• ÚLTIMAS...

    quinta-feira, 20 de julho de 2017

    10 PRODUÇÕES SOBRE VIAGENS À LUA QUE PRECISAM CONHECER


    "Este é um pequeno passo para o homem, um gigantesco salto para a humanidade". Esta frase foi dita por Armstrong e ficou marcada como o símbolo da conquista do Cosmo.

    E o homem foi para a Lua...

    A saída da Terra se deu no dia 16 de julho de 1969. Um milhão de pessoas acompanharam o espetáculo com câmeras e binóculos no Cabo Canaveral, que mais tarde, passou a ser chamar Cabo Kennedy, onde ocorrem até hoje a maioria dos lançamentos espaciais americanos.

    No dia 20 de julho, num domingo, Neil Armstrong, na época, um piloto de testes de aviões e seu companheiro de viagem Edwin Aldrin, piloto de jatos da força aérea dos EUA, ambos com 38 anos, pisaram pela primeira vez na Lua. A viagem foi feita através da nave Apollo 11, que mais tarde cedeu o nome ao evento que foi o maior espetáculo da história humana documentada.


    Os dois astronautas passaram 2 horas e 10 minutos na Lua. Juntamente com eles havia uma placa comemorativa. Armstrong então leu em voz alta: "Aqui, homens do planeta Terra pisaram na Lua pela primeira vez. Nós viemos em paz, em nome de toda a humanidade". O texto levava a assinatura dos três tripulantes e a do presidente Richard Nixon que os parabenizou ao vivo da Casa Branca através do rádio de comunicação. A dupla ainda ficou a bandeira do Estados Unidos no solo lunar.

    Cerca de 850 jornalistas de 55 países, falando 33 línguas diferentes, registraram o acontecimento. Cerca de 1 bilhão de pessoas (uma em cada 4 pessoas) viram pela TV quando, às 23:56h do dia 20, o comandante Armstrong, ergueu o pé esquerdo e marcou o solo da Lua.

    E como já imaginaram, hoje, dia 20 de julho, além de dia do amigo, é também do dia que se comemora a ida do homem à Lua. E abaixo, nossa homenagem, com 10 filmes imperdíveis sobre o tema.

    Boa sessão:


    Este curta-metragem de Georges Melies mostra uma das visões fantasiosas que os homens possuíam da Lua nos primeiros anos do século XX. Uma expedição formada por corajosos homens vai para o satélite da Terra, onde encontra seres nada amistosos, são capturados e devem fugir para retornar ao nosso planeta.


    Um cientista descobre a existência de ouro na Lua, constrói um foguete e realiza uma expedição. Lá a cobiça leva os exploradores a aniquilarem-se uns aos outros, sobrando apenas um homem e uma mulher: novos Adão e Eva num paraíso desolador. "A Mulher na Lua" é um dos primeiros filmes de ficção científica.


    Após anos de experiências científicas, finalmente uma nave alcança o céu. Uma vez livre da atmosfera terrestre, os astronautas tem que contar com os perigos de possíveis falhas do equipamento, além da gravidade zero. Mas a tensão toma conta dos homens quando percebem que uma vez na Lua, talvez não sejam hábeis o suficiente para retornar.


    Logo após o término da guerra civil americana, um cientista, Victor Barbicane, afirma ter inventado uma nova forma de energia com uso infinito. Para provar suas afirmações planeja uma viagem à lua. Como o custo do projeto é muito alto, ele investe toda a sua fortuna e, ainda busca outros investidores. O outro cientista que embarcará na aventura, Stuyvesant Nicholl, secretamente pensa que as aspirações de Barbicane são contra a vontade de Deus e, decide sabotar o foguete para impedir o sucesso da empreitada mesmo com isso colocando a própria vida em jogo.


    Baseado em conto de HG Wells. O mundo fica encantado quando uma espaçonave com uma tripulação composta por astronautas de vários países pousa na Lua. Imaginam serem os primeiros. Mas o encanto transforma-se em choque quando descobrem uma velha bandeira Britânica e um documento declarando que a Lua foi conquistada pela Rainha Vitória, provando que os astronautas não foram os primeiros homens na Lua.


    Equipe do foguete Apollo 3 está em pleno treinamento quando os planos dos russos de pousar na Lua são descobertos. Os americanos então abreviam a missão. E recrutam no lugar de Chiz, que havia sido treinado, o astronauta Lee. Ele tem três semanas para ir ao espaço e permanecer na Lua por um ano, até que a Apollo esteja pronta. Ocorre que os russos lançam seu foguete dois dias antes do programado.


    A evolução de um obscuro projeto militar norte-americano até sua transformação na entidade hoje conhecida como NASA. De Chuck Yeager (Sam Shepard), primeiro homem a quebrar a barreira do som, até o audacioso programa Mercury, que buscava formar os primeiros astronautas do país, os sete eleitos Alan Shepard (Scott Glenn), John Glenn (Ed Harris), Gordon Cooper (Dennis Quaid), Gus Grissom (Fred Ward), Scott Carpenter (Charles Frank), Wally Schirra (Lance Henriksen) e Deke Slayton (Scott Paulin) que são escolhidos para participar do treinamento que levará o homem à Lua.


    Um cientista descobre a existência de ouro na Lua, constrói um foguete e realiza uma expedição. Lá a cobiça leva os exploradores a aniquilarem-se uns aos outros, sobrando apenas um homem e uma mulher: novos Adão e Eva num paraíso desolador. "A Mulher na Lua" é um dos primeiros filmes de ficção científica.


    Sam Bell (Sam Rockwell) é um astronauta que cumpre uma missão de três anos na Lua, em uma base instalada pela Lunar Industries. Sua função é extrair do solo e enviar regularmente à Terra uma substância que ajuda a renovar a energia do planeta. Sam tem apenas a companhia do computador GERTY (Kevin Spacey) e está ansioso para completar o trabalho, o que ocorrerá dentro de duas semanas, quando um novo funcionário virá substituí-lo


    Oficialmente, a Apollo 17 foi a última missão tripulada à Lua, tendo sido lançada em 17 de dezembro de 1972. Só que, um ano depois, foi enviado ao satélite uma missão sigilosa, a Apollo 18, financiada pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Apenas dois astronautas foram enviados e ambos não sabiam o que estavam por enfrentar. Quando um deles encontra um capacete rachado em pleno solo lunar eles percebem que há algo de errado ali.


    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top