• ÚLTIMAS...

    A SEMENTE MALDITA (1956) - FILM REVIEW


    Filmes de horror ou suspense com crianças sempre mexem com o público. Até mesmo o recente Annabelle 2 bebe nesta fonte, rendendo bons sustos. Nós, telespectadores, sempre tendemos a ter simpatia pela dor de uma criança mais que quando é com adultos. Há uma cena, por exemplo, no filme Annabelle, que uma criança cai de uma altura considerável. Mal pude acreditar que estava vendo aquilo. Outro exemplo foi em A Fonte da Donzela (1960), dirigido por Ingmar Bergman. Eu mal lembro do filme, mas a cena em que Max von Sydow arremessa a criança na parede, em cima de algumas prateleira é marcante, chocante e inesquecível. 

    E justamente por esta empatia, que quando nos deparamos com uma criança má, o filme nos causa mais desconforto. O que nos leva ao Bad Seed, Tara maldita ou simplesmente, Semente maldita. Excelente filme sobre "Crianças - problema" lançado pela Classic Line. A produção mexe com questões psicológicas ao fazer a seguinte pergunta: “Pode uma criança cometer crimes brutais, ou um assassino vai se formando quando adulto?” . Para quem viu a excelente série "Segredos e mentiras - 2015", sabe que temos vários exemplos no cinema e na tv de crianças psicóticas desde cedo.



    O livro ''A Semente Maldita'' foi um sucesso de vendas durante toda a década de 1950, até que finalmente foi levada às telas com direção de Mervyn LeRoy, já no poster há uma advertência para não contar o final, que é diferente do livro. inclusive.  Acrescentaram um final fatídico, para amenizar o contexto, inclusive subindo créditos bem humorados, que nada tem a ver com o filme.  Seria o estúdio falando: "- Alivia este final que esta muito pesado"? 

    Enfim, o filme conta a história de uma garota de oito anos que é a maldade em pessoa, além de egoísta e mentirosa. Somente a mãe sabe a verdade sobre essa terrível criança. Rhoda, de rosto angelical, é capaz de elaborar planos diabólicos para conseguir tudo que deseja, uma sociopata mirim em potencial.


    Explorar o lado da psicopatia infantil era uma novidade na época. Em 1956 o tema ''criança assassina'' ainda era um tabu para a sociedade. Ninguém poderia imaginar que uma criança de oito anos seria capaz de tais atrocidades.

    Patty McCormak dá um show como a maligna Rhoda, sendo indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por esse papel além de reconhecimento mundial pelo público e crítica.

    Adquiram o filme no link ao lado:  https://www.classicline.com.br/a-semente-maldita.html

    E confiram algumas curiosidades do filme abaixo: 



    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top