• ÚLTIMAS...

    terça-feira, 18 de julho de 2017

    HARRISON FORD - 10 FILMES QUE JUSTIFICAM O TÍTULO DE "ASTRO DO SÉCULO"


    Harrison Ford completou 75 a toda velocidade. Participou de Mercenários 3, com Stallone e turma, caiu com um avião, foi herói do lado de cá das telas: em 2000, ele pilotou o próprio helicóptero para resgatar uma garota de 20 anos, com quadro de desidratação, em uma montanha próxima ao seu rancho, em Jackson Hole, no Wyoming.

    Dá para imaginar que esta fantástica carreira foi por acaso? Antes de decidir investir na carreira de ator, Harrison Ford estava cursando Inglês e Filosofia em uma faculdade de Wisconsin. Foi então que, para tentar ganhar uma “nota alta fácil”, ele se matriculou em um curso de atuação e descobriu seu amor pela profissão. Após isso, ele abandona a faculdade e se muda para a Califórnia para tentar seguir uma carreira como ator.

    Interessante que alguns dos principais papéis foram conseguidos no tropeço: Tom Selleck pulou fora de Indiana Jones por conta do seriado Magnum; Alec Baldwin pulou fora do personagem Jack Ryan por conta de cachê; No caso de Star Wars foi mais curioso ainda: ele foi chamado por Lucas para ler falas com os possíveis escolhidos para os papéis principais, porém quem ficou a vaga foi ele !!!
    Alías, uma curiosidade: lembram que ele tem uma cicatriz no queixo? Ele adquiriu a marca quando tentou, em 1968, colocar o cinto de segurança enquanto dirigia  e acabou perdendo o controle do carro. 

    Harrison Ford foi eleito o astro mais importante do século XX em outubro de 1997 pela revista inglesa Empire. 

    E como tal, mereceu duas publicações. Serão 20 filmes essenciais, divididos em duas partes. A primeira, abaixo, que mostrará os 10 filmes que o tornou o astro do século. E no final da publicação, o link para a publicação contendo os 10 filmes essenciais, fora os papéis mais importantes.

    Confiram:


    Luke Skywalker (Mark Hammil) sonha ir para a Academia como seus amigos, mas se vê envolvido em uma guerra intergalática quando seu tio compra dois robôs e com eles encontra uma mensagem da princesa Leia Organa (Carrie Fisher) para o jedi Obi-Wan Kenobi (Alec Guiness) sobre os planos da construção da Estrela da Morte, uma gigantesca estação espacial com capacidade para destruir um planeta. Luke então se junta aos cavaleiros jedi e a Hans Solo (Harrison Ford), um mercenário, para tentar destruir esta terrível ameaça ao lado dos membros da resistência.
    O filme estreou no dia 25 de maio, mas curiosamente foi o dia 4 do mesmo mês que ficou conhecido como o Dia de Star Wars. Tudo por causa do trocadilho "May the 4th be with you".


    As forças imperais comandadas por Darth Vader (David Prowse) lançam um ataque contra os membros da resistência, que são obrigados a fugir. Enquanto isso Luke Skywalker (Mark Hamill) tenta encontrar o Mestre Yoda, que poderá ensiná-lo a dominar a "Força" e torná-lo um cavaleiro jedi. No entanto, Darth Vader planeja levá-lo para o lado negro da "Força".
    Devido a um grave acidente ocorrido com Mark Hamill pouco antes do início das filmagens, que fez com que passasse por várias cirurgias e sua face ficasse um pouco diferente, George Lucas teve que modificar o início da história, fazendo com que Luke fosse atacado por um monstro do planeta gelado Hoth e tivesse seu rosto desfigurado e reconstruído plasticamente.


    Em 1936, o arqueólogo Indiana Jones (Harrison Ford) é contratado para encontrar a Arca da Aliança, que segundo as escrituras bíblicas conteria "Os Dez Mandamentos" que Deus revelou a Moisés no Monte Horeb. Mas como a lenda diz que o exército que a possuir será invencível, Indiana Jones terá um adversário de peso na busca pela arca perdida: o próprio Adolf Hitler.
    O roteiro original previa uma longa luta entre um homem com uma espada e Indiana Jones. Entretanto, como Harrison Ford estava com diarreia no dia de filmar esta cena, perguntou ao diretor Steven Spielberg se ela poderia ser diminuída. Spielberg por sua vez respondeu, em tom de brincadeira, que ela apenas poderia ser diminuída se Indy resolvesse apenas sacar sua arma e atirar no homem. Todos os presentes riram da ideia e o diretor decidiu filmá-la exatamente deste modo se tornando assim, uma das cenas mais famosas do cinema. O avião de Jock possui como registro a sigla "OB-CPO". Trata-se de uma homenagem a Obi-Wan Kenobi e C-3PO, ambos personagens da saga Guerra nas Estrelas, criada por George Lucas. Nos hieroglifos encontrados por Indiana Jones no Poço das Almas, podem ser vistos, à direita de Indy, as inscrições com as palavras R2-D2 e C-3PO, outra homenagem saga Guerra nas Estrelas.


    No século 21, uma corporação desenvolve clones humanos para serem usados como escravos em colônias fora da Terra, identificados como replicantes. Em 2019, um ex-policial é acionado para caçar um grupo fugitivo vivendo disfarçado em Los Angeles.
    O ator Dustin Hoffman chegou a ser convidado para interpretar Deckard, mas recusou o papel. O comerciante de cobras que aparece em uma das ruas de Blade Runner possui em sua testa uma tatuagem da nave Millenium Falcon, da série Star Wars. Como a tatuagem é bem pequena, apenas é possível vê-la utilizando o zoom.


    O imperador (Ian McDiarmid) está supervisionando a construção de uma nova Estrela da Morte. Enquanto isso Luke Skywalker (Mark Hamill) liberta Han Solo (Harrison Ford) e a Princesa Leia (Carrie Fisher) das mãos de Jaba, o pior bandido das galáxias. Luke só se tornará um cavaleiro jedi quando destruir Darth Vader, que ainda pretende atraí-lo para o lado negro da "Força". No entanto a luta entre os dois vai revelar um inesperado segredo.
    O título original do terceiro filme da saga era "A Vingança de Jedi". O nome apenas foi trocado para o definitivo meses antes de seu lançamento, quando George Lucas percebeu que um Jedi nunca se vingaria, a não ser que resolvesse passar para o lado negro da Força. O primeiro dos pôsteres exibidos para o público trazia o título provisório do filme, "Revenge of the Jedi".


    Em 1935, o professor, arqueólogo e aventureiro Indiana Jones (Harrison Ford) tem uma nova missão: resgatar as pedras roubadas por um feiticeiro e libertar crianças escravizadas. Para tanto, enfrenta os poderes mágicos e o fanatismo de um culto que sacrifica seres humanos.
    Sharon Stone era uma das primeiras escolhas para o papel de Willie Scott antes de Kate Capshaw fazer os testes. Steven Spielberg e George Lucas aparecem numa ponta, como turistas no aeroporto. O clube que aparece logo no início do filme chama-se "Club Obi-Wan", uma referência à saga Guerra nas Estrelas.


    O arqueólogo Indiana Jones (Harrisson Ford) tem acesso à um misterioso envelope que contém informações sobre a localização do lendário Santo Graal, o cálice que Jesus Cristo teria utilizado na Última Ceia. Quando seu pai, o professor Henry Jones (Sean Connery), é sequestrado pelos nazistas, o aventureiro irá embarcar numa missão perigosa para salvá-lo e impedir que a relíquia sagrada caia em mãos erradas.
    Sean Connery, que em Indiana Jones e a Última Cruzada interpreta o pai do personagem de Harrison Ford, é apenas 12 anos mais velho que Ford. Steven Spielberg incluiu na cena de abertura um tributo pessoal à sua experiência como escoteiro, quando garoto. Aliás, Harrison também foi escoteiro.


    O agente da CIA Jack Ryan (Harrison Ford) e sua família estão de férias em Londres, até que ele é surpreendido com um atentado à família real por um grupo irlandês. O agente abandona seu descanso e começa a trabalhar, mas acaba matando um dos integrantes do bando. Buscando vingança, Sean Miller (Sean Bean), irmão do homem morto, vai tentar destruir a vida de Jack.
    Além de mudar o o ator protagonista, aconteceu o mesmo com a esposa do personagem: saiu Gates McFadden e entrou Anne Archer. Em Caçada ao Outubro Vermelho a esposa de Jack Ryan chamava-se Caroline. Em Jogos Patrióticos mudou para Catherine.


    Richard Kimble (Harrison Ford), um eminente cirurgião, é condenado à morte injustamente pelo assassinato de Helen Kimble (Sela Ward), sua esposa, mas consegue escapar devido a um acidente quando rumava para o presídio, onde ficaria até ser executado. Mas é implacavelmente perseguido por Samuel Gerard (Tommy Lee Jones), um dos agentes que tentam recapturá-lo, forçando-o a não ter nenhum contato com amigos. No entanto, Kimble está determinado a encontrar provas que determinem sua inocência.
    Alec Baldwin era a primeira escolha para representar o Dr. Richard Kimble. Quando ele deixou o projeto, o ator Kevin Costner também foi considerado para o personagem principal. Novamente, Harrison entrou no lugar de Baldwin e Costner (como aconteceu com Jogos Patrióticos e Força aérea um, respectivamente).


    Agente da CIA (Harrison Ford) é promovido interinamente para dirigir a organização e fica em um fogo cruzado entre os chefes dos cartéis de droga colombianos e um poder paralelo na Casa Branca que, apoiado pelo Presidente dos Estados Unidos (Donald Moffat), promove secretamente uma expedição armada contra os chefões da droga na Colômbia. Mas nem tudo acontece como o esperado e quando a situação foge do controle, este poder paralelo planeja matá-lo.
    É o segundo filme com o personagem Jack Ryan sendo interpretado por Harrison Ford. O anterior foi Jogos Patrióticos.








    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top