• ÚLTIMAS...

    FÚRIA DE TITÃS NO CINEMA


    Fúria de Titãs é um filme britânico de fantasia baseado no mito de Perseu, da mitologia grega. No primeiro filme, a técnica de animação em stop motion é usada em larga escala para animar diversos monstros que aparecem no desenrolar da história. As criaturas criadas para o filme e sua animação ficaram a cargo do perito na animação em stop motion, Ray Harryhausen, que aposentou-se pouco tempo depois da estréia deste.

    O remake e a continuação já bebe na fonte do CGI.

    Vamos às principais diferenças das produções:

    Perseus
    A primeira vez que o semideus Perseu enfrentou monstros gregos no cinema foi em 1981, interpretado por Harry Hamlin
    Para 2010, na refilmagem de Fúria de Titãs, o herói ganhou vida com Sam Worthington para enfrentar criaturas mitológicas
    Zeus
    Em 1981, Laurence Oliver deu vida ao personagem Zeus
    Agora, o Deus mais importante do Olímpo é vivido por Liam Neeson
    Deuses
    Deuses do monte Olimpo na versão de 1981, Laurence Olivier, Maggie Smith, Ursula Andress, Jack Clair Bloom e Gwilliam tinham  roupas brancas e discretas.
    Agora, os deuses Liam Neeson, Ralph Fiennes, Danny Huston e Agyness Deyn, da versão em 3D de 2010, ganharam um figurino mais detalhado e um brilho constante.
    Medusa
    Medusa é uma criatura que transforma qualquer homem em pedra, se ele olhar diretamente nos olhos dela.
    Com ajuda da computação gráfica, a nova Medusa tem movimentos mais rápidos e bem parecidos com os de uma cobra.

    Escorpião
    No original, os escorpiões gigantes que atacavam Perseu eram criados a partir do sangue da cabeça decepada de Medusa.
    Na refilmagem, os cineastas utilizaram três décadas de inovações no quesito efeitos especiais para tornar os “scorpiochs” maiores e com aparência ainda menos realista.
    Pegasus
    No filme original, Pegasus era um cavalo branco, com asas artificiais, mas horrivelmente animado para as cenas de voo.
    Na nova versão, Pegasus é preto e montado em computação gráfica, o que o deixa mais bonito para suas cenas no ar.
    As bruxas
    As três bruxas que adivinham o destino já eram feias na primeira representação.
    Agora, as bruxas estão desfiguradas e com um aspecto bem pior do que no primeiro filme.
    Kraken
    O monstro mitológico Kraken é cheio de tentáculos e bicudo; a criatura que é um desafio para Perseu. Já o Kraken de 2010 ganhou mais dentes e ficou uns 600 metros mais alto, e seus tentáculos destroem aldeias inteiras

    Vamos aos filmes:

    FÚRIA DE TITÃS 2 (2012)

    Título original: Wrath of the Titans
    Direção: Jonathan Liebesman
    Roteiro:  Dan Mazeau, David Johnson
    Elenco: Sam Worthington, Liam Neeson, Rosamund Pike
    Duração: 99 min

    Perseu não pode mais ignorar a sua participação nessa luta, quando Hades (Ralph Fiennes) e Ares (Édgar Ramírez) fazem um trato com Cronos para capturar Zeus. O poder dos titãs aumenta à medida em que Zeus perde os seus, e o inferno do Tártaro, onde os titãs eram mantido preso, periga se alastrar pela Terra. Resta a Perseu - ao lado de Andromeda (Rosamund Pike), o semideus Agenor (Toby Kebbell) e o deus caído Hefesto (Bill Nighy) - invadir o submundo, resgatar Zeus e salvar o mundo.

    FÚRIA DE TITÃS (2010)

    Título original: Clash of the Titans"
    Direção: Louis Leterrier
    Roteiro:  Travis Beacham, Phil Hay
    Elenco:  Sam Worthington, Liam Neeson, Ralph Fiennes 
    Duração: 106 min 

    Sam Worthington é Perseu, o filho mortal de Zeus, que luta para salvar a vida da princesa Andrômeda do monstro marinho Kraken. Para tal, ele precisa de uma arma tão letal quanto difícil de conseguir: a cabeça de Medusa! Acompanhado de um grupo de corajosos guerreiros e montado no fabuloso Pegasus, o cavalo alado, Perseu parte em uma aventura sem precedentes pelas terras fantásticas da mitologia grega.


    FÚRIA DE TITÃS (1981)

    Título original: Clash of the Titans
    Direção: Desmond Davis
    Roteiro: Beverley Cross
    Elenco:  Laurence Olivier, Harry Hamlin, Claire Bloom
    Duração: 118 min

    Na Grécia Antiga, Acrísio (Donald Houston), o rei de Argos, considerou uma grande desonra sua filha Dânae (Vida Taylor), que é solteira, ter tido um filho, Perseu (Harry Hamlin). Assim determinou que tanto a filha quanto o neto fossem presos num caixão, que foi jogado ao mar, de forma que sua honra seja restaurada. No Olimpo, Zeus (Laurence Olivier) tem a confirmação da ordem de Acrísio e fica bastante irado, pois Perseu era filho de Zeus. Hera (Claire Bloom), a esposa de Zeus, ainda tentou interceder, dizendo que Acrísio fez muitos templos para louvá-lo. Porém a decisão já estava tomada. Zeus ordena que Poseidon (Jack Gwillim) liberte o último titã, Kraken. Zeus deseja punir não apenas Acrísio mas também Argos, que será destruído. Paralelamente, ele diz para Poseidon fazer com que o caixão no qual estavam Dânae e Perseu chegasse numa tranquila e remota praia. Após a destruição de Argos, Zeus fica sabendo que Dânae e Perseu chegaram em segurança na ilha de Sérifos. Os anos passam e Perseu se torna um belo jovem. Paralelamente Calibos (Neil McCarthy), o filho da deusa Tétis (Maggie Smith), era tão cruel que Zeus decidiu puni-lo, dando-lhe uma aparência horrenda. Isto significava que não se casaria mais com a linda princesa Andrômeda (Judi Bowker), que vivia em Jopa, na Fenícia. Tétis ainda tentou obter a clemência de Zeus e, como não conseguiu, decidiu prejudicar Perseu, mostrando-lhe um mundo que ele desconhecia. Apesar de Perseu ter a proteção divina de seu pai, alguns seres mitológicos estão dispostos a destruí-lo.


    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top