FREIRAS NO CINEMA

O Cine-profissões de hoje homenageia as Freiras.


Na Igreja Católica, freira é a designação dada a uma mulher que renunciou a vida comum em sociedade e optou recolher-se em um convento ou mosteiro, passando a ter uma vida inteiramente dedicada aos serviços religiosos.

As freiras são mulheres consagradas a religião, assumem os compromissos da castidade, da obediência e da pobreza por meio de votos. Geralmente as freiras desenvolvem obras de caridade, de educação a crianças e jovens, entre outros tipos de apostolado. As freiras, por norma, fazem parte de ordens ou congregações religiosas de características mendicantes.

Este post faz uma homenagem a elas. No cinema elas foram retratadas de forma digna em alguns dos melhores filmes de suas épocas de produção. Fiz uma separação com os posts do termo Nunsploitation, que é uma variação do Blaxploitation, porém os elementos "convento", "sexualidade" e "freiras" sempre presentes.

E sempre lembrando,quem lembrar de algum, é só deixar nos comentários que eu posto.

Vamos aos filmes.




Título original: The Song of Bernadette
Direção: Henry King
Roteiro: George Seaton
Elenco:  Jennifer Jones, Charles Bickford, William Eythe
Duração: 156 min 

França, 1858. Nos subúrbios da cidade, a adolescente Bernardette tem uma visão. Os moradores consideram que a imagem é a Virgem Maria. O governo considera que Bernadette está louca e faz o possível para abafar o assunto. Apesar disso, com o passar do tempo, ela atrai mais seguidores, alterando profundamente suas vidas.

Título original: The Bells of St. Mary’s
Direção: Leo McCarey
Roteiro: Dudley Nichols
Elenco:  Bing Crosby, Ingrid Bergman, Henry Travers 
Duração: 126 min

Aqui Bing Crosby recria o papel do Padre O'Malley, que é enviado para recuperar a falida escola paroquial. O bem-humorado padre logo se desentende com Irmã Benedict (Ingrid Bergman) sobre a educação das crianças, o que gera entre eles enormes e engraçadas discussões. Além disso há o ganancioso empresário Horace P. Bogardus (Henry Travers), que quer demolir o Santa Maria.
O filme recebeu oito indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme, além de Melhor Ator e Melhor Atriz para a dupla de protagonistas. Uma curiosidade: Bing Crosby foi o primeiro ator a receber duas indicações ao Oscar pelo mesmo personagem. No anterior, havia levado a estatueta para casa também pelo papel de O’Malley em O Bom Pastor (1944), longa que também recebeu o prêmio de Melhor Filme. 


Título original: Black Narcissus
Direção:  Michael Powell, Emeric Pressburger
Roteiro: Michael Powell
Elenco:  Deborah Kerr, David Farrar, Flora Robson
Duração: 100 min

Um grupo de freiras lideradas pela jovem e inexperiente Irmã Clodagh (Deborah Kerr) tem a missão de estabelecer um novo convento no alto do Himalaia. Em meio a um povo majoritariamente não cristão, as freiras dão aulas e oferecem atendimento médico, mas a presença constante de um homem (David Farrar) começa a tirá-las do sério, provocando sérios tormentos, sentimentos incontroláveis e ações inesperadas.

Título original: The Nun’s Story
Direção: Fred Zinnemann
Roteiro:  Robert Anderson
Elenco:  Audrey Hepburn, Peter Finch, Edith Evans
Duração: 149 min 

A irmã Luke (Audrey Hepburn) é uma grande religiosa que não se conforma com as desigualdades sociais. Suas ações acabam conflitando com os votos que fizera na época que se firmou freira, tais como silêncio, pobreza e castidade. 

Poucas religiosas foram tão marcantes na história do cinema hollywoodiano quanto Audrey Hepburn ao ser dirigida por Fred Zinnemann (cineasta vencedor de quatro Oscars, entre eles pelo clássico A Um Passo da Eternidade, 1953). Por este trabalho, tanto ele quanto ela foram lembrados pelo prêmio máximo do cinema mundial, sendo que o longa somou um total de oito indicações – inclusive, também, à Melhor Filme e Roteiro Adaptado.


Título original: Matka Joanna od Aniolów
Direção: Jerzy Kawalerowicz
Roteiro: Tadeusz Konwicki 
Elenco:  Lucyna Winnicka, Mieczyslaw Voit, Anna Ciepielewska
Duração: 110 min

Passado no século XVII, o filme conta a história da  madre superiora que é vítima de possessão demoníaca, assim como outras de suas colegas religiosas, elas que habitam uma paisagem cuidadosamente arquitetada para amplificar a sensação de estarmos – junto delas – num terreno meio inóspito que não nos permite fincar os dois pés na compreensão total e irrestrita dos fenômenos. Exorcistas vão ao encontro das possuídas que sofrem um verdadeiro martírio, mas a bem da verdade o elemento principal da narrativa é o desejo.
 Um dos primeiros filmes a tocar no tema de exorcismo. O filme é um clássico do cinema europeu que ganhou o prêmio do Júri no Festival de Cannes em 1961.

Título original: Lilies of the Field
Direção: Ralph Nelson
Roteiro:  James Poe
Elenco:  Sidney Poitier, Lilia Skala, Lisa Mann
Duração: 94 min 

Homer Smith (Sidney Poitier) é um operário desempregado, que trabalha em construções. Ele pára seu carro em uma remota fazenda, devido ao superaquecimento do motor. Na propriedade rural moram freiras católicas do leste europeu. Maria (Lilia Skala), a madre superiora, acredita que ele foi mandado por Deus para ajudá-las a construir uma igreja naquela região. Apesar disto não estar em seus planos, Homer se propõe a fazer pequenas tarefas, mas gradativamente começa a ser envolvido pelas religiosas.

Título original: The Sound of Music 
Direção: Robert Wise
Roteiro:  George Hurdalek 
Elenco:  Julie Andrews, Christopher Plummer, Eleanor Parker 
Duração: 174 min

No final da década de 30, na Áustria, quando o pesadelo nazista estava prestes a se instaurar no país, uma noviça que vive em um convento, mas não consegue seguir as rígidas normas de conduta religiosa, vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp, que tem sete filhos, ele é viúvo e os educa como se fizessem parte de um regimento. Sua chegada modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar da família Von Trapp e conquista o carinho e o respeito das crianças, mas ela termina se apaixonando pelo capitão, que está comprometido com uma rica baronesa.


Título original: Entre tinieblas
Direção:   Pedro Almodóvar
Roteiro:  Pedro Almodóvar
Elenco:  Cristina Sánchez Pascual, Will More, Laura Cepeda
Duração: 114 min

A jovem Yolanda (Cristina S. Pascual) vive uma rotina de excessos. Cantora de bolero, passa do ponto principalmente no consumo de drogas. Contudo, depois de assistir o namorado morrer de overdose, decide se purificar, se redimir dos pecados. Vai, então, para o Convento das Redentoras Humilhadas, justamente buscar sossego e um pouco de paz. 

Título original: Agnes of God
Direção:  Norman Jewison
Roteiro:  John Pielmeier
Elenco:  Jane Fonda, Anne Bancroft, Meg Tilly
Duração: 98 min

Canadá. A jovem freira Agnes, que vive num convento, dá à luz a um filho, que é encontrado enforcado pelo cordão umbilical na lata de lixo de seu quarto. Sua gravidez foi mantida em segredo, com a situação apenas sendo revelada devido a um grito dado por Agnes. A situação é levada à justiça, que designa a dra. Martha Livingston, para analisar o estado mental de Agnes. Entre os advogados há consenso de que Agnes é louca, mas Martha, decide investigar a personalidade da jovem freira e as causas que a fariam cometer este ato. Porém ela logo bate de frente com a irmã Miriam Ruth, coordenadora do convento, que acredita que Agnes, é tocada por Deus e quer poupá-la do desgaste promovido pela investigação.

Título original: Sister Act
Direção: Emile Ardolino
Roteiro: Joseph Howard
Elenco:  Whoopi Goldberg, Maggie Smith, Kathy Najimy
Duração: 100 min

Em Reno, Nevada, Deloris Van Cartier (Whoopi Goldberg) é uma cantora que acidentalmente testemunha um brutal assassinato cometido pelo seu namorado, Vince LaRocca (Harvey Keitel), um gângster. Enquanto tentam capturar Vince, um detetive, Eddie Souther (Bill Nunn), é encarregado de protegê-la. Deloris é colocada no programa de proteção às testemunhas e é mandada para um convento em São Francisco disfarçada de freira, usando o nome de irmã Mary Clarence.Mas seu jeito extrovertido, que não é aprovado pela Madre Superiora (Maggie Smith), acaba fazendo ela dar uma nova vida ao coral, chamando a atenção das pessoas e de Vince.
No ano seguinte a história continua em MUDANÇA DE HÁBITO 2 - MAIS CONFUSÕES NO CONVENTO.


Título original: Dead Man Walking
Direção:  Tim Robbins
Roteiro:  Tim Robbins
Elenco: Susan Sarandon, Sean Penn, Robert Prosky
Duração: 122 min 

Um homem é condenado à morte, após matar dois jovens, ainda tendo estuprado uma das jovens. Porém, quando uma freira recebe uma carta sua e tem dúvidas sobre as provas do crime, ela decide se tornar sua conselheira espiritual e defensora.
Segundo dos três filmes que o ator Tim Robbins dirigiu. Sempre fazendo um filme com tons políticos.

Título original: The Magdalene Sisters
Direção: Peter Mullan
Roteiro: Peter Mullan
Elenco:  Eileen Walsh, Dorothy Duffy, Nora-Jane Noone 
Duração: 114 min 

Irlanda, década de 60. Margaret (Anne-Marie Duff) foi estuprada num casamento por seu primo. Bernardette (Nora-Jane Noone) é muito bonita e por isso representa um perigo para os homens da vizinhança. Rose (Dorothy Duffy) e Crispina (Eileen Walsh) são mães solteiras. Por causa disso essas quatro mulheres são mandadas para um convento por seus familiares, com o intento de "pagar por seus pecados". Essa punição é por tempo indeterminado, o que significa uma vida de trabalhos forçados na lavanderia do asilo católico. As internas são conhecidas como "as irmãs Magdalena". Elas são humilhadas regularmente pelas madres, que não toleram desobediência, muitas vezes usando até mesmo castigos físicos.


Título original: Doubt
Direção: John Patrick Shanley
Roteiro: John Patrick Shanley
Elenco:  Meryl Streep, Philip Seymour Hoffman, Amy Adams 
Duração: 104 min

Irmã Aloysius Beauvier (Meryl Streep), a diretora rígida e atemorizante da Escola da Igreja São Nicholas, sofre uma aversão extrema contra o progressista e popular pároco padre Flynn (Philip Seymour Hoffman). Procurando por transgressões em todos os cantos, a Irmã Aloysius acredita que tenha descoberto o pecado máximo quando ouve o Padre Flynn mencionar que tem interesse em um garoto problemático. Mas sem ter como provar, a única coisa que resta é a dúvida.
Se Meryl Streep e Philip Seymour Hoffman brilham, Amy Adams e Viola Davis (esta última aparece em apenas duas cenas) não ficam muito atrás, e não à toa todos foram indicados ao Oscar por seus trabalhos memoráveis aqui. 

Título original: Soeur Sourire
Direção:  Stijn Coninx
Roteiro: Stijn Coninx, Ariane Fert
Elenco:  Cécile De France, Sandrine Blancke, Chris Lomme
Duração: 120 min

Voltar no final de 1963, uma freira belga conhecido apenas como Soeur Sourire, ou o sorriso da irmã, liderou as paradas pop dos Estados Unidos da música com a melodia incessantemente alegre "Dominique", a partir de um disco de 12 canções que vendeu 1,5 milhões de cópias.A Igreja a usa para tentar rejuvenescer seus seguidores e Jeannine passa por grande conflito interno. Do pouco que se sabe da vida da freira mal-fadado, a Itália norte-americana American escritor-diretor Roger Deutsch fez o filme corajosamente especulativo ainda persuasiva de língua italiana "Suor Sorriso", em que a freira (Ginevra Colonna) surge como um atormentado, uma mulher instável.

Título original: Idem
Direção: Lukasz Zal,   Pawel Pawlikowski
Roteiro: Pawel Pawlikowski
Elenco:  Agata Kulesza, Agata Trzebuchowska, Dawid Ogrodnik
Duração: 82 min

A jovem noviça Anna (Agata Trzebuchowska) está pronta para prestar seus votos e se tornar freira, só que antes disso, por insistência da Madre Superiora (Halina  Skoczynska), vai visitar a única familiar restante: tia Wanda (Agata Kulesza), uma mulher cínica e mundana, defensora do Partido Comunista, que revela segredos sobre o seu passado. O nome real de Anna é Ida, e sua família era judia, capturada e morta pelos nazistas. Após essa revelação, as duas resolvem partir em uma jornada de autoconhecimento, para descobrir o real desfecho da história da família e onde cada uma delas pertence na sociedade.



Título original: Philomena
Direção: Stephen Frears
Roteiro:  Steve Coogan, Jeff Pope
Elenco: Judi Dench, Steve Coogan, Sophie Kennedy Clark
Duração: 98 min

Irlanda, 1952. Philomena Lee (Judi Dench) é uma jovem que tem um filho recém-nascido quando é mandada para um convento. Sem poder levar a criança, ela o dá para adoção. A criança é adotada por um casal americano e some no mundo. Após sair do convento, Philomena começa uma busca pelo seu filho, junto com a ajuda de Martin Sixsmith (Steve Coogan), um jornalista de temperamento forte. Ao viajar para os Estados Unidos, eles descobrem informações incríveis sobre a vida do filho de Philomena e criam um intenso laço de afetividade entre os dois.



Título original: Idem
Direção: Vicente Amorim
Roteiro: L.G. Bayão, Anna Muylaert
Elenco:  Regina Braga, Bianca Comparato, Gracindo Júnior
Duração: 90 min

Cinebiografia de Irmã Dulce (Bianca Comparato/Regina Braga), que, em vida, foi chamada de “Anjo Bom da Bahia”, também indicada ao Nobel da Paz e beatificada pela Igreja. Contemplando da década de 1940 aos anos 1980, o filme mostra como a religiosa católica enfrentou uma doença respiratória incurável, o machismo, a indiferença de políticos e até mesmo os dogmas da Igreja para dedicar sua vida ao cuidado dos miseráveis – personificados na figura do fictício João (Amaurih Oliveira) –, deixando um legado que perdura até hoje.




Madre Teresa, em nome dos pobres de Deus (1997)

Título original: Mother Teresa: In the Name of God's Poor
Direção: Kevin Connor
Roteiro: Jan Hartman, Dominique Lapierre 
Elenco:   Geraldine Chaplin, Keene Curtis, Helena Carroll
Duração: 95 min

Esta é a verdadeira história de Madre Teresa, a partir de Calcutá, na Índia, onde enfrenta a adversidade de cada direção e onde ela estabelece as bases para sua cruzada para ajudar os mais pobres .

Dica da leitora: Sibely Vieira Cooper



Dominique (1966)

Título original: The singing nun
Diretor: Henry Koster
Roteiro: John Furia, Sally Benson
Com: Debbie Reynolds, Ricardo Montalban, Greer Garson 
Duração: 97 min

Musical infantil baseado em personagem real, uma freira belga que cuida de crianças pobres e adora cantar. Depois de uma apresentação no programa de TV comandado por Ed Sullivan, a freira se torna famosa e grava alguns discos.

Dica da leitora: Elaine Maria Segato Rizzo



Agnus Dei (2016)

Título original: Les innocentes
Diretor: Anne Fontaine
Roteiro: Pascal Bonitzer, Pascal Bonitzer
Com: Lou de Laâge, Agata Buzek, Agata Kulesza 
Duração: 115 min

Durante o fim da Segunda Guerra Mundial, na Polônia, a enfermeira francesa Mathilde (Lou de Laâge) descobre que as freiras moradoras de um convento vizinho foram estupradas por soldados invasores. Muitas delas estão grávidas. Apesar da ordem de prestar socorro apenas aos franceses, Mathilde começa a tratar secretamente de todas as freiras e madres.

Dica da leitora: Elaine Maria Segato Rizzo



Irmão Sol, Irmã Lua (1972)

Título original: Fratello sole, sorella luna
Diretor: Franco Zeffirelli
Roteiro: Suso Cecchi D'Amico, Kenneth Ross
Com: Graham Faulkner, Judi Bowker, Leigh Lawson 
Duração: 125 min

A trajetória da vida de São Francisco de Assis (Graham Faulkner), que quando jovem era filho de comerciantes ricos e desfrutava de vinho, mulheres e canções sem ter nenhuma preocupação. Quando a guerra e a doença assolam a região onde vive, ele sofre uma grande transformação.

Dica das leitoras: Elaine Maria Segato Rizzo e  Nonon Rusciolelli


Sonho proibido (1993)

Título original: Storia di una capinera
Diretor: Franco Zeffirelli
Roteiro: Franco Zeffirelli
Com: Angela Bettis, Johnathon Schaech, Eva Alexander
Duração: 106 min

Na Sicília do século 19, epidemia obriga a jovem freira Maria a deixar o convento. Ela se apaixona por um jovem e, quando volta, descobre que uma freira, no passado, enlouquecera por amor. É então forçada a tomar uma decisão drástica entre a fé e o amor.

Dica da leitora: Elaine Maria Segato Rizzo



O céu é testemunha (1957)

Título original: Heaven Knows, Mr. Allison
Diretor: John Huston
Roteiro: John Lee Mahin, John Huston
Com: Robert Mitchum, Deborah Kerr
Duração: 108 min

Cpl. Allison (Robert Mitchum) fica sozinho em uma ilha japonesa durante a Segunda Guerra Mundial, após o naufrágio de seu navio. Enquanto tenta passar despercebido pelos nipônicos do local, ele acaba conhecendo Irmã Angela (Deborah Kerr), com quem vive grandes momentos - e o amor da Irmã por Deus será testado frente à este grande homem que entra em sua vida.

Dica dos leitores: Nonon Rusciolelli e Elie Politi


Tecnologia do Blogger.