• ÚLTIMAS...

    quarta-feira, 26 de julho de 2017

    LANÇAMENTOS DA A2 FILMES (FLASHSTAR, FOCUS E MARES FILMES)

    A2 Filmes lança alguns importantes selos do mercado de  home vídeo do País. São mais de duas décadas nesta área, lançando títulos dos mais variados gêneros. 
    Abaixo, confiram 10 dicas de filmes da Flashstar, Focus Filmes e Mares filmes, que fazem parte das empresas distribuídas pela A2.

    A Jovem rainha (2015)

    Título original: The Girl King
    Direção: Mika Kaurismäki

    Durante o século 17, a rainha Cristina está determinada a modernizar a Suécia. Criada como um príncipe sob rigorosa educação luterana, a rainha enfrenta grande resistência tanto em sua missão modernizadora como em acabar com a sangrenta Guerra dos Trinta Anos, entre protestantes e católicos. Em meio a isso, ela se esforça para entender o amor que sente por sua dama de companhia, a condessa Ebba Sparre. Dividida entre conflitos de aspirações políticas e pessoais, Cristina opta por tomar uma das decisões mais controversas da história. 
    A Mares Filmes lançou o filme este premiado filme, que é uma  adaptação do canadense Michel Marc Bouchard (“Tom na Fazenda”) de sua própria peça, com direção do finlandês Mika Kaurismäki (“O Ciúme Mora ao Lado”) e destaca a bela sueca Malin Buska (“Dinheiro Fácil – Vida de Luxo”) como o “rei menina”, como define o título internacional, apaixonada pela canadense Sarah Gadon (“Drácula, a História Nunca Contada”). O elenco multinacional também inclui Michael Nyqvist (“Trilogia Millenium ”) que faleceu mês passado aos 56 anos, Lucas Bryant (“Para Sempre ”), Laura Birn (“Amor e Fúria ”), François Arnaud (“Eu Matei a Minha Mãe ”), Patrick Bauchau (“Plano de Fuga ”) e Hippolyte Girardot (“O Capital ”).


    Meu rei (2015)

    Título original: Mon Roi
    Direção: Maïwenn

    Após sofrer um acidente de esqui em que quase perdeu a vida, Tony encontra-se internada numa clínica de reabilitação. Totalmente dependente de ajuda médica, ela passa o tempo a refletir sobre as histórias do passado. O principal foco é a relação apaixonada mas muito tumultuosa que partilhou com Georgio, o pai do seu filho. Os dois viveram um amor sufocante que lhe custou muito mais do que o seu amor-próprio. Agora, o que fazer para finalmente se libertar desse sentimento? À medida que vai recuperando fisicamente, Tony vai encontrando forças para sarar as feridas emocionais de muitos anos de uma relação profundamente destrutiva…
    A Mares Filmes lançou este filme premiado em Cannes e que concorreu a 8 Césars,  que é levemente inspirado no casamento da roteirista e diretora, Maïwenn com Jean-Yves Le Fur.A diretora atuou em pelo menos dois filmes bastante famosos, O Profissional (1994) e Quinto elemento (1997), ambos dirigidos por Luc Besson. 

    "Meu rei" é estrelado pelo francês Vincent Cassel, que morou no Brasil há alguns anos com sua hoje ex esposa Monica Bellucci. Após a separação, eles foram embora para a Europa. Seu par em cena é a atriz Emmanuelle Bercot, que assim como Maïwenn, é diretora e roteirista. Ela fez, dentre outros, o engraçadíssimo "Os Infiéis" com Jean Dujardin.


    Lila & Eve - Unidas Pela Vingança (2015)

    Título original: Lila & Eve
    Direção: Charles Stone III

    Lila (Viola Davis) e Eve (Jennifer Lopez) frequentam um grupo de apoio a mães que perderam seus filhos e as duas se aproximam. A polícia não encontra indícios para manter as investigações da morte dos jovens e por isso, as novas amigas decidem fazer justiça com as próprias mãos. O filme tem um plot twist final bem surpreendente.
    A Flashstar lançou este ótimo suspense que passou no Festival de Sundance 2015. Charlize Theron foi cotada para viver uma das protagonistas, mas preferiu se dedicar ao suspense Lugares Escuros (2015). Ela foi substituída por Jennifer Lopez. Viola Davis e Lopez trabalharam anteriormente em Irresistível Paixão (1998).

    O filme é dirigido pelo pouco experiente Charles Stone III, porém aqui realiza um excelente trabalho, sendo este seu melhor filme. Uma das grandes sacadas do filme é ter Viola Davis, que por três vezes concorreu ao Oscar, tendo vencido em 2017 (Um limite entre nós).


    Byzantium (2012)

    Título original: Byzantium 
    Direção: Neil Jordan

    Uma vampira (Gemma Arterton) transforma sua filha (Saoirse Ronan) e juntas levam uma vida letal como sugadoras de sangue, sempre fingindo serem irmãs. Porém, quando a garota conhece Frank (Caleb Landry Jones), um adolescente com leucemia terminal,  ela se apaixona e começa a questionar a imortalidade.

    A Flashstar lançou este ótimo terror que concorreu a alguns prêmios, principalmente no cinema fantástico.  O cineasta Neil Jordan retoma a temática vampiresca depois de Entrevista com o Vampiro (1994). Gemma Arterton interpreta a mãe de Saoirse Ronan, apesar de ter apenas oito anos a mais do que ela.
    A direção de Jordan é o destaque, que fez um monte de coisa boa e foi inclusive tema de uma publicação nossa: "Os 10 filmes essenciais de Neil Jordan" que você pode conferir no link U+21AC.svg 10 Filmes.
    Saoirse Ronan, que tem apenas 23 anos, já concorreu a dois Oscars (Desejo e Reparação - 2007  e Brooklyn - 2015 ). Gemma Arterton fez filmes como Fúria de Titãs (2010), 007 - Quantum of Solace (2008). Curiosamente, Ronan (que é mais nova como dito acima) concorreu ao Oscar no ano que Gemma estreou no cinema, Escola para Garotas Bonitas e Piradas em 2007 (seu outro filme, Conquistando Mary, do mesmo ano, foi feito para a TV).


    Stonewall: Onde o Orgulho Começou (2015)

    Título original: Stonewall
    Direção: Roland Emmerich

    O roteiro de Jon Robin Baitz acompanha Danny (Jeremy Irvine, de Cavalo de Guerra), um jovem expulso de casa que encontra aceitação na cena gay de Nova York. Por lá, ele conhece pessoas como o gentil Trevor (Jonathan Rhys Meyers) e o explorador (Ron Perlman), em uma série de acontecimentos que levarão ao levante de 28 de junho de 1969. A invasão da polícia ao bar gay Stonewall Inn, no Greenwich Village, gerou uma série de protestos e se tornou um dos eventos que levaram a criação dos movimentos modernos pelos direitos civis LGBT. A data marca hoje o Dia Mundial do Orgulho Gay.
    O filme está na nossa lista do 25 filmes sobre relacionamentos homoafetivos que precisam conhecer. Confiram  U+21AC.svg  25 FILMES. A Flashstar lançou este filme que retrata um evento real. A revolta de Stonewall foi um marco e um precursor na luta pelos direitos dos homossexuais. O ato ganhou projeção mundial e no ano seguinte muitos daqueles que lutaram contra os policiais saíram pelas ruas de Nova York, formando a Parada do Orgulho Gay, que hoje se espalhou para muitos países.

    A surpresa fica a cargo da direção de Roland Emmerich, o mesmo de Independence Day (1996), O Dia Depois de Amanhã (2004), 2012 (2009), O Ataque (2013) dentre outros. O diretor alemão é normalmente associado a filmes de destruição em massa e a ficção científica.


    O Corpo (2015)

    Título original: Body
    Direção:  Dan Berk, Robert Olsen

    Esse thriller britânico mostra que, as férias de Natal dos sonhos se torna mortal quando as melhores amigas Holly, Cali e Mel invadem uma mansão local que elas acreditam estar desocupada. Mas elas rapidamente percebem que não estão sozinhas na casa e em um momento de pânico se envolvem em um terrível assassinato. As três meninas se auto-destroem enquanto tentam descobrir o que fazer com o corpo na sala de estar.

    A Flashstar lançou este suspense para que curte um bom thriller. A dupla de diretores realizam seu primeiro longa (o próximo é de 2016, Anoitecer Violento 2 ). Eles também fazem o roteiro. 
    O filme é estrelado por Helen Rogers, que atuou em filmes como V/H/S (2012)  e também já dirigiu, produziu e roteirizou curtas; Alexandra Turshen, que realizou vários trabalhos como a série Os Mistérios de Laura (2014–2016) e que assim como Helen, dirigiu e produziu curta metragem; e Lauren Molina, que fez O ABC da Morte 2 (2014) e Martha Marcy May Marlene (2011).


    Mestre dos jogos 3 (2016)

    Título original: Du cheng feng yun III
    Direção: Jing Wong

    Ken está realizando uma cerimônia de casamento em Macau para sua filha, Rainbow, que está casando com seu protegido, Vincent. Os melhores amigos de Ken, Vic e Mark, são convidados para o casamento. No dia do casamento, Mark recebe um telefonema de Michael Chen, que o avisa de que um misterioso magnata contratou mercenários para assassinar Ken. O casamento é então sabotado, enquanto Ken e Mark são acusados de terem desaparecido com o dinheiro ilícito da DOA. Mais uma vez, Ken e Mark estão sendo perseguidos por assassinos e Michael chega para resgatar os caras junto com a ajuda de Faye, a sobrinha de Ko Chun.
    A Flashstar lançou esta terceira parte da trilogia dos jogos, feitos pelo diretor workaholic Jing Wong, nascido em Hong Kong, China. Ele realizou 110 filmes desde 1981 (média de 3 filmes por ano). Além disto, atuou em 82 filmes, produziu 174 !! e roteirizou 192 !!!  A trilogia começou em 2014, saindo um filme por ano. O principal nome no elenco é  Chow Yun-Fat, ator que fez vários filmes famosos com John Woo, além do multipremiado O Tigre E o Dragão (2000). Fez vários outros nos EUA, como Piratas do Caribe: No Fim do Mundo (2007) e Assassinos Substitutos (1998).


    Um Dia Perfeito (2015)

    Título original: A Perfect Day
    Direção: Fernando León de Aranoa

    Durante o Conflito dos Bálcãs, um grupo de funcionários da Organização das Nações Unidas enfrenta um impasse. Eles encontram um cadáver dentro de um poço e decidem retirá-lo. Mas os militares locais impedem, pois só alguém autorizado pode tirá-lo de lá, causando grandes divergências.
    A Focus filmes  lançou este de comédia imperdível, que em sua exibição no Festival de Cannes recebeu 10 minutos de aplausos de pé. Este é o primeiro longa de Fernando León de Aranoa falado em inglês, porém as filmagens foram realizadas em Granada, na Espanha. Ele é o diretor do aguardado Escobar (2017), com o casal  Javier Bardem e Penélope Cruz. O filme foi baseado no romance "Dejarse Llover" de Paula Farias.

    A produção conta com nomes como Benicio Del Toro, vencedor do Oscar por Traffic (2000),  Tim Robbins,   vencedor do Oscar por Sobre meninos e lobos (2003) e Olga Kurylenko, de filmes como Oblivion (2013) e 007 - Quantum of Solace (2008).


    Onde está Deus? (2015)

    Título original: Where Is Good?
    Direção:  Ricky Burchell

    Hannah e Jonas Bailey são considerados 'Pessoas do bem'. Eles formam um casal feliz que vai a igreja e que está tentando ter um bebê. Como cristãos conservadores e devotos, eles também são defensores pró-vida. Enquanto Jonas está fora da cidade a negócios, Hannah vai com a sua amiga Jennifer a uma pequena festa de aniversário. Na manhã seguinte, Hannah acorda num quarto de hotel desorientada e confusa sobre os detalhes da noite anterior. A vida é imprevisível e às vezes coisas ruins acontecem a pessoas boas. Hannah e Jonas questionam 'Onde está o bem?' Enquanto tentam driblar os percalços da vida que foram jogados em seus caminhos.
    A Focus filmes  lançou esta produção voltada para o público gospel e como a maioria dos longas voltados para eles, peca em detalhes técnicos e atuações. O forte sempre é a mensagem que o filme passa, e por este motivo, eles sempre valem uma conferida.  É ousado e nos apresenta uma versão menos confusa da visão cristã de assuntos tão delicados como o aborto e o estupro, além de mostrar uma realidade cruel.

    Detalhe: a forçada de barra do título nacional, que substituiu good (bem) por Deus (god).


    Perigosa atração (2013)

    Título original: The Girl on the Train 
    Direção: Larry Brand

    Danny Hart (Henry Ian Cusick), um cineasta, embarca para Nova York num trem no Terminal Central para entrevistar pessoas para seu mais recente projeto. Hart acaba encontrando casualmente uma jovem misteriosa, que o leva a uma viagem muito diferente. Ele deixa sua vida para trás e sai para um mundo em que a linha entre fantasia e realidade é turva.
    A Focus filmes  lançou esta produção homônima ao filme de 2016, com a atriz Emily Blunt, mas que nada tem a ver um com o outro.  É um bom suspense, estrelado por Henry Ian Cusick, que fez o marcante Desmond na série Lost e Stephen Lang, de Avatar e Homem nas trevas. 

    Não deixem de adquirir.


    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top