• ÚLTIMAS...

    A CASA DO ESPANTO - LANÇADO PELA DARKSIDE


    Para quem reclama hoje dos filmes da Marvel, com suas piadinhas, precisa conhecer os deliciosos filmes de terror dos anos 80, onde entre uma cabeça rolando e outra, tinham tempo para brincar, dançar e fazer D.R. Filmes com este, A hora do espanto, Lobisomem americano em Londres, entre outros, se arriscavam a misturar humor, e acertavam, geralmente, em cheio.

    A caso do espanto não foge a risca. Dirigido por um Steve Miner, que ná época fez coisas legais como Sexta Feira 13 parte 2, produzido por Sean S. Cunningham , que na época dirigiu filmes como Sexta Feira 13 e Abismo do terror e escrito por Fred Dekker, que dirigiu Noite dos arrepios. Todos estes, importantes filmes de terror dos anos 80. E além disto Kane Hodder, que foi Jason Voorhees em alguns Sexta feira 13, foi coordenador de dublês no filme.

    A produção conta a história de Roger Cobb (William Katt), que é um veterano da guerra do Vietnã cuja carreira como escritor de histórias de horror, sofre uma reviravolta, quando misteriosamente seu filho Jimmy desaparece ao visitar a casa de sua tia. A obcecada procura por seu filho destruiu toda sua carreira como escritor e até mesmo seu casamento, mas agora, com a súbita morte de sua tia, ele retorna a casa onde seu pior pesadelo tem início. Os demoníacos seres que habitam a assustadora casa o forçam a enfrentar uma angustiante jornada ao passado, na qual ele reencontrará seu filho. Roger precisa combater as forças do mal que o assombraram por toda vida, a fim de salvar a ele e a seu filho da morte certa.


    O filme mescla horror, monstros, zumbis, portais do tempo, belas mulheres e humor. A edição lançada pela DarkSide é caprichada. Tem uma bela luva, poster do filme e alguns extras interessantes, como um making of de 12 min.

    Steve Miner dirige com competência, tornando o filme interessante, por vezes incompreensível num primeiro momento, tornando necessário rever o filme. Se fosse dirigido por M.N. Shyamalan, certamente descobriríamos no final que foi tudo da cabeça do personagem principal, mas nas mãos de Miner, pode-se facilmente, criar teorias e tirar conclusões diferentes, ou ainda, apenas curtir o filme.

    Alias, como sempre revejo filmes de horror dos anos 80, fiquei impressionado com a semelhança do demônio voador (que aparece quando o personagem central entra pelo armário do banheiro) com um do filme "Uma noite alucinante" ou mesmo o morcego vampiro no final de "A hora do espanto". Mas isto, certamente, deve-se à proximidade que os filmes foram feitos aliado à tecnologia disponível na época.


    Ding Dong: Você está morto

    No poster de cinema constava esta chamativa frase, mas que nada tem a ver com o filme. Mesmo a mão, que remete ao amigo combatente do Vietnã, só aparece bem no final do filme, e ele não bate campainha (dá um soco na porta).

    Como não poderia deixar de ser, vieram as continuações, que são tidas como inferiores, mas nunca revi em dvd para ter uma melhor apreciação. Um detalhe, o filme é de 1985 e foi lançado em fevereiro de 1986 e diversos sites colocam um ano ou outro, sem explicar porque da divergência, causando certa confusão.

    Imperdível para os fãs.




    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top