• ÚLTIMAS...

    MARATONA "JOGOS MORTAIS"

    Maratona Jogos mortais


    O objetivo da maratona é rever (obvio) continuações que passaram no cinema em anos diferentes de uma franquia famosa, afim de "pescar" aqueles detalhes que vocês só conseguem perceber vendo desta forma.


    Fui comentando filme a filme, e proponho que o leitor faça o mesmo. É bem mais divertido assim...

    Bons filmes:

    JOGOS MORTAIS (2004)

    Sinopse:

    O filme conta a história de duas pessoas que acordam em um lugar imundo, tendo que lutar por suas próprias vidas, contra um maníaco homicida, cujo seu maior prazer é se deliciar com o desespero de suas vítimas antes de matá-las. Adam (Leigh Whannell) e o Dr. Lawrence Gordon (Cary Elwes) acordam presos com um corpo morto entre eles, e logo descobrem que são prisioneiros de uma assassino em série apelidado pela polícia de “Jigsaw”, por causa do seu cartão de visitas nada comum, fazer com que suas vítimas matem uma a outra. Eles vão ter que aprender a trabalharem juntos para se livrarem deste mostro, e salvar a família de Gordon que foi levada como refém.Todo pedaço tem um quebra-cabeça.

    Comentário: Este filme é uma pérola do horror dos anos 2000. Daqueles que te faz acreditar que com uma boa ideia e pouco dinheiro, dá para fazer um belo filme. Gerou inúmeras continuações sem o mesmo brilho, e pior a cada filme.
    Nota 7.0


    JOGOS MORTAIS II (2005)

    Sinopse: 

    O Assassino Jigsaw está de volta. O brilhante e mentalmente perturbado que fez o diabo de suas vítimas em Jogos Mortais, agora está de volta para mais um round de jogos horripilantes de vida ou morte. Quando uma nova vítima de assassinato é descoberta, com todos os sinais de que fora morta por Jigsaw, o detetive Eri Mathews (donnie Wahlberg) inicia uma investigação completa e consegue prender o Jigsaw com pouco esforço. Mas para Jigsaw ser pego, é apenas mais uma parte de seu nefasto plano. Mais oito vítimas dele estão lutando por suas vidas neste momento – e agora é hora do detetive Mathews juntar-se ao jogo…

    Comentários: O que mais me dispersa de continuações, são quando elas iniciam novos conceitos e ignoram os próprios traçados durante os primeiros. Caso assim acontece no Sexta feira 13 parte 9. Ponto para este Saw 2, que continua os acontecimentos. Mas uma pergunta permeia estes filmes: como ele consegue elaborar tais equipamentos para tortura?
    Nota 6.0


    JOGOS MORTAIS III (2006)

    Sinopse:

    O assassino Jigsaw (Tobin Bell), que tem agora a ajuda de sua assistente Amanda (Shawnee Smith), consegue escapar da polícia e mais uma vez desapareceu. Ao mesmo tempo em que é perseguido por um grupo de detetives, Jigsaw tem um novo alvo: a médica Lynn Denlon (Bahar Soomekh). Após uma noite de plantão Lynn é sequestrada por Amanda, sendo levada para uma casa abandonada. A intenção de Jigsaw é que Lynn, com seus conhecimentos médicos, o mantenha vivo para que possa continuar seus jogos com Jeff (Angus Macfadyen).

    Comentários: terceiro filme, que segue a linha do tempo dos dois primeiros. Mas já no primeiro momento anuncia um propósito diferente, pois a vítima faz o que é proposto no "jogo", mas morre mesmo assim, detonando a inutilidade de qualquer ação, tornando o filme, obviamente, menos interessante. Tudo muito "clipado" também.
    Nota 5.0


    JOGOS MORTAIS IV (2007)

    Sinopse:

    Jigsaw (Tobin Bell) e sua aprendiz Amanda (Shawnee Smith) estão mortos. Depois da notícia do assassinato da detetive Kerry (Dina Meyer), dois oficiais veteranos do FBI, especialistas em traçar perfis psicológicos de criminosos – agente Strahm (Scott Patterson) e agente Perez – chegam à delegacia de polícia vazia e ajudam o veterano detetive Hoffman (Costas Mandylor) a examinar detalhadamente o mais recente e sinistro jogo de vítimas de Jigsaw e a reunir as peças do quebra-cabeças. Entretanto, quando o comandante Rigg (Lyriq Bent) da SWAT, o último oficial ainda intocado por Jigsaw (Tobin Bell), é repentinamente sequestrado e arrastado para o angustiante jogo, o oficial tem apenas 90 minutos para superar uma série de armadilhas interligadas ou enfrentar as conseqüências mortais.

    Comentários:

    Acho que o grande barato de continuações é elas estarem interligadas, e até aqui os filmes Jogos mortais são assim. No que em Sexta feira 13 eram mulheres nuas, aqui são mortes violentas. Soma-se isto ao interessante jogo de que Jigsaw propõe, e pronto. Temos mais um filme barato que rende bastante dinheiro. E a grande vedete é o final, que recapitula e explica o que ocorreu, tocando a música tema.
    Nota: 5.0


    JOGOS MORTAIS V (2008)

    Sinopse:

    Hoffman (Costas Mandylor) é o único sobrevivente que pode dar continuidade ao legado do assassino Jigsaw (Tobin Bell). Para isso ele tenta de todas as formas manter sigilo sobre o fato. Mas quando seu segredo se vê ameaçado, Hoffman não medirá esforços para eliminar aqueles que entram em seu caminho.

    Comentários:

    De uma certa forma, Jogos mortais é um enorme mosaico de acontecimentos, hora paralelos hora sequenciais. Isto torna os filmes bem interessantes e de uma certa forma, na média. Assistindo em sequência que isto fica muito claro e os filmes mais compreensíveis. Sendo assim, até aqui, não há uma continuação que seja vista e apreciada separadamente. Elas não tem vida própria...
    Nota: 5.0






















    JOGOS MORTAIS VI (2009)

    Sinopse:

    Hoffman (Costas Mandylor), é o sucessor de Jigsaw (Tobin Bell). Ele consegue incriminar o agente Strahm (Scott Patterson), desviando momentaneamente a atenção da polícia. Mas Hoffman é novamente descoberto quando inicia um novo jogo, desta vez com William Easton (Peter Outerbridge), um empresário corrupto de planos de saúde que deixa seus clientes morrerem para a empresa lucrar mais, sem gastos médicos com os mesmos. Paralelamente a tudo isso, os segredos pendentes de Amanda Young (Shawnee Smith) também são revelados em flashbacks inéditos.

    Comentários:

    Em termos de produção, os filmes são nivelados. Tudo muito bem feito, bem de acordo com a proposta. Mas olhando o grande mosaico que se formou até agora, este é o menos interessante até aqui (que refletiu na continuidade da série, já que só teve mais um) e o que você mais facilmente dispersa.
    Nota: 4.0



    JOGOS MORTAIS 3D (2010)

    Sinopse:

    Bobby Daggen (Sean Patrcik Flanery) lança livro e DVD, explorando sua experiência de ter escapado das armadilhas de Jigsaw (Tobin Bell). Ele reúne um grupo de sobreviventes para a gravação de um programa de televisão onde todos dão depoimentos sobre os momentos terríveis que passaram. Enquanto isso, novas mortes voltam a acontecer e sentindo-se pressionada por Hoffman (Costas Mandylor), a esposa de Jigsaw, Jill (Betsy Russell), decide contar a verdade para a polícia. Mas é tarde demais. Agora, um segredo de Daggen vai desencadear uma nova onda de terror.

    Comentários:

    Chegamos no final. Último da série, é há algumas considerações a fazer: A história foi bem montada como um mosaico com um grande "porque", só que ele não veio. Trágico isto. Você atura até aqui um sem fim de mortes cada vez piores, engenhocas cada vez mais impossíveis de serem produzidas por um doido vingativo que perdeu o filho. Acrescenta-se ao efeito 3D desnecessário, tornando a série um tipo de auto-paródia e pronto. Tem-se o pior da série.

    Nota: 3.0


    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top