• ÚLTIMAS...

    GUERRA DOS MUNDOS (2005) - CRÍTICA DESTRUTIVA


    Talvez seja o menor ' whatta fuck" que vou fazer. Até agora falei unicamente de filmes, analisando a produção como um todo. Funciona assim: Antes de escrever, assisto filme de novo (provavelmente um filme que assisti várias vezes).

    Enfim, fiz o Exterminador do futuro - a salvação (que gosto até), Avatar (que gosto também, mas que assisti duas vezes no cinema - detalhe - dormi as duas, e assisti umas 8 vezes em casa, sendo que ví todas as edições estendidas) e O comboio do terror (que é um filme da minha infância, daquele que assisti 50 vezes e não consigo arrumar uma única coisa no filme que seja boa!!!). Chegando então ao novo "Guerra dos mundos", que Spielberg usa suas habilidades visionárias a fim de manipular elementos de cena e tornar tudo muito real. Neste quesito, Spielberg é único. Ainda que sua melhor fase seja no final dos anos 70 e início dos 80, onde nos brindou com "Tubarão", "Contatos imdediatos de 3º grau", " Caçadores da arca perdida" e "E.T", todos figurando na lista dos melhores filmes americanos do cinema.  Sua carreira jamais foi irregular, ainda que existam bombas como "1941" e "Hook" (não me lembro de outra). 

    O novo "Guerra dos mundos"  não tem muitos erros de continuidade, tão pouco problemas com atuação. Ví o filme inúmeras vezes, e desta vez, um filme foi perdoado: ele é bom , bem feito, tenso, tem cenas memoráveis, fez sucesso de público, a crítica não caiu em cima. 
    Mas então....Whatta fuck....o porquê do filme estar aqui?
    Simples...

    O filme tem uma das situações mais absurdas, incoerentes, e sem sentido que eu já vi. E olha que sou bem tolerante. Observe a seguinte situação: Os alienígenas estiveram a milhares de anos na terra, antes do homem e enterraram os Tripods. Esperaram pacientemente milhares de anos para o ser humano tomar o planeta Terra, para então, dizimá-lo???!!! E ainda por cima, ele utliza o ser humano como insumo para cultivar a Terra...então para que  exterminá-los no primeiro ataque? A única explicação plausível seria diminuir um pouco a população, mas aí seria mais fácil atacar na década de 60 ou 70. Não faz o menor sentido.  E menos ainda, os alienígenas morrerem contaminados pela atmosfera. Um ataque planejado com tanto tempo de antecedência,  não seria normal os alienígenas andarem por aqui, e eventualmente morrerem nas mesmas circunstâncias?

    Whatta fuck!!!


    Por fim, já que as naves estão enterradas há tanto tempo, os aliens não tinham a noção para onde a humanidade iria direcionar o progresso...
    então, como uma nave aparece em baixo da rua, exatamente? 



    Tudo bem...coincidência...mas...nenhuma tubulação de água, esgoto ou luz passando por ali? 
    tudo bem, aquela cidade é especial...mas e no mundo todo? nenhuma nave nunca foi descoberta? Mesmo o ser uma cavucando tanto na terra? Àaaa...menos né?


    Adoro o filme. Assisti muitas vezes, mas a locomotiva que puxa esta história é a mais furada dos últimos tempos. Recomendo o filme independente disso. Não sou aqueles críticos chatos que insistem que só clássicos que são bons. Coisas novas podem ser boas também. Mas este roteiro parte de um ponto muito mal escrito. Esta situação das naves enterradas é um total absurdo. E mais ainda a morte dos aliens, totalmente descabida já que o ataque é planejado há tempos. Culpa dos roteiristas que tomaram chá de cogumelo e foram escrever o filme.

    Whatta fuck!!!


    Por Marcus Vinícius R. Pacheco

    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    • Comente com o Google

    1 comentários:

    Item Reviewed: GUERRA DOS MUNDOS (2005) - CRÍTICA DESTRUTIVA Rating: 5 Reviewed By: TUDO SOBRE SEU FILME
    Scroll to Top