.



    Walter Joontz (Robert De Niro) um guarda de segurança aposentado, ultraconservador com orgulho, que vive em Nova York. Certo dia, ao tentar ajudar um vizinho em dificuldades, Walter recebe um golpe que o deixa com paralisia parcial do corpo. Recusando-se a deixar o apartamento em que vive, Walter concorda com um programa de reabilitação que inclui aulas de canto com um artista que mora no apartamento de cima: uma drag queen chamada Rusty (Philip Seymour Hoffman).

    • A fala de Rusty "Custa muito para parecer tão barato" é uma fala pessoal de Dolly Parton.
    • O rosto do ator Robert De Niro ficava dolorido após tensionar os músculos de sua garganta para os diálogos das cenas após o derrame.



    O ano é 1971, quando os Estados Unidos são uma nação dividida pela escalada da violência na Guerra do Vietnã, que faz com que milhares de jovens americanos percam suas vidas no combate e outros tanto se preparem em campos de treinamento, a fim de reforçarem a tropa americana em breve. Em Fort Polk, Louisiana, um grupo de jovens recrutas em treinamento possuem opiniões conflitantes sobre a guerra. Enquanto Jim Paxton (Matthew Davis) tem uma visão idealista e romântica da guerra, acreditando que ela trará inspiração para grandes histórias em livros que ainda serão escritos, Roland Bozz (Colin Farrell) é uma espécie de anti-herói, que decide que não irá participar da Guerra do Vietnã e passa a desrespeitar ordens de seus superiores, na intenção de ser expulso da Infantaria norte-americana. 


    Morador de Nova York, Stuart 'Stu' Shepard (Colin Farrell) é um publicitário mal-sucedido e pouco confiável. Todos os dias usa a única cabine telefônica da 8ª Avenida para evitar que Kelly (Radha Mitchell), sua mulher, saiba que ele tem um caso com Pamela McFadden (Katie Holmes). Em um dia que parecia comum, ele liga para Pam e logo depois ouve o telefone tocar. Stu atende instintivamente e fala com alguém que conversa em tom ameaçador. Caso desligue a ligação ou deixe a cabine telefônica, será um homem morto.

    • Michael Bay chegou a ser cogitado para dirigir Por um Fio.
    • Os atores Jim Carrey e Will Smith chegaram a estar cotados para o papel principal.
    • Ray Liotta era quem originalmente interpretaria o Capitão Ramey em Por um Fio.
    • Ron Eldard quem interpretaria o franco-atirador de Por um Fio. Eldard chegou a rodar suas cenas, sendo depois substituído por Kiefer Sutherland no personagem.
    • A previsão inicial era que Por um Fio chegasse aos cinemas americanos em 15 de novembro de 2002, mas devido aos ataques de um franco-atirador em Washington, ocorridos na mesma época, a 20th Century Fox decidiu por adiar o lançamento do filme para 2003.
    • Por um Fio foi rodado em apenas 12 dias, no subúrbio de Los Angeles.
    • Este é o segundo filme em que o diretor Joel Schumacher trabalha com o ator Colin Farrell. O anterior fora Tigerland - A Caminho da Guerra.


    La Carlotta (Minnie Driver) é a diva de uma conceituada companhia teatral, que é responsável pelas óperas realizadas em um imponente teatro. Temperamental, La Carlotta se irrita pela ausência de um solo na nova produção da companhia e decide abandonar os ensaios. Com a estréia marcada para o mesmo dia, os novos donos do teatro não têm outra alternativa senão aceitar a sugestão de Madame Giry (Miranda Richardson) e escalar em seu lugar a jovem Christine Daae (Emmy Rossum), que fazia parte do coral. Christine faz sucesso em sua estréia, chamando a atenção do Visconde de Chagny (Patrick Wilson), o novo patrocinador da companhia. O Visconde e Christine se conheceram ainda crianças, mas ele apenas a reconhece na encenação da ópera. Porém o que nem ele nem ninguém da companhia, com exceção de Madame Giry, sabem é que Christine tem um tutor misterioso, que acompanha nas sombras tudo o que acontece no teatro: o Fantasma da Ópera (Gérard Butler).

    • A adaptação de O Fantasma da Ópera para o cinema inicialmente seria feita em 1990, com Michael Crawford e Sarah Brightman como protagonistas. Entretanto o divórcio entre Sarah e Andrew Lloyd Webber, que ocorreu neste mesmo ano, fez com que o filme fosse adiado.
    • Apesar de vários diretores terem sido cotados para dirigir o longa após seu adiamento em 1990, Joel Schumacher era a escolha preferencial de Andrew Lloyd Webber. O motivo da escolha foi Os Garotos Perdidos (1987), Webber ficou impressionado com a forma com a qual Schumacher lidou com a música do filme.
    • Andrew Lloyd Webber deixou para Joel Schumacher a escolha do elenco do filme. Sua única exigência era que os próprios atores cantassem suas canções na história.
    • A atriz Keira Knightley chegou a fazer testes para interpretar a personagem Christine. Outras atrizes consideradas para o papel foram Anne Hathaway e Charlotte Church.
    • Katie Holmes chegou a ser contratada para interpretar Christine mas foi recusada pelo diretor Joel Schumacher, que a considerava muito velha para o papel.
    • Emmy Rossum tinha apenas 16 anos na época das filmagens, a mesma idade que possuía sua personagem Christine na história.
    • Gerard Butler e Emmy Rossum jamais haviam visto uma encenação de "O Fantasma da Ópera" antes de suas contratações para o filme.
    • Eram necessárias 9 horas para que a caracterização de Gerard Butler como o Fantasma estivesse concluída.
    • Foram contratados para o filme os mesmos escultores que prepararam os sets da versão teatral de "O Fantasma da Ópera" exibidida em Londres, na Inglaterra.
    • Na cena do incêndio as chamas exibidas em cena eram reais. Como Joel Schumacher queria realismo, os sets do teatro foram realmente queimados para a realização desta cena.
    • Andrew Lloyd Webber compôs 15 minutos de novas músicas para o filme.
    • A dublagem para o espanhol foi feita pela equipe que encena "O Fantasma da Ópera" em Madri, na Espanha.
    • Andrew Lloyd Webber investiu US$ 6 milhões de seu próprio bolso para produzir O Fantasma da Ópera.



    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top