• ÚLTIMAS...

    segunda-feira, 29 de agosto de 2016

    GENE WILDER E RICHARD PRYOR NO CINEMA


    A dupla, tão marcante no cinema, protagonizou apenas 4 filmes juntos. As inúmeras fotos dos dois juntos sugere uma grande relação e inúmeros filmes. Mas a realidade foi diferente. Neste post, faço um resgate dos grandes comediantes do cinema. E hoje o capítulo é dedicado a Richard Pryor e Gene Wilder. E como de costume, cito somente os filmes que eles fizeram juntos.
    Assistam aos 4 filmes e divirtam-se.


    Elenco – Gene Wilder, Jill Clayburg, Richard Pryor, Ned Beatty, Richard Kiel, Patrick McGoohan, Clifton James, Ray Walston, Scatman Crothers, Valerie Curtin, Fred Willard.

    Primeiro, ninguém acredita no gentil George Caldwell (Wilder) quando ele informa que testemunhou um assassinato a bordo de um trem. Depois, sua nova namorada é sequestrada, um detetive aparece assassinado e George é atirado para fora do trem. E preso. O pior é que apenas um ladrãozinho trapaceiro (Richard Pryor) pode ajudar George a colocar as coisas de volta nos trilhos.
    Comédia de ação, que bebe na fonte dos filmes policiais e de espionagem, inclusive utilizando como vilão o ator Richard Kiel, que fez o personagem “Dentes-de-Aço” em dois filmes da série 007. Quatro anos depois do sucesso deste filme, eles se reencontram em uma comédia dirigida pelo grande ator Sidney Poitier. 


    Elenco – Gene Wilder, Richard Pryor, Jobeth Williams, Georg Stanford Brown, Craig T. Nelson, Barry Corbin, Miguel Angel Suarez, Jonathan Banks, Erland van Lidht, Franklyn Ajaye.

    O aspirante a dramaturgo Skip Donohue, e o pretendente a ator Harry Monroe, se laçam na estrada à procura do sucesso. Durante o caminho em busca da fortuna, eles acabam presos no Arizona. Fantasiados de passarinhos para uma promoção num banco, Skip e Harry, são confundidos com ladrões e vão parar atrás das grades. Enfrentando diretores de presídio idiotas, policiais sádicos e seus colegas prisioneiros, os dois têm que participar de um rodeio na prisão.
    Primeiro filme dirigido por um afro americano a superar cem milhões de dólares na América do Norte


    Elenco – Gene Wilder, Richard Pryor, Joan Severance, Kevin Spacey, Alan North, Anthony Zerbe, Louis Giambalvo, John Capodice.

    O dono de uma banca de jornais, Dave Lyons (Gene Wilder), que é surdo, dá um emprego para Wallace "Wally" Karue (Richard Pryor), que é cego. Perto da banca há um assassinato cometido por Eve (Joan Severance), uma matadora profissional, mas a vítima conseguiu se livrar de uma aparente moeda (na verdade um supercondutor de energia) misturando com outras moedas, que haviam na banca. Wally ouviu um tiro e Dave só viu as pernas de Eve, mas quando a polícia chega os dois são presos como suspeitos. Como Eve e seu cúmplice inglês, Kirgo (Kevin Spacey), não encontram na valise da vítima o material "encomendado" pelo mandante, Sutherland (Anthony Zerbe), então Eve e Kirgo se passam por advogados que querem libertar os acusados, pois têm certeza que a "moeda" está com eles. Mas Wally e Dave fogem e são perseguidos, pela polícia e pelos bandidos.

    Gene Wilder foi à Liga de Deficientes Auditivos de Nova York, como forma de estudar para seu personagem. Foi lá que conheceu sua futura esposa, Karen Boyer.
    Este é o 2º filme em que o diretor Arthur Hiller e os atores Gene Wilder e Richard Pryor trabalharam juntos. O anterior foi O Expresso de Chicago (1976).


    Elenco – Gene Wilder, Richard Pryor, Mercedes Ruehl, Stephen Lang, Vanessa Williams, Phil Rubenstein, Kevin Pollak.

    Eddie Dash (Richard Pryor) é um golpista que foi obrigado a prestar 100 horas de serviço comunitário, para conseguir sua condicional. Eddie tem de acompanhar George (Gene Wilder), um mentiroso compulsivo que acaba de sair de um sanatório, após alguns anos de internação. Assim que George começa a circular várias pessoas o cumprimentam como se fosse Abe Fielding, um milionário, e logo vai morar em uma mansão com Elaine (Mercedes Ruehl), sua esposa. George não entende nada e sabe que nunca viu nem esta casa nem esta mulher, temendo dentro deste contexto voltar a mentir novamente. Inicialmente Eddie vê nesta situação uma oportunidade única e espera que possa ganhar algum dinheiro, mas gradativamente os dois descobrem que estão envolvidos em uma trapaça para herdar uma fortuna.

    Inicialmente a trama de Um Sem Juízo, Outro Sem Razão ocorreria em Nova York. Ocorreram filmagens na cidade durante 6 semanas, até o diretor Peter Bogdanovich ser comunicado de seu afastamento do projeto pelos produtores. Após a contratação de Maurice Phillips para dirigir o filme, as cenas já rodadas foram descartadas e o roteiro foi reescrito de forma que a história se passasse em Los Angeles.
    Após este longa Richard Pryor praticamente se retirou de cena, ainda apareceu em dois ou três episódios de séries de tv, como "Chicago Hope" e faleceu em 2005. Gene partiu hoje, 29/08/2016







    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    • Comente com o Google

    1 comentários:

    Item Reviewed: GENE WILDER E RICHARD PRYOR NO CINEMA Rating: 5 Reviewed By: TUDO SOBRE SEU FILME
    Scroll to Top