• ÚLTIMAS...

    domingo, 19 de junho de 2016

    GREY GARDENS (1975) - RECOMENDAÇÃO DO DIA


    Sinopse:

    Edith Bouvier Beale, com quase 80 anos de idade, e sua filha divorciada Little Edie são primas de Jackie Kennedy. Elas costumavam viver no luxo da alta sociedade, mas 24 anos mais tarde, em grande dificuldade financeira, as duas passam os dias inteiros isoladas na mansão decadente Grey Gardens, cercadas por lixo, ratos e retratos da época de ouro. O documentário explora a relação de amor e ódio entre mãe e filha, presas à imagem que tinham no passado.


    Observações de um cinéfilo:

    "As pessoas à margem da sociedade são mais interessantes". A declaração do cineasta Alan Parker, em 1987 (ano que fez Coração satânico) faz total sentido assistindo Grey Gardens.

    Em 1973, um escândalo tomou conta das manchetes dos jornais . Autoridades locais tentaram expulsar mãe e filha de uma mansão decadente no balneário de luxo de East Hampton, alegando falta de condições sanitárias. Uma notícia banal, não fossem elas as ex-socialites Edith Bouvier Beale e sua filha Edie, respectivamente tia e prima de Jacqueline Kennedy Onassis, que por sua vez era esposa do famoso presidente dos Estados Unidos, JFK. O filme é o retrato, por excelência, da decadência. É a vida filmada de duas pessoas que tiveram seu momento de glória.  Impressionante como elas agem como se os diretores nem estivessem ali. 

    Dois anos depois, Big Edie e Little Edie, como eram conhecidas, abriram as portas para os irmãos Albert e David Maysles. Eles filmaram as maluquices de duas mulheres que viviam isoladas há mais de 20 anos. Acompanharam por seis semanas o seu dia-a-dia, presenciando crises e brigas, canções, refeições e uma festa de aniversário. 

    Grey Gardens submete imediatamente ao premiado filme  de 2009, vencedor do Emmy Awads, onde Edith Bouvier Beale (Little Edie) interpretada por Drew Barrymore e sua mãe Edith Ewing Bouvier (Big Edie) interpretada pela Jessica Lange. O filme recebeu 17 indicações ao Emmy, sendo ganho nas categorias Melhor Filme Feito para TV, Melhor Atriz em Filme ou Minissérie (Jessica Lange) e Melhor Ator Coadjuvante em Filmes ou Minissérie (Ken Howard).

    Mas o lançamento aqui é o brilhante filme/documentário sobre a vida da dupla que vive à margem, sem o glamour de outrora, agora no meio do lixo (às vezes literalmente), interpretando a si mesmas. Edith Bouvier Beale faleceu dois anos depois que a produção foi realizada, aos 80 anos. Já Edith 'Little Edie' Bouvier Beale, morreu em 2002, aos 84 anos.

    David Maysles, um dos irmãos diretores,partiu cedo, em 1987, de ataque cardíaco. Já Albert Maysles, que faleceu ano passado aos 88 anos trabalhou bastante como documentarista. Fez curtas variados, de personalidades importantes como Ali e Marlon Brando. Trabalhou também como diretor de fotografia, sendo que um dos trabalhos mais importantes foi Quando Éramos Reis (1996).

    Os cineastas realizaram um trabalho muito à frente do seu tempo. Foram bravos, originais e até visionários. O próprio Big Brother é uma mistura do filme com a obra de George Orwell.

    Ficha Técnica:

    Título: Grey Gardens
    Título Original: Grey Gardens
    País de Produção: Estados Unidos
    Ano de Produção: 1975
    Gênero: Documentário
    Direção: Ellen Hovde, Albert Maysles, David Maysles, Muffie Meyer.
    Elenco: Edith Bouvier Beale, Edith 'Little Edie' Bouvier Beale, Norman Vincent Peale, Brooks Hyers.
    Idioma: Inglês
    Legendas: Português - Inglês.
    Duração Aproximada: 95 Minutos
    Região: Aberto para todas as zonas (Livre)
    Áudio: Dolby Digital 2.0
    Formato de Tela: 1.33:1
    Cor: Colorido

    Extras: 

    Trechos de uma entrevista gravada com "Little Edie Beale"(40 min.)
    Entrevistas em vídeo com os estilistas Todd Oldham (05:25) e John Bartlett (5:23) sobre as influências de Grey Gardens. 
    Trailer Original (2:15).


    Trailer abaixo:

    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top