• ÚLTIMAS...

    EDWARD DMYTRYK (04/09/1908 - 01/07/1999) MINI BIOGRAFIA



    Edward Dmytryk (Grand Forks, Colúmbia Britânica, 4 de setembro de 1908 — Encino, Califórnia, 1 de julho de 1999) foi um cineasta canadense que fez carreira no cinema estadunidense.

    Filho de imigrantes ucranianos, Dmytryk cresceu em San Francisco e aos quinze anos já era projecionista na Paramount. Tornou-se montador no início do cinema sonoro e em 1935 dirigiu seu primeiro filme, The Hawk. Na década de 1940, filmou thrillers e dramas de guerra em preto-e-branco, com orçamentos apertados. Segundo a crítica, este é seu período mais criativo, com destaque para O Farol dos Espias (Seven Miles from Alcatraz, 1942), estrelado por James Craig, Os Filhos de Hitler (Hitler's Children, 1943), com o mocinho de faroestes B Tim Holt, Espírito Indomável (Back to Bataan, 1945), com John Wayne, Acossado (Cornered, 1946), com Dick Powell e Rancor (Crossfire, 1947), com Robert Mitchum, que lhe valeu sua única indicação para o Oscar de direção e a primeira para melhor filme. Seu trabalho mais significativo nesse período, no entanto, é Até a Vista, Querida (Murder, My Sweet, 1944), esplêndida adaptação do romance "Adeus, Minha Adorada (Farewell, My Lovely), de Raymond Chandler, com memorável atuação de Dick Powell.

    Quando tudo parecia ir bem, a carreira de Dmytryk sofreu um revés: em 1947 foi acusado de ser comunista pelo Comitê de Atividades Anti-Americanas, do Senado estadunidense. Com isso, ele foi demitido pelo estúdio RKO e refugiou-se na Inglaterra, onde fez três filmes. Condenado pelo Comitê, retornou aos Estados Unidos para cumprir uma sentença de seis meses, em 1950. No ano seguinte, foi alvo de novos interrogatórios e há indícios de que tenha citado o nome de diversos colegas, episódio que o tornou marcado para sempre como delator.

    Reabilitado pela indústria cinematográfica hollywoodiana, Dmytryk voltou a trabalhar, agora em produções de primeira classe, geralmente em cores e em Cinemascope. Ainda rodou algumas películas de impacto, como A Nave da Revolta (The Caine Mutiny, 1954), com Humphrey Bogart, A Lança Partida (Broken Lance), estrelada por Spencer Tracy e A Árvore da Vida (The Raintree County, 1957), com Elizabeth Taylor; porém, a despeito dos largos orçamentos, seus filmes foram perdendo paulatinamente o brilho e a inspiração. Os Deuses Vencidos (The Young Lions, 1958), drama de guerra com Marlon Brando e Minha Vontade É Lei (Warlock, 1959), western com Henry Fonda, são os últimos a apresentar traços do antigo vigor criativo. Dmytryk só parou de filmar nos anos 1970. Em 1978 publicou sua autobiografia It's a Hell of a Life, But Not a Bad Living. Morreu vítima de insuficiência cardíaca e renal

    COMENTE USANDO SEU FACEBOOK:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Scroll to Top