• ÚLTIMAS...

    PEDRO ALMODÓVAR - 10 FILMES ESSENCIAIS



    Almodóvar nunca pôde estudar cinema, pois nem ele nem a sua família tinham dinheiro para pagar os seus estudos. Antes de dirigir filmes, foi funcionário da companhia telefônica estatal, fez banda desenhada (desenho em quadrinhos), foi ator de teatro avant-garde e cantor de uma banda de rock na qual participava travestido. Foi o primeiro espanhol a ser indicado ao Óscar de melhor realizador. Publicamente homossexual, seus filmes trazem a temática da sexualidade abordada de maneira bastante aberta.
    E ele é o tema de hoje.
    Confiram abaixo nossas 10 indicações:


    Roberto Ledgard (Antonio Banderas) é um conceituado cirurgião plástico, que vive com a filha Norma (Bianca Suárez). Ela possui problemas psicológicos causados pela morte da mãe, que teve o corpo inteiramente queimado após um acidente de carro e, ao ver sua imagem refletida na janela, se suicidou. O médico de Norma acredita que esteja na hora dela tentar a socialização com outras pessoas e, com isso, incentiva que Roberto a leve para sair.  O cirurgião pensa que a filha foi estuprada e elabora um plano para se vingar do suposto estuprador.


    Em Madri, Pepa Marcos (Carmen Maura), uma atriz que está grávida mas ninguém sabe, é abandonada por Ivan (Fernando Guillén), seu amante, e se desespera tentando encontrá-lo. Ela recebe a visita de Candela (María Barranco), uma amiga que se apaixonou por um desconhecido e agora que descobre que o amado é um terrorista xiita, temendo ser presa. A mulher de Ivan descobre a traição do marido e tenta matá-lo.  Pepa quer fazer de tudo para salvar a vida de Ivan.


    Diego Montez (Nacho Martínez) é um toureiro precocemente aposentado, que agora dá aulas de Tauromaquia, a arte de tourear. Um de seus alunos é o ingênuo e perturbado Ángel (Antonio Banderas), que tem por hábito observar a vizinha, Eva Soler (Eva Cobo), nua. Cansado de apenas admirar, Ángel decide usar o que aprendeu nas aulas para atacá-la. Em meio a uma onda de crime sexuais em Madri, ele é condenado pela mãe, membro da Opus Dei, e conta apenas com a misteriosa advogada María Cardenal (Assumpta Serna) para provar sua inocência perante a justiça.


    Ricky (Antonio Banderas) sai de um reformatório psiquiátrico e vai para um set de filmagens, onde Marina Osorio (Victoria Abril), uma ex-viciada em heroína e ex-atriz pornô que ele já conhecia de um bordel, está filmando um filme de terror "B". O diretor do filme é por Maximo Espejo (Francisco Rabal), quem tenta se recuperar de um um forte derrame. Após o término das filmagens, Ricky invade o apartamento de Marina e  diz que quer ser seu marido e o pais dos seus filhos. Ele resolve deixá-la amarrada na cama até Marina aprender a amá-lo, mas diversas situações imprevistas dão um novo rumo aos acontecimentos.


    Yolanda Bel (Cristina Sánchez Pascual) é uma cantora de cabaré que leva uma vida desregrada até o dia em que presencia a morte por overdose de seu namorado. Procurada pela polícia, ela decide buscar refúgio no convento das Redentoras Humilhadas, cuja Madre Superiora é sua grande fã. Lá, encontra uma comunidade de freiras pobres que já foram prostitutas, viciadas, cafetinas, criminosas e, mesmo no convento, não abandonaram os maus hábitos.


    Pablo Quintero (Eusebio Poncela) é um diretor de teatro homossexual. Ele é apaixonado por Juan Bermúdez (Miguel Molina), mas sua paixão não é correspondida. Tina (Carmen Maura) é sua irmã, tendo realizado uma operação de mudança de sexo anos antes para manter uma relação incestuosa com o pai. Ela é atriz e estrela o monólogo "A Voz Humana", de Jean Cocteau. Pablo está escrevendo o roteiro de um filme, que será estrelado pela irmã. Enquanto isso ela decide adotar Ada (Manuela Velasco), cuja mãe (Bibiana Fernández) viajou. Há ainda Antonio Benitez (Antonio Banderas), jovem de classe média alta que tem dificuldades em assumir sua homossexualidade e sempre está em torno de Pablo.


    Em Madri, vive Benigno Martin (Javier Cámara), um enfermeiro cujo apartamento fica em frente a academia de balé comandada por Katerina Bilova (Geraldine Chaplin). Ele fica na janela da sua casa observando os ensaio com especial atenção a uma das estudantes de Katerina, Alicia Roncero (Leonor Watling). Quando Alicia é ferida em um acidente de carro, acaba internada no hospital onde ele trabalha. Benigno cuida dela, em coma, com um cuidado acima do normal.


    No dia de seu aniversário, Esteban (Eloy Azorín) ganha de presente da mãe, Manuela (Cecilia Roth), um ingresso para a nova montagem da peça "Um bonde chamado desejo", estrelada por Huma Rojo (Marisa Paredes). Após o espetáculo, ao tentar pegar um autógrafo de Huma, Esteban é atropelado e morre. Manuela resolve então ir até o pai do menino, que vive em Barcelona, para dar a notícia. No caminho, ela encontra o travesti Agrado (Antonia San Juan), a freira Rosa (Penélope Cruz) e a própria Huma Rojo.



    Este drama de Almodóvar mostra como muitas vidas mudam por causa de um único tiro. Começando em 1970, quando uma prostituta (Penélope Cruz) dá a luz seu filho Victor, a história salta para uma Madri contemporânea. É em cima de Victor Plaza que tudo se desenvolve, quando este se envolve numa confusão na casa de Elena (Francesca Néri), a quem conhecera dias antes. A polícia aparece por lá, um revólver dispara acidentalmente e Victor amarga sete anos na cadeia, onde arma a mais doce das vinganças. Culpa, arrependimento e redenção num thriller sensualíssimo. Adaptado do livro de Ruth Rendell.


    Há 14 anos, o cineasta Mateo Blanco (Lluís Homar) sofreu um trágico acidente de carro, no qual perdeu a visão. Neste mesmo acidente, a pessoa que o acompanhava morreu. A partir de então ele abandona sua posição de cineasta e preserva apenas o lado de escritor, assumindo o pseudônimo de Harry Caine. Um dia Diego (Tamar Novas), filho de sua antiga e fiel diretora de produção Judit Garcia (Blanca Portillo), é enviado ao hospital por ter ingerido drogas acidentalmente. Assim que sabe do ocorrido, Harry vai em seu socorro. Quando o jovem o indaga sobre seus dias de cineasta, o amargurado homem revela se lembrar de detalhes marcantes de sua vida e do acidente.


    Este post é dedicado ao leitor Rodrigo Caprice (Obras primas do cinema), fã do diretor e este décimo filme foi escolhido por ele. 


    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top