• ÚLTIMAS...

    WONG KAR-WAI - 10 FILMES ESSENCIAIS


    A lista dos 10 filmes essenciais tem como finalidade destacar 10 produções importantes de um diretor (a) ou ator (atriz). A lista SEMPRE será formada por 8 filmes que consideramos imperdíveis, escolhidos com base na popularidade, prêmios, opiniões de leitores, de críticos e sites importantes, somados ao primeiro e último filme da carreira do escolhido. 

    O motivo é simples - fornecer um parâmetro de como foi sua carreira, mostrando o ponto inicial e final. Assim saberemos se a pessoa encerrou bem ou em decadência e se o início foi comum ou genial.


    E os filmes essenciais não significam que estamos excluindo os demais. Se fosse assim, a publicação se chamaria "Os 10 filmes essenciais", que não é o caso.

    O diretor de hoje é o cineasta chinês, nascido em Xangai em 1958, batizado com o sobrenome de família Wong, que vem antes do prenome Kar-Wai, conforme funciona na cultura chinesa. Mudou-se com os pais para Hong Kong em 1963. Vindo da China continental e falando apenas mandarim de Xangai, era levado frequentemente pela mãe em salas de cinema, como uma forma de acelerar a sua exposição ao dialeto cantonês falado em Hong Kong, em que ele se tornou fluente a partir dos 13 anos de idade.


    Tornou-se diretor de cinema anos mais tarde, e seus filmes são sempre cultuados e neste mês, a obras primas do cinema lança um dos 10 (conforme a imagem acima). Sempre imperdível para os fãs.

    Confiram seus 10 filmes essenciais:


    A história verídica de Ip Man, o mestre de artes marciais que ficou conhecido no Ocidente por ter sido o mentor de Bruce Lee. No fim dos anos 30, no sul da China, ele derrota o grande e respeitado mestre Gong Yutian. A linda Gong Er, filha de Yutian, jura vingar a honra de seu pai e desafia Ip para uma luta. Tudo muda quando a Segunda Guerra Mundial se intensifica e Ma San, o melhor pupilo de Gong Yutian, escolhe o lado inimigo.
    O Grande Mestre foi o grande vencedor do 8° Asian Film Awards, um dos eventos que se candidata a “Oscar asiático”. O longa levou 7 dos 11 prêmios a que estava indicado, incluindo Melhor Filme.


    Elizabeth (Norah Jones) descobre que seu namorado está com outra pessoa; irritada, deixa as chaves do apartamento dele no café que costumavam ir. Jeremy (Jude Law), o dono do café, se apaixona por ela, pela garota do "coração partido", a única que gostava da torta que nunca era escolhida. Para recuperar a si mesma, Elizabeth parte em uma viagem sem rumo. Esta é uma história em que o único desdobramento possível é aquele que foge da solidão.
    É o 1º filme em inglês do diretor Wong Kar-Wai.


    Na Hong Kong da década de 1960, Chow é um jornalista que ficou desempregado e que agora vive em um hotel de quinta categoria, onde escreve romances baratos para ganhar dinheiro. Depois de uma grande decepção amorosa, ele decide que levará a vida de maneira mais solta, sem se comprometer com nada. Os dias passam e Chow conhece diversas mulheres, com quem vive rápidos e tórridos romances. Ao mesmo tempo em que Chow segue com suas aventuras amorosas, ele trabalha em seu romance de ficção científica sobre um misterioso trem, altamente tecnológico, que transporta os passageiros para o ano de 2046 para que eles possam reaver suas memórias perdidas - algo que ele mesmo acaba fazendo ao longo do processo.


    Chow (Tony Leung Chiu Wai) e sua mulher acabaram de se mudar. Logo, ele conhece Li-Zhen (Maggie Cheung), uma jovem que também acabou de se mudar com o marido. Ele trabalha para uma companhia japonesa, o que significa que está freqüentemente viajando. Como sua mulher também fica, muitas vezes, longe de casa, Chow passa muito tempo com Li-zhen. Eles se tornam amigos e, um dia, são forçados a encarar os fatos: seus respectivos parceiros estão tendo um caso.


    Dois namorados, a passeio pela Argentina, acabam tendo de ficar mais tempo por lá. Enquanto um começa a trabalhar, planejando voltar para Hong Kong, o outro se afasta cada vez mais, afundando numa degradação sem retorno.
    O filme coloca uma resposta a uma pergunta concreta: é possível dois opostos viverem felizes juntos? Existe uma dimensão sexual (a relação dos dois) e política (o ano conturbado de transferência de poderes, a morte do líder chinês) no filme, mas ambas apontam para uma direção, tanto a nível macro quanto micro: é possível conviver com a alteridade?


    Os negócios da dupla de assassinos Killer e Agent vão muito bem. Mas eles estão se envolvendo e Killer resolve dar o fora com sua namorada Punkie antes que as coisas se compliquem deixando uma mensagem de despedida para Agent. Ho deixou de falar depois de um acidente e vive fazendo pequenos trabalhos para levantar algum dinheiro. Um dia conhece Cherry que procura desesperadamente o namorado que sumiu. E o destino destas quatro pessoas vai se cruzar num jogo de paixão e morte.


    Feng Ou-Yang (Leslie Cheung) abandonou sua casa quando a mulher que amava preferiu se casar com seu irmão mais velho. Ele é um agente, uma pessoa procurada quando alguém deseja eliminar uma pessoa. Sua função é fazer a ligação de seus clientes com espadachins habilidosos, que possam cumprir a execução. A mágoa do passado faz com que torne-se cínico e impiedoso, mas os encontros costumeiros com clientes, amigos e inimigos fazem com que tome consciência de sua solidão.


    Dois policiais, duas mulheres solitárias, duas histórias de amor, nas suas mais estranhas e variadas manifestações. A primeira  é do policial 223, que se encontra com uma viciada traficante de heroína, por quem se apaixona e guarda na memória. A segunda, do policial 633, que acaba de ser rejeitado de um romance de cinco anos e começa a ver em uma atendente de fast food uma nova possibilidade de relacionamento.


    Em 1960, um playboy a quem chamam York/Yuddy (Leslie Cheung) despreza as mulheres por ter sido ele próprio desprezado pela mãe biológica que o entregou a uma prostituta. Esta o criou mas recusa-se a lhe revelar o nome e quem é a verdadeira mãe. Ele conquista o amor de Su Liz-Hen ( Maggie Cheung) – primeira aparição desta personagem – a quem passa a desprezar. Conhece então Mimi (Carina Lau), uma mulher que tem uma obsessão total por ele e o acompanhará até o fim, quando lhe é dada uma pista de como encontrar a mãe biológica.


    Wah acaba de receber uma visita inesperada. Sua prima Ngor, uma delicada garota que chega para mudar sua rotina de líder de gangue, cuja maior preocupação é salvar o amigo, e quase irmão, Mosca, sempre endividado e fugindo de agiotas. Wah se apaixona por Ngor e resolve largar as ruas e mudar de cidade. Mas os rolos armados por Mosca levam Wah a topar de frente com o poderoso chefe de uma gangue rival. Violentos e sem piedade, eles batem com prazer de machucar. Agora Wah está em um dilema. Viver em paz ao lado de Ngor ou arriscar sua vida.


    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top