• ÚLTIMAS...

    DUNKIRK (1958) - LANÇAMENTO CLASSIC LINE


    A Classic line lança oportunamente o filme Dunkirk. E por diversas razões. Primeiro, por ser um filme que retrata um caso real que está às vésperas de fazer 77 anos, ocorrido entre as datas de 25 de maio e 4 de junho de 1940. Segundo por ser um clássico, realizado em 1958 por Leslie Norman, com um grande elenco que inclui  Richard Attenborough, ator e diretor consagrado, Bernard Lee, que entre muitos papéis, foi "M" na franquia James Bond em diversas ocasiões e John Mills, que atuou em um número expressivo de filmes, entre eles Gandhi, Grandes esperanças e Guerra e Paz. Terceiro, por se tratar da mesma história do vindouro Dunkirk, dirigido por Christopher Nolan, que estreia dia 20 de julho por aqui.

    Dunkirk

    Quem me conhece, sabe que eu gosto de produzir textos informativos, principalmente a cerca dos fatos que ocorrem nos filmes. Não é minha função dizer se um filme é bom ou não. Não tenho este direito. Respeitando a individualidade das opiniões, todo filme merece ser conhecido, e agradará a quem assiste por razões estritamente pessoais. Meu objetivo é aguçar o interesse do leitor a conhecer o filme, que hoje em questão, se chama Dunkirk.


    O nome é de uma cidade portuária na França. Ela suportou disputas em várias ocasiões na história.  E acredite, foram muitas disputas. Ela era uma espécie de Faixa de Gaza. Mas a cidade sofreria especialmente durante a Segunda Guerra Mundial, tendo sido palco da célebre Batalha de Dunquerque, em 1940.

    A batalha de Dunkirk na verdade, não foi uma.  Com a guerra rolando,  entre avanços e recuos, as forças alemãs cercaram soldados aliados na costa franco-belga. Para os britânicos, aquele conflito tinha sido perdido, e a preocupação era remover os soldados dali. E em meio ao conflito, isto era, de certa fora, utópico. Não tinham condições de ser feito porque Hitler estava com a faca e o queijo na mão para mais um genocídio.

    Só que...

    Uma pausa na intensidade dos combates permitiu inesperadamente a evacuação de um grande número de soldados franceses e britânicos para Inglaterra. Mais de 300.000 homens foram evacuados apesar do bombardeamento constante ("o milagre de Dunquerque", nas palavras de Winston Churchill). A evacuação britânica de Dunquerque recebeu o nome de código Operação Dínamo.

    Comandada pelo vice-almirante Bertram Ramsay, a intenção inicial era evacuar cerca de 45 mil homens da Força Expedicionária Britânica em dois dias, mas  o objetivo foi alterado para   120 mil homens em cinco dias.

    O episódio foi tão dramático que a fuga em massa foi comemorada como vitória na Inglaterra, que calorosamente acolhia seus filhos de volta. Churchill, antes da evacuação, teria dito: “toda a raiz, o núcleo e o cérebro do Exército Britânico”, referindo-se aos soldados encurralados em Dunquerque.


    O filme, que também é conhecido como "O Drama De Dunquerque"  e "A Retirada De Dunquerque", se trata, obviamente deste episódio. Ele reconstitui o evento de forma bem interessante, mostrando ingleses e franceses sitiados na praia por forças alemães. Parte deles já sabemos o destino. A outra será resgatada conforme os eventos reais ocorridos naquele trágico dia, mas que é visto como milagre por não ter morrido um número muito maior de pessoas.

    Obrigatório para os interessados em clássicos de guerra e em histórias reais sobre segunda guerra. Principalmente pela curiosidade de ser um filme, não sobre um conflito, mas sobre a fuga dele.

    A produção foi inclusive a a segunda nas bilheterias inglesa em 1958, e está sendo lançado pela Classic Line como disse acima.

    https://www.classicline.com.br/dunkirk.html
    Adquira aqui, direto com eles:


    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top