• ÚLTIMAS...

    domingo, 13 de agosto de 2017

    20 FILMES QUE ENVOLVEM TELEVISÃO QUE PRECISAM CONHECER




    No dia 11 de agosto, desde 1958, é comemorado o Dia da Televisão. Entretanto, esse dia não diz respeito ao registro do primeiro fenômeno televisivo ou à invenção do primeiro aparelho de televisão. Tal dia remete à morte de Santa Clara de Assis, responsável pela fundação da ordem feminina franciscana e que faleceu no ano de 1253. 

    Mas o que tem a ver Santa Clara com o Dia da Televisão? Em 14 de fevereiro de 1958, Eugenio Pacelli, então Papa Pio XII, achou por bem homenagear Santa Clara de Assis relacionando a memória do dia de sua morte com a popularização da televisão. Isso porque, segundo a tradição católica, Santa Clara, certa vez, impossibilitada de assistir à missa matinal do dia de Natal, ficou em seu quarto, em São Damião, meditando e orando ao menino Jesus. Milagrosamente, conta-se que Santa Clara conseguiu ouvir e “assistir”, isto é, visualizar de uma forma fisicamente inexplicável, tudo o que se passava na referida missa. Para a Igreja Católica, tal história é digna de fé. Nesse sentido, o Papa Pio XII, que via no fenômeno televisivo algo de extraordinário e passível de comparação com o milagre vivido por Santa Clara, sugeriu comemorar o Dia da Televisão no dia em que se rememora a morte da santa, haja vista que a TV torna presente, por meio de imagem e som, fenômenos fisicamente ausentes aos sentidos.

    A década de 1950 foi marcada pela disseminação da televisão. O Brasil mesmo recebeu os primeiros modelos de TV e teve as primeiras empresas de televisão criadas nessa década. A iniciativa do Papa Pio XII em criar um dia para a televisão, portanto, foi bem pensada em termos apostólicos (dentro da compreensão que esse termo tem no catolicismo), haja vista que, em se tratando de um veículo de comunicação de massas, seria importante ter a TV como um símbolo associado a um santo católico. Nesse sentido, Santa Clara é entendida por muitos, hoje, como a “Padroeira da Televisão”.

    E abaixo, fica nossa homenagem:


    James Houghland é o inventor de um novo método pelo qual os sinais de televisão podem ser enviados instantaneamente em qualquer lugar do mundo. Ele se recusa a vender o processo para as empresas de televisão, que então enviam agentes para adquirir a invenção a qualquer custo. Na noite de sua primeira transmissão, Houghland é misteriosamente assassinado no meio de sua demonstração e cabe ao chefe de polícia, Nelson, determinar quem é o assassino.


    Conried é um professor que detesta televisão, justamente o presente que ganha da esposa Warren e que modifica completamente sua vida. Na verdade, a televisão é um robô, e começa a fazer de tudo para ele, prestar-lhe todos os serviços possíveis, ao mesmo tempo em que tenta obter controle sobre ele. Mas Conried revolta-se contra a situação.


    Em um programa de televisão comandado por Marcello Mastroianni, vários episódios satíricos se sucedem: uma entrevista com um ministro corrupto, defensor da lei do mais forte; uma aula de inglês ministrada por dois agentes secretos americanos; a história de um menino napolitano que tenta se suicidar, por estar cansado de cuidar de seus oito irmãos; uma entrevista com um sociólogo alemão que defende uma solução nada ortodoxa para a superpopulação do mundo, e vários outros esquetes.Crítica ao sistema político e a sociedade nos anos 70, 


    O âncora Howard Beale (Peter Finch) recebe a notícia de que está demitido em razão dos seus baixos índices de audiência. Um dia, com o programa no ar, comunica a sua saída da emissora e avisa que se matará ao vivo na próxima semana. É imediatamente afastado, mas diante dos apelos do público a emissora decide voltar atrás. A partir de então ele passa a encarnar o profeta louco e seu comportamento insano tem recepção altamente positiva. As pessoas responsáveis pela sua ascensão, no entanto, agora precisam encontrar uma forma de detê-lo.


    Chance (Peter Sellers), um homem ingênuo, passa toda a sua vida cuidando de um jardim e vendo televisão, seu único contato com o mundo. Ele nunca entrou em um carro, não sabe ler ou escrever, não tem carteira de identidade, resumindo: não existe oficialmente. Quando seu patrão morre, é obrigado a deixar a casa em que sempre viveu e, acidentalmente, é atropelado pelo automóvel de Benjamin Rand (Melvyn Douglas), um grande magnata que se torna seu amigo e chega a apresentá-lo ao Presidente (Jack Warden). Curiosamente, tudo dito por Chance ou até mesmo o seu silêncio é considerado genial. Paralelamente a saúde de Benjamin está crítica e Eve Rand (Shirley MacLaine), sua esposa, se apaixona por Chance.


    Steven e Diane Freeling, um jovem casal da Califórnia, juntamente com os filhos Dana, Robbie e a pequena Carol Anne, representam a típica família norte americana da década de oitenta. Tudo começa com a menina conversando com o aparelho de TV e móveis que se movem sozinhos, até que em uma noite, durante uma tempestade, Carol Anne, desaparece dentro do armário de seu quarto. Por acaso, em um canal de TV sem sinal, a família pode ouvir sua voz e se comunicar com a garota. Os Freeling, procuram uma equipe de parapsicólogos e uma poderosa médium para trazer Carol Anne, de volta, mesmo tendo que enfrentar um mundo desconhecido, espíritos furiosos e manifestações demoníacas dentro da própria casa, que esconde um segredo terrível.


    Uma brilhante energia monstruosa é remetida à Terra e aparece ao vivo na televisão de uma família, por um acidente cósmico. O chefe da família chama um técnico para resolver o defeito, acreditando ser um problema causado pela nova antena parabólica recém-instalada. Eles parecem não ligar para o estranho fenômeno. A filha adolescente vai namorar, os pais participam despreocupadamente de uma sessão de troca de casais e o avô fica assistindo à televisão junto com o neto. O monstro, cheio de tentáculos e ameaçador sai do monitor e engole o técnico, partindo para novas vítimas. O monstro devora também o avô do garoto. Mas, ninguém acredita quando ele relata o acontecimento. Afinal, como um monstro poderia ter assassinado o avô, se uma pessoa igual a ele está no quarto? 


    Um aparelho de TV originalmente destinado a um instituto que estuda fenômenos paranormais é entregue por engano na casa de um escritor. Acreditando tratar-se de um presente, ele decide ligar a TV e descobre que ela exibe apenas um filme em preto e branco chamado “Zombie Blood Nightmare”. Mas, algo muito estranho acontece. Os zumbis do filme saem da TV e matam o escritor. No dia seguinte os entregadores decidem retornar ao local para explicar o engano e entregar o aparelho no destino. Mas, eles encontram o escritor morto. Agora é tarde, pois os zumbis invadiram a região e iniciam uma série de terríveis assassinatos.


    No ano de 2017, os Estados Unidos passam por um regime totalitário em que cada pessoa perdeu toda sua liberdade pessoal. Livros são queimados, discos destruídos e escolas fechadas. A única diversão do povo é a TV, e o programa mais popular é um cruel jogo em que o único prêmio é a sobrevivência. No meio desse caos, um homem é culpado de um crime que não cometeu, assim sua sentença é ou ir para a cadeia, ou entrar para o jogo, que o deixa constantemente entre a vida e a morte.


    Numa pequena cidade do interior americano o jovem universitário Jonathan Parer (Peter Berg) vê em um pesadelo sua família ser chacinada por Horace Pinker (Mitch Pileggi), um técnico de TV. O crime acaba realmente acontecendo e Jonathan convence seu pai adotivo, o policial Don Parker (Michael Murphy), a prender Pinker. Após cometer outros crimes Pinker é preso e condenado à cadeira elétrica. Ao ser executado, entretanto, o assassino consegue fazer com que seu espírito sobreviva como energia, sendo capaz de tomar corpos humanos e deslocar-se por meio das ondas de TV.


    Roy e Helen Knable são o típico casal americano, em crise por causa do vício dele em TV a cabo. Certa noite, um misterioso vendedor oferece a Roy uma nova antena parabólica com a capacidade de sintonizar 666 canais. Mas os Knable descobrem, tarde demais, que a antena é um artifício usado pelo demônio para arrebanhar novas almas. Roy e Helen são sugados para dentro da televisão e agora precisam sobreviver enquanto participam da programação - de filmes de mistério a videoclipes e desenhos animados.


    Uma série de misteriosas mortes atinge um edifício de luxo em Manhattan enquanto uma nova moradora (Sharon Stone) se envolve com um dos vizinhos (William Baldwin), mas também é desejada por um outro (Tom Berenger) e gradativamente vai chegando a conclusão que um deles é o assassino.
    O roteiro original de Invasão de Privacidade previa uma cena de nu frontal para o ator William Baldwin. A cena chegou a ser rodada, mas Baldwin posteriormente pediu que ela não fosse inserida na edição final do filme.


    Max Renn (James Woods), o dono de uma pequena emissora de televisão a cabo, capta imagens de uma "snuff", que seriam cenas de pessoas que eram realmente torturadas e mortas. Inicialmente os sinais pareciam vir da Malásia, mas depois descobre-se que eram gerados em Pittsburgh. Gradativamente Max fica sabendo que esta transmissão se chama Videodrome, que na verdade é muito mais que um mórbido show de televisão. Max começa a sofrer efeitos bizarros e alucinógenos destas transmissões, se vendo no meio das forças que criaram e querem controlar o Videodrome. Mas Max descobre que seu corpo pode ser a última arma que poderá usar contra seus inimigos.


    A televisão, objeto de adoração dos adolescentes Beavis e Butt-Head, foi roubada. Decididos a recuperá-la, eles partem em uma viagem pelo território americano, encontrando agentes secretos, um homem que pôs a prêmio a cabeça de sua mulher e até mesmo o presidente Bill Clinton. 
    Baseado na série de TV Beavis and Butt-Head, exibida entre 1993 e 1997. O sucesso comercial do filme inspirou a produção de uma sequência, que seria lançada em 1999 mas jamais saiu do papel.


    Truman Burbank (Jim Carrey) é um pacato vendedor de seguros que leva um vida simples com sua esposa Meryl Burbank (Laura Linney). Porém algumas coisas ao seu redor fazem com que ele passe a estranhar sua cidade, seus supostos amigos e até sua mulher. Após conhecer a misteriosa Lauren (Natascha McElhone), ele fica intrigado e acaba descobrindo que toda sua vida foi monitorada por câmeras e transmitida em rede nacional.



    Preocupada com a vertiginosa queda nos índices de audiência de seu canal, produtora de de programas de TV (Ellen DeGeneres) cria fórmula revolucionária para manter a atenção dos expectadores: acompanhar durante 24 horas a vida de um cidadão comum. O candidato escolhido é Ed Pekurny (Matthew McConaughey), um jovem que, a princípio, curte seus 15 minutos de fama, até que eles começam a se estender por demasiado e tornar a vida de Ed uma tremenda chatice.


    Uma visão frenética, perturbada e única sobre pessoas que vivem em desespero e ao mesmo tempo cheio de sonhos. Harry Goldfarb (Jared Leto) e Marion Silver (Jennifer Connelly) formam um casal apaixonado, que tem como sonho montar um pequeno negócio e viverem felizes para sempre. Porém, ambos são viciados em heroína, o que faz com que repetidamente Harry penhore a televisão de sua mãe (Ellen Burstyn), para conseguir dinheiro. Já Sara, mãe de Harry, viciada em assistir programas de TV. Até que um dia recebe um convite para participar do seu show favorito, o "Tappy Tibbons Show", que transmitido para todo o país.


    Rachel Keller (Naomi Watts) é uma jornalista que decide investigar a misteriosa morte de sua sobrinha. Ela percebe a relação da morte dela e de várias outras mortes com um estranho vídeo, que faz com que todas as pessoas que o assistam morram exatamente sete dias depois. Intrigada com a história, ela agora precisa descobrir um meio que impeça que a profecia se realize, já que ela e seu filho assistiram ao vídeo.Estão presentes em O Chamado várias referências visuais a filmes dirigidos por Alfred Hitchcock, como Janela Indiscreta, Psicose e Trama Diabólica.


    Edward R. Morrow (David Strathairn) é um âncora de TV que, em plena era do macarthismo, luta para mostrar em seu jornal os dois lados da questão. Para tanto ele revela as táticas e mentiras usadas pelo senador Joseph McCarthy em sua caça aos supostos comunistas. O senador, por sua vez, prefere intimidar Morrow ao invés de usar o direito de resposta por ele oferecido em seu jornal, iniciando um grande confronto público que trará consequências à recém-implantada TV nos Estados Unidos.
    O título original do filme é uma referência à frase com a qual o verdadeiro Edward R. Murrow encerrava todos os seus programas.


    Lee Gates (George Clooney) é o apresentador do programa de TV "Money Monster", onde dá dicas sobre o mercado financeiro mesclando com performances típicas de um popstar. Um dia, um desconhecido (Jack O'Connell) invade o programa exatamente quando ele está sendo gravado e, com um revólver, obriga Lee a vestir um colete repleto de explosivos. Patty Fenn (Julia Roberts), a produtora do programa, imediatamente ordena que o mesmo saia do ar, mas o invasor exige que ele permaneça ao vivo, caso contrário matará Lee. Assim acontece e, a partir de então, tem início uma investigação incessante para descobrir quem é o sequestrador e algum meio de salvar todos os que permanecem no estúdio. Paralelamente, a audiência do programa sobe sem parar e todos passam a acompanhar o que acontecerá com o apresentador.



    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    • Comente com o Google

    1 comentários:

    Item Reviewed: 20 FILMES QUE ENVOLVEM TELEVISÃO QUE PRECISAM CONHECER Rating: 5 Reviewed By: TUDO SOBRE SEU FILME
    Scroll to Top